Revista Comprecar
Anfavea divulga resultados em outubro e projeção para 2034
Licenciamento cresce um pouco e produção teve pequena baixa
08 de Novembro de 2014

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Auto moto res, Anfavea, divulgou os resultados da indústria automobilística em outubro. Os dados mostram que o licenciamento no mês apresentou ligeiro crescimento e a produção pequena baixa com relação ao mês anterior.
 
No último mês 306,9 mil unidades foram comercializadas, o que representa crescimento de 3,6% frente as 296,3 mil de setembro. Já no comparativo com outubro do ano passado, as vendas foram inferiores em 7,1% com 330,2 mil veículos naquele mês. No acumulado a queda foi de 8,9% com 2,83 milhões de unidades este ano e 3,11 milhões em 2013.
 
Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, acredita que os resultados deste mês reforçam o viés de retomada de crescimento no segundo semestre deste ano:
 
“O desempenho de julho a outubro comprova que teremos um segundo semestre melhor que o primeiro. Ainda há alguma imprevisibilidade, mas no sentido positivo, quanto aos próximos dois meses por razões como a oferta de crédito, sazonalidade, elevação do IPI e motivação gerada pelo Salão do Automóvel. Mas o fato é que o viés é de otimismo”.
 
A produção acompanhou o resultado do licenciamento em outubro: este foi o segundo melhor mês do ano com 293,3 mil veículos, o que significa baixa de 2,5% no comparativo com setembro quando a indústria automobilística registrou o recorde do ano ao produzir 300,8 mil unidades.
 
Na análise com outubro do ano passado a produção encolheu 9% – foram 322,5 mil unidades naquele período. Na soma dos dez meses já transcorridos neste ano, a produção mostrou declínio de 16% quando confrontadas as 2,68 milhões de unidades deste ano com as 3,19 milhões de 2013.
 
As exportações de autoveículos fecharam outubro com 23,5 mil unidades, retração de 9,7% frente as 26 mil de setembro e de 54,6% em relação as 51,8 mil de outubro do ano passado. Até o décimo mês do ano 284,8 mil produtos saíram do País, o que significa diminuição de 40,4% contra as 477,8 mil de igual período de 2013.
 
Projeção do mercado brasileiro de autoveículos em 2034

A Anfavea também apresentou um estudo que mostra a tendência do mercado brasileiro de autoveículos para um horizonte de 20 anos. Com o título “2034 – Uma Visão do Futuro”, o trabalho traça a tendência de crescimento da população, PIB, PIB per capita, taxa de moto rização, frota e licenciamento em cenários otimista, básico e pessimista.
 
Uma das premissas mostra que a população brasileira vai saltar dos atuais 201 milhões de habitantes para 226 milhões em 2034, um crescimento médio de 0,5% ao ano. Em paralelo, ao considerar um aumento médio de 3% ao ano, o PIB brasileiro passará de US 2,243 trilhões em 2013 para US$ 4,036 trilhões em 2034. Tais indicadores resultam em uma elevação do PIB per capita de US$ 11,2 mil em 2013 para US$ 17,9 mil em 2034.
 
Ao considerar este aumento do PIB per capita e a tendência mundial de evolução da taxa de moto rização – em cálculo feito pela Anfavea –, o estudo aponta que esta taxa no Brasil sairá de 5,1 habitantes por veículo em 2013 e chegará em 2,4 daqui 20 anos. Isto significa que a frota circulante, segundo o estudo, crescerá 140%, ou seja, atingirá 95,2 milhões de autoveículos – em 2013 a frota era 39,7 milhões.
 
O trabalho mostra também que para atingir estes resultados, o licenciamento em 2034 chegará ao patamar de 7,4 milhões de unidades comercializadas por ano – um crescimento médio de 3,7% ao ano no período. Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o estudo é mais uma prova do potencial brasileiro:
 
“Uma das maiores riquezas do Brasil é o seu mercado interno. Somos um País com dimensões continentais e com uma população que cresce tanto em número quanto em renda. Não tenho dúvidas de que estes são alguns dados que chamam a atenção de grandes empresas, que atraem tantos investimentos para o Brasil e que nos dão a certeza de que o futuro é promissor”.

