Revista Comprecar
Avaliação: Nissan New March SV 1.0
Compacto conta com um dos melhores motores da categoria e muitos equipamentos de série
Avaliação: Nissan New March SV 1.0
30 de Novembro de 2015

Lançado em setembro de 2011, o Nissan March chegou como o primeiro carro popular japonês ao Brasil. Como missão, precisava figurar de maneira expressiva no maior segmento do mercado brasileiro. Desde seu lançamento, a estratégia sempre foi um carro completo. Já na época, o carro trazia bom nível de equipamentos de série, oferecendo desde a versão de entrada airbag duplo, computador de bordo, ar quente e ajuste de altura do banco do moto rista.
 
Criado no Centro de Design do Japão, o desenho do March foi pensado para ser mundial e com o objetivo principal de agradar consumidores em mais de 160 países onde o modelo é comercializado. O Nissan March é o primeiro fruto da Plataforma V (de versátil). O projeto do March partiu do zero. Assim o projeto foi pensado desde o início, seguindo premissas modernas de produção e qualidade. Isso permitiu que o Nissan March tivesse 18% menos componentes em relação à geração anterior. A tecnologia empregada nessa plataforma colaborou para manter o peso baixo no March. O compacto pesa entre 925 kg e 938 kg na versão 1.0. Com menos peso, há maior economia de combustível e, consequentemente, menor emissão de poluentes.
 
Em junho de 2014 o novo March já no modelo 2015 chegou às ruas. Na oportunidade, o fabricante preferiu chamá-lo de “New March”. Desde então, o carro é produzido no Brasil no novo Complexo Industrial em Resende (RJ). Antes, o March vinha importado do México. Totalmente repaginado, o carro traz um estilo bem marcante e várias novidades tecnológicas. Um detalhe muito importante é que esse novo “design” nasceu no Brasil para atender especificamente o cliente brasileiro.
 
Em Fevereiro de 2015, outra importante novidade no New March. Ele foi (e ainda é) o primeiro modelo japonês com um moto r de três cilindros 1,0 litro.Esse moto r trouxe uma série de novidades, como cabeçote e o bloco em alumínio e redução do peso geral. Destaque para a relação peso-potência, de 12,5 kg/cv. Derivado do moto r HR12, de 1,2 litro utilizado pela Nissan em vários países, o HR10 foi desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro. O moto r tem calibração para trabalhar com a gasolina brasileira (E22) e etanol (E100). Muitos componentes foram nacionalizados para baratear o seu custo.
 
As evoluções do moto r 1.0 litro
 
Produzido na fábrica de moto res dentro do complexo de Resende, o eficiente moto r 1.0 litro do New March traz o uso de corrente no lugar de correia, para sincronização do virabrequim com a árvore do comando de válvulas (duplo e variável na admissão), solução que amplia o prazo de manutenção para acima de 100 mil km. As velas têm eletrodos de platina, substituídas também a cada 100 mil km. Com essas duas soluções, o proprietário tem a certeza de maior durabilidade do moto r e menor custo de manutenção. Com essas soluções, o moto r tem maior durabilidade e menor custo de manutenção. Todas essas tecnologias estão presentes também no moto r 1.6 - 16V.
 
Os dois moto res – 1.0 - 12V e 1.6 - 16V – trazem o sistema CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, ou variação da abertura das válvulas através de variador de fase), que faz com que a entrada de ar e de combustível nos cilindros seja otimizada em qualquer rotação, oferecendo respostas mais precisas do acelerador e maior rendimento com economia de combustível.
 
Baixo consumo de combustível
 
Desenvolvendo 77 cavalos de potência máxima, e 10 kgfm de torque, esse moto r 1,0 litro oferece bom desempenho e eficiência no consumo de combustível. Junto com o moto r, está um câmbio manual de cinco marchas, que proporciona engates precisos. Considerando que o March é um carro bem leve (abaixo de 1.000 kg), a potência do moto r atende todas as necessidades.
 
