Revista Comprecar
Avaliação: Novo Cruze Sport6 2017 LTZ
Segunda geração do hatchback melhora consideravelmente e fica entre os melhores da categoria
Avaliação: Novo Cruze Sport6 2017 LTZ
06 de Março de 2017

Em Dezembro de 2016, a Chevrolet colocou nas ruas brasileiras, a segunda geração do Cruze Sport6. O hatchback que só trouxe o nome da geração anterior, chegou com atributos para assumir a liderança da categoria, quando o assunto é tecnologia agregada e custo-benefício. Nessa matéria, trazemos a avaliação do Sport6, na versão LTZ, com o pacote hi-tech de opcionais.
 
O Sport6 vem na mesma esteira de sucesso do sedan. Aliás, o carro traz o mesmo powertrain e pacote tecnológico. Mas o hatch consegue ter uma personalidade própria, graças ao design com visual mais esportivo e pequenas mudanças mecânica, que deixam a dirigibilidade levemente diferente.
 
Um resumo rápido
 
Agora, na segunda geração, o Cruze hatch ganha opção de teto solar elétrico, novos serviços no sistema de telemática OnStar, rodas exclusivas de 17 polegadas, além de acerto customizado da suspensão e da direção progressiva com assistência elétrica. Outro diferencial são os para-choques inspirados nos da versão “RS” norte-americana, bem diferente do sedan.
 
A versão topo de linha com o pacote hi-tech conta com sistema de estacionamento semiautomático e o assistente de permanência na faixa, que é capaz de identificar uma saída involuntária da pista e realizar pequenas correções na trajetória do veículo.
 
Assim como no sedan, o novo Sport6 traz o motor flex 1.4 litro turbo com injeção direta de combustível que gera até 153 cv; a última geração da transmissão automática de seis marchas e o sistema Stop/Start (desliga temporariamente a ignição durante paradas).
 
Em relação a conectividade, traz sistema multimídia MyLink compatível com Android Auto e Apple CarPlay, tela de alta definição capacitiva, navegador integrado e comando de voz. A versão 2017 do Cruze traz ainda avanços na tecnologia OnStar. Além dos já conhecidos serviços de emergência, segurança, proteção, concierge e navegação, há uma nova versão do aplicativo, que permite ao usuário consultar um número maior de parâmetros do veículo pelo celular.
 
Chamado de Diagnóstico Avançado, a função informa se há condições irregulares em alguns sistemas do carro. Essa novidade do OnStar que chega junto com o Cruze Sport6, será também estendida aos demais modelos da linha 2017 da Chevrolet. Basta ao usuário atualizar a versão do aplicativo no smartphone.
 
Engenharia que garantiu identidade própria
 
Se engana quem acha que o Sport6, é o sedan sem porta-malas. A plataforma do hatch foi acertada para atender ao gosto do consumidor brasileiro e às condições das vias locais. A distância entre-eixos de 2,7 metros (a mesma do novo sedan), e novo posicionamento do eixo traseiro, agora 10% mais rígido que o eixo traseiro da versão sedan, contribuíram para um melhor balanço entre conforto e esportividade.
 
O novo Cruze Sport6 traz um ajuste específico da suspensão, que combinado com uma calibração exclusiva da direção elétrica, deixa o carro mais na mão que o sedan. No lugar de um conforto total, com a carroceria tendendo a inclinar em curvas (como acontece no sedan), o Sport6 é mais firme e esportivo. Essa mudança é nítida para quem quer se divertir atrás do volante.
 
Estilo próprio
 
Exclusivo do novo modelo também, é o para-choque inspirado no da versão “RS” norte-americana. Traz defletores nas extremidades, moldura fosca e saída de escape alargada. A parte frontal do Cruze hatch traz faróis e grade superior integrados, com o conceito “dual grille”, com entradas de ar bipartidas. O para-choque dianteiro também é estilo “RS”, com aletas exclusivas, faróis auxiliares horizontais e spoiler integrado à base pintado em preto fosco.
 
Interior agradável
 
A receita aqui é exatamente a mesma do sedan. O conceito “dual-cokpit” separa a área do painel destinada ao motorista e ao carona foi mantido no modelo 2017, com um design novo.
 
Além da direção com assistência elétrica com regulagem de altura e profundidade, está presente o volante multifuncional, que agrupa teclas na parte dianteira e traseira. O quadro de instrumentos traz os principais dados do veículo e vem com um computador de bordo de última geração.
 
