Revista Comprecar
Em setembro, venda de veículos cresceu 7%
Os veículos novos, de janeiro a setembro, tiveram alta de 14%
Em setembro, venda de veículos cresceu 7%
29 de Outubro de 2018

Segundo levantamento realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os licenciamentos de veículos comerciais leves, ônibus e caminhões chegaram a 213,35 mil unidades no mês de setembro no Brasil.
 
O estudo aponta um crescimento de 7,1% em relação ao mesmo período do ano de 2017 e de 14,2% na comparação com os resultados do mês de agosto. Conforme a pesquisa, o comércio de veículos novos de janeiro a setembro teve alta de 14%, com venda total de 1,846 milhões de veículos.
 
De acordo com o presidente da Fenabrave, os três primeiros meses não tiveram melhores resultados devido à paralisação dos caminhoneiros, à Copa do Mundo e às eleições, fatores que impactaram na decisão de comprar ou não por parte do consumidor.
 
O presidente afirma que houve queda em todos os setores no mês de agosto, justamente por conta da diferença de quatro dias úteis a menos, o equivalente a 60 mil veículos. Conforme os dados da associação, a média de venda dos carros e comerciais leves nos 19 dias úteis do mês de setembro alcançou 10.775 veículos, resultado maior que o do mês de agosto, com 10.401 veículos vendidos em 23 dias úteis.
 
Fenabrave prevê vendas de comerciais leves para o ano de 2018
 
Segundo o estudo, a Fenabrave acredita que o aumento poderá ser de 11,9% em relação a 2017, resultando em, aproximadamente, 2,431 milhões de unidades vendidas. No mês de julho, a previsão era de um aumento de 9,7%.
 
Segundo o presidente da associação, a motivação do ajuste se deu por conta da estabilidade da macroeconomia, envolvendo inflação e juros mais baixos e, certamente, o bom desempenho das vendas no acumulado do ano.
 
Ao considerar as demais categorias de veículos, exceto tratores e colheitadeiras, a Fenabrave prevê 12,4% de aumento para as vendas no setor, resultado melhor do que o aumento de 9,8% estimado no mês de julho.
 
De acordo com a instituição, a venda de caminhões novos no mês anterior teve alta de 47,6% na comparação com o mês de setembro do ano passado, embora tenha havido uma queda de 9,9% em relação a agosto para 6.704 unidades. Com números acumulados do ano, o crescimento é de 50,4% em relação ao ano anterior, resultando em 53,15 mil unidades vendidas.
 
Em setembro, houve avanço de 73,1% nas vendas de ônibus no ano a ano, que resultou em 1.913 veículos comercializados. Na comparação mensal, ocorreu uma queda de 2,1%.
 
Carros e comerciais leves usados
 
Segundo a pesquisa, no mês de setembro, a venda de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus teve alta de 4% em relação à base anual, embora tenha havido uma queda de 19,5% na comparação com o mês de agosto, o que resultou em 33.700 unidades.
 
A associação afirma que, nos primeiros nove meses do ano, houve aumento de 2,3% em relação ao período de janeiro a setembro de 2017.
 
O Comprecar é uma empresa que trabalha com vendas de veículos em várias regiões, ideal para quem procura por um carro em Americana, em demais localidades do interior de São Paulo e também em outras regiões do país. A empresa visa a oferecer veículos da mais alta qualidade e de ótima procedência aos clientes, de modo que suas expectativas sejam superadas.

Notícias < Voltar
Em setembro, venda de veículos cresceu 7%
 

Em setembro, venda de veículos cresceu 7%

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Os veículos novos, de janeiro a setembro, tiveram alta de 14%

29 de Outubro de 2018

Segundo levantamento realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os licenciamentos de veículos comerciais leves, ônibus e caminhões chegaram a 213,35 mil unidades no mês de setembro no Brasil.
 
O estudo aponta um crescimento de 7,1% em relação ao mesmo período do ano de 2017 e de 14,2% na comparação com os resultados do mês de agosto. Conforme a pesquisa, o comércio de veículos novos de janeiro a setembro teve alta de 14%, com venda total de 1,846 milhões de veículos.
 
De acordo com o presidente da Fenabrave, os três primeiros meses não tiveram melhores resultados devido à paralisação dos caminhoneiros, à Copa do Mundo e às eleições, fatores que impactaram na decisão de comprar ou não por parte do consumidor.
 
O presidente afirma que houve queda em todos os setores no mês de agosto, justamente por conta da diferença de quatro dias úteis a menos, o equivalente a 60 mil veículos. Conforme os dados da associação, a média de venda dos carros e comerciais leves nos 19 dias úteis do mês de setembro alcançou 10.775 veículos, resultado maior que o do mês de agosto, com 10.401 veículos vendidos em 23 dias úteis.
 
Fenabrave prevê vendas de comerciais leves para o ano de 2018
 
Segundo o estudo, a Fenabrave acredita que o aumento poderá ser de 11,9% em relação a 2017, resultando em, aproximadamente, 2,431 milhões de unidades vendidas. No mês de julho, a previsão era de um aumento de 9,7%.
 
Segundo o presidente da associação, a motivação do ajuste se deu por conta da estabilidade da macroeconomia, envolvendo inflação e juros mais baixos e, certamente, o bom desempenho das vendas no acumulado do ano.
 
Ao considerar as demais categorias de veículos, exceto tratores e colheitadeiras, a Fenabrave prevê 12,4% de aumento para as vendas no setor, resultado melhor do que o aumento de 9,8% estimado no mês de julho.
 
De acordo com a instituição, a venda de caminhões novos no mês anterior teve alta de 47,6% na comparação com o mês de setembro do ano passado, embora tenha havido uma queda de 9,9% em relação a agosto para 6.704 unidades. Com números acumulados do ano, o crescimento é de 50,4% em relação ao ano anterior, resultando em 53,15 mil unidades vendidas.
 
Em setembro, houve avanço de 73,1% nas vendas de ônibus no ano a ano, que resultou em 1.913 veículos comercializados. Na comparação mensal, ocorreu uma queda de 2,1%.
 
Carros e comerciais leves usados
 
Segundo a pesquisa, no mês de setembro, a venda de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus teve alta de 4% em relação à base anual, embora tenha havido uma queda de 19,5% na comparação com o mês de agosto, o que resultou em 33.700 unidades.
 
A associação afirma que, nos primeiros nove meses do ano, houve aumento de 2,3% em relação ao período de janeiro a setembro de 2017.
 
O Comprecar é uma empresa que trabalha com vendas de veículos em várias regiões, ideal para quem procura por um carro em Americana, em demais localidades do interior de São Paulo e também em outras regiões do país. A empresa visa a oferecer veículos da mais alta qualidade e de ótima procedência aos clientes, de modo que suas expectativas sejam superadas.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!