Revista Comprecar
Avaliação: Nissan New March SV
Repaginado, o compacto da Nissan oferece mais atributos para o consumidor
Avaliação: Nissan New March SV
29 de Dezembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre
 
Em Maio de 2014, a Nissan deu um importante passa para sua consolidação no mercado brasileiro. Na ocasião a marca japonesa apresentou o March repaginado e também fabricado no Brasil. Para marcar esse novo momento, a Nissan preferiu rebatizar o carro como “New March”, para definir o novo ano/modelo 2015 de seu compacto. Produzido no Brasil, no novo Complexo Industrial em Resende – RJ, o New March ganhou fôlego para competir de forma mais equilibrada com os campeões de venda Palio e Gol. Nessa avaliação trazemos a versão SV (uma abaixo da topo de linha).
 
Para tentar convencer o consumidor brasileiro, a marca investiu em amplo “banho de loja” no compacto. Assim, foram feitas mudanças no estilo, além da inclusão de novos recursos tecnológicos. Vale destacar que o novo desenho do carro nasceu no Brasil, para atender especificamente o gosto do cliente brasileiro.
 
Ainda que o carro traga novidades, é importante dizer que o conjunto mecânico não mudou tanto assim. Ele continua equipado com o mesmo moto r de antes, sendo o 1,6 litro - 16V flex. Além disso, ele continua a utilizar a plataforma “V” (a mesma de antes). Assim, a estrutura principal, e o entre-eixos, não mudaram.
 
Mais isso não invalida o fato do New March entregar um conjunto interessante. Mesmo na geração anterior, o March já era um compacto com bom padrão em qualidade. Como antes, o New March continua sendo um carro bastante leve. Ele tem um peso reduzido, com menos de 1.000 kg em todas as versões. Isso ajuda bastante na economia e no desempenho.
 
Estilo
 
Entre as novidades do New March está a parte da frente 100% nova. O desenho traz muito das opiniões dos clientes da marca no Brasil, ouvidas em pesquisas. O novo design conta com uma grande entrada de ar inferior e grade cromada em forma de ‘V’. As mudanças incluem capô e paralamas, até o para-brisa. Entretanto, de lado, são poucas as mudanças. Ponto relevante que o pequeno carro traz generoso entreeixos com 2,45 m, considerando que estamos falamos de um carro com 3,83 m de comprimento.  
 
Os mais atentos vão notar no teto (visto por fora), dois vincos acentuados em forma de “V”, que lembram bumerangues. Eles têm a função de conferir maior robustez à carroceria, além de melhorar a acústico, pois contam com efeito aerodinâmico. A Nissan informa que o Cx (coeficiente de arrasto) é de 0,33, sendo a medida mais eficiente do segmento dos carros compactos.
 
Interior
 
Alvo de muitas críticas, o interior do carro melhorou consideravelmente. Para isso foram utilizados novos materiais no acabamento. Pra começar, o novo volante veio do sedan Sentra. O console foi redesenhado, junto com um novo painel de instrumentos.
 
Desde a versão de entrada o New March conta com computador de bordo com informações de autonomia, consumos instantâneo e médio. Outras facilidades presentes no New March são a abertura interna da tampa do tanque de combustível; o volante com regulagem de altura e ajuste de altura do banco do moto rista. Todos esses itens de série desde a versão de entrada.
 
No console central, os comandos mais acessados como o do ar-condicionado e sistema de som, estão posicionados de forma a evitar o deslocamento do corpo do moto rista para frente, melhorando a ergonomia.
 
A qualidade do acabamento também melhorou. O revestimento dos bancos em tecido tem novos padrões com costura dupla e sistema Comfort Seat. Essa tecnologia permite suportes laterais nos encostos, mantendo a posição estável, e evitando o deslocamento do corpo para frente, em frenagens. Fato que os bancos ficaram mais confortáveis na nova geração.
 
Apesar da melhoria no geral, o interior do carro permanece “escuro”. Faltam botões retroiluminados a noite, e a lâmpada de leitura (única) é muito fraca. Ainda que a Nissan tenha melhorado o aspecto da cabine, o New March continua a ser um carro muito espartano, sem detalhes de estilo ou beleza na construção do interior. De forma geral, New March é apenas funcional, sem nada de surpreende ou espetacular no interior.
 
