Revista Comprecar
Avaliação: Saveiro Cross Cabine Dupla
Volkswagen tem a melhor cabine dupla compacta do mercado
Avaliação: Saveiro Cross Cabine Dupla
18 de Dezembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre
 
Em Agosto de 2014, a Volkswagen resolveu colocar um pouco de água, no chopp da Fiat, com o lançamento da sua picape Cabine Dupla, derivada de automóvel. A nova carroceria chegou em várias versões, justamente com o objetivo de diminuir diferença para a líder Fiat Strada. Fato que a Volkswagen se esforçou bastante em entregar um produto mais evoluído. E na versão topo de linha Cross, realmente a marca alemã se superou, mostrando um produto que é a referência do segmento em tecnologia e versatilidade. Nessa matéria trazemos a avaliação completa da Saveiro Cross Cabine Dupla.
 
Solução da Cabine Dupla
 
Antes de falar especificamente da versão Cross, cabe uma analise da solução da Volkswagen. O principal nessa picape é justamente a solução de engenharia mais eficiente da cabine dupla, quando comparada a principal concorrente da Fiat (a Strada). O modelo chega com o compromisso de oferecer espaço para acomodar cinco adultos (três no banco traseiro). Na concorrente, o espaço é apenas para duas pessoas no banco traseiro.
 
A Saveiro Cabine Dupla traz o teto mais elevado em relação às demais configurações da linha Saveiro (simples ou estendida). Nas configurações de cabine dupla a altura é de 1,54 metro (4 cm a mais do que a a Cabine Estendida). Além da mudança do teto (mais alto e longo) e da caçamba (que agora é um pouco menor com 580 litros), as demais medidas de entre-eixos e de comprimento da Saveiro, não mudam.
 
O interior da Saveiro Cabine Dupla conta com 1,33 m de espaço para os ombros (7,9 cm a mais do que o Strada, segundo a VW). O espaço interno para a cabeça merece atenção: a Saveiro Cabine Dupla entrega 1 m no banco dianteiro (2,3 cm a mais que na Cabine Estendida) e 94 cm no banco traseiro. A Volkswagen destaca que também oferece mais espaço para as pernas entre o banco traseiro e dianteiro, superando a Fiat Strada Cabine Dupla. Outro diferencial é o local de instalação do pneu estepe, que fica embaixo da parte traseira do veículo, deixando a caçamba totalmente livre para o transporte de carga.
 
Como a nova cabine foi desenvolvido um novo rack para o teto. Esse rack presente nas três versões da Saveiro cabine dupla, ajuda a disfarçar a parte central do teto, que foi “levantada” para dar mais espaço a cabeça dos passageiros do banco traseiro. E como a caçamba é mais curta, foi suprimido o “step-side”, encontrado em outras versões da Saveiro.
 
O banco traseiro da cabine dupla traz alguns recursos interessantes como o apoia-braço de cada lado. Também existe dois porta-garrafas de até 500 ml(um de cada lado) além de uma saída de 12V adicional. Outro destaque na Saveiro Cabine Dupla é a circulação de ar dentro já que os vidros laterais traseiros são basculantes (outra exclusividade na categoria). Existe também o desembaçador do vidro traseiro (de série em todas as versões da Cabine Dupla).
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Fabricada em São Bernardo do Campo (SP), e como já acontecia na versão Cross cabine estendida, a versão Cross cabine dupla conta com o recente moto r 1,6 litro – 16 válvulas da família EA211 (com 120 cv). O restante da linha Saveiro continua com o já conhecido moto r 1,6 litro – 8 válvulas (de 104 cv).
 
Esse novo moto r, que é produzido em São Carlos, foi desenvolvido para oferecer maior eficiência e melhor performance. Por isso, a escolha da configuração de quatro válvulas por cilindro. Outra novidade é a inclusão do sistema de partida a frio que dispensa a utilização do tanque auxiliar para gasolina.
 
