Revista Comprecar
Avaliação: Peugeot 3008
Modelo atende quem procura um Crossover com pegada esportiva
Avaliação: Peugeot 3008
10 de Outubro de 2014

Por Jorge Augusto
FOTOS: Marcelo Alexandre

Em Maio desse ano, pouco mais de três anos após seu lançamento no Brasil, o Crossover 3008 recebeu um pequeno face-lift, com algumas melhorias. Independente das mudanças, o Peugeot 3008 guarda uma característica que nenhum outro produto nessa categoria, no mercado brasileiro consegue entregar.
 
Oferecendo uma dirigibilidade exemplar, o Peugeot 3008 é um veículo versátil para uso familiar, ao mesmo tempo que oferece bom nível de esportividade, não observado nos seus principais concorrentes. Além disso, foi um dos primeiros carros a trazer alguns tipos de equipamentos, que ainda hoje, são bastante exclusivos.
 
Estilo
 
Em linha com a nova identidade visual da Peugeot no mundo, o 3008 ano/modelo 2015 teve a frente redesenhada. A grade e o farol de neblina foram inspiradas nos últimos carros-conceito da marca. O novo visual se destaca no conjunto ótico. Agora, os faróis são delimitados por luzes diurnas em LED, que também funcionam como sinalização de lanternas à noite. A parte traseira recebeu mudanças mais discretas. Entre elas, a nova lanterna com iluminação em LED em tom escuro, que sugerem uma marca de três “garras” com efeito em 3D. Na lateral a novo modelo do 3008, traz rodas diamantadas de 17 polegadas com design exclusivo
 
Interior
 
O interior continua a manter as características do modelo anterior. Um dos destaques, e exclusividade do 3008 no seu segmento é justamente o ambiente amplamente iluminado, pela grande área envidraçada do modelo. Essa área é composta por 1,70 m² de área do para-brisa, junto com o amplo teto panorâmico de vidro, de 1,60 m². No total, são 5,34 m² de área envidraçada.
 
Outro detalhe que sempre se destacou no 3008, é o posto do condutor, desenvolvido de forma a sugerir um “cockpit de avião”. O console central em continuidade do painel de instrumentos, encontra a alavanca da câmbio. Esse largo console separa os bancos da frente e funciona como apoio central de braços. No centro do painel, estão os controles de climatização do veículo, sistema de áudio, seletores de ajuste do Head Up Display e do freio elétrico de estacionamento.
 
Equipamentos
 
Um grande diferencial do 3008 é o pacote tecnológico que o 3008 traz de fábrica. Destaque especial para o exclusivo Head Up Display. Assim, as informações essenciais à condução, como a velocidade e ajustes do regulador/limitador de velocidade são projetadas agora em cores, numa lâmina translúcida. Antes, o Head Up Display era monocromático. Assim, o condutor pode ver as informações sem tirar os olhos da estrada. A inclinação, o recolhimento dessa tela, bem como a luminosidade das indicações, podem ser regulados a partir de teclas no console central. O Head Up Display contribui para o efeito “cockpit de avião” do posto de condução.
 
Outro prático equipamento é o freio elétrico de estacionamento. Operando de forma totalmente automática, o freio de mão libera-se automaticamente no arranque. E quando o moto r é desligado, o freio é acionado.
 
Como um veículo de categoria superior, o ar-condicionado é automático digital e bi-zone. O 3008 ainda conta com a função Air Quality Sensor (AQS), que comanda automaticamente a abertura e fechamento da recirculação de ar, de acordo com a variação do nível de poluição do ar.
 
O sistema de áudio é igualmente sofisticado. O veículo vem equipado com uma central multimedia que permitem vários tipos de conexão. Aliás, a Peugeot resolveu um problema da versão anterior, que quando a central tinha GPS, perdia a conexão USB. Agora, a conexão USB também está presente, junto com a conectividade P2 (por cabos) e funções Bluetooth tanto para viva-voz do telefone celular, como também para a reprodução de música sem fios. Por fim, some-se o sistema de navegação por GPS projetado em uma tela colorida de sete polegadas rebatível eletricamente.
 
