Revista Comprecar
Avaliação: Mercedes-Benz E 250
Líder na sua categoria, Classe E exibe alta qualidade e muita tecnologia
Avaliação: Mercedes-Benz E 250
17 de Novembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre

A marca Mercedes-Benz sempre foi reconhecida como a referência entre os automóveis de luxo, no mercado brasileiro. Aliás, a marca é líder em diversas categorias de produtos, superando seus concorrentes diretos Audi e BMW . E na categoria de sedans grandes, também não é diferente.
 
Estilo
 
No meio do ano passado, a marca trouxe para o Brasil a nova geração da Classe E. Totalmente redesenhado, o sedan ficou mais atraente e tecnológico. Para isso os projetistas da marca seguiram a nova linguagem de estilo da Mercedes-Benz mundial. A principal mudança é notada por um estilo mais emocional, acrescentando mais detalhes e linhas fluídas ao desenho do veículo.
 
Na mudança, a parte frontal do carro foi inteiramente recriada. Uma das principais mudanças está nos novos conjuntos de faróis “full LED”, que não utilizam mais lâmpadas tradicionais. Essa solução reúne todos os elementos de iluminação sob uma única lente, deixando de lado os faróis divididos.
 
A lateral também recebeu mudanças. Atenção para uma faixa tridimensional, que se estende desde a porta de trás até a lanterna traseira. Visualmente, fica uma impressão de maior comprimento. A nova Mercedes-Benz Classe E parece mais longa, porém com visual mais dinâmico e jovem. As rodas de liga leve com 17 polegadas no E 250 trazem novo design.
 
Na traseira todas as funções da lanterna usam iluminação em LEDs. Algumas delas também fazem uso de fibra ótica.
 
Interior
 
O interior também passou por evoluções. Como sempre acontece na Classe E, predominam materiais de alta qualidade, tanto visual quanto construtiva. O novo acabamento em duas cores se estende por todo o painel, integrado a um novo console central.
 
Os assentos foram redesenhados e, como de costume, traz todos os ajustes elétricos com os controles instalados nas laterais das portas. Os assentos da versão E 250 tem forração em couro sintético Ártico, com elementos tridimensionais transversais. O assento traseiro acomoda confortavelmente três passageiros. O banco traseiro permite a instalação simultânea de três assentos para crianças, com fixação ISOFIX nas laterais. Ao centro, há um confortável apoio de braços rebatível com compartimentos porta-copos. O E 250 vem de fábrica com teto solar acionado por comando elétrico.
 
O painel de instrumentos traz três elementos tubulares e tem contorno trapezoidal. As aberturas de entrada de ar no painel foram redesenhadas. O volante de quatro raios é forrado em couro napa, com empunhaduras cromadas.
 
O Classe E conta ainda com porta-malas iluminado, e 540 litros de espaço para bagagens.
 
Motor turbo 2.0 litros
 
O E 250 foi o primeiro modelo a trazer ao Brasil, a nova geração de moto res turbo da Mercedes. Ele está equipado com um moto r quatro cilindros turbo de 2 litros. Sua potência máxima é de 211 cv (à 5.500 rpm). O torque máximo também é expressivo, com consideráveis 350 Nm, atingidos entre 1.200 à 4.000 rpm. Dessa forma, pouco acima da marcha lenta, o moto r já consegue entregar sua força máxima. É importante observar que essa faixa de torque é equivalente a de moto res V6! Junto com esse moto r, vem o conhecido câmbio automático 7G-Tronic, de seta marchas.
 
Essa configuração permite ao E 250 acelerar até 100 km/h em apenas 7,4 segundos. E a velocidade máxima é de 243 km/h. Segundo o fabricante, com limitação eletrônica. Mesmo com 4,88 metros de comprimento, o E250 é relativamente leve, pesando 1.680 kg.
 
Mais tecnologia
 
Um dos destaques da Classe E é o sistema Comand Online. Ele engloba funções de entretenimento e informação. Parte da interação com os menus do Comand se dá por meio de um controle rotativo posicionado no console central.
 