Comparado a um moto r de mesma cilindrada com bloco em ferro fundido, o novo EA211 é 15 kg mais leve. O cabeçote do novo moto r possui coletor de escape integrado (formando uma peça única) com refrigeração líquida. Isso permite ao moto r atingir a temperatura ideal de funcionamento mais rapidamente, melhorando sua eficiência térmica e reduzindo emissões. E o catalisador instalado logo na saída do coletor, atinge rapidamente a temperatura certa operação. Com isso são reduzidas as emissões na fase fria. Outra solução usada é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote. Com esse recurso, é possível utilizar maior temperatura de funcionamento no bloco, tornando o óleo mais fluido. Já a temperatura do cabeçote é menor, o que minimiza a possibilidade de detonação, melhorando o desempenho e diminuindo o consumo.
 
Esse novo moto r Flex chega a potência máxima é de 120 cv (a 5.750 rpm), com etanol (E100), e de 110 cavalos na mesma rotação, com gasolina. O torque máximo é de 16,8 kgfm com etanol e 15,8 kgfm com gasolina, ambos a 4.000 rpm. O ganho de potência foi expressivo, superando com folga 10%. E já a partir de 2.000 rpm, mais de 85% do torque máximo está disponível. São duas as principais vantagens: em baixas rotações a resposta é mais rápida, ao mesmo tempo que a potência maior ajuda em retomadas de velocidade.
 
O novo moto r continua a fazer par com a já conhecida caixa de câmbio manual MQ200 de 5 marchas. Construída em de alumínio, essa transmissão conta com acionamento das marchas por cabos. É um fato conhecido que esse câmbio oferece engates precisos e suaves. Aliás, esse é um ponto de destaque dos modelos da Volkswagen, já há algum tempo.
 
Desempenho
 
Com esse conjunto, a Saveiro Cabine Dupla Cross tem velocidade máxima de 174 km/h (gasolina) e de 177 km/h (etanol). Já a aceleração de 0 a 100 km/h é feita 10,6 segundos e 10,1 segundos, respectivamente. A carga útil com essa moto rização é de 607 kg.
 
Suspensão
 
Diferente da principal concorrente que utiliza uma suspensão traseira com feixe de molas, a Saveiro traz a suspensão batizada de RCS (Robust Cargo Suspension). Utilizando molas helicoidais progressivas, o conjunto é muito mais confortável que o feixe de molas. Além disso, a oscilação da carroceria é muito menor, em todas as situações de uso, melhorando a estabilidade do veículo.
 
Segurança
 
Por se tratar de uma versão topo de linha, a Saveiro Cross já sai muito bem equipada de fábrica. Ela já incorpora freios a disco nas quatro rodas com as funções ABS (antitravamento) com EBD (distribuição eletrônica das forças de frenagem) e também o ESS (Emergency Stop Signal ou Sinal de Frenagem de Emergência).
 
Exclusivamente na Saveiro Cross, o sistema de freio foi revisto, com discos maiores (280 mm de diâmetro na dianteira e 232 mm de diâmetro na traseira), por conta do moto r mais potente. Esse é o melhor sistema de freios entre as picapes compactas no mercado brasileiro.
 
Traz ainda de série o sistema MSR (Controle do Efeito Freio Motor), que evita o escorregamento das rodas em pisos de baixo atrito devido ao efeito do freio- moto r. Esse sistema atua quando o moto rista libera rapidamente o pedal do acelerador e nas reduções de marcha, aumentando o torque através do controle do acelerador eletrônico.
 
Estão presentes três apoios de cabeça no banco traseiro, sendo cintos laterais com três pontos de fixação e recolhimento automático (o cinto central é abdominal).
 
Assim como acontece no novo Fox Highline, a Saveiro Cross inclui o controle de estabilidade (ESC) com as mesmas funções. Além disso, incorpora o ABS “off-road”, ideal para uso em estradas não pavimentadas (uma exclusividade no segmento das picapes compactas).
 