Motor com turbo de alta pressão
 
O grande diferencial desse crossover da Peugeot é justamente o conjunto moto r e câmbio. Equipado com um moderno moto r 1,6 litro - 16V turbo de alta pressão, esse moto r traz sistema de injeção direta de gasolina e chega à 165 cavalos de potência. Merece atenção o torque máximo de 24,5 kgfm, disponível à partir de 1.400 RPM. Então, logo acima da marcha lenta, o moto r já esta pronto para aplicar toda sua força. Isso é essencial para acelerações e retomadas de velocidade. Junto com esse moto r, esta uma eficiente caixa automática sequencial de seis marchas, fornecida pela Aisin (empresa japonesa). Esse é o mesmo conjunto moto r e câmbio que equipa outros carros na Peugeot, sendo: 308 THP; 408 THP; 308 CC; 508 e RCZ. E na Citroen, esse moto r e câmbio também são utilizados nos modelos C4 Lounge THP, DS4 e DS5.
 
Uma virtude desse moto r é o consumo surpreendentemente baixo. Na cidade, com gasolina (ele não é flex), o 3008 chega à 10 km/l. Na estrada, conseguimos fazer média de até 16 km/l. São números comparáveis aos de veículos com moto r 1.0, porém sem a falta de força e potência. Mas isso tudo, se dirigido de forma suave.
 
Mesmo com 1.459 kg em ordem de marcha, o 3008 acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos, e a velocidade máxima é de 202 km/h. Para um Crossover, os números são interessantes.
 
O 3008 vem com seis airbags, que fornecem oito pontos de proteção, sendo dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina (para a cabeça dos passageiros da frente e de trás). O veículo também vem com freios ABS de última geração, ESP (Controle Dinâmico de Estabilidade), REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem), AFU (Assistência a Frenagem de Urgência) e ASR (Assistência Anti-derrapagem), além de sensores de obstáculo traseiro.
 
Múltiplos porta-objetos
 
O 3008 se apresenta como um produto muito prático para a família. Aliás, não faltam porta objetos para todos os tipos de pertences. Na frente, existe um enorme compartimento refrigerado disponível no console central, sob o apoio de braços dianteiro, que permite alojar uma garrafa de 1,5 litro, e demais objetos. Sua capacidade chega à 13,5 litros. O porta-luvas conta com mais quatro litros. Outro espaço (com tampa) abaixo do volante tem mais 3,7 litros.
 
Na traseira, duas tampas dão acesso a espaços de 3,8 litros à direita e 3,3 litros à esquerda, sob os pés dos passageiros de trás. Ainda existem porta-revistas atrás dos encostos dos bancos da frente e amplos consoles nas portas.
 
O compartimento de bagagens é de fácil acesso, graças à divisão da tampa em duas partes. A parte inferior serve para facilitar a carga de objetos pesados, já que pode suportar um peso de 200 kg. O bagageiro pode ser dividido, graças a um piso que pode ser modulado em três níveis. Segundo a Peugeot são 512 litros de capacidade no porta-malas. A divisória cria um assoalho nivelado com a segunda tampa, deixando a parte de baixo do compartimento para compras menores ou que, por conveniência e segurança, é melhor deixar mais escondidas. Mais para baixo, ela amplia o espaço do compartimento principal. E com os bancos traseiros rebatidos, a capacidade sobe para 1.604 litros.
 
Dirigibilidade
 
Mesmo com a carroceria elevada, o crossover da Peugeot se comporta de forma equilibrada quando encara estradas sinuosas. Inclina pouco nas curvas e reage como se fosse um cupê esportivo. A direção com assistência eletro-hidráulica é precisa e atua de forma progressiva, proporcionando leveza nas manobras de baixa velocidade, e mais firmeza à medida que se ganha velocidade. O modelo é bastante estável nas retas. E mesmo em frenagens bruscas, ele para de forma rápida e estável. O ESP sempre atua, garantindo a trajetória e o controle. Aliás, quem gosta de levar o carro no limite, vai observar que o ESP zela pelo excesso, limitando todo e qualquer abuso.
 
