Revista Comprecar
Avaliação: Jeep Compass Limited Flex
Versão mais equipada pode trazer diversos recursos de auxílio à condução
Avaliação: Jeep Compass Limited Flex
31 de Março de 2018

O Jeep Compass já se consolidou como outro campeão de vendas, ao lado do Jeep Renegade. Sendo o próximo passo acima na marca Jeep, o Compass é a opção para o cliente que procura um pouco mais de desempenho e espaço, quando comparado ao Renegade (SUV compacto da marca).
 
De forma resumida, o Compass acrescenta mais espaço interno, mais refinamento no acabamento e mais desempenho, sobre o Renegade Flex. Assim, o Compass é a escolha para um cliente familiar que busca um veículo mais indicado para viagens, e transporte constante de cinco pessoas.
 
Motor 2.0 litros Tigershark Flex
 
Entre os destaques do Compass está o motor 2.0 litros Tigershark Flex. Trata-se de um motor internacional da FCA - Fiat Chrysler Automobiles modificado para se tornar flexível, e que entrega uma boa combinação de desempenho e consumo razoável.
 
Esse motor Tigershark 2.0 litros - 16V Flex tem duplo comando de válvulas no cabeçote e duplo variador de fase. Isso ajuda bastante no rendimento em baixas rotações. Com boa faixa de torque distribuído desde baixas rotações, o Tigershark oferece 86% de sua força total já a partir dos 2.000 giros. O motor também traz sistema Stop/Start que ao lado do alternador e da bomba de combustível inteligentes, que trabalham sob demanda, apenas quando necessário.
 
Com uma série de novos componentes concebidos para reduzir o atrito, o motor oferece uma operação silenciosa. Ele é produzido no México com bloco e cabeçote de alumínio. Essa configuração rende até 166 cv de potência a 6.200 rpm e 20,5 kgfm de torque a 4.000 rpm com etanol (159 cv e 19,9 kgfm com gasolina). O motor está sempre conectado a uma caixa automática de 6 marchas. O rendimento é convincente, com uma aceleração de 0 a 100 km/h feita em 10,6 segundos (com etanol). Já a velocidade máxima é de 192 km/h.
 
Dirigibilidade
 
Um dos aspectos que demonstra o valor do Jeep Compass é a dirigibilidade. A suspensão independente nas quatro rodas (McPherson da dianteira e na traseira) tem acerto refinado numa grande variedade de terrenos. Isso garante conforto, sem comprometer a estabilidade.
 
Os amortecedores do Compass são de frequência sensitiva (FSD), adaptando-se a condições de rodagem com precisão e rapidez. O comportamento dinâmico também se explica pela elevada rigidez estrutural, com 70% do monobloco formado por aços de alta e altíssima resistência. A plataforma do Compass derivada do Renegade. E ambas as plataformas não são derivadas de um automóvel, como acontece em outros SUVs compactos e médios do mercado brasileiro.
 
A direção do Jeep Compass é do tipo elétrica progressiva (EPS) e conta com recursos como o torque de esterço ativo (DST). Em uma situação de emergência, como uma perda de aderência em curva, ele atua de forma a induzir o motorista a esterçar o volante para o lado correto, enrijecendo caso o motorista vire o volante para a direção errada.
 
Em pisos mal conservados, o Compass mostra que consegue absorver bem as irregularidades do piso, mas o ajuste da suspensão da versão Sport, acaba deixando a carroceria inclinar e fazer a parte de baixo do para-choque dianteiro raspar em algumas valetas e lombadas. Apenas o ângulo de ataque (15,8 graus) é um pouco baixo na versão Sport. Isso por conta de um spoiler dianteiro na parte de baixo do para-choque que dá o visual esportivo. Esse spoiler não existe na versão Limited, por exemplo. Já o ângulo de saída (30,8 graus) é muito bom, assim como a distância livre do solo (20,7 cm).
 
Tecnologia para a segurança
 
Entre os principais equipamentos de série de todo Compass há assistente de partida em rampa (HSA), e o controle de estabilidade (ESC) que engloba os sistemas eletrônicos anticapotamento (ERM), de oscilação de reboque (TSC) e os recursos ligados à frenagem, como o EBP, que aproxima as pastilhas dos discos se o motorista tirar o pé do acelerador rápido demais, melhorando o tempo de resposta dos freios, e o assistente de frenagem em pânico (PBA), que aplica automaticamente a força máxima do freio em caso de emergência se o motorista não fizer isso por meio do pedal.
 
A iluminação recebeu atenção desde a versão inicial, com assinaturas em LED na frente e atrás, que também aumentam a visualização do veículo. Em todas as configurações há luzes diurnas (DRL), faróis de neblina com função cornering (se acendem sozinhos do lado em que se vira o volante em manobras ou em baixa velocidade) e luz traseira de neblina.
 
