Revista Comprecar
Avaliação: Jeep Renegade Sport 2016
Versão Sport tem excelente custo-benefício e muitos equipamentos de série
Avaliação: Jeep Renegade Sport 2016
24 de Abril de 2016

O Jeep Renegade é realmente um sucesso incontestável. O modelo briga ferozmente pela liderança de vendas, em sua categoria, desde o seu lançamento. Nesse ano, o modelo já chegou a ficar em primeiro lugar nas vendas, em Janeiro. Agora, mantém a segunda posição no acumulado, continuando na briga pela posição de destaque.
 
O Renegade é produzido no Polo Automotivo Jeep, em Goiana-Pernambuco. Trata-se da mais moderna entre as fábricas do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles no mundo! Por conta disso, o Renegade consegue entregar uma qualidade superior, aparecendo entre os veículos mais seguros produzidos em solo nacional.
 
A gama do Renegade é bastante ampla, conseguindo atender uma variada faixa de clientes. Mas, entre os campeões de venda da família do Renegade, está a versão Sport. Além do melhor-custo benefício, a versão Sport já sai bem completa, e com tudo que o Renegade oferece de melhor em estilo, espaço, segurança e muito conforto.
 
Nessa matéria, trazemos a avaliação do Renegade Sport, com os opcionais de teto-solar e central multimídia.
 
Estilo
 
Desde o início, os designers da Jeep sabiam que o Renegade deveria oferecer proporções urbanas que exibissem as linhas robustas da marca, mas com muita jovialidade, versatilidade e presença. Além disso, o desafio era criar um SUV inteiramente novo, não derivado de nenhum carro de passeio, e que simbolizasse os reconhecidos estilo e engenhosidade norte-americanos, para marcar o primeiro SUV compacto da Jeep. O resultado é um veículo inspirado no porte do Jeep Wrangler, mas com traços modernos e arrojados.
 
Interior
 
A cabine do Jeep Renegade tem ótimo acabamento, empregando matérias-primas de qualidade. Batizada pelos designers de “Tek-Tonic”, a linguagem estilística do habitáculo mistura formas sutis com detalhes mais rústicos e funcionais. O painel, por exemplo, revestido com material suave ao toque, é intercalado com elementos como a alça de apoio para o passageiro.
 
As saídas de ar centrais lembram óculos escuros de marcas de esportes radicais, e há outros toques que lembram atividades de aventura, como as molduras da base da alavanca do câmbio e dos alto-falantes nas portas. O “X” das lanternas traseiras aparece em vários pontos, como nos porta-copos no console central. E, para acomodar bem toda a bagagem dos ocupantes, há assoalho 2 em 1 no piso do porta-malas. De um lado, a peça é revestida de tecido e do outro, de vinil, fácil de limpar em caso de levar artigos sujos ou molhados.
 
Motor
 
O moto r 1,8 litro - 16V E.torQ Evo incorporou melhorias que trouxeram mais agilidade no arranque, retomadas mais rápidas e 5% de redução de consumo. Isso foi possível por meio de um cabeçote novo. Com 100% de etanol no tanque (também de 60 litros), a potência se manteve em 132 cv, mas o torque não apenas subiu de 18,9 para 19,1 kgfm como surge mais cedo, a 3.750 rpm (antes, a 4.500 rpm). Há novos pistões, nova câmara de combustão, novos coletores de admissão e escape, válvulas maiores, velas de ignição menores e o variador de fase no comando de válvulas, evoluções que, combinadas geraram aumento da taxa de compressão do moto r (de 11,2:1 para 12,5:1), e curva de torque muito mais plana, na qual 82% da força máxima já está disponível a 1.500 rpm. É muito importante destacar que esse moto r não é igual aos oferecidos nos carros da Fiat! Existem diversas peças diferentes.

Para conhecer todas as diferenças do moto r do Renegade, em relação aos carros da Fiat, clique moto r-dos-carros-da-fiat]AQUI[/url]!
 
Transmissões
 
Com o 1.8 E.torQ 16V flex, além de um câmbio manual de cinco marchas, está presente uma transmissão automática de seis marchas inédita em modelos da Jeep em todo o mundo e em veículos do grupo FCA fabricados no Brasil. Esse câmbio automático conta com opção de comando sequencial na alavanca e, a partir da versão Longitude, também por aletas no volante.
 
