Revista Comprecar
Toyota anuncia novas transmissões, motor e sistema híbrido
Fabricante desenvolve a primeira transmissão continuamente variável do mundo a usar uma engrenagem de partida
Toyota anuncia novas transmissões, motor e sistema híbrido
27 de Fevereiro de 2018

A Toyota deu início ao desenvolvimento de novas transmissões do tipo CVT (continuamente variável), manual de 6 velocidades, em conjunto com motorização de 2.0 litros e 2.0 litros de sistema híbrido, também equipadas com tração integral na sua plataforma TNGA (Nova Arquitetura Global da Toyota). Fato que esses motores e transmissões devem equipar o híbrido Prius em algum momento, mas também a próxima geração do Toyota Corolla, que tem versões hatch-back (não disponível no Brasil) e o já conhecido sedan. Vários outros modelos da Toyota em todo mundo, também devem receber os novos sistemas.
 
Troca de Marcha Direta (DSG-CVT)
 
A grande novidade na nova transmissão do tipo CVT e um sistema de “engrenagem de partida”, que melhora significativamente a eficiência de transmissão em baixas velocidades, transferindo mais rapidamente a força do motor. Assim, ela entrega respostas de condução direta e mais suave ao acionar o acelerador, bem como máxima eficiência de combustível. Essas iniciativas resultaram em uma experiência de condução direta e suave, com economia de combustível na ordem de 6% em relação ao sistema de transmissão existente.
 
Essa nova unidade conta com a primeira engrenagem de partida do mundo, em um câmbio CVT de veículo de passageiro. O sistema de transmissão utiliza engrenagens ao dar a partida, após uma parada completa. Isso gera uma aceleração potente, ao passo que soluciona a sensação de lentidão. A mudança de transmissão de engrenagens para correia insere uma série de tecnologias de controle de troca de marchas responsivas.
 
Nova Transmissão Manual de 6 marchas (6MT)
 
A Toyota também desenvolveu uma nova transmissão manual. Comparada à versão existente, a massa  total do novo sistema foi reduzida em sete quilogramas e o comprimento em 24 milímetros. As novas configurações traçam o perfil de uma das menores transmissões do mundo, contribuindo de forma direta para eficiência de combustível. A transmissão manual de seis velocidades também oferece faixas de mudanças altamente precisas, enquanto o uso do controle do iMT (Transmissão Manual Inteligente), com função de ajustar automaticamente as rotações do motor nas trocas de marcha, assegura trocas livre de recuos para o condutor.
 
Novo motor de Força Dinâmica 2.0 litros
 
O novo Motor de Força Dinâmica da Toyota adota tecnologias de combustão de alta velocidade e um sistema de controle variável. Ele também atinge maior eficiência térmica, gerando alta potência, devido a uma redução da perda de energia relacionada aos sistemas de resfriamento e escape e ao movimento de peças mecânicas. Consequentemente, esses novos motores que podem ser utilizados em veículos híbridos e a gasolina, atingem eficiências térmicas em 40% e 41%, respectivamente. Outro destaque, em comparação aos motores existentes, é o torque, que foi aumentado em todas as velocidades. Entre os destaques estão sistemas de injeção com bicos diretos e indiretos, além de maior compressão.
 
Sistema Híbrido 2.0L da Toyota (THS II)
 
A Toyota desenvolveu um novo sistema híbrido para motores de 2.0 litros, com aplicação das mesmas tecnologias redutoras de tamanho, peso e perda consideradas na quarta geração do Prius. O novo sistema exerce um desempenho de condução melhorado à medida que mantém a máxima eficiência de combustível. Na aceleração, o sistema híbrido reduz as rotações do motor enquanto extrai maior energia elétrica da bateria, para proporcionar sensação de aceleração linear e prolongada.
 
Mais eficiência
 
As unidades de propulsão não contribuirão somente para um melhor desempenho ambiental e de condução dos veículos a motor de gasolina convencionais, mas essas tecnologias fundamentais serão refletidas na melhora do desempenho de veículos eletrificados, incluindo os veículos híbridos elétricos (HEVs), veículos híbridos plug-in elétricos (PHEVs), veículos elétricos de bateria (BEVs) e veículos elétricos de célula de combustível (FCEVs). Essas tecnologias exercem um papel na busca da Toyota pela popularização dos veículos eletrificados.
 
Com relação às unidades de propulsão baseadas na plataforma TNGA, a Toyota já anunciou planos para a introdução de 17 versões de nove motores, 10 versões de quatro transmissões e 10 versões de seis transmissões de sistemas híbridos até o fim de 2021. A nova transmissão CVT, a transmissão manual de 6 velocidades, o motor de 2.0L e o sistema híbrido de 2.0L representam quatro dos componentes planejados.

