Revista Comprecar
O pneu especial da missão Apollo 14 para rodar na Lua
Pneus XLT equipavam módulo que coletava material da superfície lunar
O pneu especial da missão Apollo 14 para rodar na Lua
01 de Fevereiro de 2017

Após a experiência da Apollo 13, uma nova empreitada espacial era iniciada em 31 de janeiro de 1971 com o objetivo de recomeçar as missões na lua. Tratava-se da missão Apollo 14, que completa hoje 46 anos. O que nem todos sabem é que uma das peças mais importantes dos automóveis até os dias de hoje – o pneu – já estava entre os equipamentos utilizados na ocasião para explorar a lua.
 
A Apollo 14 contava com pneus Goodyear XLT, que foram especialmente projetados para a missão e equipavam um módulo de transporte com duas rodas – denominado Apollo 14 MET (Modularized Equipment Transporter) – que coletava material da superfície lunar.
 
Mas a similaridade dos "pneus lunares" da Goodyear com aqueles usados em carros de passeio acaba no fato de eles serem pretos e redondos. Esses pneus especiais, concebidos após 10 anos de desenvolvimento, acompanharam a tripulação formada pelos astronautas norte-americanos Alan Shepard, Edgar Mitchell e Stuart Roosa enquanto caminhavam na lua.
 
A Goodyear orgulha-se de ter dado sua parcela de contribuição para o sucesso da Apollo 14. Para celebrar o feito, e mais um exemplo prático de como a inovação está no DNA da Goodyear há quase 120 anos, listamos abaixo algumas curiosidades sobre o desenvolvimento e a aplicação do pneu lunar.
 
1. Em vez de ar, os pneus Goodyear XLT eram inflados com nitrogênio – que, além de não suportar combustão, ajudava a minimizar o risco de incêndio na aeronave.
 
2. Para que estivessem na condição ideal para circularem na lua, os pneus eram primeiro inflados na Terra em uma câmara de vácuo. Ao serem removidos, as câmaras de ar no interior do pneu sucumbiam à pressão atmosférica do nosso planeta. Mas retornavam ao seu estado normal quando a aeronave estava a caminho da atmosfera lunar.
 
3. O pneu Goodyear XLT foi desenvolvido para transportar cargas de 60 libras lunares, o que equivalente a 360 libras na Terra. Com essa carga, esses pneus de baixa pressão imprimiam uma pegada mais larga e mais plana que os ajudava a fluir suavemente sobre a superfície lunar, além de passar por pedras sem risco de perfuração.
 
4. Os pneus Goodyear XLT tinham 40,64 centímetros de altura e 10,16 centímetros de largura, mas pesavam – considerando o pneu e a câmara de ar – menos de 1,3 quilograma.
 
5. Para suportar um ambiente tão hostil quanto o da lua, os pneus lunares tinham que aguentar temperaturas que variavam entre -29,4 e mais de 121 graus Celsius.
 
A missão foi bem sucedida e houve tempo inclusive para que Alan Shepard improvisasse algumas jogadas de golfe, as primeiras realizadas fora do planeta Terra, usando um taco improvisado.

Notícias < Voltar
O pneu especial da missão Apollo 14 para rodar na Lua

O pneu especial da missão Apollo 14 para rodar na Lua

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Pneus XLT equipavam módulo que coletava material da superfície lunar

01 de Fevereiro de 2017

Após a experiência da Apollo 13, uma nova empreitada espacial era iniciada em 31 de janeiro de 1971 com o objetivo de recomeçar as missões na lua. Tratava-se da missão Apollo 14, que completa hoje 46 anos. O que nem todos sabem é que uma das peças mais importantes dos automóveis até os dias de hoje – o pneu – já estava entre os equipamentos utilizados na ocasião para explorar a lua.
 
A Apollo 14 contava com pneus Goodyear XLT, que foram especialmente projetados para a missão e equipavam um módulo de transporte com duas rodas – denominado Apollo 14 MET (Modularized Equipment Transporter) – que coletava material da superfície lunar.
 
Mas a similaridade dos "pneus lunares" da Goodyear com aqueles usados em carros de passeio acaba no fato de eles serem pretos e redondos. Esses pneus especiais, concebidos após 10 anos de desenvolvimento, acompanharam a tripulação formada pelos astronautas norte-americanos Alan Shepard, Edgar Mitchell e Stuart Roosa enquanto caminhavam na lua.
 
A Goodyear orgulha-se de ter dado sua parcela de contribuição para o sucesso da Apollo 14. Para celebrar o feito, e mais um exemplo prático de como a inovação está no DNA da Goodyear há quase 120 anos, listamos abaixo algumas curiosidades sobre o desenvolvimento e a aplicação do pneu lunar.
 
1. Em vez de ar, os pneus Goodyear XLT eram inflados com nitrogênio – que, além de não suportar combustão, ajudava a minimizar o risco de incêndio na aeronave.
 
2. Para que estivessem na condição ideal para circularem na lua, os pneus eram primeiro inflados na Terra em uma câmara de vácuo. Ao serem removidos, as câmaras de ar no interior do pneu sucumbiam à pressão atmosférica do nosso planeta. Mas retornavam ao seu estado normal quando a aeronave estava a caminho da atmosfera lunar.
 
3. O pneu Goodyear XLT foi desenvolvido para transportar cargas de 60 libras lunares, o que equivalente a 360 libras na Terra. Com essa carga, esses pneus de baixa pressão imprimiam uma pegada mais larga e mais plana que os ajudava a fluir suavemente sobre a superfície lunar, além de passar por pedras sem risco de perfuração.
 
4. Os pneus Goodyear XLT tinham 40,64 centímetros de altura e 10,16 centímetros de largura, mas pesavam – considerando o pneu e a câmara de ar – menos de 1,3 quilograma.
 
5. Para suportar um ambiente tão hostil quanto o da lua, os pneus lunares tinham que aguentar temperaturas que variavam entre -29,4 e mais de 121 graus Celsius.
 
A missão foi bem sucedida e houve tempo inclusive para que Alan Shepard improvisasse algumas jogadas de golfe, as primeiras realizadas fora do planeta Terra, usando um taco improvisado.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

O primeiro pára-choques foi colocado num carro checo, em 1897. O carro andou 15 quilômetros até o acessório cair e não ser mais colocado.