Equipamentos
 
A versão Cross traz alguns destaques exclusivos como: pará-choques com estilo “off-road”; rodas de leve 15” diamantadas Atacama; pneus 205/60 R15 “All Terrain”; molduras alargadas das caixas de roda; faróis auxiliares de dupla ação (neblina e milha) e pedais de alumínio.
 
Para maior comodidade na caçamba, a abertura e fechamento da tampa traseira inclui molas a gás para acionamento mais suave. A versão também inclui rack de teto com dois pontos de amarração, caçamba com quatro ganchos fixos no assoalho, e outras quatro alças deslizantes nas laterais superiores. (10 pontos de amarração, no total).
 
De fábrica também estão incluídos: vidros com acionamento elétrico e travamento central; direção hidráulica; banco do moto rista com regulagem de altura e chave canivete. Faz parte do pacote os faróis duplos com máscara negra, faróis e lanterna de neblina, iluminação da caçamba, ar-condicionado, volante multifuncional (com controles do sistema de som e de telefonia); sensores de estacionamento traseiros com OPS (Optical Parking System). O I-System com ECO Comfort também é equipamento standard.
 
Alguns detalhes da Saveiro Cross podem ser destacados como: volante revestido de couro, coluna de direção ajustável em altura (30º) e distância (50 mm), rodas de liga leve de 15 polegadas (com pneus 205/60 R15 de uso misto) e faróis com a função Coming & Leaving Home. A lista continua com capota marítima e santantônio com estilo diferenciado e retrovisores laterais pintados em cinza fosco (batizado pela Volkswagen de Chrome Effect) com luzes de direção incorporadas.
 
Preço
 
A Saveiro Cross começa em R$ 60 mil. Com opcionais chega à R$ 62,8 mil. Os únicos opcionais são: o revestimento dos bancos em couro sintético; o espelho retrovisor interno eletrocrômico; sensor de chuva e controle de cruzeiro.

Avaliações < Voltar
Avaliação: Saveiro Cross Cabine Dupla
 

Avaliação: Saveiro Cross Cabine Dupla

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Volkswagen tem a melhor cabine dupla compacta do mercado

18 de Dezembro de 2014

Por Jorge Augusto
Fotos: Marcelo Alexandre
 
Em Agosto de 2014, a Volkswagen resolveu colocar um pouco de água, no chopp da Fiat, com o lançamento da sua picape Cabine Dupla, derivada de automóvel. A nova carroceria chegou em várias versões, justamente com o objetivo de diminuir diferença para a líder Fiat Strada. Fato que a Volkswagen se esforçou bastante em entregar um produto mais evoluído. E na versão topo de linha Cross, realmente a marca alemã se superou, mostrando um produto que é a referência do segmento em tecnologia e versatilidade. Nessa matéria trazemos a avaliação completa da Saveiro Cross Cabine Dupla.
 
Solução da Cabine Dupla
 
Antes de falar especificamente da versão Cross, cabe uma analise da solução da Volkswagen. O principal nessa picape é justamente a solução de engenharia mais eficiente da cabine dupla, quando comparada a principal concorrente da Fiat (a Strada). O modelo chega com o compromisso de oferecer espaço para acomodar cinco adultos (três no banco traseiro). Na concorrente, o espaço é apenas para duas pessoas no banco traseiro.
 
A Saveiro Cabine Dupla traz o teto mais elevado em relação às demais configurações da linha Saveiro (simples ou estendida). Nas configurações de cabine dupla a altura é de 1,54 metro (4 cm a mais do que a a Cabine Estendida). Além da mudança do teto (mais alto e longo) e da caçamba (que agora é um pouco menor com 580 litros), as demais medidas de entre-eixos e de comprimento da Saveiro, não mudam.
 
