Revista Comprecar
Avaliação: Fiat Toro Freedom 2.4 litros
Motor flex mais potente coloca Fiat Toro é pé de igualdade com picapes médias
Avaliação: Fiat Toro Freedom 2.4 litros
19 de Julho de 2017

Que a Fiat Toro é uma picape singular, ninguém dúvida. A sacada de ter uma picape intermediária com espaço para cinco pessoas de verdade, com o conforto de um automóvel sedan, muita tecnologia embarcada aliado à um design verdadeiramente exclusivo, certamente define um produto distinto. Mas, existia um degrau ou pouco grande entre a versão topo de linha flex com motor 1,8 litro, transmissão automática de seis marchas e tração 4x2; e a versão topo de linha Volcano com motor 2,0 litros turbo-diesel, transmissão automática de nove marchas e tração com acoplamento 4x4.
 
A Fiat resolveu essa questão com a Toro 2,4 litro Flex. Usando a base de equipamentos da já conhecida versão Freedom, o novo motor quatro cilindros mais potente, chegou acompanhado da exclusiva transmissão automática de nove marchas. Mas manteve a característica da tração 4x2. Assim, a Toro 2.4 chegou como opção para quem buscava o desempenho da versão diesel (mas sem a necessidade da tração 4x4), porém com o silencio e conforto do flex.
 
Diferenciais no estilo e equipamentos
 
Para diferenciar essa versão, além de todos os itens de série da Freedom 1.8 Flex, essa versão acrescenta de série: capota marítima, retrovisores elétricos, brake light, luz de caçamba, sensor de pressão nos pneus, volante em couro + tecla áudio + borboletas para as trocas de marchas e rodas Super Spoke de 16 polegadas.
 
A Toro Freedom 2.4 Flex AT9 conta com os seguintes opcionais: teto solar elétrico, barras longitudinais no teto, faróis de neblina, bancos revestidos parcialmente em couro, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, câmara de ré, Uconnnect Touch Nav 5 polegadas (central multimídia com tela de 5”, navegação GPS, comandos de voz Bluetooth, áudio Streaming, entrada AUX, porta USB, MP3 e rádio AM/FM), rodas de liga leve 6.5 x 17” + pneus de uso misto, side-bags dianteiros, window-bags e air-bag de joelho para o motorista.
 
Motor 2.4 Flex Tigershark
 
O novo motor 2.4 litros foi batizado pela FCA de Tigershark Multiair Flex 16V. De última geração, ele rende até 186 cv de potência e 24,9 kgfm de torque máximo. Esse motor traz uma série de tecnologias, como: HCSS (Heated Cold Start System) que dispensa o reservatório de gasolina para partida a frio; Start/Stop que desliga o motor em paradas rápidas economizando até 20% de combustível em trânsito congestionado; programa Sport que muda o mapa de calibração do motor, deixando a picape mais ágil e com um comportamento mais esportivo.
 
Esse motor Tigershark 2.4, além de maximizado para durabilidade, foi projetado para tirar o máximo proveito da combustão através do sistema MultiAir2, responsável por variar o tempo e abertura das válvulas de admissão por um sistema eletro-hidráulico (comandado pelo gerenciamento eletrônico do moto r). Este sistema melhora a eficiência da queima do combustível e reduz as emissões de escape.
 
O resultado de tudo isto é uma potência de 186 cv a 6.400 rpm, com etanol / 174cv, com gasolina. A 2 mil rpm já se tem 91% de seu torque máximo (24,9 kgfm a 4.000 rpm, etanol / 23,5 kgfm, gasolina).
 
Desempenho
 
De acordo com a fabricante, a velocidade máxima de 200 km/h é alcançada em 6ª marcha e as outras (7ª, 8ª e 9ª) funcionam como overdrive para melhorar o consumo de combustível. A acelera de 0-100 km/h acontece em apenas 9,9 segundos (marca comparável à sedans médios e a melhor entre picapes Flex).
 
Segundo dados do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro, a nova Toro 2.4 percorre 8,6 km/l na cidade, e 10,8 km/l na estrada, com gasolina; e apenas 5,9 km/l e 7,4 km/l, nas mesmas condições, com etanol. Ainda que não seja econômica quando comparada à maioria dos veículos, a Toro 2.4 é mais eficiente que qualquer outra picape média flex (Chevrolet S10, Toyota Hilux, Ford Ranger).
 
