Revista Comprecar
Avaliação: Porsche 718 Boxster
Roadster esportivo representa a série 718 como modelo de entrada
Avaliação: Porsche 718 Boxster
30 de Outubro de 2017

No segundo semestre de 2016, chegou ao mercado brasileiro a quarta geração do Roadster de entrada da gama Porsche: o 718 Boxster. Na oportunidade, o modelo ganhou uma aparência ainda mais marcante, além da mudança do motor. Logo após o Roadster, a versão cupê (o 718 Cayman) também chegou ao mercado. Cabe destacar que Boxster e Cayman são praticamente o mesmo produto, apenas com a diferença da capota conversível.
 
Um pouco da história
 
No final de 2015, a Porsche renomeou para 718 Boxster e o 718 Cayman, seus modelos esportivos de dois lugares com motores centrais, de entrada da gama. A designação 718 é uma referência ao carro esporte pioneiro desse tipo lançado em 1957, que obteve muito sucesso em algumas das mais famosas corridas de automóveis.
 
A partir dessa alteração, o 718 Boxster e o 718 Cayman passaram a mostrar mais similaridades, tanto do ponto de vista visual como técnico. Ambos trazem motores horizontais de quatro cilindros com turbo-alimentação. Na ocasião, o Roadster também foi posicionado a um nível de preços mais alto do que o Coupé, como sempre aconteceu com os modelos 911.
 
A série de modelos 718 é uma continuação do conceito de quatro cilindros e da história de carros esportivos da Porsche. Um exemplo recente é o carro de corridas 919 Hybrid LMP1, que também possui um motor de quatro cilindros turboalimentado com apenas dois litros altamente eficiente. Com ele, a Porsche não apenas terminou a prova 24 Horas de Le Mans em primeiro e segundo lugares,  como venceu os títulos de campeão de fabricantes e pilotos no Campeonato Mundial de Endurance (WEC).
 
O motor horizontal de quatro cilindros
 
Motores horizontais de quatro cilindros têm uma longa tradição na Porsche. No final da década de 1950, o 718 - sucessor do Porsche 550 Spyder - representaram o nível mais alto de configuração do motor plano (Boxer) com quatro cilindros. Seja competindo na corrida de 12 horas em Sebring, em 1960, seja no Campeonato Europeu de Subida de Montanha disputado entre 1958 e 1961, o Porsche 718 se impôs frente a inúmeros competidores com seu poderoso e eficiente motor horizontal de quatro cilindros. O 718 conquistou o primeiro lugar por três vezes, entre 1959 e 1960, na legendária corrida italiana de Targa Florio, disputada na Sicília. Na 24 Horas de Le Mans de 1958, o 718 RSK, com seu motor quatro-cilindros de 142 cv, obteve uma vitória histórica.
 
Estilo
 
O novo 718 Cayman foi alterado em seu design. As entradas de ar destacadas na frente e nas laterais, e o baixo perfil lateral destacam o visual dinâmico. O \\\\\\\"nariz\\\\\\\" tem um perfil muito mais afilado, dando à dianteira do carro uma aparência mais larga. As lanternas ultrafinas sobre as entradas de ar, que integram as luzes de estacionamento e os indicadores de direção, reforçam esta impressão. Complementando a dianteira do 718 Cayman estão as entradas de ar para refrigeração consideravelmente maiores e os faróis bixenônio em novo design. Faróis de luz alta complementares em LED, com as luzes de condução diurna de quatro pontos são oferecidos também.
 
Visto de lado, o cupê esportivo guarda suas linhas marcantes típicas da marca Porsche, incluindo as entradas de ar, asas e saias laterais. A traseira redesenhada ganhou um visual muito mais amplo graças à faixa decorativa em preto com alto brilho com o logotipo Porsche (por escrito) integrado entre as lanternas traseiras. As lanternas traseiras foram completamente reprojetadas, e se destacam pela tecnologia tridimensional e os quatro projetores das luzes de freios, que parecem flutuar.
 
