Revista Comprecar
Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece
Motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi e o câmbio manual de seis marchas são a fórmula do sucesso
Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece
31 de Outubro de 2017

O novo Citroën Jumpy tira proveito de uma plataforma modular de última geração, a EMP2, concebida especificamente para ele. Esta plataforma se beneficia de uma estrutura reforçada que recebe um conjunto de suspensões dianteira e traseira específicas. Ela suporta assim, uma carga útil de até 1.500 kg. Além disso, permite ter dimensões externas compactas, mantendo volumes de carregamento que vão até 6,6 m3 com o Moduwork.
 
Um conforto de rodagem otimizado
 
O novo Citroën Jumpy chega para oferecer um conforto de rodagem de alto nível, graças a suspensões reforçadas que lhe conferem uma boa precisão de direção, grande estabilidade e segurança.
 
O conjunto de suspensões foi desenvolvido com exclusividade para o mercado regional, com leis de amortecimento específicas e adequadas à realidade brasileira (passagem de lombadas, valetas, buracos etc.). O carro também é 10 mm mais alto em relação ao produto europeu, fato que, somado aos bons ângulos de ataque e saída, facilitam a rodagem nas grandes cidades brasileiras.
 
O Novo Jumpy apresenta uma suspensão dianteira independente, tipo Pseudo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Já a traseira é independente, com braço triangular, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora.
 
Tecnologias de ajuda à condução
 
O Novo Jumpy traz uma série de tecnologias para uma direção:
 
• Limitador e Regulador de velocidade: permite ao motorista selecionar e manter uma velocidade máxima de condução.
• ESP – Controle de estabilidade (com botão de controle no painel): atua diretamente nas rodas quando os sensores indicam possibilidade de desvio da trajetória do veículo;
• Hill Assist – Assistente de partidas em rampas: mantém o veículo parado por alguns segundos em ladeiras para facilitar a saída. Dispensa o uso do freio de mão para mover o carro em aclives, mesmo quando o Jumpy está carregado;
• Coffee Cup Alert – Indicador de fadiga: este sistema emite um alerta ao motorista após duas horas ininterruptas de condução a uma velocidade média de 65 km/h. Caso o motorista não faça uma pausa e siga dirigindo por mais uma hora, um segundo aviso é enviado através do computador de bordo;
• Day running light (DRL) – Luz diurna de segurança: que aumenta a visibilidade e a segurança do modelo durante o dia;
• GSI – Indicador de troca de marcha: que indica o momento ideal para a troca de marcha, sempre buscando a redução do consumo de combustível;
• Sistema de freios com ABS e duplo airbag: completando o pacote de segurança ativa e passiva do modelo.
 
Motor diesel de última geração
 
O Citroën Jumpy vem equipado com o inovador motor 1.6 litro Turbo Diesel BlueHDi, que pertence à nova geração de motores propostos pela Citroën. Ele desenvolve 115 cv a 3.500 rpm e um impressionante torque de 30 kgfm a 1.750 rpm, e traz como principais destaques tecnológicos:
 
• Produzido 100% em alumínio (cabeçote, bloco e cárter);
• Sistema BlueHDi: a tecnologia que elimina até 90% de óxidos de nitrogênio (NOx) e 99,9% das partículas (ver detalhamento técnico abaixo);
• Coletor de admissão integrado ao cabeçote, permitindo melhor distribuição do fluxo de ar para a câmara de combustão;
• Turbina de geometria variável com função overbooster (automática) e intercooler;
• Sistema de pré-aquecimento do ar de admissão com menor consumo de energia, o que permite partidas a frio mais rápidas (tensão de alimentação 5 V);
• Bomba injetora de alta pressão, compacta e monocilíndrica, trazendo maior eficiência e robustez;
• Taxa de compressão mais baixa para um motor a diesel, contribuindo para a diminuição de resíduos no motor e menor emissão de poluentes;
• Ser equipado com uma correia dentada de longa duração;
• Bomba de óleo variável;
• EGR – Sistema de Recirculação de gases do escapamento): um sistema complementar de redução de NOx.
 
Com uma curva de torque bastante plana, o motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi trabalha a maior parte do tempo na sua faixa de eficiência máxima. Apresenta desta forma, mais economia e melhor rendimento, com menor necessidade de trocas de marchas, retomadas mais ágeis e força para qualquer situação, mesmo totalmente carregado.
 