O porta-malas é um ponto negativo, pois oferece apenas 265 litros (um dos menores da categoria). Fica clara e evidente a vocação urbana (ou de quem não precisa de espaço para bagagens nas viagens) do compacto da Nissan.
 
Motorização
 
O New March repete a bem sucedida fórmula da geração anterior. É relevante destacar que ambos os moto res do New March (1,0 e 1,6 litro) recebem nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro. A versão SV também pode ter os dois moto res. Na versão avaliada, o New March estava equipado com moto r 1,6 litro.
 
Batizado de “HR” esse moto r flex 1,6 litro - 16V chega à 111 cavalos de potência máxima (a 5.600 rpm), com qualquer um dos combustíveis. Isso faz o New March acelerar até 100 km/h em apenas 9,8 segundos (gasolina) e 9,5 segundos (etanol). Outro ponto interessante é o bom torque de 15,1 kgfm (a 4.000 rpm). Importante dizer que 90% do torque já está disponível a 2.400 rpm. Entre as características de destaque do moto r estão: o CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, ou variação da abertura das válvulas), uso de corrente ao invés de correia (dispensando trocas) e velas com eletrodo de Platina substituídas apenas a cada 100 mil km. Mas o moto r ainda usa o sistema convencional de partida à frio, com tanquinho de gasolina, quando o carro está abastecido com etanol.
 
Com baixo peso e um moto r relativamente potente, o desempenho do New March é realmente convincente. A Nissan fala em velocidade máxima de 191 km/h. Mas em nossos testes, chegamos perto de 200 km/h com o compacto. O bom desempenho é o ponto alto do modelo.
 
Por enquanto, só existe o New March com câmbio manual de cinco marchas. Não estão disponíveis versões robotizadas, ou automáticas, para o sistema de câmbio.
 
Suspensão
 
A suspensão é praticamente a mesma na nova geração. A partir de versão SV, o New March recebe roda de liga-leve de 15 polegadas. Com o novo tamanho das rodas e os pneus com perfil mais baixo (185/60 R15). Outro ponto forte da suspensão é a sua consistência para superar lombadas, buracos e valetas. É bem difícil o carro raspar nesses obstáculos no dia a dia.
 
Dirigibilidade
 
Sobre a geração anterior, uma das melhorias perceptíveis é o melhor tratamento acústico. Segundo o fabricante houve aumento da densidade da manta acústica no painel que isola o moto r. E a evolução do acabamento interno, deixou o carro mais silencioso. Isso é perceptível ao volante. Segundo a Nissan, as modificações reduziram em 1.3 dB o nível de ruído no habitáculo, em comparação ao antecessor.
 
O New March também se destaca pela facilidade nas manobras. Equipado com direção elétrica progressiva de série desde a primeira versão de acabamento, o modelo tem o menor diâmetro de giro do segmento, com apenas 4,5 m.
 
Além do duplo airbag, o New March é equipado com freios ABS de 9ª geração, da Bosch, com controle eletrônico de frenagem (EBD) e sistema de assistência de frenagem (BAS). Esse último é outro diferencial na categoria de carros compactos de entrada. O BAS torna a parada do carro muito mais segura, pois ajuda a calcular a velocidade e a força que o moto rista impõe no pedal em frenagens de emergência para reduzir a distância. 
 
Equipamentos
 
Um dos diferenciais do Nissan New March é vir de série com itens importantes, valorizados pelo consumidor deste segmento. Entre eles, estão o ar-condicionado; direção com assitência elétrica progressiva; assistente de frenagem para os freios ABS (BA); banco do moto rista com ajuste de altura e volante com ajuste de altura. No total são seis versões, sendo três para cada moto r. As denominações das versões estão alinhadas com as adotadas pelas outras linhas de veículos da Nissan, no Brasil.
 
Mesmo na versão mais básica já estão incluídos itens como alarme sonoro de advertência para chave no contato e luzes acessa; bloqueio de ignição através de imobilizador do moto r; para-sol com espelhos cortesia para moto rista e passageiro tampa de combustível com abertura interna e volante de três raios com regulagem de altura. O pacote S acrescenta chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas; retrovisores externos com regulagem elétrica; travas elétricas das portas e do porta-malas; vidros dianteiros e traseiros elétricos com a função um toque para vidro do moto rista.
 