Na versão LTZ ele conta com tela colorida de 4,2 polegadas e cinco modos de visualização: informações gerais do veículo; sistema de áudio; telefonia; navegação e um menu configurável que permite, por exemplo, exibir a velocidade de maneira digital. O computador de bordo ainda possui a função ECO, que auxilia o motorista a dirigir de maneira a privilegiar o menor consumo de combustível. Está presente também a mais nova geração do sistema multimídia Chevrolet MyLink, com uma tela capacitiva de alta definição, além de integração com Android Auto e Apple CarPlay.
 
O revestimento dos bancos e dos painéis na versão LTZ é cinza. Existe uma guia de LED azul, que moldura os comandos do multimídia e do ar-condicionado digital, facilitando a localização das teclas à noite.
 
Muitos equipamentos
 
A nova geração do Cruze Sport6 chega completa desde a versão mais acessível. Além dos itens comuns a modelos de sua categoria, o Chevrolet traz controle eletrônico de tração e de estabilidade, freios ABS com EBD (distribuição da força de frenagem) e PBA (frenagem de emergência), direção elétrica progressiva, luz de condução diurna (dispensa o uso do farol aceso nas estradas), controle de cruzeiro, abertura e fechamento dos vidros por controle re moto , tomada de 12V também para os ocupantes traseiros, sistema OnStar, airbags frontais e laterais, cintos de segurança de três pontos e sistema isofix de fixação de cadeirinha infantil.
 
O assistente de partida em rampas, o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, a câmera de ré, o sensor de estacionamento traseiro, o sistema de áudio de alta definição e o multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay também passam a ser equipamentos de série.
 
A versão topo de linha (LTZ) soma teto solar, airbags de cortina, faróis com regulagem de altura, luz de condução diurna em LED, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, abertura das portas por sensor de aproximação na chave, partida por botão no painel, acionamento da ignição por controle re moto , retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, retrovisor interno eletrocrômico, multimídia MyLink com tela de 8” com GPS integrado e mapas 3D, acabamento da grade e das maçanetas externas em cromo, rodas com acabamento escurecido.
 
Apenas na versão LTZ, existe um pacote opcional de equipamentos batizado de hi-tech. Ele é composto por assistente de permanência na faixa; alerta de colisão frontal; alerta de ponto cego; sistema de estacionamento semiautomático; farol alto inteligente; carregador de celular sem fio (carrega por indução um celular compatível); banco do motorista com ajustes elétricos e monitoramento da distância do veículo à frente.
 
Como funcionam os equipamentos opcionais
 
O assistente de permanência na faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “enxerga” as faixas da via, e faz eventuais correção na trajetória do veículo ao perceber que ele está saindo involuntariamente da pista. Com o sistema acionado por uma tecla do volante, e com o veículo em velocidade na estrada, um ícone verde aparece no painel indicando o funcionamento. Nesse momento, se o motorista tentar trocar de faixa sem acionar a seta, vai sentir uma resistência do volante, para manter o veículo na faixa. Se soltar as mãos do volante, o volante vai corrigir sozinho a trajetória, mantendo o veículo na faixa. O sistema funciona por alguns segundos sozinho. Mas se o volante não sentir a resistência da mão do motorista, o mesmo se desarma, imitindo um aviso sonoro, para o motorista assumir o controle da direção. A manutenção de faixas funciona quase sempre, mas tem limitações. Se as faixas não estiverem bem pintadas, com bom contraste do chão, ou se a iluminação não for boa a noite, o sistema não vai enxergar a orientação para manter o carro na faixa. Nesse caso, o ícone fica amarelo no painel. E se a curva da estrada for razoavelmente forte, o sistema também não opera. Somente em curvas suaves, e bem longas.
 
O alerta de colisão frontal é um equipamento de segurança bastante útil no dia a dia, que usa a mesma câmera do para-brisa. Por meio dele, o sistema monitora a velocidade do carro e a distância em relação ao veículo à frente, podendo alertar o motorista caso o outro automóvel sofra uma desaceleração repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do para-brisas, um alarme soa pelos alto-falantes do carro. Mas o sistema não freia o carro, que obriga o motorista a realizar a tarefa. Esse sistema, quando acinado, opera em qualquer faixa de velocidade, seja na estrada ou cidade. O motorista ainda pode escolher entre 3 diferentes distâncias, que espera receber o alerta de colisão.
 
Já o alerta de ponto cego auxilia o motorista em mudanças de faixa. Uma luz acende no retrovisor externo atentando da presença ou da aproximação de um outro veículo em tráfego lateral. Esse usa os sensores de estacionamento na traseira do carro, para informar a presença de veículos no ponto cego, também em qualquer faixa de velocidade.
 