Interior
 
Por dentro, há visíveis alterações na família 718. A parte superior do painel, incluindo as saídas do ar-condicionado são novas. O novo volante esportivo, com o design do 918 Spyder, assim como as novas opções de conectividade, foram adotados agora no cockpit do 718, juntamente com o Porsche Communication Management (PCM - gerenciamento de comunicações) de série.
 
Ainda que o 718 seja um carro moderno, é inegável a preocupação em manter uma referência histórica e clássica nos mostradores, que usam e abusam de ponteiros. Um volante totalmente limpo, sem qualquer botão frontal, também se faz presente. Entre as poucas características de modernidade, aparece num mostrador com tela digital à direita do painel. Nele, é possível ver diversas funções do veículo, por meio de um pequeno braço de controle instalado atrás do volante. Também é possível exibir uma tela resumida do sistema de GPS.
 
Preparação para celulares, interfaces de áudio e o Sound Package Plus com 150 watts fazem parte desse equipamento original. Há opções para ampliar o PCM. O módulo Connect, por exemplo, inclui extensões para smartphones como a entrada USB, o Apple CarPlay e o Porsche Car Connect. Outra opção disponível é o módulo de navegação com controle por voz, que torna mais fácil dar entrada aos pontos de destino.
 
Estrutura avançada
 
Em termos de dinâmica de direção, os atuais modelos 718 seguem o padrão dos 718 clássicos. A rigidez lateral e a geometria das rodas foram melhoradas consideravelmente no chassi completamente aprimorado do 718 Boxter. Molas e estabilizadores foram projetados para serem mais firmes e a regulagem dos amortecedores foi alterada. A direção, reconfigurada para ser 10% mais direta, aumenta a agilidade e o prazer ao dirigir. As rodas traseiras, que são meia polegada mais largas, em combinação com os pneus que receberam novo desenvolvimento, resultam num aumento potencial na força lateral e, consequentemente, em maior estabilidade nas curvas.
 
Levando em conta o maior desempenho do carro, novos e mais fortes sistemas de freios passaram a ser utilizados, com discos dianteiros com 330 milímetros e traseiros com 299 milímetros de diâmetro. O 718 Boxter traz o sistema de freios anteriormente usado no Cayman/Boxster S.
 
O motor 2.0 litros turbo
 
O motor turbo horizontal com quatro cilindro que equipa o 718 Cayman, também está presente no 718 Boxster. Assim, o cupê e o roadster têm a mesma potência. Essa versão de entrada começa com 300 cv. Esse motor alcança um torque de até 380 Nm (mais 90 Nm em relação ao usado anteriormente), disponibilizado entre 1.950 e 4.500 rpm. Cabe lembrar que o motor anterior era aspirado, com seis cilindros, e de cilindrada maior (2.7 litros). Assim, mesmo com a redução da cilindrada, a potência e torque subiram por conta da turbo-alimentação.
 
Refrigeração Indireta
 
Outra inovação é a refrigeração indireta do ar de sobrealimentação. Para não alterar o design e a aerodinâmica do 718 Boxster, o motor turbo utiliza as entradas de ar laterais atrás das portas para aspirar o ar e, também para refrigerar indiretamente o ar de sobrealimentação. A redução da temperatura ocorre através de um circuito adicional no sistema de refrigeração. Para esse efeito, existe um trocador de calor por cima do motor. Aí, o ar comprimido do turbo passa uma parte do calor para o líquido de refrigeração. Em seguida, o líquido passa por um radiador em cada entrada de ar.
 
A eficiente transmissão PDK
 
O 718 Boxster traz um câmbio batizado de PDK. PDK é a sigla para Porsche Doppel Kupplungs getriebe (ou precisamente, Porsche-Doppelkupplungsgetriebe), que traduzido significa Transmissão de Dupla Embreagem da Porsche.
 
A Porsche faz parte do grupo Volkswagen AG. Por isso, muita gente confunde o PDK da Porsche com sistemas robotizados de outras marcas do grupo, como os sistemas S-Tronic (Audi) e DSG (Volkswagen).
 
De comum, eles têm apenas o mesmo princípio tecnológico, pois são câmbios automatizados de dupla embreagem. A partir disso, os projetos são totalmente diferentes e adequados para condições específicas dos carros esportivos da Porsche.

