Revista Comprecar
Veículos importados fecham 1º semestre com queda de 27%
Comparadas a junho de 2016 e no acumulado, porém, veículos importados amargam quedas de 6,6% e 27%, respectivamente.
11 de Julho de 2017

As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 13.289 unidades, anotaram no primeiro semestre baixa de 27% ante igual período de 2016, quando foram vendidas 18.200 unidades. O desempenho de vendas no mês de junho, porém, houve uma pequena alta. O setor de veículos importados cresceu 1,8% sobre o mês imediatamente anterior. Foram 2.603 unidades contra 2.558 unidades em maio último. No entanto, em relação ao mês de junho de 2016, a queda representou 6,6% (2.603 unidades contra 2.788 unidades). 
 
Passados os primeiros seis meses do ano e mesmo diante de cenário econômico instável, a Abeifa refaz a projeção de fechamento em 2017. “No início do ano, havíamos estimados 25 mil unidades para este ano. Mas, como chegamos a pouco mais de 13 mil veículos no semestre, podemos ter um pequeno alento e chegarmos a 27 mil unidades em 2017. Ainda assim fecharemos o ano abaixo das 35.852 unidades de 2016”.
 
Participações – Em junho último, com 2.603 unidades licenciadas, a participação das associadas à Abeifa foi de 1,37% do mercado total de autos e comerciais leves (189.229 unidades). No acumulado, o market share foi de 1,34% (13.289 unidades, do total de 991.580 unidades).  
 
Se for considerado o total de veículos importados, ou seja aqueles trazidos também pelas montadoras, as associadas à Abeifa responderam, em junho, por 12,92% (2.603 unidades, do total de 20.146 unidades importadas). No acumulado, 12,20% (13.289 unidades, do total de 108.945 veículos importados).
 
Produção local – Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, Chery, Land Rover, Mini e Suzuki fecharam o mês de junho com 1.802 unidades emplacadas, total que representou alta de 11,1% em relação ao mês anterior. Comparado a junho de 2016, o aumento de 39,7%, quando foram emplacadas 1.290 unidades nacionais. Enquanto, no acumulado, as cinco associadas à Abeifa totalizaram 7.608 unidades emplacadas, alta de 45,6% ante as 5.227 unidades (agora, já com a produção da Jaguar Land Rover).

Notícias < Voltar

Veículos importados fecham 1º semestre com queda de 27%

Comparadas a junho de 2016 e no acumulado, porém, veículos importados amargam quedas de 6,6% e 27%, respectivamente.

11 de Julho de 2017

As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 13.289 unidades, anotaram no primeiro semestre baixa de 27% ante igual período de 2016, quando foram vendidas 18.200 unidades. O desempenho de vendas no mês de junho, porém, houve uma pequena alta. O setor de veículos importados cresceu 1,8% sobre o mês imediatamente anterior. Foram 2.603 unidades contra 2.558 unidades em maio último. No entanto, em relação ao mês de junho de 2016, a queda representou 6,6% (2.603 unidades contra 2.788 unidades). 
 
Passados os primeiros seis meses do ano e mesmo diante de cenário econômico instável, a Abeifa refaz a projeção de fechamento em 2017. “No início do ano, havíamos estimados 25 mil unidades para este ano. Mas, como chegamos a pouco mais de 13 mil veículos no semestre, podemos ter um pequeno alento e chegarmos a 27 mil unidades em 2017. Ainda assim fecharemos o ano abaixo das 35.852 unidades de 2016”.
 
Participações – Em junho último, com 2.603 unidades licenciadas, a participação das associadas à Abeifa foi de 1,37% do mercado total de autos e comerciais leves (189.229 unidades). No acumulado, o market share foi de 1,34% (13.289 unidades, do total de 991.580 unidades).  
 
Se for considerado o total de veículos importados, ou seja aqueles trazidos também pelas montadoras, as associadas à Abeifa responderam, em junho, por 12,92% (2.603 unidades, do total de 20.146 unidades importadas). No acumulado, 12,20% (13.289 unidades, do total de 108.945 veículos importados).
 
Produção local – Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, Chery, Land Rover, Mini e Suzuki fecharam o mês de junho com 1.802 unidades emplacadas, total que representou alta de 11,1% em relação ao mês anterior. Comparado a junho de 2016, o aumento de 39,7%, quando foram emplacadas 1.290 unidades nacionais. Enquanto, no acumulado, as cinco associadas à Abeifa totalizaram 7.608 unidades emplacadas, alta de 45,6% ante as 5.227 unidades (agora, já com a produção da Jaguar Land Rover).

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

Os primeiros fabricantes a colocarem air bars em seus carros foram a GM e a BMW, a partir de 1974. Mas desde os anos 50 já existiam carros com air bags colocados sob encomenda fora das linhas de montagem.