Equipamentos
 
Entre alguns equipamentos exclusivos da versão Limited estão sete airbags, alerta de ponto cego, espelho interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico, faróis em xênon, sensor de chuva e crepuscular e teto na cor preta. O modelo traz também a central multimídia central multimídia com tela touch de 8.4'' e conectividade Apple Carplay e Android Auto, chave presencial, rodas em liga leve de 18 polegadas e painel de instrumentos colorido de 7''.
 
Disponível para a versão Limited, o pacote High Tech é composto por itens avançados como: controle de adaptativo de velocidade de cruzeiro (ACC), monitoramento de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), aviso e prevenção de colisão frontal (FCWP), que engloba frenagem automática, partida remota do motor e o sistema de estacionamento semiautônomo Park Assist, que atua em vagas paralelas e perpendiculares à via. Acrescenta também banco do motorista elétrico (8 posições), sistema de som Premium Beats de 506 W (8 alto-falantes + subwoofer), abertura elétrica do porta-malas, e rodas em liga aro 19" e pneus 235/45. Outro opcional do modelo é o teto solar panorâmico.
 
Algumas considerações
 
O espaço interno do Compass está entre os pontos fortes do carro, tanto para os cinco ocupantes quanto no porta-malas de 410 litros. Além disso, há bons porta-objetos por todos os lados, inclusive sob o assento do passageiro da frente, onde podem ser guardadas bolsas, sacolas e mochilas. O acabamento da versão Limited é bom, com bancos forrados em couro e confortáveis. E na parte de ergonomia não há do que reclamar, ao contrário, foi bem resolvida, com comandos bem localizados e fáceis de serem acionados.
 
Se a ideia é levar um SUV médio para casa, o Compass com motor 2.0 flex deve ser considerado na sua lista de opções. Tem uma das melhores relações entre custo e benefício do segmento, conta com bom espaço interno e conjunto moderno.
 
Preço
 
O Jeep Compass Limited tem preço inicial de R$ 136.990 e pode ser encontrado na concessionária Soma Jeep, na cidade de Sorocaba, que fica na Avenida Professora Izoraida Marques Peres, 10. O telefone é (15) 3229.9555 ou (15) 99809-8700. Mais informações acesse: www.somajeep.com.br

Avaliações < Voltar
Avaliação: Jeep Compass Limited Flex
 

Avaliação: Jeep Compass Limited Flex

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Versão mais equipada pode trazer diversos recursos de auxílio à condução

31 de Março de 2018

O Jeep Compass já se consolidou como outro campeão de vendas, ao lado do Jeep Renegade. Sendo o próximo passo acima na marca Jeep, o Compass é a opção para o cliente que procura um pouco mais de desempenho e espaço, quando comparado ao Renegade (SUV compacto da marca).
 
De forma resumida, o Compass acrescenta mais espaço interno, mais refinamento no acabamento e mais desempenho, sobre o Renegade Flex. Assim, o Compass é a escolha para um cliente familiar que busca um veículo mais indicado para viagens, e transporte constante de cinco pessoas.
 
Motor 2.0 litros Tigershark Flex
 
Entre os destaques do Compass está o motor 2.0 litros Tigershark Flex. Trata-se de um motor internacional da FCA - Fiat Chrysler Automobiles modificado para se tornar flexível, e que entrega uma boa combinação de desempenho e consumo razoável.
 
Esse motor Tigershark 2.0 litros - 16V Flex tem duplo comando de válvulas no cabeçote e duplo variador de fase. Isso ajuda bastante no rendimento em baixas rotações. Com boa faixa de torque distribuído desde baixas rotações, o Tigershark oferece 86% de sua força total já a partir dos 2.000 giros. O motor também traz sistema Stop/Start que ao lado do alternador e da bomba de combustível inteligentes, que trabalham sob demanda, apenas quando necessário.
 
Com uma série de novos componentes concebidos para reduzir o atrito, o motor oferece uma operação silenciosa. Ele é produzido no México com bloco e cabeçote de alumínio. Essa configuração rende até 166 cv de potência a 6.200 rpm e 20,5 kgfm de torque a 4.000 rpm com etanol (159 cv e 19,9 kgfm com gasolina). O motor está sempre conectado a uma caixa automática de 6 marchas. O rendimento é convincente, com uma aceleração de 0 a 100 km/h feita em 10,6 segundos (com etanol). Já a velocidade máxima é de 192 km/h.
 
Dirigibilidade
 
Um dos aspectos que demonstra o valor do Jeep Compass é a dirigibilidade. A suspensão independente nas quatro rodas (McPherson da dianteira e na traseira) tem acerto refinado numa grande variedade de terrenos. Isso garante conforto, sem comprometer a estabilidade.
 