Com cilindrada reduzida, propulsor é um representante do conceito de “downsizing” – ou seja, motores de alta tecnologia, mais compactos, com menor capacidade cúbica e que atingem alto desempenho (equivalente ao de motores maiores) com mais economia de combustível e menor índice de emissões. O baixo consumo do Citroën Jumpy e o tanque de combustível de 69 litros asseguram grande autonomia, diminuindo as necessidades de paradas para abastecimento.
 
Associada ao motor, a embreagem com comando hidráulico proporciona a manutenção da carga de acionamento do pedal e um menor custo de manutenção. Além disso, não demanda regulagens, trazendo vantagens para os proprietários e condutores.
 
O eficaz sistema BlueHDi
 
O BlueHDi é o sistema de pós-tratamento mais eficiente em termos de controle de poluição, incluindo óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas. Como é sabido, um motor a diesel emite poluentes provenientes da combustão: hidrocarbonetos não queimados (HC), monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas. Por meio do BlueHDi, estes componentes são eliminados em três etapas, a saber:
 
• Na primeira, hidrocarbonetos não queimados (HC) e monóxido de carbono (CO) são convertidos em água (H2O) e em dióxido de carbono (CO2) no catalisador de oxidação;
• Na segunda etapa, há a transformação de óxidos de nitrogênio (NOx) em água e nitrogênio por introdução de AdBlue® (mistura de água e ureia – equivalente ao Arla 32) dentro do catalisador SCR (Redução Catalítica Seletiva);
• Na terceira etapa, ocorre a redução de 99,9% do número de partículas, dentro do filtro de partículas.
 
Transmissão manual de seis marchas
 
A caixa de câmbio manual (ML6C), de seis marchas, foi desenvolvida para atender às expectativas do consumidor brasileiro, oferecendo uma condução mais dinâmica e precisa. Para isso, teve uma redução de 6% em seu diferencial se comparada à do Jumpy europeu.
 
O Citroën Jumpy possui três anos de garantia contratual ou 100.000 km, além de oferecer o custo de manutenção mais baixo de seu segmento. Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece
 
Em Sorocaba e Itu, e grande área do interior paulista, são as concessionárias do grupo Notre Dame que representam a marca Citroën. Mais informações pelos telefones (15) 3229-3333 e (11) 2118-3333.

Notícias < Voltar
Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece

Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi e o câmbio manual de seis marchas são a fórmula do sucesso

31 de Outubro de 2017

O novo Citroën Jumpy tira proveito de uma plataforma modular de última geração, a EMP2, concebida especificamente para ele. Esta plataforma se beneficia de uma estrutura reforçada que recebe um conjunto de suspensões dianteira e traseira específicas. Ela suporta assim, uma carga útil de até 1.500 kg. Além disso, permite ter dimensões externas compactas, mantendo volumes de carregamento que vão até 6,6 m3 com o Moduwork.
 
Um conforto de rodagem otimizado
 
O novo Citroën Jumpy chega para oferecer um conforto de rodagem de alto nível, graças a suspensões reforçadas que lhe conferem uma boa precisão de direção, grande estabilidade e segurança.
 
O conjunto de suspensões foi desenvolvido com exclusividade para o mercado regional, com leis de amortecimento específicas e adequadas à realidade brasileira (passagem de lombadas, valetas, buracos etc.). O carro também é 10 mm mais alto em relação ao produto europeu, fato que, somado aos bons ângulos de ataque e saída, facilitam a rodagem nas grandes cidades brasileiras.
 
O Novo Jumpy apresenta uma suspensão dianteira independente, tipo Pseudo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Já a traseira é independente, com braço triangular, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora.
 
Tecnologias de ajuda à condução
 
O Novo Jumpy traz uma série de tecnologias para uma direção:
 
• Limitador e Regulador de velocidade: permite ao motorista selecionar e manter uma velocidade máxima de condução.
• ESP – Controle de estabilidade (com botão de controle no painel): atua diretamente nas rodas quando os sensores indicam possibilidade de desvio da trajetória do veículo;
• Hill Assist – Assistente de partidas em rampas: mantém o veículo parado por alguns segundos em ladeiras para facilitar a saída. Dispensa o uso do freio de mão para mover o carro em aclives, mesmo quando o Jumpy está carregado;
• Coffee Cup Alert – Indicador de fadiga: este sistema emite um alerta ao motorista após duas horas ininterruptas de condução a uma velocidade média de 65 km/h. Caso o motorista não faça uma pausa e siga dirigindo por mais uma hora, um segundo aviso é enviado através do computador de bordo;
• Day running light (DRL) – Luz diurna de segurança: que aumenta a visibilidade e a segurança do modelo durante o dia;
• GSI – Indicador de troca de marcha: que indica o momento ideal para a troca de marcha, sempre buscando a redução do consumo de combustível;
• Sistema de freios com ABS e duplo airbag: completando o pacote de segurança ativa e passiva do modelo.
 