O sistema de estacionamento semiautomático ajuda o motorista a estacionar em vagas paralelas e perpendiculares. Radares e sensores espalhados pela carroceria identificam os obstáculos em volta e o volante esterça sozinho. Ao condutor, basta seguir as instruções no computador de bordo de quando acelerar e frear o veículo, por exemplo. Ele pode ser usado para estacionar em vagas de ruas, ou nas vagas tipo shopping. Basta acionar o dispositivo com uma tecla no painel, sinalizar coma luz de seta para o qual lado quer estacionar, passar pela vaga até uma velocidade de até 40 km/h (para o veículo poder medir o espaço) e seguir as instruções do painel, para selecionar marchas e acelerar e frear o carro. O carro faz a manobra do volante sozinho.
 
Já o sistema de iluminação com os faróis altos inteligentes, altera o facho de acordo com o tráfego para não ofuscar, a visão do motorista do veículo que vem em sentido contrário. Utilizando também a câmera na base do retrovisor, ele percebe se existem algum ponto de luz a frente, que seja um veículo. Caso o ambiente esteja completamente escuro, ele liga o farol alto sozinho. E desliga o mesmo, quando percebe outro veículo a frente, seja na mesma mão, ou contra-mão.
 
Outra inovação é compartimento no console central com tecnologia capaz de carregar o smartphone via indução eletromagnética. Basta colocar o telefone compatível com essa tecnologia neste espaço para que sua bateria seja recarregada sem a necessidade de fios.
 
Motor e câmbio de primeira linha
 
O Cruze Sport6 2017 traz o motor Ecotec 1.4 litro turbo Flex. Ele desenvolve até 153 cavalos, e 24,5 kgfm de torque máximo. Esse motor turbo disponibiliza 90% do seu torque numa faixa plana entre 1.500 rpm e 5.000 rpm. Já a potência máxima ocorre entre 5.600 rpm e 6.000 rpm.
 
Entre os destaques do motor estão o turbo compressor com injeção direta de combustível, cabeçote com coletor de escape integrado, bloco e cárter também de alumínio, comando variável de válvulas e o sistema Stop/Start.  Só para citar, o 1.4 turbo flex do concorrente Volkswagen Golf oferece 150 cv (g/e) e 25,5 kgfm (g/e).
 
A transmissão automática de seis velocidades é de terceira geração, a mesma utilizada no Cruze norte-americano. Ela caracteriza-se pela suavidade e agilidade das trocas de marcha e é capaz de se adaptar ao modo de condução do condutor. Possui paralelamente sistema Active Select, que permite a troca manual por meio da alavanca do câmbio.
 
Desempenho
 
Esse conjunto faz o Cruze Sport6 acelerar de 0 à 100 km/h em apenas 9 segundos, e superar uma máxima de 210 km/h. Com nota “A” no selo de eficiência energética do Inmetro, o novo Cruze Sport6 percorre com gasolina, 11,3 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada; com etanol, 7,6 km/l e 9,3 km/l, respectivamente. Na média, é cerca de 30% mais econômico que o modelo de geração anterior. Em nossos testes, na estrada com velocidade constante de 110 km/h, e ar-condicionado ligado, fizemos até 15 km/l na gasolina e 11 km/l no etanol.
 
Sob o ponto de vista de performance, o Sport6 é realmente divertido. Somente o VW Golf consegue se equiparar ao Cruze Sport6. Todos os outros concorrentes diretos são facilmente superados pelo Sport6 da Chevrolet.
 
Diagnóstico Avançado OnStar
 
O Novo Cruze Sport6 estreou o funcionamento do Diagnóstico Avançado. Este passou a informar, por meio do aplicativo OnStar para smartphone, anormalidades com os principais sistemas do veículo.
 
Essa função completou outros serviços já oferecidos pelo OnStar, como os de emergência, segurança, proteção patrimonial, concierge e navegação. A tecnologia é exclusiva da marca Chevrolet no Brasil.
 
Com o Diagnóstico Avançado OnStar, além de informações essenciais referentes ao veículo, como pressão instantânea de pneus e informações de quilometragem total percorrida, o usuário pode consultar a situação do moto r e transmissão, estado do airbag, controles de tração, freios ABS e emissões.
 
Esse diagnóstico realiza um check-up básico do veículo. Quando o sistema aponta qualquer anomalia, ele automaticamente envia para o smartphone do usuário um alerta informando sobre o sistema que está com problemas. O cliente poderá entrar em contato com o Centro de Atendimento OnStar para mais informações ou agendar os serviços na Concessionária diretamente pelo App ou pelo portal web.
 
No Novo Cruze Sport6, a Chevrolet oferece como cortesia o serviço OnStar plano Exclusive – com todas as funções disponíveis, sendo que o cliente poderá desfrutar dos serviços por um período de experiência de um ano. A partir daí, o serviço será cobrado mensalmente. O novo Cruze Sport6 será o primeiro modelo a oferecer o serviço de Diagnóstico Avançado, que se estenderá também a outros veículos da linha 2017 da Chevrolet equipados com OnStar.
 