Equipamentos
 
Sempre de série, o Renegade traz de série freio de estacionamento eletrônico, que dispensa a alavanca, bem como a intervenção do moto rista para ativá-lo ou desativá-lo. Indo além dos obrigatórios air bags dianteiros e freios ABS, os controles de tração e de estabilidade, por exemplo, são equipamentos de série em todas as versões, bem como os controles anticapotamento e de estabilidade de trailer.
 
Mesmo o passageiro traseiro central conta com cinto de três pontos e encosto de cabeça. Atrás, há pontos Isofix para fixação segura de assentos infantis. Para aumentar a visibilidade do moto rista, os faróis de neblina e os sensores de estacionamento traseiro equipam todas as unidades do Renegade. E os repetidores laterais nos retrovisores também são de série desde a versão Sport.
 
Algumas coisas bem legais
 
Claro que o Renegade Sport, mesmo sendo uma versão de entrada, consegue surpreender o seu cliente, com funções não encontradas em outros veículos! Quando equipado com a Central Multimidia, que também inclui o GPS com software da TOM TOM (considerado um dos melhores do mercado, cuja a dona é a Google) conta também com duas entradas USB. Uma delas fica sob descansa braço entre os bancos dianteiros, e outra na parte inferior do console, ao lado da entrada AUX. Além de servirem como entradas para dois pen-drives com músicas, também servem para carregar celulares! Além disso, o descansa braço, tem uma tampa ajustável, servindo como confortável apoio de braço.
 
Outro diferencial do Renegade é o freio de mão com acionamento elétrico e automático. Dessa forma, ele aciona o freio automaticamente quando o carro para, e o câmbio é colocado em “park”. Ele também libera o freio, quando o carro arranca. Isso é feito com a ajuda do programa de estabilidade eletrônico, que é de série em todas as versões do Renegade
 
Para facilitar a vida do cliente, O Renegade ainda conta com “simples toque” para abertura e fechamento, em todos os vidros. Outra facildiade é o ar condicionado manual, que tem uma posição específica para máxima refrigeração, fechando automaticamente a renovação do ar.
 
Muitos carros contam com o controle de cruzeiro, chamado erroneamente de “piloto automático”. Mas no Renegade, existe ainda o limitador de velocidade. Com essa função, é possível programar uma velocidade máxima, onde o carro só acelera até a velocidade escolhida. Dessa forma, é possível evitar aquelas multas de velocidade, em cidades onde o controle é muito severo.
 
Outro grande diferencial do Renegade é uma tomada de 127 volts (com 150 Watts de potência) no final do console central, disponível para banco traseiro. Essa tomada já esta no no padrão de três pinos brasileiro. Nela, é possível ligar uma enorme gama de eletrônicos, como laptops, carregadores, DVD players portáteis e etc.
 
O computador de bordo do Renegade surpreende! Além de todas as funções que normalmente estão disponíveis, ele ainda inclui: indicador de pressão dos pneus; temperatura da água do moto r; temperatura do óleo da transmissão; temperatura do óleo do moto r e voltagem da bateria!
 
Por fim, os mais atentos, ainda vão encontrar dentro do porta malas, uma prática mini lanterna em Led recarregável e removível. Ela fica encaixada na lateral, e pode ser usada em diversas situações à noite. No porta-malas também existe uma tomada 12 volts, e abriga um “estepe normal”. Ou seja, não é aquele estepe “fino” de uso temporário.

Segurança
 
O Jeep Renegade foi premiado com a classificação de cinco estrelas no Euro NCAP, graças a uma pontuação geral de 80/100. Sendo 87% na proteção de adultos, 85% na proteção de crianças, 65% na proteção de pedestres e 74% pelos sistemas de auxílio à condução.
 
Milhares de horas de simulações virtuais permitiram o desenvolvimento da inovadora arquitetura “4x4 Small Wide” – o Renegade é o primeiro veículo da FCA a adotá-la –, que oferece um monocoque que faz uso extensivo de aços de alta resistência, ultra alta resistência e prensado a quente, resultando em excepcional resistência à torção. A estrutura frontal com três linhas de carga garante uniformidade de resposta em caso de impacto frontal, independentemente do tipo de obstáculo ou veículo. Além disso, apesar da clara vocação off-road do modelo, que também se expressa na extremidade dianteira robusta, o novo Renegade assegura boa proteção aos pedestres.
 