O sistema Comand Online possibilita navegação por GPS e incorpora as funções de gerenciamento do telefone (com conexão Bluetooth), áudio e vídeo. Atendendo a legislação brasileira, o sistema não exibe imagens de vídeos com o carro em movimento. O sistema Comand ainda conta com conexões tipo USB e SD Card.
 
Outro ponto que merece elogios é a elevada qualidade sonora das caixas acústicas do som. Para um modelo original de fábrica, a qualidade do áudio é muito boa.
 
Estacionamento automático
 
A E 250 já chega equipada com sistema Active Parking Assist, que estaciona o carro automaticamente, tanto em vagas paralelas como perpendiculares, com mínima interferência do moto rista. Uma novidade na nova geração da Classe E é que o sistema também executa a manobra de saída de vagas paralelas, acionando automaticamente o volante e os freios, desde que o carro tenha sido estacionado no local também de forma automática.
 
O Active Parking Assist utiliza sensores ultrassônicos para detectar a existência de vagas, em velocidades de até 30 km/h, com a seta ligada para o lado que se pretende estacionar. A disponibilidade é mostrada no painel de instrumentos e, a após confirmar a ativação depois de pressionar a tecla OK no volante, tudo o que o moto rista precisa fazer é engatar a ré, e acelerar e frear o carro. O volante vira sozinho para fazer a manobra.
 
Faróis e lanternas inteligentes
 
O Classe E também sai de fábrica com o ILS (Inteligent Light System). Entre as funções disponíveis está o farol alto adaptativo e automático. Controlando o foco dos faróis dianteiros, através de moto res elétricos, o sistema faz uma leitura ativa do tráfego à frente do carro, por meio de uma câmera instalada no parabrisa. Assim, o facho dos faróis é alterado com grande rapidez. O ajuste é feito a cada 40 milésimos de segundo, evitando o ofuscamento dos moto ristas que vêm na direção oposta. Ao mesmo tempo, o sistema concentra a luz em regiões escuras e não iluminadas. Então, se o sistema identificar que a estrada esta muito escura, ele liga sozinho o farol alto. Se tiver um carro na frente, o sistema “recorta” a área do veículo à frente, mantendo o farol alto ligado. Se não for possível fazer isso, ele desliga o facho alto, mantendo apenas o farol baixo.
 
Além disso, os faróis da Classe E são totalmente de LEDs. Esta tecnologia traz vantagens, começando pela emissão de luz com cor quase idêntica à da luz do dia, reduzindo o cansaço visual em viagens noturnas. Os faróis em LEDs consomem cerca de 75% menos energia do que os convencionais. Outra vantagem dos LEDs é a sua durabilidade média de 100 mil horas (muito maior que a de uma lâmpada de xenônio).
 
Outra inovação da Classe E é a regulagem automática da intensidade das lanternas traseiras. Tanto à noite como durante o dia, as lanternas, luzes de freios e indicadores de direção têm a luminosidade ajustada de acordo com a iluminação ambiente e as condições de tráfego. Isto evita que os moto ristas que seguem a Classe E sejam ofuscados, principalmente durante as frenagens.
 
Segurança
 
A Classe E vem equipada com freios adaptativos (ABR) que permitem maior controle durante as frenagens. Na prática, o ABR é o conjunto de todo um pacote que inclui: controle eletrônico de estabilidade (ESP), distribuição eletrônica de força de frenagem (EBD), sistema anti-bloqueio dos freios (ABS), controle de tração na aceleração (ASR), tração eletrônica em cada roda (ETS), assistente de freio (BAS), assistente de partida na subida (HSA), pré-carregamento (PRIMING), Brake drying e função HOLD. Esses três últimos são bem interessantes. O pré-carregamento aproxima as pastilhas do disco, toda vez que o ESP entende que o moto rista precisa executar uma manobra de emergência. O brake drying também faz a mesma coisa, quando esta chovendo, para manter os discos secos. E o Hold, mantém o carro parado, mesmo quando engatado, sem precisar manter o pedal de freio acionado em paradas rápidas.
 
