Revista Comprecar
Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex chega mais adequado ao Brasil
Fabricado em São José dos Pinhais – PR, modelo ganha potência e mais equipamentos
Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex chega mais adequado ao Brasil
16 de Novembro de 2015

O A3 Sedan, modelo mais vendido pela Audi no mercado brasileiro, começa a ser comercializado a partir da segunda quinzena de novembro. Com o início da fabricação nacional em São José dos Pinhais - PR, o modelo teve suas versões atualizadas, e traz agora uma maior gama de equipamentos de série, mais opcionais e o primeiro moto r flex da Audi, no mundo! Desde o seu lançamento no país, o Audi A3 Sedan já vendeu 7.877 unidades (5.089 da versão 1.4 e 2.788 da 1.8).
 
Mais performance com a nova tecnologia flex
 
A grande novidade no carro é certamente a introdução do novo moto r 1.4 Turbo FSI Flex da família EA211 produzido no Brasil. Esse moto r entrega agora 150 cv de potência máxima e 250 Nm de torque. Esse novo moto r flex da Audi é exclusivo para o Brasil. E por isso foi adaptado com exclusividade para o nosso mercado.
 
Com um ganho de 28 cv em relação ao A3 Sedan 1,4 litro importado, o novo moto r turbo flex teve seu desempenho potencializado. Fato interessante que tanto a potência máxima, quanto o torque máximo são os mesmos, seja com etanol ou gasolina.
 
Devido às propriedades do etanol, a transformação exigiu modificações em todos os componentes que têm contato direto com o combustível, desde a bomba até a galeria e os bicos da injeção direta. Ao mesmo tempo foi refeita toda a calibração do sistema de gerenciamento eletrônico do moto r.
 
Com essa recalibração a potência máxima subiu para 150 cv atingida entre 4.500 à 5.500 rpm (frente aos 122 cv anteriores), e o torque máximo de 250 Nm já está disponível a apenas 1.500 até 4.000 rpm.
 
Esse moto r traz uma série de características interessantes. Pra começar, conta com duplo comando, ambos com variador de fase. Além disso, conta com injeção direta de combustível. E por conta disso, o sistema não exigiu a adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão, e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível, garante uma partida sem dificuldade, mesmo nos dias mais frios.
 
Novo câmbio automático
 
Junto com o novo moto r turbo flex, a Audi optou por utilizar agora um câmbio automático Tiptronic de seis marchas, em substituição ao antigo robotizado de dupla embreagem de sete marchas S-Tronic. Isso aconteceu para adequar o carro ao gosto do cliente brasileiro, que compra essa versão do Audi A3. O câmbio automático é mais suave e confortável nas acelerações, além de ser mais resistente para o uso cotidiano. O câmbio S-Tronic, que tem funcionamento bem mais esportivo e ágil, continuará presente na próxima versão do Audi A3 Sedan 2.0 litros, que será apresentada em breve, substituindo o atual moto r 1.8 litro.
 
Barulho que não é problema
 
O novo câmbio automático também resolve a reclamação de alguns clientes sobre um barulho que acontece no câmbio robotizado de dupla embreagem S-Tronic, da Audi. Isso acontece geralmente, quando o carro transita em baixa velocidade (entre 5 e 40 km/h) num piso irregular (rua esburacada ou de paralelepípedo). O moto rista com o vidro aberto escuta esse barulho agudo, como se tivesse alguma peça de metal “batendo” sob o carro. Mas isso não é um defeito, e sim uma característica do câmbio S-Tronic.
 
Como o câmbio S-Tronic tem dupla embreagem, apenas uma delas fica engatada enquanto o carro esta andando. A outra embreagem fica desengatada do volante do moto r, mas pré-selecionada na próxima marcha. Com a vibração excessiva, esse conjunto pré-engatado, vibra dentro da caixa de câmbio fazendo barulho. Mas isso não é um defeito, e sim uma característica da caixa S-tronic da Audi (também acontece nos carros com caixa DSG na Volkswagen). Num câmbio automático com conversor de torque, não existe esse problema.
 