O HR10 1.0 - 12V oferece baixo consumo de combustível. O moto r recebeu nota “A” pelo Inmetro na sua categoria. No ciclo urbano, o compacto faz 8,8 km/l, com etanol, e 12,9 km/l, com gasolina. Em estradas, as médias são de 10,3 km/l e 15,1 km/h, respectivamente. A relação da 5ª marcha foi alongada (0,821 para 0,7949) para baixar as rotações em velocidade de cruzeiro, também trazendo maior economia de combustível.
 
O novo moto r de três cilindros 1,0 litro atende à nova fase do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Auto moto res (Proconve L6), em vigor desde 1º de janeiro no Brasil, que estabelece níveis de emissões veiculares mais baixos e tecnologias mais sofisticadas em 100% dos moto res de ciclo Otto. Entre as tecnologias empregadas para atingir esses novos níveis está o sistema Flex Start Bosch, que elimina o tanque auxiliar da partida a frio, em todas as versões.
 
Desempenho
 
O moto r 1.0 litro - 12V entrega 77 cavalos de potência a 6.200 RPM e 10 kgfm de torque a 4.000 rpm, tanto com etanol quanto com gasolina. O New March 1.0 - 12V conta com aceleração de 0 a 100 km/h em 14 segundos com gasolina e em 13,7 segundos com etanol. Esse moto r chega à 90% do torque total, com 3.500 rpm.
 
O New March também se destaca pela facilidade nas manobras. Equipado com direção elétrica progressiva de série desde a primeira versão de acabamento, o modelo tem o menor diâmetro de giro do segmento, com apenas 4,5 m.
 
Em todas as versões, além do duplo airbag, o New March é equipado com freios ABS de 9ª geração, da Bosch, com controle eletrônico de frenagem (EBD) e sistema de assistência de frenagem (BAS). Esse último é outro diferencial na categoria de carros compactos de entrada. O BAS torna a parada do carro muito mais segura, pois ajuda a calcular a velocidade e a força que o moto rista impõe no pedal em frenagens de emergência para reduzir a distância.
 
Estrutura avançada
 
Como já acontecia antes, o New March continua sendo um carro bastante leve. Mas não adianta ser eficiente, sem ser bonito. E esse foi um dos principais motivos da mudança para o atual carro. O visual do modelo traz muito das opiniões dos clientes da marca no Brasil, ouvidas em pesquisas. O novo design conta com uma grande entrada de ar inferior e grade cromada em forma de ‘V’, que refletem a assinatura atual do design mundial da Nissan. A frente é totalmente nova (incluindo capô e paralamas) até o para-brisa.
 
O pequeno carro conta com generoso entreeixos com 2,45 m, considerando que falamos de um carro com 3,83 m de comprimento (4,7 cm a mais em relação ao modelo anterior). A largura também cresceu para 1,68 m (+1 cm) e manteve a altura de 1,53 m. As maçanetas e retrovisores, de acordo com a versão, podem ser pretos, na cor da carroceria ou cromados.
 
Os mais atentos vão notar na parte externa do teto, dois vincos acentuados em forma de “V”, que lembram bumerangues. Eles têm a função de conferir maior robustez à carroceria, além de melhorar a acústico, pois contam com efeito aerodinâmico. No geral, foi feito um trabalho para melhorar a performance aerodinâmica do carro. Dessa forma, o modelo chegou à 0,33 de coeficiente de arrasto. A marca afirma que é a medida mais eficiente, do que a média do segmento dos carros compactos.
 
A Nissan informa que o New March recebeu também um tratamento acústico reforçado para ampliar o conforto interno. Houve aumento da densidade da manta acústica no painel que isola o moto r. Assim, essas modificações reduziram em 1.3 dB o nível de ruído no habitáculo, em comparação ao seu antecessor.
 
Interior aperfeiçoado
 
Na ultima mudança de estilo, as mudanças no interior foram expressivas. O New March recebeu em seu interior novos materiais, painel e volante. Aliás, o volante veio do sedan Sentra. O console foi redesenhado levando em consideração as necessidades do moto rista durante a condução. O painel de instrumentos também mudou. Aliás, desde a versão de entrada o New March conta com computador de bordo com informações de autonomia, consumos instantâneo e médio. Outras facilidades são a abertura interna da tampa do tanque de combustível; o volante com regulagem de altura e ajuste de altura do banco do moto rista. Todos itens de série desde a versão de entrada, e não disponível em muitos concorrentes.
 