A qualidade do projeto virtual foi testada fisicamente nos carros produzidos na fábrica da SATA, em Melfi (Itália), com 300 testes em componentes e subsistemas, mais de 100 simulações de impactos e mais de 100 testes de colisão, levando em consideração os diversos tipos de impacto – frontal, lateral, capotamento, traseiro e impacto de pedestres –, bem como as muitas velocidades em que eles podem ocorrer e as variadas características físicas dos ocupantes.
 
Confira o vídeo do teste de impacto do Renegade AQUI!
 
Personalização
 
O Jeep Renegade contará com uma ampla variedade de itens de personalização disponibilizados pela Mopar, a marca de peças, acessórios e serviços do grupo FCA. No total serão 71 acessórios para deixar o SUV compacto ainda melhor preparado para encarar qualquer caminho, para adequá-lo ao estilo de vida do dono ou simplesmente para dar um toque diferente no visual. Haverá desde adesivos inspirados em esportes de aventura até suporte para bicicleta no teto, passando por itens para proteger os bancos ou organizar o transporte de carga no porta-malas.
 
Menor custo de manutenção
 
O custo-benefício do Jeep Renegade 2016 se estende também para o pós-vendas e a melhor prova disso é o menor custo do segmento para o plano de revisões até 60 mil km e, consequentemente, o menor gasto de manutenção por quilômetro rodado. As revisões deverão ser feitas a cada 12 mil km (ou 12 meses), até 72 mil km, para os modelos com moto r 1.8 bicombustível. Já as versões turbodiesel terão intervalos a cada 20 mil km (ou 12 meses), até 120 mil km.
 
Assim como os veículos importados da marca, o pernambucano Jeep Renegade tem garantia total de três anos sem limite de quilometragem. E durante todo esse período, o programa de assistência Privilege vai oferecer total suporte ao consumidor.
 
Troca valorizada
 
Com tradição de 30 anos no segmento de automóveis, o grupo Bicudo também faz ótima valorização de um usado, no momento da troca, por um Renegade zero km. Por isso, é importante visitar a concessionária para conferir a vantagem do negócio.
 
Para conhecer os preços do Renegade, e uma oferta de produtos Jeep, clique aqui!

Avaliações < Voltar
Avaliação: Jeep Renegade Sport 2016
 

Avaliação: Jeep Renegade Sport 2016

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Versão Sport tem excelente custo-benefício e muitos equipamentos de série

24 de Abril de 2016

O Jeep Renegade é realmente um sucesso incontestável. O modelo briga ferozmente pela liderança de vendas, em sua categoria, desde o seu lançamento. Nesse ano, o modelo já chegou a ficar em primeiro lugar nas vendas, em Janeiro. Agora, mantém a segunda posição no acumulado, continuando na briga pela posição de destaque.
 
O Renegade é produzido no Polo Automotivo Jeep, em Goiana-Pernambuco. Trata-se da mais moderna entre as fábricas do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles no mundo! Por conta disso, o Renegade consegue entregar uma qualidade superior, aparecendo entre os veículos mais seguros produzidos em solo nacional.
 
A gama do Renegade é bastante ampla, conseguindo atender uma variada faixa de clientes. Mas, entre os campeões de venda da família do Renegade, está a versão Sport. Além do melhor-custo benefício, a versão Sport já sai bem completa, e com tudo que o Renegade oferece de melhor em estilo, espaço, segurança e muito conforto.
 
Nessa matéria, trazemos a avaliação do Renegade Sport, com os opcionais de teto-solar e central multimídia.
 
Estilo
 
Desde o início, os designers da Jeep sabiam que o Renegade deveria oferecer proporções urbanas que exibissem as linhas robustas da marca, mas com muita jovialidade, versatilidade e presença. Além disso, o desafio era criar um SUV inteiramente novo, não derivado de nenhum carro de passeio, e que simbolizasse os reconhecidos estilo e engenhosidade norte-americanos, para marcar o primeiro SUV compacto da Jeep. O resultado é um veículo inspirado no porte do Jeep Wrangler, mas com traços modernos e arrojados.
 
Interior
 
A cabine do Jeep Renegade tem ótimo acabamento, empregando matérias-primas de qualidade. Batizada pelos designers de “Tek-Tonic”, a linguagem estilística do habitáculo mistura formas sutis com detalhes mais rústicos e funcionais. O painel, por exemplo, revestido com material suave ao toque, é intercalado com elementos como a alça de apoio para o passageiro.
 