Algumas questões
 
Ainda que o modelo tenha recebido algumas melhorias, os mais atentos vão perceber que o novo 3008 perdeu a chamosa lanterna recarregável e destacável que vinha dentro do compartimento do porta-malas. O modelo também deixou de ter o sistema de aquecimento dos bancos dianteiros. Os espelhos laterais que tinham sistema de rebatimento elétrico, deixou de ter no modelo 2015. Outro detalhe que faltou num carro dessa faixa de preço, são faróis de xênon. Ainda que o modelo venha equipado com sistema de GPS, a sua utilização é um pouco complicada. A entrada de destinos e informações é morosa e pouco intuitiva, uma vez que não existe sistema de tela sensível ao toque. O usuário precisa usar as teclas do rádio para inclusão de dados no GPS.
 
Preço e mercado
 
Segundo Thiago Mugnaini, gerente de vendas da Peugeot Agen em Indaiatuba, o 3008 é um veículo muito procurado pelo cliente que sabe exatamente o que quer. “Trata-se de alguém com maturidade na escolha! Ele busca um carro pelo produto que é, e não pelo status que pode trazer”, comenta o gerente. Segundo Thiago, o 3008 é um veículo que entrega versatilidade, com esportividade. E essas são características raramente encontradas em concorrentes diretos. Além disso, o custo-benefício do 3008 é outro ponto muito relevante para quem procura um modelo útil, que alia design e conforto”, comenta o gerente.
 
 
O 3008 ano/modelo 2015 é comercializado no Brasil em uma única versão de acabamento. Denominada Griffe THP, e traz grande oferta de equipamentos de fábrica. O preço sugerido é de R$ 99,9 mil. Seus principais concorrentes são o Toyota RAV4, o Fiat Freemont e o Honda CR-V, além de outros crossovers menos expressivos.

Avaliações < Voltar
Avaliação: Peugeot 3008
 

Avaliação: Peugeot 3008

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Modelo atende quem procura um Crossover com pegada esportiva

10 de Outubro de 2014

Por Jorge Augusto
FOTOS: Marcelo Alexandre

Em Maio desse ano, pouco mais de três anos após seu lançamento no Brasil, o Crossover 3008 recebeu um pequeno face-lift, com algumas melhorias. Independente das mudanças, o Peugeot 3008 guarda uma característica que nenhum outro produto nessa categoria, no mercado brasileiro consegue entregar.
 
Oferecendo uma dirigibilidade exemplar, o Peugeot 3008 é um veículo versátil para uso familiar, ao mesmo tempo que oferece bom nível de esportividade, não observado nos seus principais concorrentes. Além disso, foi um dos primeiros carros a trazer alguns tipos de equipamentos, que ainda hoje, são bastante exclusivos.
 
Estilo
 
Em linha com a nova identidade visual da Peugeot no mundo, o 3008 ano/modelo 2015 teve a frente redesenhada. A grade e o farol de neblina foram inspiradas nos últimos carros-conceito da marca. O novo visual se destaca no conjunto ótico. Agora, os faróis são delimitados por luzes diurnas em LED, que também funcionam como sinalização de lanternas à noite. A parte traseira recebeu mudanças mais discretas. Entre elas, a nova lanterna com iluminação em LED em tom escuro, que sugerem uma marca de três “garras” com efeito em 3D. Na lateral a novo modelo do 3008, traz rodas diamantadas de 17 polegadas com design exclusivo
 
Interior
 
O interior continua a manter as características do modelo anterior. Um dos destaques, e exclusividade do 3008 no seu segmento é justamente o ambiente amplamente iluminado, pela grande área envidraçada do modelo. Essa área é composta por 1,70 m² de área do para-brisa, junto com o amplo teto panorâmico de vidro, de 1,60 m². No total, são 5,34 m² de área envidraçada.
 