O console central também evoluiu. Os comandos mais acessados como o do ar-condicionado, sistema de som, entre outros, estão posicionados de forma a evitar o deslocamento do corpo do moto rista para frente.
 
A qualidade do acabamento também melhorou no quesito “beleza”. O revestimento dos bancos em tecido tem novos padrões. Os bancos contam com costura dupla além e sistema Comfort Seat. Essa tecnologia permite suportes laterais nos encostos, mantendo a posição estável, e evitando o deslocamento do corpo para frente, em frenagens.
 
Muito equipado de fábrica
 
Um dos diferenciais do New March é vir de série com itens importantes, valorizados pelo consumidor deste segmento. Entre eles estão o ar-condicionado; direção com assistência elétrica progressiva; assistente de frenagem para os freios ABS; banco do moto rista com ajuste de altura e volante com ajuste de altura.
 
Versões de acabamento
 
No total são seis versões, sendo três para cada moto r (1.0 e 1.6). As denominações das versões estão alinhadas com as adotadas pelas outras linhas de veículos da Nissan, no Brasil.
 
A versão de entrada é a 1.0 Conforto com preço sugerido de R$ 37,2 mil. Entre os destaques estão: moto r 1.0 de três cilindros; ar-condicionado manual com ar quente; alarme sonoro de advertência para chave no contato e luzes acessa; bloqueio de ignição através de imobilizador do moto r; computador de bordo; calotas integrais; direção elétrica progressiva; para-sol com espelhos cortesia para moto rista e passageiro; preparação para sistema de áudio; rodas de aço aro 14 com pneus 165/70 R14; tampa de combustível com abertura interna e volante de três raios com regulagem de altura.
 
O próximo pacote é o 1.0 S por R$ 39,5 mil que acrescenta: chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas; retrovisores externos com regulagem elétrica; travas elétricas das portas e do porta-malas; vidros dianteiros e traseiros elétricos com a função um toque para vidro do moto rista.
 
A seguir vem a 1.0 SV por R$ 42,4 mil acrescentando aerofólio com brake-light e lâmpada de LED; conexão bluetooth de telefone (viva-voz) com sincronização de agenda; comandos de áudio no volante e bluetooth; farol auxiliar dianteiro; rádio CD Player com entrada para e conector USB; revestimento dos bancos com acabamento SV e rodas de liga leve aro 15 com pneus 185/60 R15.
 
Todas as versões do New March contam com seis opções de cores, sendo as sólidas Preto Premium e Vermelho Alert, as metálicas Prata Classic e Cinza Magnetic e as perolizadas Azul Pacific e Branco Diamond.
 
Pós-venda
 
O proprietário do New March conta com o “Compromisso Nissan New March”, pacote que inclui três anos de garantia sem limite de quilometragem; assistência 24h gratuita por dois anos e preços de manutenção periódicas transparentes. Nas revisões, a mão de obra é grátis nas duas primeiras. Os preços das revisões obrigatórias são fixos e válidos em todo o país, nas revisões periódicas (a cada 10.000 km ou 12 meses, o que ocorrer primeiro). Até os 60 mil quilômetros, o proprietário do Nissan New March desembolsará um total de R$ 1.754, para o carro com moto r 1.0, e R$ 1.784, na versão com o moto r 1.6, para realizar as revisões obrigatórias recomendadas pela Nissan, o mais baixo dos respectivos segmentos.
 
Oportunidade!
 
Nesse mês, a Nissan Valec Sorocaba está com condições especiais na venda da versão SV do New March. Uma delas é um bônus de R$ 2 mil na valorização do usado, dado na troca. Além disso, a Nissan Valec possui o New March a pronta entrega.
 