O PDK da Porsche é muito mais robusto, seja pela necessidade de suportar maiores torques, ou ainda trabalhar constantemente em rotações maiores. Um esportivo como o 911 Turbo S anda muito mais próximo ao limite de 7.200 rpm, do que um veículo normal de uso urbano. Além disso, as embreagens são sempre banhadas a óleo (no PDK), enquanto modelos da VW ou Audi, elas podem ser “secas” ou banhadas à óleo.

A posição do motor (central traseira), e o tipo de montagem (longitudinal vs transversal) também mudam completamente o projeto do câmbio. E também existem funções adicionais como controle de largada e aceleração intermediária (PDK), que podem estar disponíveis (ou não em sistemas Audi/VW). Portanto, os câmbios são bastantes diferentes, apesar de trabalharem com o mesmo princípio.
 
Desempenho
 
O 718 Boxster com PDK acelera em 4,7 segundos dos 0 à 100 km/h. A faixa de rotações vai até 7.500 rpm. Nenhum outro motor turbo no segmento do 718 Boxster alcança esses números. A velocidade máxima alcançada pelo 718 Boxster também é alta, chegando à impressionantes 275 km/h.
 
Ainda que o Porsche seja um veículo realmente esportivo, parece que a marca teve alguma preocupação com a eficiência energética. O veículo conta com sistema stop-start (que desliga o motor em rápidas paradas no trânsito), e ainda a função que desengata o câmbio em velocidades constantes na estrada. Tudo isso para economizar combustível. E durantes nossos testes, em velocidade constante de 110 km/h na estrada com ar-condicionado ligado, conseguimos fazer até 11 km/l de gasolina. Para um carro esportivo de 300 cavalos, nada mal.
 
Algumas características do 718
 
Vale destacar algumas interessantes informações. O Porsche 718 tem apenas tração traseira. Além disso, por conta da construção central-traseira do motor, toda a manutenção desse componente é feita pela parte de baixo do veículo. Apenas o abastecimento do óleo, e da água do motor, trazem duas aberturas junto ao porta-malas traseiro. Assim, o Porsche tem dois “porta-malas”. Um na frente com 150 litros (onde fica o pneu do estepe temporário) e um traseiro com 125 litros.
 
Dirigibilidade
 
Certamente estamos falando de um carro totalmente voltado para a esportividade. Por conta disso, é importante observar que o 718 é um veículo relativamente duro, e baixo. Quando comparado à modelos como Audi TT Roadster e Mercedes-Benz SLC, o Boxster é mais duro e esportivo. É preciso cuidado na hora de enfrentar obstáculos como lombadas e valetes. Os pneus superesportivos de aro 20 polegadas, também não facilitam a vida em pisos irregulares. Além disso, o 718 também não é a escolha para enfrentar congestionamentos urbanos, seja pela posição que o motorista fica, como a pouca suavidade do conjunto.
 
Mas se a opção do cliente for pela esportividade e dirigibilidade no limite, certamente ele não vai encontrar nada melhor que o Porsche 718. O modelo transpira esportividade em todos os sentidos. As acelerações são incrivelmente vigorosas, e o controle dinâmico do veículo é total. Em velocidades próximas de 200 km/h, o motorista tem a sensação de estar dirigindo à cerca de 140 km/h. À 110 km/h, em estrada de bom pavimento, a sensação é de estar numa avenida à 60 km/h. Fica evidente a vocação do 718 para quem gosta de correr e “pilotar”! Não estamos falando de dirigir ou conduzir ou veículo, e sim pilotar um esportivo autêntico.
 
Preço
 
O Porsche Boxster 718 tem preço sugerido de R$ 378 mil. Certamente não é barato. Mas a grande questão aqui é a esportividade do modelo. Não existe outro concorrente direto com os números de desempenho do modelo da Porsche. Certamente esse é o veículo para o cliente que busca entrar na marca Porsche, levando pra casa um veículo com o mais legítimo espírito esportivo. 