O máximo de proteção aos ocupantes, em caso de acidente, é proporcionado pelos sistemas de retenção, o acionamento inteligente dos airbags e a rigidez estrutural do compartimento de passageiros. Um inovador sistema de sensores ativa os equipamentos de segurança de acordo com a situação, de forma coordenada.
 
O moto rista e o passageiro da frente dos sedans da Classe E contam com cintos de segurança de três pontos com tensionadores eletrônicos reversíveis e tensionadores pirotécnicos, além de limitadores de força. Os tensionadores eletrônicos esticam os cintos na iminência de uma colisão detectada pelo sistema PRE-SAFE e os relaxam se o acidente não acontecer. O acionamento pirotécnico ocorre apenas em caso de colisão.
O elaborado sistema da Classe E conta com airbags adaptativos para o moto rista e passageiro da frente com acionamento em múltiplos estágios, dependendo da intensidade do impacto. Os ocupantes dos bancos da frente também são protegidos por airbags laterais. Toda a área das janelas, da frente até a coluna C, é protegida por airbags tipo cortina.
 
Família da Classe E
 
No Brasil, além do sedan E 250 Turbo Avantgarde, a Mercedes conta com o novo E 400 (que substituiu o E350), o E 250 Coupé, E 250 Cabrio e E 350 Cabrio, além da versão superesportiva E 63 AMG, com moto r V8 biturbo com 557 cv, tração permanente nas quatro rodas e design exclusivo.
 
Preços

O Mercedes E 250 vem com um pacote único de equipamentos, sem opcionais. O valor sugerido é de R$ 251.900, já para os carros modelo 2015. A título de informação, os preços dos demais modelos da família são: E 400 – R$ 315.900; E 250 Cabrio R$ 274.900; E 250 Coupe R$ 263.900 e E 400 Cabrio 2015 R$ 333.900.

Mais informações sobre esse modelo, acesse: moto rs.com.br/mercedes]europa moto rs.com.br/mercedes[/url]

Avaliações < Voltar
Avaliação: Mercedes-Benz E 250
 

Avaliação: Mercedes-Benz E 250

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Líder na sua categoria, Classe E exibe alta qualidade e muita tecnologia

17 de Novembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre

A marca Mercedes-Benz sempre foi reconhecida como a referência entre os automóveis de luxo, no mercado brasileiro. Aliás, a marca é líder em diversas categorias de produtos, superando seus concorrentes diretos Audi e BMW . E na categoria de sedans grandes, também não é diferente.
 
Estilo
 
No meio do ano passado, a marca trouxe para o Brasil a nova geração da Classe E. Totalmente redesenhado, o sedan ficou mais atraente e tecnológico. Para isso os projetistas da marca seguiram a nova linguagem de estilo da Mercedes-Benz mundial. A principal mudança é notada por um estilo mais emocional, acrescentando mais detalhes e linhas fluídas ao desenho do veículo.
 
Na mudança, a parte frontal do carro foi inteiramente recriada. Uma das principais mudanças está nos novos conjuntos de faróis “full LED”, que não utilizam mais lâmpadas tradicionais. Essa solução reúne todos os elementos de iluminação sob uma única lente, deixando de lado os faróis divididos.
 
A lateral também recebeu mudanças. Atenção para uma faixa tridimensional, que se estende desde a porta de trás até a lanterna traseira. Visualmente, fica uma impressão de maior comprimento. A nova Mercedes-Benz Classe E parece mais longa, porém com visual mais dinâmico e jovem. As rodas de liga leve com 17 polegadas no E 250 trazem novo design.
 
Na traseira todas as funções da lanterna usam iluminação em LEDs. Algumas delas também fazem uso de fibra ótica.
 
Interior
 
O interior também passou por evoluções. Como sempre acontece na Classe E, predominam materiais de alta qualidade, tanto visual quanto construtiva. O novo acabamento em duas cores se estende por todo o painel, integrado a um novo console central.
 