As saídas de ar centrais lembram óculos escuros de marcas de esportes radicais, e há outros toques que lembram atividades de aventura, como as molduras da base da alavanca do câmbio e dos alto-falantes nas portas. O “X” das lanternas traseiras aparece em vários pontos, como nos porta-copos no console central. E, para acomodar bem toda a bagagem dos ocupantes, há assoalho 2 em 1 no piso do porta-malas. De um lado, a peça é revestida de tecido e do outro, de vinil, fácil de limpar em caso de levar artigos sujos ou molhados.
 
Motor
 
O moto r 1,8 litro - 16V E.torQ Evo incorporou melhorias que trouxeram mais agilidade no arranque, retomadas mais rápidas e 5% de redução de consumo. Isso foi possível por meio de um cabeçote novo. Com 100% de etanol no tanque (também de 60 litros), a potência se manteve em 132 cv, mas o torque não apenas subiu de 18,9 para 19,1 kgfm como surge mais cedo, a 3.750 rpm (antes, a 4.500 rpm). Há novos pistões, nova câmara de combustão, novos coletores de admissão e escape, válvulas maiores, velas de ignição menores e o variador de fase no comando de válvulas, evoluções que, combinadas geraram aumento da taxa de compressão do moto r (de 11,2:1 para 12,5:1), e curva de torque muito mais plana, na qual 82% da força máxima já está disponível a 1.500 rpm. É muito importante destacar que esse moto r não é igual aos oferecidos nos carros da Fiat! Existem diversas peças diferentes.

Para conhecer todas as diferenças do moto r do Renegade, em relação aos carros da Fiat, clique moto r-dos-carros-da-fiat]AQUI[/url]!
 
Transmissões
 
Com o 1.8 E.torQ 16V flex, além de um câmbio manual de cinco marchas, está presente uma transmissão automática de seis marchas inédita em modelos da Jeep em todo o mundo e em veículos do grupo FCA fabricados no Brasil. Esse câmbio automático conta com opção de comando sequencial na alavanca e, a partir da versão Longitude, também por aletas no volante.
 
Equipamentos
 
Sempre de série, o Renegade traz de série freio de estacionamento eletrônico, que dispensa a alavanca, bem como a intervenção do moto rista para ativá-lo ou desativá-lo. Indo além dos obrigatórios air bags dianteiros e freios ABS, os controles de tração e de estabilidade, por exemplo, são equipamentos de série em todas as versões, bem como os controles anticapotamento e de estabilidade de trailer.
 
Mesmo o passageiro traseiro central conta com cinto de três pontos e encosto de cabeça. Atrás, há pontos Isofix para fixação segura de assentos infantis. Para aumentar a visibilidade do moto rista, os faróis de neblina e os sensores de estacionamento traseiro equipam todas as unidades do Renegade. E os repetidores laterais nos retrovisores também são de série desde a versão Sport.
 
Algumas coisas bem legais
 
Claro que o Renegade Sport, mesmo sendo uma versão de entrada, consegue surpreender o seu cliente, com funções não encontradas em outros veículos! Quando equipado com a Central Multimidia, que também inclui o GPS com software da TOM TOM (considerado um dos melhores do mercado, cuja a dona é a Google) conta também com duas entradas USB. Uma delas fica sob descansa braço entre os bancos dianteiros, e outra na parte inferior do console, ao lado da entrada AUX. Além de servirem como entradas para dois pen-drives com músicas, também servem para carregar celulares! Além disso, o descansa braço, tem uma tampa ajustável, servindo como confortável apoio de braço.
 
Outro diferencial do Renegade é o freio de mão com acionamento elétrico e automático. Dessa forma, ele aciona o freio automaticamente quando o carro para, e o câmbio é colocado em “park”. Ele também libera o freio, quando o carro arranca. Isso é feito com a ajuda do programa de estabilidade eletrônico, que é de série em todas as versões do Renegade
 
Para facilitar a vida do cliente, O Renegade ainda conta com “simples toque” para abertura e fechamento, em todos os vidros. Outra facildiade é o ar condicionado manual, que tem uma posição específica para máxima refrigeração, fechando automaticamente a renovação do ar.
 
Muitos carros contam com o controle de cruzeiro, chamado erroneamente de “piloto automático”. Mas no Renegade, existe ainda o limitador de velocidade. Com essa função, é possível programar uma velocidade máxima, onde o carro só acelera até a velocidade escolhida. Dessa forma, é possível evitar aquelas multas de velocidade, em cidades onde o controle é muito severo.
 