Planos do OnStar
 
A Chevrolet apresentou também os preços dos planos OnStar disponíveis para os clientes Chevrolet que possuem veículo com a tecnologia. A partir da 2ª quinzena de dezembro, os clientes que completarem um ano de uso gratuito do OnStar, poderão alterar ou renovar seu plano OnStar para as opções Safe (R$ 50,00/mês), Protect (R$ 65,00/mês) ou Exclusive (R$ 80,00/mês), de acordo com o modelo do veículo.
 
Os planos OnStar são divididos em três categorias:
 
Plano Safe – foco na proteção de seu veículo e conectividade
- Assistência de recuperação veicular
- Sensores para prevenir furto
- Diagnóstico Re moto
- Diagnóstico Avançado
- Travar/Destravar Portas / Luzes & Buzinas
- Alertas de Segurança como valet, velocidade e movimento
- Siga-Me/Localize-Me
Valor mensal: R$ 50,00
 
Plano Protect – todos os serviços do plano Safe, além de foco em situações de emergência para as pessoas.
- Plano Safe
- Chamadas de emergência pelo App e botão SOS no veículo
- Bom Samaritano
- Monitoramento em rota
- Resposta automática de acidentes
- Socorro mecânico e elétrico (Chevrolet Road Service)
- Destino Seguro
Valor mensal: R$ 65,00
 
O cliente Protect continuará tendo um período de cortesia de 03 meses e, após este período, para continuar com todos os benefícios do plano Exclusive pagará R$ 15,00 por mês até o termino do período de degustação original. Veja abaixo as condições do plano Exclusive e benefícios em relação ao Protect.
 
Plano Exclusive – além dos serviços do plano Protect, o Exclusive visa também a comodidade e praticidade do cliente. É um plano completo com mais de 20 serviços a disposição do cliente.
- Plano Protect +
- Navegação por setas
- Navegação integrada
- Envio do destino ao MyLink através do botão OnStar no veículo ou pelo aplicativo
- Informações sobre Pontos de interesse
- Concierge
Valor mensal: R$ 80,00
 
O cliente poderá optar por alterar ou renovar seu plano falando diretamente com um atendente OnStar através do botão central OnStar do veículo ou pelo aplicativo - ícone Atendimento Chevrolet. Em ambos há a opção de pagar por boleto à vista (com condições especiais) ou em até 12x mensais. Outra opção é através do Portal exclusivo para clientes com opção de pagamento no boleto ou cartão de crédito.
 
Algumas questões
 
O Sport6 LTZ é um carro fantástico. As únicas coisas que a Chevrolet poderia pensar em melhorar são: a inclusão de um botão que permitisse desligar o sistema Star-Stop do motor, uma saída do ar-condicionado para os bancos traseiros, a inclusão de um estepe igual ao pneu de rodagem (o Cruze usa um estepe fino de uso temporário) e talvez a opção de um farol de xênon. De resto, o Sport6 não recebe qualquer crítica.
 
Versões, cores e preços
 
O Novo Cruze Sport6 chega em duas configurações de acabamento: LT (luxo) e LTZ (alto luxo). A versão LT tem preço sugerido de R$ 91,8 mil. A versão LTZ sobe para R$ 103,3 mil. E a LTZ com o pacote de sistemas de assistência sai por R$ 113,1 mil.
 
São oito opções de cores: Branco Abalone, Vermelho Edible Berries, Cinza Satin Steel, Preto Ouro Negro, Branco Summit, Prata Switchblade e as inéditas Vermelho Glory e Azul Petróleo. A garantia do veículo é de três anos.
 
O novo Cruze Sport6 2017 já pode ser encontrado nas concessionárias Chevrolet do Grupo Andreta, na cidade de Campinas (Adara - duas lojas) e Jundiaí (Spassus). Mais informações pelo site www.grupoandreta.com.br
 
Ficha técnica
 
Motor: 4 cilindros em linha 1,4, 16V, turbo, injeção direta, start-stop 
Cilindrada: 1399 cm3
Combustível: flex
Potência: 150 cv a 5.600 rpm (g) e 153 cv 5.200 rpm (e)
Torque: 24 kgfm a 2.100 rpm (g) e 24,5 kgfm a 2.000 rpm (e) 
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,448 m (c), 2,042 m (l), 1,484 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 300 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.336 kg
0-100 km/h: 9s (e)
Velocidade máxima: 210 km/h 
Consumo cidade: 11.3 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Consumo estrada: 13,6 km/l (g) e 9,3 km/l (e)
Nota geral do Inmetro: B
Classificação na categoria: A

Avaliações < Voltar
Avaliação: Novo Cruze Sport6 2017 LTZ

Avaliação: Novo Cruze Sport6 2017 LTZ

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Segunda geração do hatchback melhora consideravelmente e fica entre os melhores da categoria

06 de Março de 2017

Em Dezembro de 2016, a Chevrolet colocou nas ruas brasileiras, a segunda geração do Cruze Sport6. O hatchback que só trouxe o nome da geração anterior, chegou com atributos para assumir a liderança da categoria, quando o assunto é tecnologia agregada e custo-benefício. Nessa matéria, trazemos a avaliação do Sport6, na versão LTZ, com o pacote hi-tech de opcionais.
 