Melhor desempenho
 
Com o novo conjunto mecânico de moto r flex e câmbio automático, o A3 Sedan acelera de 0 à 100 km/h em 8,8 segundos (antes era 9,3 segundos). A velocidade máxima passou a ser de 215 km/h.
 
Menor consumo
 
Na adaptação do moto r para o mercado brasileiro, a preocupação com a eficiência no consumo não ficou em segundo plano. O A3 Sedan 1,4 litro é um dos carros mais eficientes do país, e foi classificado pelo Inmetro na categoria “A”. O consumo no ciclo urbano, segundo a norma 7024 é de 11,7 km/l com gasolina e 7,8 km/l com etanol. E na estrada, atinge 14,3 km/l e 9,9 km/l, respectivamente.
 
Parte desse ótimo resultado se deve pelo baixo coeficiente de arrasto (Cx) de apenas 0,30. Isso acontece graças, em parte, ao acabamento presente em áreas não visíveis. Um pequeno defletor à frente de cada roda ajuda a minimizar a perda de fluxo de ar. O assoalho externo aerodinâmico reduz o arrasto aerodinâmico total em cerca de 12%. E a carroceria é otimizada para menor peso e maior eficiência dinâmica.
 
As duas versões do A3 Sedan
 
Com o novo moto r turbo flex, o A3 Sedan será oferecido apenas nas versões Attraction e Ambiente. Sai de cena a versão de entrada conhecida por PX4. E agora, o A3 Sedan conta com mais itens de série e maior oferta de opcionais.
 
Entre os destaques dos equipamentos de série estão sete airbags para proteção dos ocupantes – frontais e laterais na dianteira, airbags de cortina para as janelas laterais dianteiras e traseiras e airbag para proteção dos joelhos do moto rista. Outro item presente em todas as versões é o ESP (controle eletrônico de estabilidade).
 
A versão de entrada Attraction traz: ar-condicionado, direção com assistência elétrica, faróis bi-xenon com ajuste automático de altura, lanternas em LEDs, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com ajuste de altura e vidros laterais e traseiro com isolamento térmico.
 
De série no A3 Attraction também está presente o sistema start-stop para desligamento e partida do moto r, rádio MMI com conexão Bluetooth e computador de bordo. O freio de estacionamento traz acionamento elétrico rodas de alumínio 16 polegadas.
 
Já a versão Ambiente acrescenta os sensores de luz e chuva e volante multifuncional com comandos para trocas de marchas (shift paddles). Nessa versão as rodas são de alumínio, com cinco raios de 17 polegadas. Em ambas as versões, o cliente pode optar entre o cinza e preto, para o acabamento interno.
 
Nova suspensão traseira
 
Para baratear o custo de produção, diminuir o custo de manutenção para o cliente e deixar o carro mais resistente para as péssimas condições de rodagem das ruas brasileiras, a Audi alterou a suspensão do novo A3 Sedan 1,4 Flex. Pra começar, o carro ficou cerca de 2 cm mais alto. Isso garante melhor mobilidade em lombadas, valetas e buracos.
 
Além disso, a Audi substituiu a antiga suspensão traseira independente, por uma suspensão semi-independente. A vantagem é que, além de mais resistente, esse tipo de suspensão não precisa de alinhamento. Já a suspensão independente, tem a vantagem de ser muito mais precisa para quem gosta de alto desempenho, e precisão na dirigibilidade.
 
Novos opcionais
 
Um dos diferenciais do A3 Sedan Ambiente é a oferta de opcionais, muito mais ampla. Entre os principais equipamentos está o rádio MMI plus com sistema de navegação.
 
O Pacote Design inclui bancos de couro sintético, diversos porta-objetos e teto solar panorâmico “Open Sky”.
 
O pacote Assistance traz controle de velocidade de cruzeiro e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré.
 
Uma variedade ainda maior de sistemas de assistência está incluída no Pacote Assistance Plus: o Active Lane Assist (assistente para mudança de faixa de rolamento), assistente para luz alta, sistema Auto Park de estacionamento automático com câmera de ré, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front, computador de bordo com tela colorida e sistema Keyless Go, que permite destravar o carro e ligar o moto r sem necessidade de utilizar a chave fisicamente.
 
Controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front
 
O novo A3 Sedan Flex conta com um avançado e inédito sistema, nos carros da Audi oferecidos no Brasil. O controle de cruzeiro adaptativo oferece um importante auxílio ao moto rista, acelerando e desacelerando o automóvel dependendo do fluxo de tráfego detectado por um radar frontal. Em todas as situações, o moto rista continua no comando, responsável pelas decisões. Esse sistema é ativado por um controle posicionado numa alavanca atrás do volante. O moto rista seleciona a velocidade desejada, a distância a ser mantida em relação ao veículo à frente (mantendo as distâncias de segurança mínimas). Esse sistema funciona como um controlador de velocidade inteligente (chamado incorretamente de piloto automático), que mantém automaticamente a distância escolhida pelo moto rista em função da velocidade do veículo à frente. Caso o veículo à frente pare, o sistema freia o A3 até a imobilidade. Caso não haja tráfego à frente, o sistema mantém a velocidade selecionada pelo moto rista.
 
Junto está o Pre Sense Front. Esse atua como se fosse um "passageiro da frente sempre alerta", ajudando a evitar colisões frontais, mesmo quando o controle de cruzeiro estiver desligado. Ele monitora o tráfego de forma contínua usando o radar frontal em velocidades entre 30 km/h e 150 km/h. O sistema auxilia o moto rista sempre que a aproximação em relação ao veículo da frente estiver chegando a um ponto crítico. O sistema de freios é então précondicionado, e os sistemas de assistência de frenagem são sensibilizados. À medida que o risco de uma colisão frontal aumenta, são emitidos avisos visuais e acústicos e o moto rista é alertado de que precisa agir por um solavanco no pedal do freio. Caso a reação do moto rista ao frear seja muito fraca, o veículo aumenta automaticamente a pressão nos freios até o necessário para evitar o acidente.
 
Active Lane Assist
 
Essa é outra novidade da Audi no sedan A3. Trata-se de um assistente para mudança de faixa de rolamento, que ajuda o moto rista a evitar um acidente por distração. Esse sistema é acionado por um botão no volante. Assim, utilizando uma câmera instalada na base do retrovisor interno, no centro do para-brisa, o caminho é sempre filmado. Um sistema computadorizado interpreta todas as imagens, reconhecendo as faixas de rolamento, e os limites da pista (durante o dia e a noite). Assim, toda vez que o moto rista começa a se aproximar do limite das faixas, ele sente uma pequena vibração no volante. Se continuar a insistir na manobra incorreta, o sistema faz uma pequena correção no volante para manter a trajetória do carro. O Active Lane Assist consegue até auxiliar em curvas suaves nas rodovias. Mas o moto rista precisa estar com as mãos no volante. Se o volante estiver totalmente solto, o sistema da um alerta no painel, e para de atuar.
 
Preços
 
O novo Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex na versão Attraction tem preço sugerido a partir de R$ 99.990. Já a versão Ambiente sobe para R$ 109.990. São seis cores disponíveis, sendo que as metálicas tem acréscimo de R$ 1,4 mil. Mais informações sobre automóveis da Audi, podem ser obtidas na Audi Center Sorocaba pelo telefone (15) 3141-9000. Conheça uma oferta da Audi, clicando aqui!
 
Ficha técnica
 
Audi A3 Sedan
 
Motor: 1.4 Turbo FSI Flex
Tipo: 4 cilindros em linha transversal
Cilindrada: 1.395 cm³
Potência máxima: 150 cv entre 4.500 e 5.500 rpm
Torque máximo: 250 Nm entre 1.500 e 5.500 rpm
Tração: dianteira
Transmissão: Tiptronic com 6 marchas
Comprimento: 4.456 mm
Largura: 1.796 mm
Altura: 1.416 mm
Distância entre eixos: 2.637 mm
Porta-malas: 425 litros
Tanque de combustível: 50 litros