O interior da Saveiro Cabine Dupla conta com 1,33 m de espaço para os ombros (7,9 cm a mais do que o Strada, segundo a VW). O espaço interno para a cabeça merece atenção: a Saveiro Cabine Dupla entrega 1 m no banco dianteiro (2,3 cm a mais que na Cabine Estendida) e 94 cm no banco traseiro. A Volkswagen destaca que também oferece mais espaço para as pernas entre o banco traseiro e dianteiro, superando a Fiat Strada Cabine Dupla. Outro diferencial é o local de instalação do pneu estepe, que fica embaixo da parte traseira do veículo, deixando a caçamba totalmente livre para o transporte de carga.
 
Como a nova cabine foi desenvolvido um novo rack para o teto. Esse rack presente nas três versões da Saveiro cabine dupla, ajuda a disfarçar a parte central do teto, que foi “levantada” para dar mais espaço a cabeça dos passageiros do banco traseiro. E como a caçamba é mais curta, foi suprimido o “step-side”, encontrado em outras versões da Saveiro.
 
O banco traseiro da cabine dupla traz alguns recursos interessantes como o apoia-braço de cada lado. Também existe dois porta-garrafas de até 500 ml(um de cada lado) além de uma saída de 12V adicional. Outro destaque na Saveiro Cabine Dupla é a circulação de ar dentro já que os vidros laterais traseiros são basculantes (outra exclusividade na categoria). Existe também o desembaçador do vidro traseiro (de série em todas as versões da Cabine Dupla).
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Fabricada em São Bernardo do Campo (SP), e como já acontecia na versão Cross cabine estendida, a versão Cross cabine dupla conta com o recente moto r 1,6 litro – 16 válvulas da família EA211 (com 120 cv). O restante da linha Saveiro continua com o já conhecido moto r 1,6 litro – 8 válvulas (de 104 cv).
 
Esse novo moto r, que é produzido em São Carlos, foi desenvolvido para oferecer maior eficiência e melhor performance. Por isso, a escolha da configuração de quatro válvulas por cilindro. Outra novidade é a inclusão do sistema de partida a frio que dispensa a utilização do tanque auxiliar para gasolina.
 
Comparado a um moto r de mesma cilindrada com bloco em ferro fundido, o novo EA211 é 15 kg mais leve. O cabeçote do novo moto r possui coletor de escape integrado (formando uma peça única) com refrigeração líquida. Isso permite ao moto r atingir a temperatura ideal de funcionamento mais rapidamente, melhorando sua eficiência térmica e reduzindo emissões. E o catalisador instalado logo na saída do coletor, atinge rapidamente a temperatura certa operação. Com isso são reduzidas as emissões na fase fria. Outra solução usada é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote. Com esse recurso, é possível utilizar maior temperatura de funcionamento no bloco, tornando o óleo mais fluido. Já a temperatura do cabeçote é menor, o que minimiza a possibilidade de detonação, melhorando o desempenho e diminuindo o consumo.
 
Esse novo moto r Flex chega a potência máxima é de 120 cv (a 5.750 rpm), com etanol (E100), e de 110 cavalos na mesma rotação, com gasolina. O torque máximo é de 16,8 kgfm com etanol e 15,8 kgfm com gasolina, ambos a 4.000 rpm. O ganho de potência foi expressivo, superando com folga 10%. E já a partir de 2.000 rpm, mais de 85% do torque máximo está disponível. São duas as principais vantagens: em baixas rotações a resposta é mais rápida, ao mesmo tempo que a potência maior ajuda em retomadas de velocidade.
 
O novo moto r continua a fazer par com a já conhecida caixa de câmbio manual MQ200 de 5 marchas. Construída em de alumínio, essa transmissão conta com acionamento das marchas por cabos. É um fato conhecido que esse câmbio oferece engates precisos e suaves. Aliás, esse é um ponto de destaque dos modelos da Volkswagen, já há algum tempo.
 
Desempenho
 
Com esse conjunto, a Saveiro Cabine Dupla Cross tem velocidade máxima de 174 km/h (gasolina) e de 177 km/h (etanol). Já a aceleração de 0 a 100 km/h é feita 10,6 segundos e 10,1 segundos, respectivamente. A carga útil com essa moto rização é de 607 kg.
 