Avaliações < Voltar
Avaliação: Porsche 718 Boxster

Avaliação: Porsche 718 Boxster

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Roadster esportivo representa a série 718 como modelo de entrada

30 de Outubro de 2017

No segundo semestre de 2016, chegou ao mercado brasileiro a quarta geração do Roadster de entrada da gama Porsche: o 718 Boxster. Na oportunidade, o modelo ganhou uma aparência ainda mais marcante, além da mudança do motor. Logo após o Roadster, a versão cupê (o 718 Cayman) também chegou ao mercado. Cabe destacar que Boxster e Cayman são praticamente o mesmo produto, apenas com a diferença da capota conversível.
 
Um pouco da história
 
No final de 2015, a Porsche renomeou para 718 Boxster e o 718 Cayman, seus modelos esportivos de dois lugares com motores centrais, de entrada da gama. A designação 718 é uma referência ao carro esporte pioneiro desse tipo lançado em 1957, que obteve muito sucesso em algumas das mais famosas corridas de automóveis.
 
A partir dessa alteração, o 718 Boxster e o 718 Cayman passaram a mostrar mais similaridades, tanto do ponto de vista visual como técnico. Ambos trazem motores horizontais de quatro cilindros com turbo-alimentação. Na ocasião, o Roadster também foi posicionado a um nível de preços mais alto do que o Coupé, como sempre aconteceu com os modelos 911.
 
A série de modelos 718 é uma continuação do conceito de quatro cilindros e da história de carros esportivos da Porsche. Um exemplo recente é o carro de corridas 919 Hybrid LMP1, que também possui um motor de quatro cilindros turboalimentado com apenas dois litros altamente eficiente. Com ele, a Porsche não apenas terminou a prova 24 Horas de Le Mans em primeiro e segundo lugares,  como venceu os títulos de campeão de fabricantes e pilotos no Campeonato Mundial de Endurance (WEC).
 
O motor horizontal de quatro cilindros
 
Motores horizontais de quatro cilindros têm uma longa tradição na Porsche. No final da década de 1950, o 718 - sucessor do Porsche 550 Spyder - representaram o nível mais alto de configuração do motor plano (Boxer) com quatro cilindros. Seja competindo na corrida de 12 horas em Sebring, em 1960, seja no Campeonato Europeu de Subida de Montanha disputado entre 1958 e 1961, o Porsche 718 se impôs frente a inúmeros competidores com seu poderoso e eficiente motor horizontal de quatro cilindros. O 718 conquistou o primeiro lugar por três vezes, entre 1959 e 1960, na legendária corrida italiana de Targa Florio, disputada na Sicília. Na 24 Horas de Le Mans de 1958, o 718 RSK, com seu motor quatro-cilindros de 142 cv, obteve uma vitória histórica.
 
Estilo
 
O novo 718 Cayman foi alterado em seu design. As entradas de ar destacadas na frente e nas laterais, e o baixo perfil lateral destacam o visual dinâmico. O \\\\\\\"nariz\\\\\\\" tem um perfil muito mais afilado, dando à dianteira do carro uma aparência mais larga. As lanternas ultrafinas sobre as entradas de ar, que integram as luzes de estacionamento e os indicadores de direção, reforçam esta impressão. Complementando a dianteira do 718 Cayman estão as entradas de ar para refrigeração consideravelmente maiores e os faróis bixenônio em novo design. Faróis de luz alta complementares em LED, com as luzes de condução diurna de quatro pontos são oferecidos também.
 
Visto de lado, o cupê esportivo guarda suas linhas marcantes típicas da marca Porsche, incluindo as entradas de ar, asas e saias laterais. A traseira redesenhada ganhou um visual muito mais amplo graças à faixa decorativa em preto com alto brilho com o logotipo Porsche (por escrito) integrado entre as lanternas traseiras. As lanternas traseiras foram completamente reprojetadas, e se destacam pela tecnologia tridimensional e os quatro projetores das luzes de freios, que parecem flutuar.
 
Interior
 
Por dentro, há visíveis alterações na família 718. A parte superior do painel, incluindo as saídas do ar-condicionado são novas. O novo volante esportivo, com o design do 918 Spyder, assim como as novas opções de conectividade, foram adotados agora no cockpit do 718, juntamente com o Porsche Communication Management (PCM - gerenciamento de comunicações) de série.
 