Outro grande diferencial do Renegade é uma tomada de 127 volts (com 150 Watts de potência) no final do console central, disponível para banco traseiro. Essa tomada já esta no no padrão de três pinos brasileiro. Nela, é possível ligar uma enorme gama de eletrônicos, como laptops, carregadores, DVD players portáteis e etc.
 
O computador de bordo do Renegade surpreende! Além de todas as funções que normalmente estão disponíveis, ele ainda inclui: indicador de pressão dos pneus; temperatura da água do moto r; temperatura do óleo da transmissão; temperatura do óleo do moto r e voltagem da bateria!
 
Por fim, os mais atentos, ainda vão encontrar dentro do porta malas, uma prática mini lanterna em Led recarregável e removível. Ela fica encaixada na lateral, e pode ser usada em diversas situações à noite. No porta-malas também existe uma tomada 12 volts, e abriga um “estepe normal”. Ou seja, não é aquele estepe “fino” de uso temporário.

Segurança
 
O Jeep Renegade foi premiado com a classificação de cinco estrelas no Euro NCAP, graças a uma pontuação geral de 80/100. Sendo 87% na proteção de adultos, 85% na proteção de crianças, 65% na proteção de pedestres e 74% pelos sistemas de auxílio à condução.
 
Milhares de horas de simulações virtuais permitiram o desenvolvimento da inovadora arquitetura “4x4 Small Wide” – o Renegade é o primeiro veículo da FCA a adotá-la –, que oferece um monocoque que faz uso extensivo de aços de alta resistência, ultra alta resistência e prensado a quente, resultando em excepcional resistência à torção. A estrutura frontal com três linhas de carga garante uniformidade de resposta em caso de impacto frontal, independentemente do tipo de obstáculo ou veículo. Além disso, apesar da clara vocação off-road do modelo, que também se expressa na extremidade dianteira robusta, o novo Renegade assegura boa proteção aos pedestres.
 
A qualidade do projeto virtual foi testada fisicamente nos carros produzidos na fábrica da SATA, em Melfi (Itália), com 300 testes em componentes e subsistemas, mais de 100 simulações de impactos e mais de 100 testes de colisão, levando em consideração os diversos tipos de impacto – frontal, lateral, capotamento, traseiro e impacto de pedestres –, bem como as muitas velocidades em que eles podem ocorrer e as variadas características físicas dos ocupantes.
 
Confira o vídeo do teste de impacto do Renegade AQUI!
 
Personalização
 
O Jeep Renegade contará com uma ampla variedade de itens de personalização disponibilizados pela Mopar, a marca de peças, acessórios e serviços do grupo FCA. No total serão 71 acessórios para deixar o SUV compacto ainda melhor preparado para encarar qualquer caminho, para adequá-lo ao estilo de vida do dono ou simplesmente para dar um toque diferente no visual. Haverá desde adesivos inspirados em esportes de aventura até suporte para bicicleta no teto, passando por itens para proteger os bancos ou organizar o transporte de carga no porta-malas.
 
Menor custo de manutenção
 
O custo-benefício do Jeep Renegade 2016 se estende também para o pós-vendas e a melhor prova disso é o menor custo do segmento para o plano de revisões até 60 mil km e, consequentemente, o menor gasto de manutenção por quilômetro rodado. As revisões deverão ser feitas a cada 12 mil km (ou 12 meses), até 72 mil km, para os modelos com moto r 1.8 bicombustível. Já as versões turbodiesel terão intervalos a cada 20 mil km (ou 12 meses), até 120 mil km.
 
Assim como os veículos importados da marca, o pernambucano Jeep Renegade tem garantia total de três anos sem limite de quilometragem. E durante todo esse período, o programa de assistência Privilege vai oferecer total suporte ao consumidor.
 
Troca valorizada
 
Com tradição de 30 anos no segmento de automóveis, o grupo Bicudo também faz ótima valorização de um usado, no momento da troca, por um Renegade zero km. Por isso, é importante visitar a concessionária para conferir a vantagem do negócio.
 
Para conhecer os preços do Renegade, e uma oferta de produtos Jeep, clique aqui!

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

O número de carros nas estradas aumenta a um ritmo duas vezes superior ao da população mundial, prevendo-se que existam 2 biliões em todo o mundo no ano 2030!