Interior sofisticado
 
Além do requinte, nota-se boa ergonomia e a sensação da qualidade de um carro de categoria superior. O ambiente interno é amplo e requintado. Detalhes como o volante, alguns consoles e instrumentação (como controles do ar-condicionado) são bem semelhantes ao Jeep Renegade. Porém, a Toro consegue ter identidade própria, fazendo jus a um novo produto sob a marca Fiat. Detalhes internos como elementos em cromo acetinado, composições de cores e revestimento em couro nos volantes, criam um ambiente harmônico.
 
Com carroceria e bancos elevados, a sensação é de se dirigir um SUV. Os bancos são anatômicos, e o motorista conta com regulagem elétrica. E com o amplo espaço interno, os passageiros nos bancos traseiros viajam muito confortáveis, sem a sensação de estar numa picape. Para completar, o porta-objetos no console é refrigerado, e as laterais do painel têm luzes noturnas. Outro destaque é que a picape pode oferecer teto-solar, um opcional incomum em picapes.
 
Ampla capacidade de carga
 
A Fiat Toro foi (e ainda é) a primeira picape do Brasil com tampa da caçamba bipartida. Ela tem duas portas que se abrem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas. Esse formato facilita muito o acesso ao compartimento de cargas. Sua grande caçamba (820 litros) pode carregar até 1.000 kg de carga.
 
Suspensão altamente eficiente
 
Diferente das picapes médias que usam um eixo rígido na traseira, na Toro foi utilizada uma solução realmente inteligente entre as picapes. Na traseira, utiliza-se uma suspensão multilink. Com um projeto realmente revolucionário, que monta o amortecedor inclinado em 45 graus, e utiliza molas progressivas, a Toro tem ainda esses sistemas fixados na carroceria por apoios de elementos elásticos especiais, que garantem total isolamento e silêncio para os ocupantes, mesmo em pisos esburacados.
 
Além disso, esta suspensão independente garante melhor dirigibilidade, estabilidade e agilidade em qualquer tipo de terreno ou desvio de trajetória, mesmo carregando uma tonelada de carga. A avançada solução garante que a picape seja confortável tanto descarregada, como carregada.
 
Preço
 
A Fiat Toro 2.4 litros Flex AT9 começa em R$ 100 mil.. A nova versão da Toro 2.4 Flex AT9 pode ser encomendada nas concessionárias Fiat do grupo Andreta. Mais informações pelo site www.andretafiat.com.br

Notícias < Voltar
Avaliação: Fiat Toro Freedom 2.4 litros

Avaliação: Fiat Toro Freedom 2.4 litros

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Motor flex mais potente coloca Fiat Toro é pé de igualdade com picapes médias

19 de Julho de 2017

Que a Fiat Toro é uma picape singular, ninguém dúvida. A sacada de ter uma picape intermediária com espaço para cinco pessoas de verdade, com o conforto de um automóvel sedan, muita tecnologia embarcada aliado à um design verdadeiramente exclusivo, certamente define um produto distinto. Mas, existia um degrau ou pouco grande entre a versão topo de linha flex com motor 1,8 litro, transmissão automática de seis marchas e tração 4x2; e a versão topo de linha Volcano com motor 2,0 litros turbo-diesel, transmissão automática de nove marchas e tração com acoplamento 4x4.
 
A Fiat resolveu essa questão com a Toro 2,4 litro Flex. Usando a base de equipamentos da já conhecida versão Freedom, o novo motor quatro cilindros mais potente, chegou acompanhado da exclusiva transmissão automática de nove marchas. Mas manteve a característica da tração 4x2. Assim, a Toro 2.4 chegou como opção para quem buscava o desempenho da versão diesel (mas sem a necessidade da tração 4x4), porém com o silencio e conforto do flex.
 
Diferenciais no estilo e equipamentos
 
Para diferenciar essa versão, além de todos os itens de série da Freedom 1.8 Flex, essa versão acrescenta de série: capota marítima, retrovisores elétricos, brake light, luz de caçamba, sensor de pressão nos pneus, volante em couro + tecla áudio + borboletas para as trocas de marchas e rodas Super Spoke de 16 polegadas.
 
A Toro Freedom 2.4 Flex AT9 conta com os seguintes opcionais: teto solar elétrico, barras longitudinais no teto, faróis de neblina, bancos revestidos parcialmente em couro, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, câmara de ré, Uconnnect Touch Nav 5 polegadas (central multimídia com tela de 5”, navegação GPS, comandos de voz Bluetooth, áudio Streaming, entrada AUX, porta USB, MP3 e rádio AM/FM), rodas de liga leve 6.5 x 17” + pneus de uso misto, side-bags dianteiros, window-bags e air-bag de joelho para o motorista.
 