Para conhecer uma oferta do Nissan New March, acesse: www.ofertasvalec.com.br/nissan

Notícias < Voltar
Avaliação: Nissan New March SV 1.0
 

Avaliação: Nissan New March SV 1.0

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Compacto conta com um dos melhores motores da categoria e muitos equipamentos de série

30 de Novembro de 2015

Lançado em setembro de 2011, o Nissan March chegou como o primeiro carro popular japonês ao Brasil. Como missão, precisava figurar de maneira expressiva no maior segmento do mercado brasileiro. Desde seu lançamento, a estratégia sempre foi um carro completo. Já na época, o carro trazia bom nível de equipamentos de série, oferecendo desde a versão de entrada airbag duplo, computador de bordo, ar quente e ajuste de altura do banco do moto rista.
 
Criado no Centro de Design do Japão, o desenho do March foi pensado para ser mundial e com o objetivo principal de agradar consumidores em mais de 160 países onde o modelo é comercializado. O Nissan March é o primeiro fruto da Plataforma V (de versátil). O projeto do March partiu do zero. Assim o projeto foi pensado desde o início, seguindo premissas modernas de produção e qualidade. Isso permitiu que o Nissan March tivesse 18% menos componentes em relação à geração anterior. A tecnologia empregada nessa plataforma colaborou para manter o peso baixo no March. O compacto pesa entre 925 kg e 938 kg na versão 1.0. Com menos peso, há maior economia de combustível e, consequentemente, menor emissão de poluentes.
 
Em junho de 2014 o novo March já no modelo 2015 chegou às ruas. Na oportunidade, o fabricante preferiu chamá-lo de “New March”. Desde então, o carro é produzido no Brasil no novo Complexo Industrial em Resende (RJ). Antes, o March vinha importado do México. Totalmente repaginado, o carro traz um estilo bem marcante e várias novidades tecnológicas. Um detalhe muito importante é que esse novo “design” nasceu no Brasil para atender especificamente o cliente brasileiro.
 
Em Fevereiro de 2015, outra importante novidade no New March. Ele foi (e ainda é) o primeiro modelo japonês com um moto r de três cilindros 1,0 litro.Esse moto r trouxe uma série de novidades, como cabeçote e o bloco em alumínio e redução do peso geral. Destaque para a relação peso-potência, de 12,5 kg/cv. Derivado do moto r HR12, de 1,2 litro utilizado pela Nissan em vários países, o HR10 foi desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro. O moto r tem calibração para trabalhar com a gasolina brasileira (E22) e etanol (E100). Muitos componentes foram nacionalizados para baratear o seu custo.
 
As evoluções do moto r 1.0 litro
 
Produzido na fábrica de moto res dentro do complexo de Resende, o eficiente moto r 1.0 litro do New March traz o uso de corrente no lugar de correia, para sincronização do virabrequim com a árvore do comando de válvulas (duplo e variável na admissão), solução que amplia o prazo de manutenção para acima de 100 mil km. As velas têm eletrodos de platina, substituídas também a cada 100 mil km. Com essas duas soluções, o proprietário tem a certeza de maior durabilidade do moto r e menor custo de manutenção. Com essas soluções, o moto r tem maior durabilidade e menor custo de manutenção. Todas essas tecnologias estão presentes também no moto r 1.6 - 16V.
 
Os dois moto res – 1.0 - 12V e 1.6 - 16V – trazem o sistema CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, ou variação da abertura das válvulas através de variador de fase), que faz com que a entrada de ar e de combustível nos cilindros seja otimizada em qualquer rotação, oferecendo respostas mais precisas do acelerador e maior rendimento com economia de combustível.
 
Baixo consumo de combustível
 
Desenvolvendo 77 cavalos de potência máxima, e 10 kgfm de torque, esse moto r 1,0 litro oferece bom desempenho e eficiência no consumo de combustível. Junto com o moto r, está um câmbio manual de cinco marchas, que proporciona engates precisos. Considerando que o March é um carro bem leve (abaixo de 1.000 kg), a potência do moto r atende todas as necessidades.
 