A versão SV (avaliada aqui) acrescenta aerofólio com brake light iluminado por LED; conexão bluetooth de telefone (viva-voz) com sincronização de agenda; comandos de áudio no volante; farol auxiliar dianteiro; rádio CD Player com entrada USB e revestimento dos bancos com acabamento específico da versão.
 
Menor custo de manutenção
 
A Nissan afirma que trabalhou para que o New March tivesse um custo de manutenção baixo. O proprietário conta com três anos de garantia sem limite de quilometragem; assistência 24h gratuita por dois anos e preços de manutenção amplamente divulgados. A mão de obra é grátis nas duas primeiras revisões, sendo que até os 60 mil quilômetros, o proprietário do Nissan New March desembolsará um total de R$ 1.784, na versão com o moto r 1.6, para realizar as revisões obrigatórias recomendadas pela Nissan.
 
O outro destaque do programa é o serviço de assistência 24h Nissan Way Assistance. O proprietário do Nissan New March poderá utilizá-lo por dois anos sem custos, maior período oferecido no segmento para este tipo de benefício. O Nissan Way Assistance atende 24 horas casos de pane, colisão, furto ou pneu furado. Também oferece conserto no local ou reboque, dependendo do que acontecer. Dependendo do local no qual ocorrer o inconveniente, a Nissan oferece guincho ou até quatro dias de hospedagem grátis. E, se for o caso, um carro reserva gratuitamente por quatro dias. A garantia é de 3 anos, sem limite de quilometragem.
 
Cores, preço e mercado
 
Todas as versões do New March contam com 6 opções de cores, sendo as sólidas Preto Premium e Vermelho Alert, as metálicas Prata Classic e Cinza Magnetic e as perolizadas Azul Pacific e Branco Diamond. O preço sugerido da versão SV com moto r 1,6 litro é de R$ 41 mil. O New March concorre na faixa mais disputada do mercado brasileiro, de hatch-back compactos. Assim, os principais concorrentes são: VW Gol, Fiat Palio, Hyundai HB20, Toyota Etios, Chevrolet Onix, entre vários outros. Mas o New March ainda precisa conquistar o consumidor brasileiro. Pesa a favor do carro o fato de ser uma versão completa (sem opcionais) e com excelente custo-benefício no momento da aquisição.

Avaliações < Voltar
Avaliação: Nissan New March SV
 

Avaliação: Nissan New March SV

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Repaginado, o compacto da Nissan oferece mais atributos para o consumidor

29 de Dezembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre
 
Em Maio de 2014, a Nissan deu um importante passa para sua consolidação no mercado brasileiro. Na ocasião a marca japonesa apresentou o March repaginado e também fabricado no Brasil. Para marcar esse novo momento, a Nissan preferiu rebatizar o carro como “New March”, para definir o novo ano/modelo 2015 de seu compacto. Produzido no Brasil, no novo Complexo Industrial em Resende – RJ, o New March ganhou fôlego para competir de forma mais equilibrada com os campeões de venda Palio e Gol. Nessa avaliação trazemos a versão SV (uma abaixo da topo de linha).
 
Para tentar convencer o consumidor brasileiro, a marca investiu em amplo “banho de loja” no compacto. Assim, foram feitas mudanças no estilo, além da inclusão de novos recursos tecnológicos. Vale destacar que o novo desenho do carro nasceu no Brasil, para atender especificamente o gosto do cliente brasileiro.
 
Ainda que o carro traga novidades, é importante dizer que o conjunto mecânico não mudou tanto assim. Ele continua equipado com o mesmo moto r de antes, sendo o 1,6 litro - 16V flex. Além disso, ele continua a utilizar a plataforma “V” (a mesma de antes). Assim, a estrutura principal, e o entre-eixos, não mudaram.
 
Mais isso não invalida o fato do New March entregar um conjunto interessante. Mesmo na geração anterior, o March já era um compacto com bom padrão em qualidade. Como antes, o New March continua sendo um carro bastante leve. Ele tem um peso reduzido, com menos de 1.000 kg em todas as versões. Isso ajuda bastante na economia e no desempenho.
 
Estilo
 
Entre as novidades do New March está a parte da frente 100% nova. O desenho traz muito das opiniões dos clientes da marca no Brasil, ouvidas em pesquisas. O novo design conta com uma grande entrada de ar inferior e grade cromada em forma de ‘V’. As mudanças incluem capô e paralamas, até o para-brisa. Entretanto, de lado, são poucas as mudanças. Ponto relevante que o pequeno carro traz generoso entreeixos com 2,45 m, considerando que estamos falamos de um carro com 3,83 m de comprimento.  
 