Ainda que o 718 seja um carro moderno, é inegável a preocupação em manter uma referência histórica e clássica nos mostradores, que usam e abusam de ponteiros. Um volante totalmente limpo, sem qualquer botão frontal, também se faz presente. Entre as poucas características de modernidade, aparece num mostrador com tela digital à direita do painel. Nele, é possível ver diversas funções do veículo, por meio de um pequeno braço de controle instalado atrás do volante. Também é possível exibir uma tela resumida do sistema de GPS.
 
Preparação para celulares, interfaces de áudio e o Sound Package Plus com 150 watts fazem parte desse equipamento original. Há opções para ampliar o PCM. O módulo Connect, por exemplo, inclui extensões para smartphones como a entrada USB, o Apple CarPlay e o Porsche Car Connect. Outra opção disponível é o módulo de navegação com controle por voz, que torna mais fácil dar entrada aos pontos de destino.
 
Estrutura avançada
 
Em termos de dinâmica de direção, os atuais modelos 718 seguem o padrão dos 718 clássicos. A rigidez lateral e a geometria das rodas foram melhoradas consideravelmente no chassi completamente aprimorado do 718 Boxter. Molas e estabilizadores foram projetados para serem mais firmes e a regulagem dos amortecedores foi alterada. A direção, reconfigurada para ser 10% mais direta, aumenta a agilidade e o prazer ao dirigir. As rodas traseiras, que são meia polegada mais largas, em combinação com os pneus que receberam novo desenvolvimento, resultam num aumento potencial na força lateral e, consequentemente, em maior estabilidade nas curvas.
 
Levando em conta o maior desempenho do carro, novos e mais fortes sistemas de freios passaram a ser utilizados, com discos dianteiros com 330 milímetros e traseiros com 299 milímetros de diâmetro. O 718 Boxter traz o sistema de freios anteriormente usado no Cayman/Boxster S.
 
O motor 2.0 litros turbo
 
O motor turbo horizontal com quatro cilindro que equipa o 718 Cayman, também está presente no 718 Boxster. Assim, o cupê e o roadster têm a mesma potência. Essa versão de entrada começa com 300 cv. Esse motor alcança um torque de até 380 Nm (mais 90 Nm em relação ao usado anteriormente), disponibilizado entre 1.950 e 4.500 rpm. Cabe lembrar que o motor anterior era aspirado, com seis cilindros, e de cilindrada maior (2.7 litros). Assim, mesmo com a redução da cilindrada, a potência e torque subiram por conta da turbo-alimentação.
 
Refrigeração Indireta
 
Outra inovação é a refrigeração indireta do ar de sobrealimentação. Para não alterar o design e a aerodinâmica do 718 Boxster, o motor turbo utiliza as entradas de ar laterais atrás das portas para aspirar o ar e, também para refrigerar indiretamente o ar de sobrealimentação. A redução da temperatura ocorre através de um circuito adicional no sistema de refrigeração. Para esse efeito, existe um trocador de calor por cima do motor. Aí, o ar comprimido do turbo passa uma parte do calor para o líquido de refrigeração. Em seguida, o líquido passa por um radiador em cada entrada de ar.
 
A eficiente transmissão PDK
 
O 718 Boxster traz um câmbio batizado de PDK. PDK é a sigla para Porsche Doppel Kupplungs getriebe (ou precisamente, Porsche-Doppelkupplungsgetriebe), que traduzido significa Transmissão de Dupla Embreagem da Porsche.
 
A Porsche faz parte do grupo Volkswagen AG. Por isso, muita gente confunde o PDK da Porsche com sistemas robotizados de outras marcas do grupo, como os sistemas S-Tronic (Audi) e DSG (Volkswagen).
 
De comum, eles têm apenas o mesmo princípio tecnológico, pois são câmbios automatizados de dupla embreagem. A partir disso, os projetos são totalmente diferentes e adequados para condições específicas dos carros esportivos da Porsche.