O HR10 1.0 - 12V oferece baixo consumo de combustível. O moto r recebeu nota “A” pelo Inmetro na sua categoria. No ciclo urbano, o compacto faz 8,8 km/l, com etanol, e 12,9 km/l, com gasolina. Em estradas, as médias são de 10,3 km/l e 15,1 km/h, respectivamente. A relação da 5ª marcha foi alongada (0,821 para 0,7949) para baixar as rotações em velocidade de cruzeiro, também trazendo maior economia de combustível.
 
O novo moto r de três cilindros 1,0 litro atende à nova fase do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Auto moto res (Proconve L6), em vigor desde 1º de janeiro no Brasil, que estabelece níveis de emissões veiculares mais baixos e tecnologias mais sofisticadas em 100% dos moto res de ciclo Otto. Entre as tecnologias empregadas para atingir esses novos níveis está o sistema Flex Start Bosch, que elimina o tanque auxiliar da partida a frio, em todas as versões.
 
Desempenho
 
O moto r 1.0 litro - 12V entrega 77 cavalos de potência a 6.200 RPM e 10 kgfm de torque a 4.000 rpm, tanto com etanol quanto com gasolina. O New March 1.0 - 12V conta com aceleração de 0 a 100 km/h em 14 segundos com gasolina e em 13,7 segundos com etanol. Esse moto r chega à 90% do torque total, com 3.500 rpm.
 
O New March também se destaca pela facilidade nas manobras. Equipado com direção elétrica progressiva de série desde a primeira versão de acabamento, o modelo tem o menor diâmetro de giro do segmento, com apenas 4,5 m.
 
Em todas as versões, além do duplo airbag, o New March é equipado com freios ABS de 9ª geração, da Bosch, com controle eletrônico de frenagem (EBD) e sistema de assistência de frenagem (BAS). Esse último é outro diferencial na categoria de carros compactos de entrada. O BAS torna a parada do carro muito mais segura, pois ajuda a calcular a velocidade e a força que o moto rista impõe no pedal em frenagens de emergência para reduzir a distância.
 
Estrutura avançada
 
Como já acontecia antes, o New March continua sendo um carro bastante leve. Mas não adianta ser eficiente, sem ser bonito. E esse foi um dos principais motivos da mudança para o atual carro. O visual do modelo traz muito das opiniões dos clientes da marca no Brasil, ouvidas em pesquisas. O novo design conta com uma grande entrada de ar inferior e grade cromada em forma de ‘V’, que refletem a assinatura atual do design mundial da Nissan. A frente é totalmente nova (incluindo capô e paralamas) até o para-brisa.
 
O pequeno carro conta com generoso entreeixos com 2,45 m, considerando que falamos de um carro com 3,83 m de comprimento (4,7 cm a mais em relação ao modelo anterior). A largura também cresceu para 1,68 m (+1 cm) e manteve a altura de 1,53 m. As maçanetas e retrovisores, de acordo com a versão, podem ser pretos, na cor da carroceria ou cromados.
 
Os mais atentos vão notar na parte externa do teto, dois vincos acentuados em forma de “V”, que lembram bumerangues. Eles têm a função de conferir maior robustez à carroceria, além de melhorar a acústico, pois contam com efeito aerodinâmico. No geral, foi feito um trabalho para melhorar a performance aerodinâmica do carro. Dessa forma, o modelo chegou à 0,33 de coeficiente de arrasto. A marca afirma que é a medida mais eficiente, do que a média do segmento dos carros compactos.
 
A Nissan informa que o New March recebeu também um tratamento acústico reforçado para ampliar o conforto interno. Houve aumento da densidade da manta acústica no painel que isola o moto r. Assim, essas modificações reduziram em 1.3 dB o nível de ruído no habitáculo, em comparação ao seu antecessor.
 
Interior aperfeiçoado
 
Na ultima mudança de estilo, as mudanças no interior foram expressivas. O New March recebeu em seu interior novos materiais, painel e volante. Aliás, o volante veio do sedan Sentra. O console foi redesenhado levando em consideração as necessidades do moto rista durante a condução. O painel de instrumentos também mudou. Aliás, desde a versão de entrada o New March conta com computador de bordo com informações de autonomia, consumos instantâneo e médio. Outras facilidades são a abertura interna da tampa do tanque de combustível; o volante com regulagem de altura e ajuste de altura do banco do moto rista. Todos itens de série desde a versão de entrada, e não disponível em muitos concorrentes.
 