Motor 2.4 Flex Tigershark
 
O novo motor 2.4 litros foi batizado pela FCA de Tigershark Multiair Flex 16V. De última geração, ele rende até 186 cv de potência e 24,9 kgfm de torque máximo. Esse motor traz uma série de tecnologias, como: HCSS (Heated Cold Start System) que dispensa o reservatório de gasolina para partida a frio; Start/Stop que desliga o motor em paradas rápidas economizando até 20% de combustível em trânsito congestionado; programa Sport que muda o mapa de calibração do motor, deixando a picape mais ágil e com um comportamento mais esportivo.
 
Esse motor Tigershark 2.4, além de maximizado para durabilidade, foi projetado para tirar o máximo proveito da combustão através do sistema MultiAir2, responsável por variar o tempo e abertura das válvulas de admissão por um sistema eletro-hidráulico (comandado pelo gerenciamento eletrônico do moto r). Este sistema melhora a eficiência da queima do combustível e reduz as emissões de escape.
 
O resultado de tudo isto é uma potência de 186 cv a 6.400 rpm, com etanol / 174cv, com gasolina. A 2 mil rpm já se tem 91% de seu torque máximo (24,9 kgfm a 4.000 rpm, etanol / 23,5 kgfm, gasolina).
 
Desempenho
 
De acordo com a fabricante, a velocidade máxima de 200 km/h é alcançada em 6ª marcha e as outras (7ª, 8ª e 9ª) funcionam como overdrive para melhorar o consumo de combustível. A acelera de 0-100 km/h acontece em apenas 9,9 segundos (marca comparável à sedans médios e a melhor entre picapes Flex).
 
Segundo dados do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro, a nova Toro 2.4 percorre 8,6 km/l na cidade, e 10,8 km/l na estrada, com gasolina; e apenas 5,9 km/l e 7,4 km/l, nas mesmas condições, com etanol. Ainda que não seja econômica quando comparada à maioria dos veículos, a Toro 2.4 é mais eficiente que qualquer outra picape média flex (Chevrolet S10, Toyota Hilux, Ford Ranger).
 
Interior sofisticado
 
Além do requinte, nota-se boa ergonomia e a sensação da qualidade de um carro de categoria superior. O ambiente interno é amplo e requintado. Detalhes como o volante, alguns consoles e instrumentação (como controles do ar-condicionado) são bem semelhantes ao Jeep Renegade. Porém, a Toro consegue ter identidade própria, fazendo jus a um novo produto sob a marca Fiat. Detalhes internos como elementos em cromo acetinado, composições de cores e revestimento em couro nos volantes, criam um ambiente harmônico.
 
Com carroceria e bancos elevados, a sensação é de se dirigir um SUV. Os bancos são anatômicos, e o motorista conta com regulagem elétrica. E com o amplo espaço interno, os passageiros nos bancos traseiros viajam muito confortáveis, sem a sensação de estar numa picape. Para completar, o porta-objetos no console é refrigerado, e as laterais do painel têm luzes noturnas. Outro destaque é que a picape pode oferecer teto-solar, um opcional incomum em picapes.
 
Ampla capacidade de carga
 
A Fiat Toro foi (e ainda é) a primeira picape do Brasil com tampa da caçamba bipartida. Ela tem duas portas que se abrem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas. Esse formato facilita muito o acesso ao compartimento de cargas. Sua grande caçamba (820 litros) pode carregar até 1.000 kg de carga.
 
Suspensão altamente eficiente
 
Diferente das picapes médias que usam um eixo rígido na traseira, na Toro foi utilizada uma solução realmente inteligente entre as picapes. Na traseira, utiliza-se uma suspensão multilink. Com um projeto realmente revolucionário, que monta o amortecedor inclinado em 45 graus, e utiliza molas progressivas, a Toro tem ainda esses sistemas fixados na carroceria por apoios de elementos elásticos especiais, que garantem total isolamento e silêncio para os ocupantes, mesmo em pisos esburacados.
 
Além disso, esta suspensão independente garante melhor dirigibilidade, estabilidade e agilidade em qualquer tipo de terreno ou desvio de trajetória, mesmo carregando uma tonelada de carga. A avançada solução garante que a picape seja confortável tanto descarregada, como carregada.
 
Preço
 
A Fiat Toro 2.4 litros Flex AT9 começa em R$ 100 mil.. A nova versão da Toro 2.4 Flex AT9 pode ser encomendada nas concessionárias Fiat do grupo Andreta. Mais informações pelo site www.andretafiat.com.br

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

Os primeiros fabricantes a colocarem air bars em seus carros foram a GM e a BMW, a partir de 1974. Mas desde os anos 50 já existiam carros com air bags colocados sob encomenda fora das linhas de montagem.