O PDK da Porsche é muito mais robusto, seja pela necessidade de suportar maiores torques, ou ainda trabalhar constantemente em rotações maiores. Um esportivo como o 911 Turbo S anda muito mais próximo ao limite de 7.200 rpm, do que um veículo normal de uso urbano. Além disso, as embreagens são sempre banhadas a óleo (no PDK), enquanto modelos da VW ou Audi, elas podem ser “secas” ou banhadas à óleo.

A posição do motor (central traseira), e o tipo de montagem (longitudinal vs transversal) também mudam completamente o projeto do câmbio. E também existem funções adicionais como controle de largada e aceleração intermediária (PDK), que podem estar disponíveis (ou não em sistemas Audi/VW). Portanto, os câmbios são bastantes diferentes, apesar de trabalharem com o mesmo princípio.
 
Desempenho
 
O 718 Boxster com PDK acelera em 4,7 segundos dos 0 à 100 km/h. A faixa de rotações vai até 7.500 rpm. Nenhum outro motor turbo no segmento do 718 Boxster alcança esses números. A velocidade máxima alcançada pelo 718 Boxster também é alta, chegando à impressionantes 275 km/h.
 
Ainda que o Porsche seja um veículo realmente esportivo, parece que a marca teve alguma preocupação com a eficiência energética. O veículo conta com sistema stop-start (que desliga o motor em rápidas paradas no trânsito), e ainda a função que desengata o câmbio em velocidades constantes na estrada. Tudo isso para economizar combustível. E durantes nossos testes, em velocidade constante de 110 km/h na estrada com ar-condicionado ligado, conseguimos fazer até 11 km/l de gasolina. Para um carro esportivo de 300 cavalos, nada mal.
 
Algumas características do 718
 
Vale destacar algumas interessantes informações. O Porsche 718 tem apenas tração traseira. Além disso, por conta da construção central-traseira do motor, toda a manutenção desse componente é feita pela parte de baixo do veículo. Apenas o abastecimento do óleo, e da água do motor, trazem duas aberturas junto ao porta-malas traseiro. Assim, o Porsche tem dois “porta-malas”. Um na frente com 150 litros (onde fica o pneu do estepe temporário) e um traseiro com 125 litros.
 
Dirigibilidade
 
Certamente estamos falando de um carro totalmente voltado para a esportividade. Por conta disso, é importante observar que o 718 é um veículo relativamente duro, e baixo. Quando comparado à modelos como Audi TT Roadster e Mercedes-Benz SLC, o Boxster é mais duro e esportivo. É preciso cuidado na hora de enfrentar obstáculos como lombadas e valetes. Os pneus superesportivos de aro 20 polegadas, também não facilitam a vida em pisos irregulares. Além disso, o 718 também não é a escolha para enfrentar congestionamentos urbanos, seja pela posição que o motorista fica, como a pouca suavidade do conjunto.
 
Mas se a opção do cliente for pela esportividade e dirigibilidade no limite, certamente ele não vai encontrar nada melhor que o Porsche 718. O modelo transpira esportividade em todos os sentidos. As acelerações são incrivelmente vigorosas, e o controle dinâmico do veículo é total. Em velocidades próximas de 200 km/h, o motorista tem a sensação de estar dirigindo à cerca de 140 km/h. À 110 km/h, em estrada de bom pavimento, a sensação é de estar numa avenida à 60 km/h. Fica evidente a vocação do 718 para quem gosta de correr e “pilotar”! Não estamos falando de dirigir ou conduzir ou veículo, e sim pilotar um esportivo autêntico.
 
Preço
 
O Porsche Boxster 718 tem preço sugerido de R$ 378 mil. Certamente não é barato. Mas a grande questão aqui é a esportividade do modelo. Não existe outro concorrente direto com os números de desempenho do modelo da Porsche. Certamente esse é o veículo para o cliente que busca entrar na marca Porsche, levando pra casa um veículo com o mais legítimo espírito esportivo. 

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

O primeiro retrovisor foi criado em 1906 pelo francês Alfred Faucher. Ele também foi o inventor da luz de freio e do pisca-pisca de direção.