Notícias < Voltar
Toyota anuncia novas transmissões, motor e sistema híbrido
 

Toyota anuncia novas transmissões, motor e sistema híbrido

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Fabricante desenvolve a primeira transmissão continuamente variável do mundo a usar uma engrenagem de partida

27 de Fevereiro de 2018

A Toyota deu início ao desenvolvimento de novas transmissões do tipo CVT (continuamente variável), manual de 6 velocidades, em conjunto com motorização de 2.0 litros e 2.0 litros de sistema híbrido, também equipadas com tração integral na sua plataforma TNGA (Nova Arquitetura Global da Toyota). Fato que esses motores e transmissões devem equipar o híbrido Prius em algum momento, mas também a próxima geração do Toyota Corolla, que tem versões hatch-back (não disponível no Brasil) e o já conhecido sedan. Vários outros modelos da Toyota em todo mundo, também devem receber os novos sistemas.
 
Troca de Marcha Direta (DSG-CVT)
 
A grande novidade na nova transmissão do tipo CVT e um sistema de “engrenagem de partida”, que melhora significativamente a eficiência de transmissão em baixas velocidades, transferindo mais rapidamente a força do motor. Assim, ela entrega respostas de condução direta e mais suave ao acionar o acelerador, bem como máxima eficiência de combustível. Essas iniciativas resultaram em uma experiência de condução direta e suave, com economia de combustível na ordem de 6% em relação ao sistema de transmissão existente.
 
Essa nova unidade conta com a primeira engrenagem de partida do mundo, em um câmbio CVT de veículo de passageiro. O sistema de transmissão utiliza engrenagens ao dar a partida, após uma parada completa. Isso gera uma aceleração potente, ao passo que soluciona a sensação de lentidão. A mudança de transmissão de engrenagens para correia insere uma série de tecnologias de controle de troca de marchas responsivas.
 
Nova Transmissão Manual de 6 marchas (6MT)
 
A Toyota também desenvolveu uma nova transmissão manual. Comparada à versão existente, a massa  total do novo sistema foi reduzida em sete quilogramas e o comprimento em 24 milímetros. As novas configurações traçam o perfil de uma das menores transmissões do mundo, contribuindo de forma direta para eficiência de combustível. A transmissão manual de seis velocidades também oferece faixas de mudanças altamente precisas, enquanto o uso do controle do iMT (Transmissão Manual Inteligente), com função de ajustar automaticamente as rotações do motor nas trocas de marcha, assegura trocas livre de recuos para o condutor.
 
Novo motor de Força Dinâmica 2.0 litros
 
O novo Motor de Força Dinâmica da Toyota adota tecnologias de combustão de alta velocidade e um sistema de controle variável. Ele também atinge maior eficiência térmica, gerando alta potência, devido a uma redução da perda de energia relacionada aos sistemas de resfriamento e escape e ao movimento de peças mecânicas. Consequentemente, esses novos motores que podem ser utilizados em veículos híbridos e a gasolina, atingem eficiências térmicas em 40% e 41%, respectivamente. Outro destaque, em comparação aos motores existentes, é o torque, que foi aumentado em todas as velocidades. Entre os destaques estão sistemas de injeção com bicos diretos e indiretos, além de maior compressão.
 
Sistema Híbrido 2.0L da Toyota (THS II)
 
A Toyota desenvolveu um novo sistema híbrido para motores de 2.0 litros, com aplicação das mesmas tecnologias redutoras de tamanho, peso e perda consideradas na quarta geração do Prius. O novo sistema exerce um desempenho de condução melhorado à medida que mantém a máxima eficiência de combustível. Na aceleração, o sistema híbrido reduz as rotações do motor enquanto extrai maior energia elétrica da bateria, para proporcionar sensação de aceleração linear e prolongada.
 
Mais eficiência
 
As unidades de propulsão não contribuirão somente para um melhor desempenho ambiental e de condução dos veículos a motor de gasolina convencionais, mas essas tecnologias fundamentais serão refletidas na melhora do desempenho de veículos eletrificados, incluindo os veículos híbridos elétricos (HEVs), veículos híbridos plug-in elétricos (PHEVs), veículos elétricos de bateria (BEVs) e veículos elétricos de célula de combustível (FCEVs). Essas tecnologias exercem um papel na busca da Toyota pela popularização dos veículos eletrificados.
 
Com relação às unidades de propulsão baseadas na plataforma TNGA, a Toyota já anunciou planos para a introdução de 17 versões de nove motores, 10 versões de quatro transmissões e 10 versões de seis transmissões de sistemas híbridos até o fim de 2021. A nova transmissão CVT, a transmissão manual de 6 velocidades, o motor de 2.0L e o sistema híbrido de 2.0L representam quatro dos componentes planejados.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!