Revista Comprecar
Mercedes-Benz C300 Sport em pronta entrega
Versão apimentada do Classe C tem motor 2.0 turbo de 245 cv e novo câmbio automático de nove marchas
Mercedes-Benz C300 Sport em pronta entrega
26 de Janeiro de 2018

Veja mais detalhes em vídeo do modelo AQUI.

Logo de cara, podemos dizer que esse é um Classe C nervoso. A CB Motors de Jundiaí está comercializando o C300 Sport. A versão esportiva do Classe C é o último degrau antes de se chegar aos modelos preparados pela divisão AMG. Abaixo dele estão o C180 flex (nas versões Avantgarde e Exclusive) e o C250 Avantgarde. O C300 Sport substitui a versão C250 Sport.
 
O C300 Sport traz motor 2.0 litros turbo com injeção direta e potência máxima de 245 cv. É basicamente o mesmo propulsor do C250, mas ajustado e modificado para maior rendimento (no 250, são 211 cavalos). As mudanças foram obtidas com reprogramação eletrônica e mudança de algumas peças. A pressão de turbo (0,9 bar) não foi alterada. Graças à maior potência e ao torque de 37,7 mkgf (disponível a apenas 1.200 rpm), o sedan de 1.530 quilos é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 5,9 segundos. A máxima é limitada a 250 km/h.
 
Um dos diferenciais do modelo é o recente câmbio automático de nove marchas, que substitui a caixa de sete marchas. Apesar do conjunto de engrenagens adicionais, a nova caixa é 1 kg mais leve (graças à adoção de carcaça de magnésio). A nova caixa resulta em 4,5% de economia de combustível. Com isso, a 120 km/h, o motor trabalha a menos de 2.000 rpm.
 
Há cinco modos de condução, variando do econômico ao esportivo. Ao se optar pelas formas mais radicais (sport e sport+), percebe-se respostas mais instantâneas, como também um ronco mais forte dentro do carro. Isso porque os alto-falantes reproduzem o som que sai pelos escapamentos. O C300 Sport tem carroceria 1,5 cm mais baixa que as demais versões. A suspensão é independente nas quatro rodas, e as rodas são aro 18.
 
Internamente o tom preto também está presente no revestimento de madeira no painel. O volante tem bom apoio para as mãos, ajuste elétrico de altura e profundidade e base reta.
 
Entre os itens de série há bancos de couro legítimo com ajustes elétricos, teto solar, botão de partida, central multimídia (insensível ao toque) com navegador GPS e câmera de ré, entre outros. A versão C300 Sport representa cerca de 10% do total de vendas da Classe C. Como o C180 e o C250, o C300 também é montado no Brasil.
 
A CB Motors fica na Av. Antônio Frederico Ozanan, 3837 – Jundiaí. Mais informações pelos telefones (11) 3395-4050 ou (11) 9432-97709. Veja outros modelos AQUI.
 
Ficha técnica – Mercedes-Benz C 300 Sport
Potência: 245 cv a 4.500 rpm
Torque: 37,7 mkgf entre 1.200 e 4.000 rpm
Câmbio: automático de 9 marchas
Tração: traseira
Direção: elétrica
Pneus: 225/45 R18 (diant.), 245/40 R18 (tras.)
Dimensões: comprimento 468,6 cm; largura, 181 cm; altura, 144,7 cm; entre-eixos, 284 cm;
Peso: 1.530 kg;
Porta-malas: 480 l

Notícias < Voltar
Mercedes-Benz C300 Sport em pronta entrega
 

Mercedes-Benz C300 Sport em pronta entrega

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Versão apimentada do Classe C tem motor 2.0 turbo de 245 cv e novo câmbio automático de nove marchas

26 de Janeiro de 2018

Veja mais detalhes em vídeo do modelo AQUI.

Logo de cara, podemos dizer que esse é um Classe C nervoso. A CB Motors de Jundiaí está comercializando o C300 Sport. A versão esportiva do Classe C é o último degrau antes de se chegar aos modelos preparados pela divisão AMG. Abaixo dele estão o C180 flex (nas versões Avantgarde e Exclusive) e o C250 Avantgarde. O C300 Sport substitui a versão C250 Sport.
 
O C300 Sport traz motor 2.0 litros turbo com injeção direta e potência máxima de 245 cv. É basicamente o mesmo propulsor do C250, mas ajustado e modificado para maior rendimento (no 250, são 211 cavalos). As mudanças foram obtidas com reprogramação eletrônica e mudança de algumas peças. A pressão de turbo (0,9 bar) não foi alterada. Graças à maior potência e ao torque de 37,7 mkgf (disponível a apenas 1.200 rpm), o sedan de 1.530 quilos é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 5,9 segundos. A máxima é limitada a 250 km/h.
 
Um dos diferenciais do modelo é o recente câmbio automático de nove marchas, que substitui a caixa de sete marchas. Apesar do conjunto de engrenagens adicionais, a nova caixa é 1 kg mais leve (graças à adoção de carcaça de magnésio). A nova caixa resulta em 4,5% de economia de combustível. Com isso, a 120 km/h, o motor trabalha a menos de 2.000 rpm.
 
Há cinco modos de condução, variando do econômico ao esportivo. Ao se optar pelas formas mais radicais (sport e sport+), percebe-se respostas mais instantâneas, como também um ronco mais forte dentro do carro. Isso porque os alto-falantes reproduzem o som que sai pelos escapamentos. O C300 Sport tem carroceria 1,5 cm mais baixa que as demais versões. A suspensão é independente nas quatro rodas, e as rodas são aro 18.
 
Internamente o tom preto também está presente no revestimento de madeira no painel. O volante tem bom apoio para as mãos, ajuste elétrico de altura e profundidade e base reta.
 
Entre os itens de série há bancos de couro legítimo com ajustes elétricos, teto solar, botão de partida, central multimídia (insensível ao toque) com navegador GPS e câmera de ré, entre outros. A versão C300 Sport representa cerca de 10% do total de vendas da Classe C. Como o C180 e o C250, o C300 também é montado no Brasil.
 
A CB Motors fica na Av. Antônio Frederico Ozanan, 3837 – Jundiaí. Mais informações pelos telefones (11) 3395-4050 ou (11) 9432-97709. Veja outros modelos AQUI.
 
Ficha técnica – Mercedes-Benz C 300 Sport
Potência: 245 cv a 4.500 rpm
Torque: 37,7 mkgf entre 1.200 e 4.000 rpm
Câmbio: automático de 9 marchas
Tração: traseira
Direção: elétrica
Pneus: 225/45 R18 (diant.), 245/40 R18 (tras.)
Dimensões: comprimento 468,6 cm; largura, 181 cm; altura, 144,7 cm; entre-eixos, 284 cm;
Peso: 1.530 kg;
Porta-malas: 480 l

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

o primeiro acidente de trânsito que se tem notícia no Brasil foi em 1897, quando o poeta Olavo Bilac colidiu com uma árvore. Se ele se feriu ninguém sabe, mas com certeza sobreviveu uma vez que veio a falecer apenas em 1918.