Motor diesel de última geração
 
O Citroën Jumpy vem equipado com o inovador motor 1.6 litro Turbo Diesel BlueHDi, que pertence à nova geração de motores propostos pela Citroën. Ele desenvolve 115 cv a 3.500 rpm e um impressionante torque de 30 kgfm a 1.750 rpm, e traz como principais destaques tecnológicos:
 
• Produzido 100% em alumínio (cabeçote, bloco e cárter);
• Sistema BlueHDi: a tecnologia que elimina até 90% de óxidos de nitrogênio (NOx) e 99,9% das partículas (ver detalhamento técnico abaixo);
• Coletor de admissão integrado ao cabeçote, permitindo melhor distribuição do fluxo de ar para a câmara de combustão;
• Turbina de geometria variável com função overbooster (automática) e intercooler;
• Sistema de pré-aquecimento do ar de admissão com menor consumo de energia, o que permite partidas a frio mais rápidas (tensão de alimentação 5 V);
• Bomba injetora de alta pressão, compacta e monocilíndrica, trazendo maior eficiência e robustez;
• Taxa de compressão mais baixa para um motor a diesel, contribuindo para a diminuição de resíduos no motor e menor emissão de poluentes;
• Ser equipado com uma correia dentada de longa duração;
• Bomba de óleo variável;
• EGR – Sistema de Recirculação de gases do escapamento): um sistema complementar de redução de NOx.
 
Com uma curva de torque bastante plana, o motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi trabalha a maior parte do tempo na sua faixa de eficiência máxima. Apresenta desta forma, mais economia e melhor rendimento, com menor necessidade de trocas de marchas, retomadas mais ágeis e força para qualquer situação, mesmo totalmente carregado.
 
Com cilindrada reduzida, propulsor é um representante do conceito de “downsizing” – ou seja, motores de alta tecnologia, mais compactos, com menor capacidade cúbica e que atingem alto desempenho (equivalente ao de motores maiores) com mais economia de combustível e menor índice de emissões. O baixo consumo do Citroën Jumpy e o tanque de combustível de 69 litros asseguram grande autonomia, diminuindo as necessidades de paradas para abastecimento.
 
Associada ao motor, a embreagem com comando hidráulico proporciona a manutenção da carga de acionamento do pedal e um menor custo de manutenção. Além disso, não demanda regulagens, trazendo vantagens para os proprietários e condutores.
 
O eficaz sistema BlueHDi
 
O BlueHDi é o sistema de pós-tratamento mais eficiente em termos de controle de poluição, incluindo óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas. Como é sabido, um motor a diesel emite poluentes provenientes da combustão: hidrocarbonetos não queimados (HC), monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas. Por meio do BlueHDi, estes componentes são eliminados em três etapas, a saber:
 
• Na primeira, hidrocarbonetos não queimados (HC) e monóxido de carbono (CO) são convertidos em água (H2O) e em dióxido de carbono (CO2) no catalisador de oxidação;
• Na segunda etapa, há a transformação de óxidos de nitrogênio (NOx) em água e nitrogênio por introdução de AdBlue® (mistura de água e ureia – equivalente ao Arla 32) dentro do catalisador SCR (Redução Catalítica Seletiva);
• Na terceira etapa, ocorre a redução de 99,9% do número de partículas, dentro do filtro de partículas.
 
Transmissão manual de seis marchas
 
A caixa de câmbio manual (ML6C), de seis marchas, foi desenvolvida para atender às expectativas do consumidor brasileiro, oferecendo uma condução mais dinâmica e precisa. Para isso, teve uma redução de 6% em seu diferencial se comparada à do Jumpy europeu.
 
O Citroën Jumpy possui três anos de garantia contratual ou 100.000 km, além de oferecer o custo de manutenção mais baixo de seu segmento. Novo Citroën Jumpy mais eficiente do que parece
 
Em Sorocaba e Itu, e grande área do interior paulista, são as concessionárias do grupo Notre Dame que representam a marca Citroën. Mais informações pelos telefones (15) 3229-3333 e (11) 2118-3333.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!