Outro detalhe que sempre se destacou no 3008, é o posto do condutor, desenvolvido de forma a sugerir um “cockpit de avião”. O console central em continuidade do painel de instrumentos, encontra a alavanca da câmbio. Esse largo console separa os bancos da frente e funciona como apoio central de braços. No centro do painel, estão os controles de climatização do veículo, sistema de áudio, seletores de ajuste do Head Up Display e do freio elétrico de estacionamento.
 
Equipamentos
 
Um grande diferencial do 3008 é o pacote tecnológico que o 3008 traz de fábrica. Destaque especial para o exclusivo Head Up Display. Assim, as informações essenciais à condução, como a velocidade e ajustes do regulador/limitador de velocidade são projetadas agora em cores, numa lâmina translúcida. Antes, o Head Up Display era monocromático. Assim, o condutor pode ver as informações sem tirar os olhos da estrada. A inclinação, o recolhimento dessa tela, bem como a luminosidade das indicações, podem ser regulados a partir de teclas no console central. O Head Up Display contribui para o efeito “cockpit de avião” do posto de condução.
 
Outro prático equipamento é o freio elétrico de estacionamento. Operando de forma totalmente automática, o freio de mão libera-se automaticamente no arranque. E quando o moto r é desligado, o freio é acionado.
 
Como um veículo de categoria superior, o ar-condicionado é automático digital e bi-zone. O 3008 ainda conta com a função Air Quality Sensor (AQS), que comanda automaticamente a abertura e fechamento da recirculação de ar, de acordo com a variação do nível de poluição do ar.
 
O sistema de áudio é igualmente sofisticado. O veículo vem equipado com uma central multimedia que permitem vários tipos de conexão. Aliás, a Peugeot resolveu um problema da versão anterior, que quando a central tinha GPS, perdia a conexão USB. Agora, a conexão USB também está presente, junto com a conectividade P2 (por cabos) e funções Bluetooth tanto para viva-voz do telefone celular, como também para a reprodução de música sem fios. Por fim, some-se o sistema de navegação por GPS projetado em uma tela colorida de sete polegadas rebatível eletricamente.
 
Motor com turbo de alta pressão
 
O grande diferencial desse crossover da Peugeot é justamente o conjunto moto r e câmbio. Equipado com um moderno moto r 1,6 litro - 16V turbo de alta pressão, esse moto r traz sistema de injeção direta de gasolina e chega à 165 cavalos de potência. Merece atenção o torque máximo de 24,5 kgfm, disponível à partir de 1.400 RPM. Então, logo acima da marcha lenta, o moto r já esta pronto para aplicar toda sua força. Isso é essencial para acelerações e retomadas de velocidade. Junto com esse moto r, esta uma eficiente caixa automática sequencial de seis marchas, fornecida pela Aisin (empresa japonesa). Esse é o mesmo conjunto moto r e câmbio que equipa outros carros na Peugeot, sendo: 308 THP; 408 THP; 308 CC; 508 e RCZ. E na Citroen, esse moto r e câmbio também são utilizados nos modelos C4 Lounge THP, DS4 e DS5.
 
Uma virtude desse moto r é o consumo surpreendentemente baixo. Na cidade, com gasolina (ele não é flex), o 3008 chega à 10 km/l. Na estrada, conseguimos fazer média de até 16 km/l. São números comparáveis aos de veículos com moto r 1.0, porém sem a falta de força e potência. Mas isso tudo, se dirigido de forma suave.
 
Mesmo com 1.459 kg em ordem de marcha, o 3008 acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos, e a velocidade máxima é de 202 km/h. Para um Crossover, os números são interessantes.
 
O 3008 vem com seis airbags, que fornecem oito pontos de proteção, sendo dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina (para a cabeça dos passageiros da frente e de trás). O veículo também vem com freios ABS de última geração, ESP (Controle Dinâmico de Estabilidade), REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem), AFU (Assistência a Frenagem de Urgência) e ASR (Assistência Anti-derrapagem), além de sensores de obstáculo traseiro.
 