Os mais atentos vão notar no teto (visto por fora), dois vincos acentuados em forma de “V”, que lembram bumerangues. Eles têm a função de conferir maior robustez à carroceria, além de melhorar a acústico, pois contam com efeito aerodinâmico. A Nissan informa que o Cx (coeficiente de arrasto) é de 0,33, sendo a medida mais eficiente do segmento dos carros compactos.
 
Interior
 
Alvo de muitas críticas, o interior do carro melhorou consideravelmente. Para isso foram utilizados novos materiais no acabamento. Pra começar, o novo volante veio do sedan Sentra. O console foi redesenhado, junto com um novo painel de instrumentos.
 
Desde a versão de entrada o New March conta com computador de bordo com informações de autonomia, consumos instantâneo e médio. Outras facilidades presentes no New March são a abertura interna da tampa do tanque de combustível; o volante com regulagem de altura e ajuste de altura do banco do moto rista. Todos esses itens de série desde a versão de entrada.
 
No console central, os comandos mais acessados como o do ar-condicionado e sistema de som, estão posicionados de forma a evitar o deslocamento do corpo do moto rista para frente, melhorando a ergonomia.
 
A qualidade do acabamento também melhorou. O revestimento dos bancos em tecido tem novos padrões com costura dupla e sistema Comfort Seat. Essa tecnologia permite suportes laterais nos encostos, mantendo a posição estável, e evitando o deslocamento do corpo para frente, em frenagens. Fato que os bancos ficaram mais confortáveis na nova geração.
 
Apesar da melhoria no geral, o interior do carro permanece “escuro”. Faltam botões retroiluminados a noite, e a lâmpada de leitura (única) é muito fraca. Ainda que a Nissan tenha melhorado o aspecto da cabine, o New March continua a ser um carro muito espartano, sem detalhes de estilo ou beleza na construção do interior. De forma geral, New March é apenas funcional, sem nada de surpreende ou espetacular no interior.
 
O porta-malas é um ponto negativo, pois oferece apenas 265 litros (um dos menores da categoria). Fica clara e evidente a vocação urbana (ou de quem não precisa de espaço para bagagens nas viagens) do compacto da Nissan.
 
Motorização
 
O New March repete a bem sucedida fórmula da geração anterior. É relevante destacar que ambos os moto res do New March (1,0 e 1,6 litro) recebem nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro. A versão SV também pode ter os dois moto res. Na versão avaliada, o New March estava equipado com moto r 1,6 litro.
 
Batizado de “HR” esse moto r flex 1,6 litro - 16V chega à 111 cavalos de potência máxima (a 5.600 rpm), com qualquer um dos combustíveis. Isso faz o New March acelerar até 100 km/h em apenas 9,8 segundos (gasolina) e 9,5 segundos (etanol). Outro ponto interessante é o bom torque de 15,1 kgfm (a 4.000 rpm). Importante dizer que 90% do torque já está disponível a 2.400 rpm. Entre as características de destaque do moto r estão: o CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, ou variação da abertura das válvulas), uso de corrente ao invés de correia (dispensando trocas) e velas com eletrodo de Platina substituídas apenas a cada 100 mil km. Mas o moto r ainda usa o sistema convencional de partida à frio, com tanquinho de gasolina, quando o carro está abastecido com etanol.
 
Com baixo peso e um moto r relativamente potente, o desempenho do New March é realmente convincente. A Nissan fala em velocidade máxima de 191 km/h. Mas em nossos testes, chegamos perto de 200 km/h com o compacto. O bom desempenho é o ponto alto do modelo.
 
Por enquanto, só existe o New March com câmbio manual de cinco marchas. Não estão disponíveis versões robotizadas, ou automáticas, para o sistema de câmbio.
 
Suspensão
 
A suspensão é praticamente a mesma na nova geração. A partir de versão SV, o New March recebe roda de liga-leve de 15 polegadas. Com o novo tamanho das rodas e os pneus com perfil mais baixo (185/60 R15). Outro ponto forte da suspensão é a sua consistência para superar lombadas, buracos e valetas. É bem difícil o carro raspar nesses obstáculos no dia a dia.
 