Os assentos foram redesenhados e, como de costume, traz todos os ajustes elétricos com os controles instalados nas laterais das portas. Os assentos da versão E 250 tem forração em couro sintético Ártico, com elementos tridimensionais transversais. O assento traseiro acomoda confortavelmente três passageiros. O banco traseiro permite a instalação simultânea de três assentos para crianças, com fixação ISOFIX nas laterais. Ao centro, há um confortável apoio de braços rebatível com compartimentos porta-copos. O E 250 vem de fábrica com teto solar acionado por comando elétrico.
 
O painel de instrumentos traz três elementos tubulares e tem contorno trapezoidal. As aberturas de entrada de ar no painel foram redesenhadas. O volante de quatro raios é forrado em couro napa, com empunhaduras cromadas.
 
O Classe E conta ainda com porta-malas iluminado, e 540 litros de espaço para bagagens.
 
Motor turbo 2.0 litros
 
O E 250 foi o primeiro modelo a trazer ao Brasil, a nova geração de moto res turbo da Mercedes. Ele está equipado com um moto r quatro cilindros turbo de 2 litros. Sua potência máxima é de 211 cv (à 5.500 rpm). O torque máximo também é expressivo, com consideráveis 350 Nm, atingidos entre 1.200 à 4.000 rpm. Dessa forma, pouco acima da marcha lenta, o moto r já consegue entregar sua força máxima. É importante observar que essa faixa de torque é equivalente a de moto res V6! Junto com esse moto r, vem o conhecido câmbio automático 7G-Tronic, de seta marchas.
 
Essa configuração permite ao E 250 acelerar até 100 km/h em apenas 7,4 segundos. E a velocidade máxima é de 243 km/h. Segundo o fabricante, com limitação eletrônica. Mesmo com 4,88 metros de comprimento, o E250 é relativamente leve, pesando 1.680 kg.
 
Mais tecnologia
 
Um dos destaques da Classe E é o sistema Comand Online. Ele engloba funções de entretenimento e informação. Parte da interação com os menus do Comand se dá por meio de um controle rotativo posicionado no console central.
 
O sistema Comand Online possibilita navegação por GPS e incorpora as funções de gerenciamento do telefone (com conexão Bluetooth), áudio e vídeo. Atendendo a legislação brasileira, o sistema não exibe imagens de vídeos com o carro em movimento. O sistema Comand ainda conta com conexões tipo USB e SD Card.
 
Outro ponto que merece elogios é a elevada qualidade sonora das caixas acústicas do som. Para um modelo original de fábrica, a qualidade do áudio é muito boa.
 
Estacionamento automático
 
A E 250 já chega equipada com sistema Active Parking Assist, que estaciona o carro automaticamente, tanto em vagas paralelas como perpendiculares, com mínima interferência do moto rista. Uma novidade na nova geração da Classe E é que o sistema também executa a manobra de saída de vagas paralelas, acionando automaticamente o volante e os freios, desde que o carro tenha sido estacionado no local também de forma automática.
 
O Active Parking Assist utiliza sensores ultrassônicos para detectar a existência de vagas, em velocidades de até 30 km/h, com a seta ligada para o lado que se pretende estacionar. A disponibilidade é mostrada no painel de instrumentos e, a após confirmar a ativação depois de pressionar a tecla OK no volante, tudo o que o moto rista precisa fazer é engatar a ré, e acelerar e frear o carro. O volante vira sozinho para fazer a manobra.
 
Faróis e lanternas inteligentes
 
O Classe E também sai de fábrica com o ILS (Inteligent Light System). Entre as funções disponíveis está o farol alto adaptativo e automático. Controlando o foco dos faróis dianteiros, através de moto res elétricos, o sistema faz uma leitura ativa do tráfego à frente do carro, por meio de uma câmera instalada no parabrisa. Assim, o facho dos faróis é alterado com grande rapidez. O ajuste é feito a cada 40 milésimos de segundo, evitando o ofuscamento dos moto ristas que vêm na direção oposta. Ao mesmo tempo, o sistema concentra a luz em regiões escuras e não iluminadas. Então, se o sistema identificar que a estrada esta muito escura, ele liga sozinho o farol alto. Se tiver um carro na frente, o sistema “recorta” a área do veículo à frente, mantendo o farol alto ligado. Se não for possível fazer isso, ele desliga o facho alto, mantendo apenas o farol baixo.
 