Os amortecedores do Compass são de frequência sensitiva (FSD), adaptando-se a condições de rodagem com precisão e rapidez. O comportamento dinâmico também se explica pela elevada rigidez estrutural, com 70% do monobloco formado por aços de alta e altíssima resistência. A plataforma do Compass derivada do Renegade. E ambas as plataformas não são derivadas de um automóvel, como acontece em outros SUVs compactos e médios do mercado brasileiro.
 
A direção do Jeep Compass é do tipo elétrica progressiva (EPS) e conta com recursos como o torque de esterço ativo (DST). Em uma situação de emergência, como uma perda de aderência em curva, ele atua de forma a induzir o motorista a esterçar o volante para o lado correto, enrijecendo caso o motorista vire o volante para a direção errada.
 
Em pisos mal conservados, o Compass mostra que consegue absorver bem as irregularidades do piso, mas o ajuste da suspensão da versão Sport, acaba deixando a carroceria inclinar e fazer a parte de baixo do para-choque dianteiro raspar em algumas valetas e lombadas. Apenas o ângulo de ataque (15,8 graus) é um pouco baixo na versão Sport. Isso por conta de um spoiler dianteiro na parte de baixo do para-choque que dá o visual esportivo. Esse spoiler não existe na versão Limited, por exemplo. Já o ângulo de saída (30,8 graus) é muito bom, assim como a distância livre do solo (20,7 cm).
 
Tecnologia para a segurança
 
Entre os principais equipamentos de série de todo Compass há assistente de partida em rampa (HSA), e o controle de estabilidade (ESC) que engloba os sistemas eletrônicos anticapotamento (ERM), de oscilação de reboque (TSC) e os recursos ligados à frenagem, como o EBP, que aproxima as pastilhas dos discos se o motorista tirar o pé do acelerador rápido demais, melhorando o tempo de resposta dos freios, e o assistente de frenagem em pânico (PBA), que aplica automaticamente a força máxima do freio em caso de emergência se o motorista não fizer isso por meio do pedal.
 
A iluminação recebeu atenção desde a versão inicial, com assinaturas em LED na frente e atrás, que também aumentam a visualização do veículo. Em todas as configurações há luzes diurnas (DRL), faróis de neblina com função cornering (se acendem sozinhos do lado em que se vira o volante em manobras ou em baixa velocidade) e luz traseira de neblina.
 
Equipamentos
 
Entre alguns equipamentos exclusivos da versão Limited estão sete airbags, alerta de ponto cego, espelho interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico, faróis em xênon, sensor de chuva e crepuscular e teto na cor preta. O modelo traz também a central multimídia central multimídia com tela touch de 8.4'' e conectividade Apple Carplay e Android Auto, chave presencial, rodas em liga leve de 18 polegadas e painel de instrumentos colorido de 7''.
 
Disponível para a versão Limited, o pacote High Tech é composto por itens avançados como: controle de adaptativo de velocidade de cruzeiro (ACC), monitoramento de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), aviso e prevenção de colisão frontal (FCWP), que engloba frenagem automática, partida remota do motor e o sistema de estacionamento semiautônomo Park Assist, que atua em vagas paralelas e perpendiculares à via. Acrescenta também banco do motorista elétrico (8 posições), sistema de som Premium Beats de 506 W (8 alto-falantes + subwoofer), abertura elétrica do porta-malas, e rodas em liga aro 19" e pneus 235/45. Outro opcional do modelo é o teto solar panorâmico.
 
Algumas considerações
 
O espaço interno do Compass está entre os pontos fortes do carro, tanto para os cinco ocupantes quanto no porta-malas de 410 litros. Além disso, há bons porta-objetos por todos os lados, inclusive sob o assento do passageiro da frente, onde podem ser guardadas bolsas, sacolas e mochilas. O acabamento da versão Limited é bom, com bancos forrados em couro e confortáveis. E na parte de ergonomia não há do que reclamar, ao contrário, foi bem resolvida, com comandos bem localizados e fáceis de serem acionados.
 
Se a ideia é levar um SUV médio para casa, o Compass com motor 2.0 flex deve ser considerado na sua lista de opções. Tem uma das melhores relações entre custo e benefício do segmento, conta com bom espaço interno e conjunto moderno.
 
Preço
 
O Jeep Compass Limited tem preço inicial de R$ 136.990 e pode ser encontrado na concessionária Soma Jeep, na cidade de Sorocaba, que fica na Avenida Professora Izoraida Marques Peres, 10. O telefone é (15) 3229.9555 ou (15) 99809-8700. Mais informações acesse: www.somajeep.com.br

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!