Dirigibilidade
 
Sobre a geração anterior, uma das melhorias perceptíveis é o melhor tratamento acústico. Segundo o fabricante houve aumento da densidade da manta acústica no painel que isola o moto r. E a evolução do acabamento interno, deixou o carro mais silencioso. Isso é perceptível ao volante. Segundo a Nissan, as modificações reduziram em 1.3 dB o nível de ruído no habitáculo, em comparação ao antecessor.
 
O New March também se destaca pela facilidade nas manobras. Equipado com direção elétrica progressiva de série desde a primeira versão de acabamento, o modelo tem o menor diâmetro de giro do segmento, com apenas 4,5 m.
 
Além do duplo airbag, o New March é equipado com freios ABS de 9ª geração, da Bosch, com controle eletrônico de frenagem (EBD) e sistema de assistência de frenagem (BAS). Esse último é outro diferencial na categoria de carros compactos de entrada. O BAS torna a parada do carro muito mais segura, pois ajuda a calcular a velocidade e a força que o moto rista impõe no pedal em frenagens de emergência para reduzir a distância. 
 
Equipamentos
 
Um dos diferenciais do Nissan New March é vir de série com itens importantes, valorizados pelo consumidor deste segmento. Entre eles, estão o ar-condicionado; direção com assitência elétrica progressiva; assistente de frenagem para os freios ABS (BA); banco do moto rista com ajuste de altura e volante com ajuste de altura. No total são seis versões, sendo três para cada moto r. As denominações das versões estão alinhadas com as adotadas pelas outras linhas de veículos da Nissan, no Brasil.
 
Mesmo na versão mais básica já estão incluídos itens como alarme sonoro de advertência para chave no contato e luzes acessa; bloqueio de ignição através de imobilizador do moto r; para-sol com espelhos cortesia para moto rista e passageiro tampa de combustível com abertura interna e volante de três raios com regulagem de altura. O pacote S acrescenta chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas; retrovisores externos com regulagem elétrica; travas elétricas das portas e do porta-malas; vidros dianteiros e traseiros elétricos com a função um toque para vidro do moto rista.
 
A versão SV (avaliada aqui) acrescenta aerofólio com brake light iluminado por LED; conexão bluetooth de telefone (viva-voz) com sincronização de agenda; comandos de áudio no volante; farol auxiliar dianteiro; rádio CD Player com entrada USB e revestimento dos bancos com acabamento específico da versão.
 
Menor custo de manutenção
 
A Nissan afirma que trabalhou para que o New March tivesse um custo de manutenção baixo. O proprietário conta com três anos de garantia sem limite de quilometragem; assistência 24h gratuita por dois anos e preços de manutenção amplamente divulgados. A mão de obra é grátis nas duas primeiras revisões, sendo que até os 60 mil quilômetros, o proprietário do Nissan New March desembolsará um total de R$ 1.784, na versão com o moto r 1.6, para realizar as revisões obrigatórias recomendadas pela Nissan.
 
O outro destaque do programa é o serviço de assistência 24h Nissan Way Assistance. O proprietário do Nissan New March poderá utilizá-lo por dois anos sem custos, maior período oferecido no segmento para este tipo de benefício. O Nissan Way Assistance atende 24 horas casos de pane, colisão, furto ou pneu furado. Também oferece conserto no local ou reboque, dependendo do que acontecer. Dependendo do local no qual ocorrer o inconveniente, a Nissan oferece guincho ou até quatro dias de hospedagem grátis. E, se for o caso, um carro reserva gratuitamente por quatro dias. A garantia é de 3 anos, sem limite de quilometragem.
 
Cores, preço e mercado
 
Todas as versões do New March contam com 6 opções de cores, sendo as sólidas Preto Premium e Vermelho Alert, as metálicas Prata Classic e Cinza Magnetic e as perolizadas Azul Pacific e Branco Diamond. O preço sugerido da versão SV com moto r 1,6 litro é de R$ 41 mil. O New March concorre na faixa mais disputada do mercado brasileiro, de hatch-back compactos. Assim, os principais concorrentes são: VW Gol, Fiat Palio, Hyundai HB20, Toyota Etios, Chevrolet Onix, entre vários outros. Mas o New March ainda precisa conquistar o consumidor brasileiro. Pesa a favor do carro o fato de ser uma versão completa (sem opcionais) e com excelente custo-benefício no momento da aquisição.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!