Suspensão
 
Diferente da principal concorrente que utiliza uma suspensão traseira com feixe de molas, a Saveiro traz a suspensão batizada de RCS (Robust Cargo Suspension). Utilizando molas helicoidais progressivas, o conjunto é muito mais confortável que o feixe de molas. Além disso, a oscilação da carroceria é muito menor, em todas as situações de uso, melhorando a estabilidade do veículo.
 
Segurança
 
Por se tratar de uma versão topo de linha, a Saveiro Cross já sai muito bem equipada de fábrica. Ela já incorpora freios a disco nas quatro rodas com as funções ABS (antitravamento) com EBD (distribuição eletrônica das forças de frenagem) e também o ESS (Emergency Stop Signal ou Sinal de Frenagem de Emergência).
 
Exclusivamente na Saveiro Cross, o sistema de freio foi revisto, com discos maiores (280 mm de diâmetro na dianteira e 232 mm de diâmetro na traseira), por conta do moto r mais potente. Esse é o melhor sistema de freios entre as picapes compactas no mercado brasileiro.
 
Traz ainda de série o sistema MSR (Controle do Efeito Freio Motor), que evita o escorregamento das rodas em pisos de baixo atrito devido ao efeito do freio- moto r. Esse sistema atua quando o moto rista libera rapidamente o pedal do acelerador e nas reduções de marcha, aumentando o torque através do controle do acelerador eletrônico.
 
Estão presentes três apoios de cabeça no banco traseiro, sendo cintos laterais com três pontos de fixação e recolhimento automático (o cinto central é abdominal).
 
Assim como acontece no novo Fox Highline, a Saveiro Cross inclui o controle de estabilidade (ESC) com as mesmas funções. Além disso, incorpora o ABS “off-road”, ideal para uso em estradas não pavimentadas (uma exclusividade no segmento das picapes compactas).
 
Equipamentos
 
A versão Cross traz alguns destaques exclusivos como: pará-choques com estilo “off-road”; rodas de leve 15” diamantadas Atacama; pneus 205/60 R15 “All Terrain”; molduras alargadas das caixas de roda; faróis auxiliares de dupla ação (neblina e milha) e pedais de alumínio.
 
Para maior comodidade na caçamba, a abertura e fechamento da tampa traseira inclui molas a gás para acionamento mais suave. A versão também inclui rack de teto com dois pontos de amarração, caçamba com quatro ganchos fixos no assoalho, e outras quatro alças deslizantes nas laterais superiores. (10 pontos de amarração, no total).
 
De fábrica também estão incluídos: vidros com acionamento elétrico e travamento central; direção hidráulica; banco do moto rista com regulagem de altura e chave canivete. Faz parte do pacote os faróis duplos com máscara negra, faróis e lanterna de neblina, iluminação da caçamba, ar-condicionado, volante multifuncional (com controles do sistema de som e de telefonia); sensores de estacionamento traseiros com OPS (Optical Parking System). O I-System com ECO Comfort também é equipamento standard.
 
Alguns detalhes da Saveiro Cross podem ser destacados como: volante revestido de couro, coluna de direção ajustável em altura (30º) e distância (50 mm), rodas de liga leve de 15 polegadas (com pneus 205/60 R15 de uso misto) e faróis com a função Coming & Leaving Home. A lista continua com capota marítima e santantônio com estilo diferenciado e retrovisores laterais pintados em cinza fosco (batizado pela Volkswagen de Chrome Effect) com luzes de direção incorporadas.
 
Preço
 
A Saveiro Cross começa em R$ 60 mil. Com opcionais chega à R$ 62,8 mil. Os únicos opcionais são: o revestimento dos bancos em couro sintético; o espelho retrovisor interno eletrocrômico; sensor de chuva e controle de cruzeiro.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!