Lançamentos < Voltar
Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex chega mais adequado ao Brasil
 

Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex chega mais adequado ao Brasil

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Fabricado em São José dos Pinhais – PR, modelo ganha potência e mais equipamentos

16 de Novembro de 2015

O A3 Sedan, modelo mais vendido pela Audi no mercado brasileiro, começa a ser comercializado a partir da segunda quinzena de novembro. Com o início da fabricação nacional em São José dos Pinhais - PR, o modelo teve suas versões atualizadas, e traz agora uma maior gama de equipamentos de série, mais opcionais e o primeiro moto r flex da Audi, no mundo! Desde o seu lançamento no país, o Audi A3 Sedan já vendeu 7.877 unidades (5.089 da versão 1.4 e 2.788 da 1.8).
 
Mais performance com a nova tecnologia flex
 
A grande novidade no carro é certamente a introdução do novo moto r 1.4 Turbo FSI Flex da família EA211 produzido no Brasil. Esse moto r entrega agora 150 cv de potência máxima e 250 Nm de torque. Esse novo moto r flex da Audi é exclusivo para o Brasil. E por isso foi adaptado com exclusividade para o nosso mercado.
 
Com um ganho de 28 cv em relação ao A3 Sedan 1,4 litro importado, o novo moto r turbo flex teve seu desempenho potencializado. Fato interessante que tanto a potência máxima, quanto o torque máximo são os mesmos, seja com etanol ou gasolina.
 
Devido às propriedades do etanol, a transformação exigiu modificações em todos os componentes que têm contato direto com o combustível, desde a bomba até a galeria e os bicos da injeção direta. Ao mesmo tempo foi refeita toda a calibração do sistema de gerenciamento eletrônico do moto r.
 
Com essa recalibração a potência máxima subiu para 150 cv atingida entre 4.500 à 5.500 rpm (frente aos 122 cv anteriores), e o torque máximo de 250 Nm já está disponível a apenas 1.500 até 4.000 rpm.
 
Esse moto r traz uma série de características interessantes. Pra começar, conta com duplo comando, ambos com variador de fase. Além disso, conta com injeção direta de combustível. E por conta disso, o sistema não exigiu a adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão, e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível, garante uma partida sem dificuldade, mesmo nos dias mais frios.
 
Novo câmbio automático
 
Junto com o novo moto r turbo flex, a Audi optou por utilizar agora um câmbio automático Tiptronic de seis marchas, em substituição ao antigo robotizado de dupla embreagem de sete marchas S-Tronic. Isso aconteceu para adequar o carro ao gosto do cliente brasileiro, que compra essa versão do Audi A3. O câmbio automático é mais suave e confortável nas acelerações, além de ser mais resistente para o uso cotidiano. O câmbio S-Tronic, que tem funcionamento bem mais esportivo e ágil, continuará presente na próxima versão do Audi A3 Sedan 2.0 litros, que será apresentada em breve, substituindo o atual moto r 1.8 litro.
 
Barulho que não é problema
 
O novo câmbio automático também resolve a reclamação de alguns clientes sobre um barulho que acontece no câmbio robotizado de dupla embreagem S-Tronic, da Audi. Isso acontece geralmente, quando o carro transita em baixa velocidade (entre 5 e 40 km/h) num piso irregular (rua esburacada ou de paralelepípedo). O moto rista com o vidro aberto escuta esse barulho agudo, como se tivesse alguma peça de metal “batendo” sob o carro. Mas isso não é um defeito, e sim uma característica do câmbio S-Tronic.
 
Como o câmbio S-Tronic tem dupla embreagem, apenas uma delas fica engatada enquanto o carro esta andando. A outra embreagem fica desengatada do volante do moto r, mas pré-selecionada na próxima marcha. Com a vibração excessiva, esse conjunto pré-engatado, vibra dentro da caixa de câmbio fazendo barulho. Mas isso não é um defeito, e sim uma característica da caixa S-tronic da Audi (também acontece nos carros com caixa DSG na Volkswagen). Num câmbio automático com conversor de torque, não existe esse problema.
 