O Sport6 vem na mesma esteira de sucesso do sedan. Aliás, o carro traz o mesmo powertrain e pacote tecnológico. Mas o hatch consegue ter uma personalidade própria, graças ao design com visual mais esportivo e pequenas mudanças mecânica, que deixam a dirigibilidade levemente diferente.
 
Um resumo rápido
 
Agora, na segunda geração, o Cruze hatch ganha opção de teto solar elétrico, novos serviços no sistema de telemática OnStar, rodas exclusivas de 17 polegadas, além de acerto customizado da suspensão e da direção progressiva com assistência elétrica. Outro diferencial são os para-choques inspirados nos da versão “RS” norte-americana, bem diferente do sedan.
 
A versão topo de linha com o pacote hi-tech conta com sistema de estacionamento semiautomático e o assistente de permanência na faixa, que é capaz de identificar uma saída involuntária da pista e realizar pequenas correções na trajetória do veículo.
 
Assim como no sedan, o novo Sport6 traz o motor flex 1.4 litro turbo com injeção direta de combustível que gera até 153 cv; a última geração da transmissão automática de seis marchas e o sistema Stop/Start (desliga temporariamente a ignição durante paradas).
 
Em relação a conectividade, traz sistema multimídia MyLink compatível com Android Auto e Apple CarPlay, tela de alta definição capacitiva, navegador integrado e comando de voz. A versão 2017 do Cruze traz ainda avanços na tecnologia OnStar. Além dos já conhecidos serviços de emergência, segurança, proteção, concierge e navegação, há uma nova versão do aplicativo, que permite ao usuário consultar um número maior de parâmetros do veículo pelo celular.
 
Chamado de Diagnóstico Avançado, a função informa se há condições irregulares em alguns sistemas do carro. Essa novidade do OnStar que chega junto com o Cruze Sport6, será também estendida aos demais modelos da linha 2017 da Chevrolet. Basta ao usuário atualizar a versão do aplicativo no smartphone.
 
Engenharia que garantiu identidade própria
 
Se engana quem acha que o Sport6, é o sedan sem porta-malas. A plataforma do hatch foi acertada para atender ao gosto do consumidor brasileiro e às condições das vias locais. A distância entre-eixos de 2,7 metros (a mesma do novo sedan), e novo posicionamento do eixo traseiro, agora 10% mais rígido que o eixo traseiro da versão sedan, contribuíram para um melhor balanço entre conforto e esportividade.
 
O novo Cruze Sport6 traz um ajuste específico da suspensão, que combinado com uma calibração exclusiva da direção elétrica, deixa o carro mais na mão que o sedan. No lugar de um conforto total, com a carroceria tendendo a inclinar em curvas (como acontece no sedan), o Sport6 é mais firme e esportivo. Essa mudança é nítida para quem quer se divertir atrás do volante.
 
Estilo próprio
 
Exclusivo do novo modelo também, é o para-choque inspirado no da versão “RS” norte-americana. Traz defletores nas extremidades, moldura fosca e saída de escape alargada. A parte frontal do Cruze hatch traz faróis e grade superior integrados, com o conceito “dual grille”, com entradas de ar bipartidas. O para-choque dianteiro também é estilo “RS”, com aletas exclusivas, faróis auxiliares horizontais e spoiler integrado à base pintado em preto fosco.
 
Interior agradável
 
A receita aqui é exatamente a mesma do sedan. O conceito “dual-cokpit” separa a área do painel destinada ao motorista e ao carona foi mantido no modelo 2017, com um design novo.
 
Além da direção com assistência elétrica com regulagem de altura e profundidade, está presente o volante multifuncional, que agrupa teclas na parte dianteira e traseira. O quadro de instrumentos traz os principais dados do veículo e vem com um computador de bordo de última geração.
 