Notícias < Voltar
 

Anfavea divulga resultados em outubro e projeção para 2034

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Licenciamento cresce um pouco e produção teve pequena baixa

08 de Novembro de 2014

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Auto moto res, Anfavea, divulgou os resultados da indústria automobilística em outubro. Os dados mostram que o licenciamento no mês apresentou ligeiro crescimento e a produção pequena baixa com relação ao mês anterior.
 
No último mês 306,9 mil unidades foram comercializadas, o que representa crescimento de 3,6% frente as 296,3 mil de setembro. Já no comparativo com outubro do ano passado, as vendas foram inferiores em 7,1% com 330,2 mil veículos naquele mês. No acumulado a queda foi de 8,9% com 2,83 milhões de unidades este ano e 3,11 milhões em 2013.
 
Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, acredita que os resultados deste mês reforçam o viés de retomada de crescimento no segundo semestre deste ano:
 
“O desempenho de julho a outubro comprova que teremos um segundo semestre melhor que o primeiro. Ainda há alguma imprevisibilidade, mas no sentido positivo, quanto aos próximos dois meses por razões como a oferta de crédito, sazonalidade, elevação do IPI e motivação gerada pelo Salão do Automóvel. Mas o fato é que o viés é de otimismo”.
 
A produção acompanhou o resultado do licenciamento em outubro: este foi o segundo melhor mês do ano com 293,3 mil veículos, o que significa baixa de 2,5% no comparativo com setembro quando a indústria automobilística registrou o recorde do ano ao produzir 300,8 mil unidades.
 
Na análise com outubro do ano passado a produção encolheu 9% – foram 322,5 mil unidades naquele período. Na soma dos dez meses já transcorridos neste ano, a produção mostrou declínio de 16% quando confrontadas as 2,68 milhões de unidades deste ano com as 3,19 milhões de 2013.
 
As exportações de autoveículos fecharam outubro com 23,5 mil unidades, retração de 9,7% frente as 26 mil de setembro e de 54,6% em relação as 51,8 mil de outubro do ano passado. Até o décimo mês do ano 284,8 mil produtos saíram do País, o que significa diminuição de 40,4% contra as 477,8 mil de igual período de 2013.
 
Projeção do mercado brasileiro de autoveículos em 2034

A Anfavea também apresentou um estudo que mostra a tendência do mercado brasileiro de autoveículos para um horizonte de 20 anos. Com o título “2034 – Uma Visão do Futuro”, o trabalho traça a tendência de crescimento da população, PIB, PIB per capita, taxa de moto rização, frota e licenciamento em cenários otimista, básico e pessimista.
 
Uma das premissas mostra que a população brasileira vai saltar dos atuais 201 milhões de habitantes para 226 milhões em 2034, um crescimento médio de 0,5% ao ano. Em paralelo, ao considerar um aumento médio de 3% ao ano, o PIB brasileiro passará de US 2,243 trilhões em 2013 para US$ 4,036 trilhões em 2034. Tais indicadores resultam em uma elevação do PIB per capita de US$ 11,2 mil em 2013 para US$ 17,9 mil em 2034.
 
Ao considerar este aumento do PIB per capita e a tendência mundial de evolução da taxa de moto rização – em cálculo feito pela Anfavea –, o estudo aponta que esta taxa no Brasil sairá de 5,1 habitantes por veículo em 2013 e chegará em 2,4 daqui 20 anos. Isto significa que a frota circulante, segundo o estudo, crescerá 140%, ou seja, atingirá 95,2 milhões de autoveículos – em 2013 a frota era 39,7 milhões.
 
O trabalho mostra também que para atingir estes resultados, o licenciamento em 2034 chegará ao patamar de 7,4 milhões de unidades comercializadas por ano – um crescimento médio de 3,7% ao ano no período. Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o estudo é mais uma prova do potencial brasileiro:
 
“Uma das maiores riquezas do Brasil é o seu mercado interno. Somos um País com dimensões continentais e com uma população que cresce tanto em número quanto em renda. Não tenho dúvidas de que estes são alguns dados que chamam a atenção de grandes empresas, que atraem tantos investimentos para o Brasil e que nos dão a certeza de que o futuro é promissor”.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!