Melhor desempenho
 
Com o novo conjunto mecânico de moto r flex e câmbio automático, o A3 Sedan acelera de 0 à 100 km/h em 8,8 segundos (antes era 9,3 segundos). A velocidade máxima passou a ser de 215 km/h.
 
Menor consumo
 
Na adaptação do moto r para o mercado brasileiro, a preocupação com a eficiência no consumo não ficou em segundo plano. O A3 Sedan 1,4 litro é um dos carros mais eficientes do país, e foi classificado pelo Inmetro na categoria “A”. O consumo no ciclo urbano, segundo a norma 7024 é de 11,7 km/l com gasolina e 7,8 km/l com etanol. E na estrada, atinge 14,3 km/l e 9,9 km/l, respectivamente.
 
Parte desse ótimo resultado se deve pelo baixo coeficiente de arrasto (Cx) de apenas 0,30. Isso acontece graças, em parte, ao acabamento presente em áreas não visíveis. Um pequeno defletor à frente de cada roda ajuda a minimizar a perda de fluxo de ar. O assoalho externo aerodinâmico reduz o arrasto aerodinâmico total em cerca de 12%. E a carroceria é otimizada para menor peso e maior eficiência dinâmica.
 
As duas versões do A3 Sedan
 
Com o novo moto r turbo flex, o A3 Sedan será oferecido apenas nas versões Attraction e Ambiente. Sai de cena a versão de entrada conhecida por PX4. E agora, o A3 Sedan conta com mais itens de série e maior oferta de opcionais.
 
Entre os destaques dos equipamentos de série estão sete airbags para proteção dos ocupantes – frontais e laterais na dianteira, airbags de cortina para as janelas laterais dianteiras e traseiras e airbag para proteção dos joelhos do moto rista. Outro item presente em todas as versões é o ESP (controle eletrônico de estabilidade).
 
A versão de entrada Attraction traz: ar-condicionado, direção com assistência elétrica, faróis bi-xenon com ajuste automático de altura, lanternas em LEDs, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com ajuste de altura e vidros laterais e traseiro com isolamento térmico.
 
De série no A3 Attraction também está presente o sistema start-stop para desligamento e partida do moto r, rádio MMI com conexão Bluetooth e computador de bordo. O freio de estacionamento traz acionamento elétrico rodas de alumínio 16 polegadas.
 
Já a versão Ambiente acrescenta os sensores de luz e chuva e volante multifuncional com comandos para trocas de marchas (shift paddles). Nessa versão as rodas são de alumínio, com cinco raios de 17 polegadas. Em ambas as versões, o cliente pode optar entre o cinza e preto, para o acabamento interno.
 
Nova suspensão traseira
 
Para baratear o custo de produção, diminuir o custo de manutenção para o cliente e deixar o carro mais resistente para as péssimas condições de rodagem das ruas brasileiras, a Audi alterou a suspensão do novo A3 Sedan 1,4 Flex. Pra começar, o carro ficou cerca de 2 cm mais alto. Isso garante melhor mobilidade em lombadas, valetas e buracos.
 
Além disso, a Audi substituiu a antiga suspensão traseira independente, por uma suspensão semi-independente. A vantagem é que, além de mais resistente, esse tipo de suspensão não precisa de alinhamento. Já a suspensão independente, tem a vantagem de ser muito mais precisa para quem gosta de alto desempenho, e precisão na dirigibilidade.
 
Novos opcionais
 
Um dos diferenciais do A3 Sedan Ambiente é a oferta de opcionais, muito mais ampla. Entre os principais equipamentos está o rádio MMI plus com sistema de navegação.
 
O Pacote Design inclui bancos de couro sintético, diversos porta-objetos e teto solar panorâmico “Open Sky”.
 
O pacote Assistance traz controle de velocidade de cruzeiro e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré.
 
Uma variedade ainda maior de sistemas de assistência está incluída no Pacote Assistance Plus: o Active Lane Assist (assistente para mudança de faixa de rolamento), assistente para luz alta, sistema Auto Park de estacionamento automático com câmera de ré, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front, computador de bordo com tela colorida e sistema Keyless Go, que permite destravar o carro e ligar o moto r sem necessidade de utilizar a chave fisicamente.
 
Controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front
 
O novo A3 Sedan Flex conta com um avançado e inédito sistema, nos carros da Audi oferecidos no Brasil. O controle de cruzeiro adaptativo oferece um importante auxílio ao moto rista, acelerando e desacelerando o automóvel dependendo do fluxo de tráfego detectado por um radar frontal. Em todas as situações, o moto rista continua no comando, responsável pelas decisões. Esse sistema é ativado por um controle posicionado numa alavanca atrás do volante. O moto rista seleciona a velocidade desejada, a distância a ser mantida em relação ao veículo à frente (mantendo as distâncias de segurança mínimas). Esse sistema funciona como um controlador de velocidade inteligente (chamado incorretamente de piloto automático), que mantém automaticamente a distância escolhida pelo moto rista em função da velocidade do veículo à frente. Caso o veículo à frente pare, o sistema freia o A3 até a imobilidade. Caso não haja tráfego à frente, o sistema mantém a velocidade selecionada pelo moto rista.
 
Junto está o Pre Sense Front. Esse atua como se fosse um "passageiro da frente sempre alerta", ajudando a evitar colisões frontais, mesmo quando o controle de cruzeiro estiver desligado. Ele monitora o tráfego de forma contínua usando o radar frontal em velocidades entre 30 km/h e 150 km/h. O sistema auxilia o moto rista sempre que a aproximação em relação ao veículo da frente estiver chegando a um ponto crítico. O sistema de freios é então précondicionado, e os sistemas de assistência de frenagem são sensibilizados. À medida que o risco de uma colisão frontal aumenta, são emitidos avisos visuais e acústicos e o moto rista é alertado de que precisa agir por um solavanco no pedal do freio. Caso a reação do moto rista ao frear seja muito fraca, o veículo aumenta automaticamente a pressão nos freios até o necessário para evitar o acidente.
 
Active Lane Assist
 
Essa é outra novidade da Audi no sedan A3. Trata-se de um assistente para mudança de faixa de rolamento, que ajuda o moto rista a evitar um acidente por distração. Esse sistema é acionado por um botão no volante. Assim, utilizando uma câmera instalada na base do retrovisor interno, no centro do para-brisa, o caminho é sempre filmado. Um sistema computadorizado interpreta todas as imagens, reconhecendo as faixas de rolamento, e os limites da pista (durante o dia e a noite). Assim, toda vez que o moto rista começa a se aproximar do limite das faixas, ele sente uma pequena vibração no volante. Se continuar a insistir na manobra incorreta, o sistema faz uma pequena correção no volante para manter a trajetória do carro. O Active Lane Assist consegue até auxiliar em curvas suaves nas rodovias. Mas o moto rista precisa estar com as mãos no volante. Se o volante estiver totalmente solto, o sistema da um alerta no painel, e para de atuar.
 
Preços
 
O novo Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Flex na versão Attraction tem preço sugerido a partir de R$ 99.990. Já a versão Ambiente sobe para R$ 109.990. São seis cores disponíveis, sendo que as metálicas tem acréscimo de R$ 1,4 mil. Mais informações sobre automóveis da Audi, podem ser obtidas na Audi Center Sorocaba pelo telefone (15) 3141-9000. Conheça uma oferta da Audi, clicando aqui!
 
Ficha técnica
 
Audi A3 Sedan
 
Motor: 1.4 Turbo FSI Flex
Tipo: 4 cilindros em linha transversal
Cilindrada: 1.395 cm³
Potência máxima: 150 cv entre 4.500 e 5.500 rpm
Torque máximo: 250 Nm entre 1.500 e 5.500 rpm
Tração: dianteira
Transmissão: Tiptronic com 6 marchas
Comprimento: 4.456 mm
Largura: 1.796 mm
Altura: 1.416 mm
Distância entre eixos: 2.637 mm
Porta-malas: 425 litros
Tanque de combustível: 50 litros

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!