Múltiplos porta-objetos
 
O 3008 se apresenta como um produto muito prático para a família. Aliás, não faltam porta objetos para todos os tipos de pertences. Na frente, existe um enorme compartimento refrigerado disponível no console central, sob o apoio de braços dianteiro, que permite alojar uma garrafa de 1,5 litro, e demais objetos. Sua capacidade chega à 13,5 litros. O porta-luvas conta com mais quatro litros. Outro espaço (com tampa) abaixo do volante tem mais 3,7 litros.
 
Na traseira, duas tampas dão acesso a espaços de 3,8 litros à direita e 3,3 litros à esquerda, sob os pés dos passageiros de trás. Ainda existem porta-revistas atrás dos encostos dos bancos da frente e amplos consoles nas portas.
 
O compartimento de bagagens é de fácil acesso, graças à divisão da tampa em duas partes. A parte inferior serve para facilitar a carga de objetos pesados, já que pode suportar um peso de 200 kg. O bagageiro pode ser dividido, graças a um piso que pode ser modulado em três níveis. Segundo a Peugeot são 512 litros de capacidade no porta-malas. A divisória cria um assoalho nivelado com a segunda tampa, deixando a parte de baixo do compartimento para compras menores ou que, por conveniência e segurança, é melhor deixar mais escondidas. Mais para baixo, ela amplia o espaço do compartimento principal. E com os bancos traseiros rebatidos, a capacidade sobe para 1.604 litros.
 
Dirigibilidade
 
Mesmo com a carroceria elevada, o crossover da Peugeot se comporta de forma equilibrada quando encara estradas sinuosas. Inclina pouco nas curvas e reage como se fosse um cupê esportivo. A direção com assistência eletro-hidráulica é precisa e atua de forma progressiva, proporcionando leveza nas manobras de baixa velocidade, e mais firmeza à medida que se ganha velocidade. O modelo é bastante estável nas retas. E mesmo em frenagens bruscas, ele para de forma rápida e estável. O ESP sempre atua, garantindo a trajetória e o controle. Aliás, quem gosta de levar o carro no limite, vai observar que o ESP zela pelo excesso, limitando todo e qualquer abuso.
 
Algumas questões
 
Ainda que o modelo tenha recebido algumas melhorias, os mais atentos vão perceber que o novo 3008 perdeu a chamosa lanterna recarregável e destacável que vinha dentro do compartimento do porta-malas. O modelo também deixou de ter o sistema de aquecimento dos bancos dianteiros. Os espelhos laterais que tinham sistema de rebatimento elétrico, deixou de ter no modelo 2015. Outro detalhe que faltou num carro dessa faixa de preço, são faróis de xênon. Ainda que o modelo venha equipado com sistema de GPS, a sua utilização é um pouco complicada. A entrada de destinos e informações é morosa e pouco intuitiva, uma vez que não existe sistema de tela sensível ao toque. O usuário precisa usar as teclas do rádio para inclusão de dados no GPS.
 
Preço e mercado
 
Segundo Thiago Mugnaini, gerente de vendas da Peugeot Agen em Indaiatuba, o 3008 é um veículo muito procurado pelo cliente que sabe exatamente o que quer. “Trata-se de alguém com maturidade na escolha! Ele busca um carro pelo produto que é, e não pelo status que pode trazer”, comenta o gerente. Segundo Thiago, o 3008 é um veículo que entrega versatilidade, com esportividade. E essas são características raramente encontradas em concorrentes diretos. Além disso, o custo-benefício do 3008 é outro ponto muito relevante para quem procura um modelo útil, que alia design e conforto”, comenta o gerente.
 
 
O 3008 ano/modelo 2015 é comercializado no Brasil em uma única versão de acabamento. Denominada Griffe THP, e traz grande oferta de equipamentos de fábrica. O preço sugerido é de R$ 99,9 mil. Seus principais concorrentes são o Toyota RAV4, o Fiat Freemont e o Honda CR-V, além de outros crossovers menos expressivos.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!