O console central também evoluiu. Os comandos mais acessados como o do ar-condicionado, sistema de som, entre outros, estão posicionados de forma a evitar o deslocamento do corpo do moto rista para frente.
 
A qualidade do acabamento também melhorou no quesito “beleza”. O revestimento dos bancos em tecido tem novos padrões. Os bancos contam com costura dupla além e sistema Comfort Seat. Essa tecnologia permite suportes laterais nos encostos, mantendo a posição estável, e evitando o deslocamento do corpo para frente, em frenagens.
 
Muito equipado de fábrica
 
Um dos diferenciais do New March é vir de série com itens importantes, valorizados pelo consumidor deste segmento. Entre eles estão o ar-condicionado; direção com assistência elétrica progressiva; assistente de frenagem para os freios ABS; banco do moto rista com ajuste de altura e volante com ajuste de altura.
 
Versões de acabamento
 
No total são seis versões, sendo três para cada moto r (1.0 e 1.6). As denominações das versões estão alinhadas com as adotadas pelas outras linhas de veículos da Nissan, no Brasil.
 
A versão de entrada é a 1.0 Conforto com preço sugerido de R$ 37,2 mil. Entre os destaques estão: moto r 1.0 de três cilindros; ar-condicionado manual com ar quente; alarme sonoro de advertência para chave no contato e luzes acessa; bloqueio de ignição através de imobilizador do moto r; computador de bordo; calotas integrais; direção elétrica progressiva; para-sol com espelhos cortesia para moto rista e passageiro; preparação para sistema de áudio; rodas de aço aro 14 com pneus 165/70 R14; tampa de combustível com abertura interna e volante de três raios com regulagem de altura.
 
O próximo pacote é o 1.0 S por R$ 39,5 mil que acrescenta: chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas; retrovisores externos com regulagem elétrica; travas elétricas das portas e do porta-malas; vidros dianteiros e traseiros elétricos com a função um toque para vidro do moto rista.
 
A seguir vem a 1.0 SV por R$ 42,4 mil acrescentando aerofólio com brake-light e lâmpada de LED; conexão bluetooth de telefone (viva-voz) com sincronização de agenda; comandos de áudio no volante e bluetooth; farol auxiliar dianteiro; rádio CD Player com entrada para e conector USB; revestimento dos bancos com acabamento SV e rodas de liga leve aro 15 com pneus 185/60 R15.
 
Todas as versões do New March contam com seis opções de cores, sendo as sólidas Preto Premium e Vermelho Alert, as metálicas Prata Classic e Cinza Magnetic e as perolizadas Azul Pacific e Branco Diamond.
 
Pós-venda
 
O proprietário do New March conta com o “Compromisso Nissan New March”, pacote que inclui três anos de garantia sem limite de quilometragem; assistência 24h gratuita por dois anos e preços de manutenção periódicas transparentes. Nas revisões, a mão de obra é grátis nas duas primeiras. Os preços das revisões obrigatórias são fixos e válidos em todo o país, nas revisões periódicas (a cada 10.000 km ou 12 meses, o que ocorrer primeiro). Até os 60 mil quilômetros, o proprietário do Nissan New March desembolsará um total de R$ 1.754, para o carro com moto r 1.0, e R$ 1.784, na versão com o moto r 1.6, para realizar as revisões obrigatórias recomendadas pela Nissan, o mais baixo dos respectivos segmentos.
 
Oportunidade!
 
Nesse mês, a Nissan Valec Sorocaba está com condições especiais na venda da versão SV do New March. Uma delas é um bônus de R$ 2 mil na valorização do usado, dado na troca. Além disso, a Nissan Valec possui o New March a pronta entrega.
 
Para conhecer uma oferta do Nissan New March, acesse: www.ofertasvalec.com.br/nissan

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!