Na versão LTZ ele conta com tela colorida de 4,2 polegadas e cinco modos de visualização: informações gerais do veículo; sistema de áudio; telefonia; navegação e um menu configurável que permite, por exemplo, exibir a velocidade de maneira digital. O computador de bordo ainda possui a função ECO, que auxilia o motorista a dirigir de maneira a privilegiar o menor consumo de combustível. Está presente também a mais nova geração do sistema multimídia Chevrolet MyLink, com uma tela capacitiva de alta definição, além de integração com Android Auto e Apple CarPlay.
 
O revestimento dos bancos e dos painéis na versão LTZ é cinza. Existe uma guia de LED azul, que moldura os comandos do multimídia e do ar-condicionado digital, facilitando a localização das teclas à noite.
 
Muitos equipamentos
 
A nova geração do Cruze Sport6 chega completa desde a versão mais acessível. Além dos itens comuns a modelos de sua categoria, o Chevrolet traz controle eletrônico de tração e de estabilidade, freios ABS com EBD (distribuição da força de frenagem) e PBA (frenagem de emergência), direção elétrica progressiva, luz de condução diurna (dispensa o uso do farol aceso nas estradas), controle de cruzeiro, abertura e fechamento dos vidros por controle re moto , tomada de 12V também para os ocupantes traseiros, sistema OnStar, airbags frontais e laterais, cintos de segurança de três pontos e sistema isofix de fixação de cadeirinha infantil.
 
O assistente de partida em rampas, o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, a câmera de ré, o sensor de estacionamento traseiro, o sistema de áudio de alta definição e o multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay também passam a ser equipamentos de série.
 
A versão topo de linha (LTZ) soma teto solar, airbags de cortina, faróis com regulagem de altura, luz de condução diurna em LED, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, abertura das portas por sensor de aproximação na chave, partida por botão no painel, acionamento da ignição por controle re moto , retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, retrovisor interno eletrocrômico, multimídia MyLink com tela de 8” com GPS integrado e mapas 3D, acabamento da grade e das maçanetas externas em cromo, rodas com acabamento escurecido.
 
Apenas na versão LTZ, existe um pacote opcional de equipamentos batizado de hi-tech. Ele é composto por assistente de permanência na faixa; alerta de colisão frontal; alerta de ponto cego; sistema de estacionamento semiautomático; farol alto inteligente; carregador de celular sem fio (carrega por indução um celular compatível); banco do motorista com ajustes elétricos e monitoramento da distância do veículo à frente.
 
Como funcionam os equipamentos opcionais
 
O assistente de permanência na faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “enxerga” as faixas da via, e faz eventuais correção na trajetória do veículo ao perceber que ele está saindo involuntariamente da pista. Com o sistema acionado por uma tecla do volante, e com o veículo em velocidade na estrada, um ícone verde aparece no painel indicando o funcionamento. Nesse momento, se o motorista tentar trocar de faixa sem acionar a seta, vai sentir uma resistência do volante, para manter o veículo na faixa. Se soltar as mãos do volante, o volante vai corrigir sozinho a trajetória, mantendo o veículo na faixa. O sistema funciona por alguns segundos sozinho. Mas se o volante não sentir a resistência da mão do motorista, o mesmo se desarma, imitindo um aviso sonoro, para o motorista assumir o controle da direção. A manutenção de faixas funciona quase sempre, mas tem limitações. Se as faixas não estiverem bem pintadas, com bom contraste do chão, ou se a iluminação não for boa a noite, o sistema não vai enxergar a orientação para manter o carro na faixa. Nesse caso, o ícone fica amarelo no painel. E se a curva da estrada for razoavelmente forte, o sistema também não opera. Somente em curvas suaves, e bem longas.
 
O alerta de colisão frontal é um equipamento de segurança bastante útil no dia a dia, que usa a mesma câmera do para-brisa. Por meio dele, o sistema monitora a velocidade do carro e a distância em relação ao veículo à frente, podendo alertar o motorista caso o outro automóvel sofra uma desaceleração repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do para-brisas, um alarme soa pelos alto-falantes do carro. Mas o sistema não freia o carro, que obriga o motorista a realizar a tarefa. Esse sistema, quando acinado, opera em qualquer faixa de velocidade, seja na estrada ou cidade. O motorista ainda pode escolher entre 3 diferentes distâncias, que espera receber o alerta de colisão.
 
Já o alerta de ponto cego auxilia o motorista em mudanças de faixa. Uma luz acende no retrovisor externo atentando da presença ou da aproximação de um outro veículo em tráfego lateral. Esse usa os sensores de estacionamento na traseira do carro, para informar a presença de veículos no ponto cego, também em qualquer faixa de velocidade.
 