Além disso, os faróis da Classe E são totalmente de LEDs. Esta tecnologia traz vantagens, começando pela emissão de luz com cor quase idêntica à da luz do dia, reduzindo o cansaço visual em viagens noturnas. Os faróis em LEDs consomem cerca de 75% menos energia do que os convencionais. Outra vantagem dos LEDs é a sua durabilidade média de 100 mil horas (muito maior que a de uma lâmpada de xenônio).
 
Outra inovação da Classe E é a regulagem automática da intensidade das lanternas traseiras. Tanto à noite como durante o dia, as lanternas, luzes de freios e indicadores de direção têm a luminosidade ajustada de acordo com a iluminação ambiente e as condições de tráfego. Isto evita que os moto ristas que seguem a Classe E sejam ofuscados, principalmente durante as frenagens.
 
Segurança
 
A Classe E vem equipada com freios adaptativos (ABR) que permitem maior controle durante as frenagens. Na prática, o ABR é o conjunto de todo um pacote que inclui: controle eletrônico de estabilidade (ESP), distribuição eletrônica de força de frenagem (EBD), sistema anti-bloqueio dos freios (ABS), controle de tração na aceleração (ASR), tração eletrônica em cada roda (ETS), assistente de freio (BAS), assistente de partida na subida (HSA), pré-carregamento (PRIMING), Brake drying e função HOLD. Esses três últimos são bem interessantes. O pré-carregamento aproxima as pastilhas do disco, toda vez que o ESP entende que o moto rista precisa executar uma manobra de emergência. O brake drying também faz a mesma coisa, quando esta chovendo, para manter os discos secos. E o Hold, mantém o carro parado, mesmo quando engatado, sem precisar manter o pedal de freio acionado em paradas rápidas.
 
O máximo de proteção aos ocupantes, em caso de acidente, é proporcionado pelos sistemas de retenção, o acionamento inteligente dos airbags e a rigidez estrutural do compartimento de passageiros. Um inovador sistema de sensores ativa os equipamentos de segurança de acordo com a situação, de forma coordenada.
 
O moto rista e o passageiro da frente dos sedans da Classe E contam com cintos de segurança de três pontos com tensionadores eletrônicos reversíveis e tensionadores pirotécnicos, além de limitadores de força. Os tensionadores eletrônicos esticam os cintos na iminência de uma colisão detectada pelo sistema PRE-SAFE e os relaxam se o acidente não acontecer. O acionamento pirotécnico ocorre apenas em caso de colisão.
O elaborado sistema da Classe E conta com airbags adaptativos para o moto rista e passageiro da frente com acionamento em múltiplos estágios, dependendo da intensidade do impacto. Os ocupantes dos bancos da frente também são protegidos por airbags laterais. Toda a área das janelas, da frente até a coluna C, é protegida por airbags tipo cortina.
 
Família da Classe E
 
No Brasil, além do sedan E 250 Turbo Avantgarde, a Mercedes conta com o novo E 400 (que substituiu o E350), o E 250 Coupé, E 250 Cabrio e E 350 Cabrio, além da versão superesportiva E 63 AMG, com moto r V8 biturbo com 557 cv, tração permanente nas quatro rodas e design exclusivo.
 
Preços

O Mercedes E 250 vem com um pacote único de equipamentos, sem opcionais. O valor sugerido é de R$ 251.900, já para os carros modelo 2015. A título de informação, os preços dos demais modelos da família são: E 400 – R$ 315.900; E 250 Cabrio R$ 274.900; E 250 Coupe R$ 263.900 e E 400 Cabrio 2015 R$ 333.900.

Mais informações sobre esse modelo, acesse: moto rs.com.br/mercedes]europa moto rs.com.br/mercedes[/url]

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!