Revista Comprecar
Avaliação: Honda Civic LXR 2015
Mesmo com poucas mudanças, Civic entrega um conjunto equilibrado
Avaliação: Honda Civic LXR 2015
25 de Novembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre

Em junho desse ano, a Honda apresentou a linha 2015 do Civic. Aliás, apresentou a linha incompleta. Na ocasião, a montadora revelou as versões LXS e LXR do Civic, sem mostrar a versão EXR. E até o presente momento, a nova versão EXR continua sendo um mistério para o consumidor brasileiro. Ainda sim, a versão LXR (intermediária na gama) mostra boa maturidade e equilíbrio na categoria de sedans médios. Mais informações sobre o Civic EXR podem ser vistas aqui.
 
Não é novidade que o Civic disputa, há algum tempo, a liderança de vendas na categoria com o Toyota Corolla. Esse fato é bastante curioso, pois além da boa qualidade de acabamento e construção, os dois carros não tem muita coisa em comum. Enquanto o Corolla é um carro voltado para conforto e suavidade, o Civic entrega um perfil mais esportivo e firme. E isso ficou ainda mais evidente no ano/modelo 2015 do LXR
 
Estilo
 
Por fora, as mudanças foram sutis na linha 2015. Na frente, observa-se uma nova grade dianteira. O capô não teve qualquer mudança estrutural. Ainda no pára-choque, existe uma barra cromada na tomada de ar inferior. Os faróis auxiliares, agora trazem formato circular.
 
Outro detalhe interessante é que a versão LXR passa a estar equipada com rodas de liga leve de aro 17 polegadas com acabamento diamantado. Fato interessante, pois alguns dos concorrentes diretos do Civic, mesmo na versão topo de linha, são equipados com rodas de 16 polegadas (a exemplo do Corolla e Cruze). Assim, o Civic 2015 é um dos poucos a trazer uma roda 17 polegadas na versão intermediária.
 
Para essa mudança, um novo conjunto de pneus foi escolhido. Como características tem-se menor resistência ao rolamento, sem comprometer o conforto dos passageiros. Isso porque esses pneus são mais macios. Isso também deixa o carro mais esportivo e firme. Não é por acaso, que o Civic encanta usuários com idade média mais baixa, que concorrentes como Corolla e Sentra.
 
Interior
 
O interior também ficou mais bonito. Mas a mudança é apenas visual, sem intervenções estruturais. Toda parte superior do painel, agora na cor preta, mostra contraste com a parte inferior, em cinza-claro. Além disso, traz uma nova pintura com acabamento metalizado da moldura do painel de instrumentos e do sistema de áudio. Na versão LXR, os botões de comando no volante possuem aro cromado.
 
Mesmo numa versão intermediária, o carro traz práticos equipamentos. O volante conta com diversos controles, sendo: controle de cruzeiro, funções do som, botões independentes para uso do celular no viva-voz e um botão dedicado para uso do i-MID. Além disso, traz também as “borboletas” para seleção manual das marchas.
 
O i-MID (intelligent Multi-Information Display) é um interessante equipamento. Trata-se de um display adicional que exibe diversas informações como: informações de áudio, computador de bordo, status da conexão Bluetooth, e opera como interface para customização do veículo.
 
O Civic LXR conta também com o botão ECON, que ativa e desativa a função de assistência à condução econômica. O ECON ajuda na economia de combustível. Com essa tecla acionada, a lógica de troca de marcha do câmbio, a sensibilidade do pedal do acelerador e o sistema de ar-condicionado, tem o funcionamento alterado para reduzir o consumo de combustível. É um recurso interessante, mas não faz milagres. Acelerando suavemente, as barras verticais azuis do painel, passam para cor verde indicando uma condução mais econômica.
 
