Revista Comprecar
Avaliação: Renault Captur 1.6 Zen
Versão com motor 1.6 litro agrada pela quantidade de equipamentos de série
Avaliação: Renault Captur 1.6 Zen
13 de Junho de 2017

O Renault Captur chegou ao mercado no início desse ano como uma resposta aos clientes da marca que queriam mais sofisticação, e não encontravam isso no Duster. O Captur, ainda que montada na plataforma do Duster, acrescentou várias outras coisas, entregando um conjunto mais completo, além da maior altura em relação ao solo (na categoria), e melhor posição de direção e maior comprimento no entre-eixos (em relação ao Duster). O Captur é fabricado no Complexo Ayrton Senna, no Paraná. Nessa matéria, trazemos a avaliação da versão equipada com motor 1.6 litro e câmbio manual.
 
Estilo
 
No segmento de crossovers, mesmo sendo uma versão de entrada, o Captur 1.6 traz alguns diferenciais. Um deles, é a possibilidade da pintura biton, ou seja, a possibilidade de ter o teto em uma cor diferente do restante do veículo (opcional). A pintura em biton oferece 9 combinações em biton. O teto do Captur pode ser preto ou marfim. A carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza.
 
Também conta com a luz de posição diurna em LED, que dispensa o uso do farol aceso na estrada. Essa luz tem formato em “C”, e alongam a grade inferior. Também na versão de entrada, estão presentes as rodas de liga-leve de 17 polegadas.
 
Interior
 
O Captur traz um novo quadro de instrumentos. Associa um velocímetro digital e displays em formato de meia-lua de cada lado. O computador de bordo digital é visualizado logo acima do conjunto.  Também é de série o controle de simples toque para abrir e fechar todos os vidros. Até mesmo o rebatimento dos espelhos laterais faz parte do pacote básico.
 
O Captur tem 4,33m de comprimento e 2,67m de entre-eixos, os maiores números do segmento. Além disso, tem 212 mm de altura do solo, e ângulo de entrada de 23° e de saída de 31° (maiores ângulos do segmento). O banco do motorista tem ajuste de altura manual. E o volante conta apenas com ajuste de altura. Faltou, entretanto, o ajuste de profundidade.
 
O Captur tem uma das maiores áreas de acesso ao porta-malas do segmento SUV. O porta-malas é o maior entre seus concorrentes e tem capacidade para 437 litros. O modelo também conta com 12 porta-objetos, localizados nos painéis das portas, console central, painel de bordo e porta-luvas.
 
Equipamentos
 
O Captur é o único no segmento com chave tipo cartão que possibilita a ignição com a presença do cartão no interior do veículo. Já a abertura e o travamento das portas e do porta-malas acontecem por aproximação ou afastamento, sem necessidade de tocar no cartão.
 
O SUV também conta de série, mesmo com câmbio manual, com o controle de velocidade de cruzeiro (cruise control), que pode atuar como limitador de velocidade. O sistema é ideal ao conduzir por uma zona de velocidade controlada.
 
A direção é tipo eletro-hidráulica com esforço variável. Ou seja, o fluxo de óleo é gerenciado por uma bomba elétrica, que atua de forma independente em relação à velocidade do motor. A necessidade de assistência é determinada com base na velocidade do veículo. Quando a assistência não é necessária, a bomba elétrica é desativada temporariamente.
 
Motor 1.6 litro
 
O Captur Zen traz o novo motor 1.6 – 16 válvulas SCe. Esse motor entrega até 120 cv a 5.500 rpm com etanol, ou 118 cv a 5.500 rpm com gasolina. Em torque, são 16,2 kgfm a 4.000 rpm seja com etanol ou gasolina. Vale destacar que 90% do torque do motor 1.6 SCe já é oferecido a 2.000 rpm. Quando equipado com o motor 1.6 - 16V, o SUV recebe uma transmissão manual de cinco marchas. Muito em breve, estará disponível a transmissão CVT XTronic (a mesma que equipa o crossver Kicks da Nissan).
 
O Captur traz ainda o sistema Energy Smart Management (ESM) de regeneração de energia. Durante a desaceleração do carro, quando o motorista retira o pé do acelerador, o motor continua girando sem consumir combustível. Nesse momento, o alternador automaticamente passa a recuperar energia e enviá-la para a bateria, que aumenta sua carga sem consumo de combustível. Durante a aceleração, o alternador não precisa “roubar” energia do motor para enviar à bateria, já que houve a carga na desaceleração.
 
Ainda com foco em economia de combustível, o modelo conta com a função Eco Mode, que é ativada por um botão localizado logo abaixo da alavanca de câmbio. Por meio desta função podem ser alterados padrões de uso e otimizado o consumo de combustível, com uma economia de até 10%.
 