O sistema de estacionamento semiautomático ajuda o motorista a estacionar em vagas paralelas e perpendiculares. Radares e sensores espalhados pela carroceria identificam os obstáculos em volta e o volante esterça sozinho. Ao condutor, basta seguir as instruções no computador de bordo de quando acelerar e frear o veículo, por exemplo. Ele pode ser usado para estacionar em vagas de ruas, ou nas vagas tipo shopping. Basta acionar o dispositivo com uma tecla no painel, sinalizar coma luz de seta para o qual lado quer estacionar, passar pela vaga até uma velocidade de até 40 km/h (para o veículo poder medir o espaço) e seguir as instruções do painel, para selecionar marchas e acelerar e frear o carro. O carro faz a manobra do volante sozinho.
 
Já o sistema de iluminação com os faróis altos inteligentes, altera o facho de acordo com o tráfego para não ofuscar, a visão do motorista do veículo que vem em sentido contrário. Utilizando também a câmera na base do retrovisor, ele percebe se existem algum ponto de luz a frente, que seja um veículo. Caso o ambiente esteja completamente escuro, ele liga o farol alto sozinho. E desliga o mesmo, quando percebe outro veículo a frente, seja na mesma mão, ou contra-mão.
 
Outra inovação é compartimento no console central com tecnologia capaz de carregar o smartphone via indução eletromagnética. Basta colocar o telefone compatível com essa tecnologia neste espaço para que sua bateria seja recarregada sem a necessidade de fios.
 
Motor e câmbio de primeira linha
 
O Cruze Sport6 2017 traz o motor Ecotec 1.4 litro turbo Flex. Ele desenvolve até 153 cavalos, e 24,5 kgfm de torque máximo. Esse motor turbo disponibiliza 90% do seu torque numa faixa plana entre 1.500 rpm e 5.000 rpm. Já a potência máxima ocorre entre 5.600 rpm e 6.000 rpm.
 
Entre os destaques do motor estão o turbo compressor com injeção direta de combustível, cabeçote com coletor de escape integrado, bloco e cárter também de alumínio, comando variável de válvulas e o sistema Stop/Start.  Só para citar, o 1.4 turbo flex do concorrente Volkswagen Golf oferece 150 cv (g/e) e 25,5 kgfm (g/e).
 
A transmissão automática de seis velocidades é de terceira geração, a mesma utilizada no Cruze norte-americano. Ela caracteriza-se pela suavidade e agilidade das trocas de marcha e é capaz de se adaptar ao modo de condução do condutor. Possui paralelamente sistema Active Select, que permite a troca manual por meio da alavanca do câmbio.
 
Desempenho
 
Esse conjunto faz o Cruze Sport6 acelerar de 0 à 100 km/h em apenas 9 segundos, e superar uma máxima de 210 km/h. Com nota “A” no selo de eficiência energética do Inmetro, o novo Cruze Sport6 percorre com gasolina, 11,3 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada; com etanol, 7,6 km/l e 9,3 km/l, respectivamente. Na média, é cerca de 30% mais econômico que o modelo de geração anterior. Em nossos testes, na estrada com velocidade constante de 110 km/h, e ar-condicionado ligado, fizemos até 15 km/l na gasolina e 11 km/l no etanol.
 
Sob o ponto de vista de performance, o Sport6 é realmente divertido. Somente o VW Golf consegue se equiparar ao Cruze Sport6. Todos os outros concorrentes diretos são facilmente superados pelo Sport6 da Chevrolet.
 
Diagnóstico Avançado OnStar
 
O Novo Cruze Sport6 estreou o funcionamento do Diagnóstico Avançado. Este passou a informar, por meio do aplicativo OnStar para smartphone, anormalidades com os principais sistemas do veículo.
 
Essa função completou outros serviços já oferecidos pelo OnStar, como os de emergência, segurança, proteção patrimonial, concierge e navegação. A tecnologia é exclusiva da marca Chevrolet no Brasil.
 
Com o Diagnóstico Avançado OnStar, além de informações essenciais referentes ao veículo, como pressão instantânea de pneus e informações de quilometragem total percorrida, o usuário pode consultar a situação do moto r e transmissão, estado do airbag, controles de tração, freios ABS e emissões.
 
Esse diagnóstico realiza um check-up básico do veículo. Quando o sistema aponta qualquer anomalia, ele automaticamente envia para o smartphone do usuário um alerta informando sobre o sistema que está com problemas. O cliente poderá entrar em contato com o Centro de Atendimento OnStar para mais informações ou agendar os serviços na Concessionária diretamente pelo App ou pelo portal web.
 
No Novo Cruze Sport6, a Chevrolet oferece como cortesia o serviço OnStar plano Exclusive – com todas as funções disponíveis, sendo que o cliente poderá desfrutar dos serviços por um período de experiência de um ano. A partir daí, o serviço será cobrado mensalmente. O novo Cruze Sport6 será o primeiro modelo a oferecer o serviço de Diagnóstico Avançado, que se estenderá também a outros veículos da linha 2017 da Chevrolet equipados com OnStar.
 