Atualmente, o Civic LXR usa um estepe de uso temporário. Assim, se um pneu furar, o estepe só pode ser utilizado por curto período, e com velocidade abaixo de 80 km/h. A vantagem do estepe fino é mais espaço no porta-malas, com 449 litros.
 
Motor 2.0 litros com sistema FlexOne
 
O Civic LXR 2015 não teve mudanças no moto r e câmbio. Continua equipado com moto r i-VTEC 2.0 litros. Sua potência máxima é de 155 cavalos no etanol e 150 cavalos com gasolina. A única opção de câmbio é o automático de cinco marchas. Além disso, conta com o sistema FlexOne. Esse sistema dispensa o subtanque para partida a frio. Ao acionar o botão no controle da chave que destrava as portas, um conjunto de aquecedores atua na linha de combustível tornando a temperatura do etanol, ideal para dar uma partida imediata, mesmo em situações de baixa temperatura ambiente (abaixo de 10 graus, por exemplo). Esse recurso é oferecido no Civic desde janeiro de 2013.
 
Desempenho
 
Sob o aspecto de consumo, o Civic LXR recebe etiquetagem B pelo Inmetro. O consumo médio informado, na cidade, é de 6,5 / 9,4 km/l (etanol/gasolina). E na estrada sobe para 9,2/ 12,8 km/l. O tanque de combustível comporta 57 litros. A Honda não informa velocidade máxima nem aceleração de 0 à 100 km/h. Porém essa versão do Civic consegue passar dos 195 km/h.
 
Equipamentos
 
O Civic LXR traz mais equipamentos, como faróis auxiliares dianteiros e acendimento automático dos faróis baixos por sensor crepuscular. Outro equipamento presente e o rádio com tecnologia do Bluetooth. Isso permite ao moto rista atender chamadas sem a necessidade de manuseio do celular. Também possibilita a reprodução de músicas direto do celular, sem o uso de fios. Para os mais tradicionais, a rádio também oferece entrada tipo USB para pen-drive e conexão tipo P2 para o uso de MP3 Player com fio. O rádio traz botões bem grandes e de fácil interpretação. Não existe opção de navegador GPS na versão LXR do Civic.
 
Também está disponível na versão LXR: ar-condicionado automático de simples zona, câmera de ré integrada ao i-MID, bancos forrados em couro cinza claro, acionamento com simples toque para todos os vidros, banco do moto rista com ajuste manual de altura, volante com ajuste de altura e profundidade e direção com assistência elétrica.
 
Dirigibilidade
 
O atual Civic LXR é um carro que fica na média, dentro da categoria. Seu desempenho é visivelmente melhor que Chevrolet Cruze e VW Jetta Flex, equivalente ao do Toyota Corolla e Nissan Sentra e inferior ao do Citroen C4 Lounge. Quanto à característica da condução, o Civic pode ser considerado o mais esportivo dos sedans médios atuais, considerando o ajuste de suspensão, resposta do volante e posição ao dirigir. E justamente por isso, encanta clientes com perfil mais jovem.
 
Novas cores, preço e conclusão
 
A linha Civic 2015 traz ainda como novidade duas novas cores. Permanecem no catálogo o Branco Sólido; Preto Cristal Perolizado; Prata Metálico e Cinza Metálico. E passam a fazer parte, o Azul Denim Metálico e o Cinza Barium Metálico. O preço sugerido é de R$ 75,9 mil. As cores metálicas e perolizadas têm acréscimo de R$ 1,1 mil. A garantia é de 3 anos, sem limite que quilometragem.
 
Fica claro que a Honda mudou pouco o Civic, uma vez que o carro continua a fazer sucesso na categoria. A versão LXR certamente não é barata. Mas pesa a favor da Honda ter um produto muito confiável, com ótimo valor de revenda e processos de manutenção dentro de uma realidade de sedan médio. Assim, o Civic continua sendo a escolha certa para aquele cliente que faz uma escolha racional e procura alguma sensação de esportividade num sedan médio.