Como complemento, o indicador de troca de marcha (GSI) avisa qual é o momento indicado para mudar de marcha, conforme a condição de condução, rotação do motor e posição do pedal do acelerador.
 
Desempenho
 
O Captur Zen 1.6 manual acelera de 0 à 100 km/h em 11,9 segundos. Isso faz com que o modelo seja ágil no uso urbano. Aliás, nessa condição, o motorista não vai sentir falta de um desempenho melhor.
 
Já na estrada, a situação é outra. A velocidade máxima (com o veículo vazio) é de apenas 169 km/h. Usar o veículo carregado, e em estradas de serra, exige muita calma e paciência do motorista. Essa versão 1.6 litro não é indicada para esse tipo de situação.
 
Segurança
 
Toda a gama do novo Renault Captur traz de série o controle eletrônico de estabilidade (ESP) e controle eletrônico de tração (ASR). Também faz parte do pacote quatro airbags de série (dois frontais e dois laterais) e sistema de fixação ISOFIX para duas cadeirinhas infantis no banco traseiro.
 
A assistência de partida em rampas (HSA), também presente, é acionada quando o carro se encontra em uma inclinação superior a 3 graus. Este sistema freia o carro por até 2 segundos, auxiliando a arrancada em ladeiras e trazendo conforto e segurança.
 
Por último, a câmera de ré (opcional) e os sensores de estacionamento traseiros permitem guiar e informar o condutor sobre a presença de obstáculos próximos.
 
Conectividade
 
O Captur Zen pode vir equipado como opcional com o MEDIA Nav. Ele tem tela touchscreen de 7 polegadas com GPS integrado, Bluetooth, sistema eco-scoring e eco-coaching. O sistema é integrado com o comando satélite que possibilita ao motorista acessar as funções sem tirar as mãos do volante.
 
Preços

A Renault Captur 1.6 manual parte de R$ 78.900. Seus opcionais são o Media NAV com câmera de ré que acrescenta R$ 1.900 e a Pintura Bitom mais R$ 1.400. O Captur tem garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros rodados, prevalecendo o que ocorrer primeiro.

Notícias < Voltar
Avaliação: Renault Captur 1.6 Zen

Avaliação: Renault Captur 1.6 Zen

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Versão com motor 1.6 litro agrada pela quantidade de equipamentos de série

13 de Junho de 2017

O Renault Captur chegou ao mercado no início desse ano como uma resposta aos clientes da marca que queriam mais sofisticação, e não encontravam isso no Duster. O Captur, ainda que montada na plataforma do Duster, acrescentou várias outras coisas, entregando um conjunto mais completo, além da maior altura em relação ao solo (na categoria), e melhor posição de direção e maior comprimento no entre-eixos (em relação ao Duster). O Captur é fabricado no Complexo Ayrton Senna, no Paraná. Nessa matéria, trazemos a avaliação da versão equipada com motor 1.6 litro e câmbio manual.
 
Estilo
 
No segmento de crossovers, mesmo sendo uma versão de entrada, o Captur 1.6 traz alguns diferenciais. Um deles, é a possibilidade da pintura biton, ou seja, a possibilidade de ter o teto em uma cor diferente do restante do veículo (opcional). A pintura em biton oferece 9 combinações em biton. O teto do Captur pode ser preto ou marfim. A carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza.
 
Também conta com a luz de posição diurna em LED, que dispensa o uso do farol aceso na estrada. Essa luz tem formato em “C”, e alongam a grade inferior. Também na versão de entrada, estão presentes as rodas de liga-leve de 17 polegadas.
 
Interior
 
O Captur traz um novo quadro de instrumentos. Associa um velocímetro digital e displays em formato de meia-lua de cada lado. O computador de bordo digital é visualizado logo acima do conjunto.  Também é de série o controle de simples toque para abrir e fechar todos os vidros. Até mesmo o rebatimento dos espelhos laterais faz parte do pacote básico.
 
O Captur tem 4,33m de comprimento e 2,67m de entre-eixos, os maiores números do segmento. Além disso, tem 212 mm de altura do solo, e ângulo de entrada de 23° e de saída de 31° (maiores ângulos do segmento). O banco do motorista tem ajuste de altura manual. E o volante conta apenas com ajuste de altura. Faltou, entretanto, o ajuste de profundidade.
 
O Captur tem uma das maiores áreas de acesso ao porta-malas do segmento SUV. O porta-malas é o maior entre seus concorrentes e tem capacidade para 437 litros. O modelo também conta com 12 porta-objetos, localizados nos painéis das portas, console central, painel de bordo e porta-luvas.
 