Planos do OnStar
 
A Chevrolet apresentou também os preços dos planos OnStar disponíveis para os clientes Chevrolet que possuem veículo com a tecnologia. A partir da 2ª quinzena de dezembro, os clientes que completarem um ano de uso gratuito do OnStar, poderão alterar ou renovar seu plano OnStar para as opções Safe (R$ 50,00/mês), Protect (R$ 65,00/mês) ou Exclusive (R$ 80,00/mês), de acordo com o modelo do veículo.
 
Os planos OnStar são divididos em três categorias:
 
Plano Safe – foco na proteção de seu veículo e conectividade
- Assistência de recuperação veicular
- Sensores para prevenir furto
- Diagnóstico Re moto
- Diagnóstico Avançado
- Travar/Destravar Portas / Luzes & Buzinas
- Alertas de Segurança como valet, velocidade e movimento
- Siga-Me/Localize-Me
Valor mensal: R$ 50,00
 
Plano Protect – todos os serviços do plano Safe, além de foco em situações de emergência para as pessoas.
- Plano Safe
- Chamadas de emergência pelo App e botão SOS no veículo
- Bom Samaritano
- Monitoramento em rota
- Resposta automática de acidentes
- Socorro mecânico e elétrico (Chevrolet Road Service)
- Destino Seguro
Valor mensal: R$ 65,00
 
O cliente Protect continuará tendo um período de cortesia de 03 meses e, após este período, para continuar com todos os benefícios do plano Exclusive pagará R$ 15,00 por mês até o termino do período de degustação original. Veja abaixo as condições do plano Exclusive e benefícios em relação ao Protect.
 
Plano Exclusive – além dos serviços do plano Protect, o Exclusive visa também a comodidade e praticidade do cliente. É um plano completo com mais de 20 serviços a disposição do cliente.
- Plano Protect +
- Navegação por setas
- Navegação integrada
- Envio do destino ao MyLink através do botão OnStar no veículo ou pelo aplicativo
- Informações sobre Pontos de interesse
- Concierge
Valor mensal: R$ 80,00
 
O cliente poderá optar por alterar ou renovar seu plano falando diretamente com um atendente OnStar através do botão central OnStar do veículo ou pelo aplicativo - ícone Atendimento Chevrolet. Em ambos há a opção de pagar por boleto à vista (com condições especiais) ou em até 12x mensais. Outra opção é através do Portal exclusivo para clientes com opção de pagamento no boleto ou cartão de crédito.
 
Algumas questões
 
O Sport6 LTZ é um carro fantástico. As únicas coisas que a Chevrolet poderia pensar em melhorar são: a inclusão de um botão que permitisse desligar o sistema Star-Stop do motor, uma saída do ar-condicionado para os bancos traseiros, a inclusão de um estepe igual ao pneu de rodagem (o Cruze usa um estepe fino de uso temporário) e talvez a opção de um farol de xênon. De resto, o Sport6 não recebe qualquer crítica.
 
Versões, cores e preços
 
O Novo Cruze Sport6 chega em duas configurações de acabamento: LT (luxo) e LTZ (alto luxo). A versão LT tem preço sugerido de R$ 91,8 mil. A versão LTZ sobe para R$ 103,3 mil. E a LTZ com o pacote de sistemas de assistência sai por R$ 113,1 mil.
 
São oito opções de cores: Branco Abalone, Vermelho Edible Berries, Cinza Satin Steel, Preto Ouro Negro, Branco Summit, Prata Switchblade e as inéditas Vermelho Glory e Azul Petróleo. A garantia do veículo é de três anos.
 
O novo Cruze Sport6 2017 já pode ser encontrado nas concessionárias Chevrolet do Grupo Andreta, na cidade de Campinas (Adara - duas lojas) e Jundiaí (Spassus). Mais informações pelo site www.grupoandreta.com.br
 
Ficha técnica
 
Motor: 4 cilindros em linha 1,4, 16V, turbo, injeção direta, start-stop 
Cilindrada: 1399 cm3
Combustível: flex
Potência: 150 cv a 5.600 rpm (g) e 153 cv 5.200 rpm (e)
Torque: 24 kgfm a 2.100 rpm (g) e 24,5 kgfm a 2.000 rpm (e) 
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,448 m (c), 2,042 m (l), 1,484 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 300 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.336 kg
0-100 km/h: 9s (e)
Velocidade máxima: 210 km/h 
Consumo cidade: 11.3 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Consumo estrada: 13,6 km/l (g) e 9,3 km/l (e)
Nota geral do Inmetro: B
Classificação na categoria: A

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!