Avaliações < Voltar
Avaliação: Honda Civic LXR 2015
 

Avaliação: Honda Civic LXR 2015

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Mesmo com poucas mudanças, Civic entrega um conjunto equilibrado

25 de Novembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre

Em junho desse ano, a Honda apresentou a linha 2015 do Civic. Aliás, apresentou a linha incompleta. Na ocasião, a montadora revelou as versões LXS e LXR do Civic, sem mostrar a versão EXR. E até o presente momento, a nova versão EXR continua sendo um mistério para o consumidor brasileiro. Ainda sim, a versão LXR (intermediária na gama) mostra boa maturidade e equilíbrio na categoria de sedans médios. Mais informações sobre o Civic EXR podem ser vistas aqui.
 
Não é novidade que o Civic disputa, há algum tempo, a liderança de vendas na categoria com o Toyota Corolla. Esse fato é bastante curioso, pois além da boa qualidade de acabamento e construção, os dois carros não tem muita coisa em comum. Enquanto o Corolla é um carro voltado para conforto e suavidade, o Civic entrega um perfil mais esportivo e firme. E isso ficou ainda mais evidente no ano/modelo 2015 do LXR
 
Estilo
 
Por fora, as mudanças foram sutis na linha 2015. Na frente, observa-se uma nova grade dianteira. O capô não teve qualquer mudança estrutural. Ainda no pára-choque, existe uma barra cromada na tomada de ar inferior. Os faróis auxiliares, agora trazem formato circular.
 
Outro detalhe interessante é que a versão LXR passa a estar equipada com rodas de liga leve de aro 17 polegadas com acabamento diamantado. Fato interessante, pois alguns dos concorrentes diretos do Civic, mesmo na versão topo de linha, são equipados com rodas de 16 polegadas (a exemplo do Corolla e Cruze). Assim, o Civic 2015 é um dos poucos a trazer uma roda 17 polegadas na versão intermediária.
 
Para essa mudança, um novo conjunto de pneus foi escolhido. Como características tem-se menor resistência ao rolamento, sem comprometer o conforto dos passageiros. Isso porque esses pneus são mais macios. Isso também deixa o carro mais esportivo e firme. Não é por acaso, que o Civic encanta usuários com idade média mais baixa, que concorrentes como Corolla e Sentra.
 
Interior
 
O interior também ficou mais bonito. Mas a mudança é apenas visual, sem intervenções estruturais. Toda parte superior do painel, agora na cor preta, mostra contraste com a parte inferior, em cinza-claro. Além disso, traz uma nova pintura com acabamento metalizado da moldura do painel de instrumentos e do sistema de áudio. Na versão LXR, os botões de comando no volante possuem aro cromado.
 
Mesmo numa versão intermediária, o carro traz práticos equipamentos. O volante conta com diversos controles, sendo: controle de cruzeiro, funções do som, botões independentes para uso do celular no viva-voz e um botão dedicado para uso do i-MID. Além disso, traz também as “borboletas” para seleção manual das marchas.
 
O i-MID (intelligent Multi-Information Display) é um interessante equipamento. Trata-se de um display adicional que exibe diversas informações como: informações de áudio, computador de bordo, status da conexão Bluetooth, e opera como interface para customização do veículo.
 
O Civic LXR conta também com o botão ECON, que ativa e desativa a função de assistência à condução econômica. O ECON ajuda na economia de combustível. Com essa tecla acionada, a lógica de troca de marcha do câmbio, a sensibilidade do pedal do acelerador e o sistema de ar-condicionado, tem o funcionamento alterado para reduzir o consumo de combustível. É um recurso interessante, mas não faz milagres. Acelerando suavemente, as barras verticais azuis do painel, passam para cor verde indicando uma condução mais econômica.
 