Equipamentos
 
O Captur é o único no segmento com chave tipo cartão que possibilita a ignição com a presença do cartão no interior do veículo. Já a abertura e o travamento das portas e do porta-malas acontecem por aproximação ou afastamento, sem necessidade de tocar no cartão.
 
O SUV também conta de série, mesmo com câmbio manual, com o controle de velocidade de cruzeiro (cruise control), que pode atuar como limitador de velocidade. O sistema é ideal ao conduzir por uma zona de velocidade controlada.
 
A direção é tipo eletro-hidráulica com esforço variável. Ou seja, o fluxo de óleo é gerenciado por uma bomba elétrica, que atua de forma independente em relação à velocidade do motor. A necessidade de assistência é determinada com base na velocidade do veículo. Quando a assistência não é necessária, a bomba elétrica é desativada temporariamente.
 
Motor 1.6 litro
 
O Captur Zen traz o novo motor 1.6 – 16 válvulas SCe. Esse motor entrega até 120 cv a 5.500 rpm com etanol, ou 118 cv a 5.500 rpm com gasolina. Em torque, são 16,2 kgfm a 4.000 rpm seja com etanol ou gasolina. Vale destacar que 90% do torque do motor 1.6 SCe já é oferecido a 2.000 rpm. Quando equipado com o motor 1.6 - 16V, o SUV recebe uma transmissão manual de cinco marchas. Muito em breve, estará disponível a transmissão CVT XTronic (a mesma que equipa o crossver Kicks da Nissan).
 
O Captur traz ainda o sistema Energy Smart Management (ESM) de regeneração de energia. Durante a desaceleração do carro, quando o motorista retira o pé do acelerador, o motor continua girando sem consumir combustível. Nesse momento, o alternador automaticamente passa a recuperar energia e enviá-la para a bateria, que aumenta sua carga sem consumo de combustível. Durante a aceleração, o alternador não precisa “roubar” energia do motor para enviar à bateria, já que houve a carga na desaceleração.
 
Ainda com foco em economia de combustível, o modelo conta com a função Eco Mode, que é ativada por um botão localizado logo abaixo da alavanca de câmbio. Por meio desta função podem ser alterados padrões de uso e otimizado o consumo de combustível, com uma economia de até 10%.
 
Como complemento, o indicador de troca de marcha (GSI) avisa qual é o momento indicado para mudar de marcha, conforme a condição de condução, rotação do motor e posição do pedal do acelerador.
 
Desempenho
 
O Captur Zen 1.6 manual acelera de 0 à 100 km/h em 11,9 segundos. Isso faz com que o modelo seja ágil no uso urbano. Aliás, nessa condição, o motorista não vai sentir falta de um desempenho melhor.
 
Já na estrada, a situação é outra. A velocidade máxima (com o veículo vazio) é de apenas 169 km/h. Usar o veículo carregado, e em estradas de serra, exige muita calma e paciência do motorista. Essa versão 1.6 litro não é indicada para esse tipo de situação.
 
Segurança
 
Toda a gama do novo Renault Captur traz de série o controle eletrônico de estabilidade (ESP) e controle eletrônico de tração (ASR). Também faz parte do pacote quatro airbags de série (dois frontais e dois laterais) e sistema de fixação ISOFIX para duas cadeirinhas infantis no banco traseiro.
 
A assistência de partida em rampas (HSA), também presente, é acionada quando o carro se encontra em uma inclinação superior a 3 graus. Este sistema freia o carro por até 2 segundos, auxiliando a arrancada em ladeiras e trazendo conforto e segurança.
 
Por último, a câmera de ré (opcional) e os sensores de estacionamento traseiros permitem guiar e informar o condutor sobre a presença de obstáculos próximos.
 
Conectividade
 
O Captur Zen pode vir equipado como opcional com o MEDIA Nav. Ele tem tela touchscreen de 7 polegadas com GPS integrado, Bluetooth, sistema eco-scoring e eco-coaching. O sistema é integrado com o comando satélite que possibilita ao motorista acessar as funções sem tirar as mãos do volante.
 
Preços

A Renault Captur 1.6 manual parte de R$ 78.900. Seus opcionais são o Media NAV com câmera de ré que acrescenta R$ 1.900 e a Pintura Bitom mais R$ 1.400. O Captur tem garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros rodados, prevalecendo o que ocorrer primeiro.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

Em 1893, em São Paulo, pela primeira vez um carro circulava no Brasil. Guiando o veículo: Henrique Santos Dumont (isso mesmo irmão de Alberto, inventor do Avião).