Atualmente, o Civic LXR usa um estepe de uso temporário. Assim, se um pneu furar, o estepe só pode ser utilizado por curto período, e com velocidade abaixo de 80 km/h. A vantagem do estepe fino é mais espaço no porta-malas, com 449 litros.
 
Motor 2.0 litros com sistema FlexOne
 
O Civic LXR 2015 não teve mudanças no moto r e câmbio. Continua equipado com moto r i-VTEC 2.0 litros. Sua potência máxima é de 155 cavalos no etanol e 150 cavalos com gasolina. A única opção de câmbio é o automático de cinco marchas. Além disso, conta com o sistema FlexOne. Esse sistema dispensa o subtanque para partida a frio. Ao acionar o botão no controle da chave que destrava as portas, um conjunto de aquecedores atua na linha de combustível tornando a temperatura do etanol, ideal para dar uma partida imediata, mesmo em situações de baixa temperatura ambiente (abaixo de 10 graus, por exemplo). Esse recurso é oferecido no Civic desde janeiro de 2013.
 
Desempenho
 
Sob o aspecto de consumo, o Civic LXR recebe etiquetagem B pelo Inmetro. O consumo médio informado, na cidade, é de 6,5 / 9,4 km/l (etanol/gasolina). E na estrada sobe para 9,2/ 12,8 km/l. O tanque de combustível comporta 57 litros. A Honda não informa velocidade máxima nem aceleração de 0 à 100 km/h. Porém essa versão do Civic consegue passar dos 195 km/h.
 
Equipamentos
 
O Civic LXR traz mais equipamentos, como faróis auxiliares dianteiros e acendimento automático dos faróis baixos por sensor crepuscular. Outro equipamento presente e o rádio com tecnologia do Bluetooth. Isso permite ao moto rista atender chamadas sem a necessidade de manuseio do celular. Também possibilita a reprodução de músicas direto do celular, sem o uso de fios. Para os mais tradicionais, a rádio também oferece entrada tipo USB para pen-drive e conexão tipo P2 para o uso de MP3 Player com fio. O rádio traz botões bem grandes e de fácil interpretação. Não existe opção de navegador GPS na versão LXR do Civic.
 
Também está disponível na versão LXR: ar-condicionado automático de simples zona, câmera de ré integrada ao i-MID, bancos forrados em couro cinza claro, acionamento com simples toque para todos os vidros, banco do moto rista com ajuste manual de altura, volante com ajuste de altura e profundidade e direção com assistência elétrica.
 
Dirigibilidade
 
O atual Civic LXR é um carro que fica na média, dentro da categoria. Seu desempenho é visivelmente melhor que Chevrolet Cruze e VW Jetta Flex, equivalente ao do Toyota Corolla e Nissan Sentra e inferior ao do Citroen C4 Lounge. Quanto à característica da condução, o Civic pode ser considerado o mais esportivo dos sedans médios atuais, considerando o ajuste de suspensão, resposta do volante e posição ao dirigir. E justamente por isso, encanta clientes com perfil mais jovem.
 
Novas cores, preço e conclusão
 
A linha Civic 2015 traz ainda como novidade duas novas cores. Permanecem no catálogo o Branco Sólido; Preto Cristal Perolizado; Prata Metálico e Cinza Metálico. E passam a fazer parte, o Azul Denim Metálico e o Cinza Barium Metálico. O preço sugerido é de R$ 75,9 mil. As cores metálicas e perolizadas têm acréscimo de R$ 1,1 mil. A garantia é de 3 anos, sem limite que quilometragem.
 
Fica claro que a Honda mudou pouco o Civic, uma vez que o carro continua a fazer sucesso na categoria. A versão LXR certamente não é barata. Mas pesa a favor da Honda ter um produto muito confiável, com ótimo valor de revenda e processos de manutenção dentro de uma realidade de sedan médio. Assim, o Civic continua sendo a escolha certa para aquele cliente que faz uma escolha racional e procura alguma sensação de esportividade num sedan médio.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!