Revista Comprecar
Land Rover leva sua tecnologia para o Alto-Mar
Marca quer criar o barco mais rápido do America’s Cup
Land Rover leva sua tecnologia para o Alto-Mar
25 de Fevereiro de 2016

A Land Rover anuncia quais são as tecnologias aplicadas no desenvolvimento de seu barco na America’s Cup pela equipe Land Rover BAR. Normalmente mantidas em segredo pelas equipes participantes na competição, as informações técnicas da Land Rover serão reveladas antes da primeira fase do evento Louis Vuitton America’s Cup World Series em Muscat, Omã (26-28/2). Esta é considerada a mais desafiadora corrida no esporte.
 
A Land Rover aplica toda sua experiência em design, tecnologia e inovação no seu barco que compete na categoria Class do America’s Cup, um catamarã de codinome R1. A embarcação pesa 2 toneladas e pode exceder 50 nós graças à técnica conhecida como foiling, em que os barcos se levantam sobre a água com hidrofólios, reduzindo arrasto e aumentando eficiência e velocidade.
 
Com menos de 11 meses para o lançamento, a equipe de Engenharia Avançada da Land Rover tem trabalhado em colaboração com os engenheiros e designers da equipe Land Rover BAR, desenvolvendo uma série de barcos protótipos. Os resultados serão aplicados no desenvolvimento do barco da categoria Class mais rápido da America’s Cup.
 
A primeira área-chave de colaboração e desenvolvimento vê a Land Rover focada na asa, uma vela “rígida” de carbono medindo 24 metros, o mesmo que de uma aeronave Boeing 737. É essa vela que dá impulso ao barco. Ao ligar os fluidos dinâmicos computacionais e a tecnologia de análise de elementos finitos, programas essenciais para desenvolvimentos de produtos da Land Rover, a equipe pode analisar aerodinâmicas mais complexas, uma vez que o objetivo é dar mais velocidade ao barco.
 
A Land Rover também oferece à equipe seu enorme processamento de dados e avançada experiência em aprendizagem automática, o que permite otimizar a performance do barco por meio de tendências demonstradas nos dados da vela.
 
Sob o regimento da America’s Cup, o barco não pode ter energia armazenada, apenas gerada de uma combinação de vela e equipe. A experiência da Land Rover em interfaces tecnológicas entre humanos e máquinas será usada para desenvolver displays e controles que asseguram a otimização do uso da energia.

Notícias < Voltar
Land Rover leva sua tecnologia para o Alto-Mar
 

Land Rover leva sua tecnologia para o Alto-Mar

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Marca quer criar o barco mais rápido do America’s Cup

25 de Fevereiro de 2016

A Land Rover anuncia quais são as tecnologias aplicadas no desenvolvimento de seu barco na America’s Cup pela equipe Land Rover BAR. Normalmente mantidas em segredo pelas equipes participantes na competição, as informações técnicas da Land Rover serão reveladas antes da primeira fase do evento Louis Vuitton America’s Cup World Series em Muscat, Omã (26-28/2). Esta é considerada a mais desafiadora corrida no esporte.
 
A Land Rover aplica toda sua experiência em design, tecnologia e inovação no seu barco que compete na categoria Class do America’s Cup, um catamarã de codinome R1. A embarcação pesa 2 toneladas e pode exceder 50 nós graças à técnica conhecida como foiling, em que os barcos se levantam sobre a água com hidrofólios, reduzindo arrasto e aumentando eficiência e velocidade.
 
Com menos de 11 meses para o lançamento, a equipe de Engenharia Avançada da Land Rover tem trabalhado em colaboração com os engenheiros e designers da equipe Land Rover BAR, desenvolvendo uma série de barcos protótipos. Os resultados serão aplicados no desenvolvimento do barco da categoria Class mais rápido da America’s Cup.
 
A primeira área-chave de colaboração e desenvolvimento vê a Land Rover focada na asa, uma vela “rígida” de carbono medindo 24 metros, o mesmo que de uma aeronave Boeing 737. É essa vela que dá impulso ao barco. Ao ligar os fluidos dinâmicos computacionais e a tecnologia de análise de elementos finitos, programas essenciais para desenvolvimentos de produtos da Land Rover, a equipe pode analisar aerodinâmicas mais complexas, uma vez que o objetivo é dar mais velocidade ao barco.
 
A Land Rover também oferece à equipe seu enorme processamento de dados e avançada experiência em aprendizagem automática, o que permite otimizar a performance do barco por meio de tendências demonstradas nos dados da vela.
 
Sob o regimento da America’s Cup, o barco não pode ter energia armazenada, apenas gerada de uma combinação de vela e equipe. A experiência da Land Rover em interfaces tecnológicas entre humanos e máquinas será usada para desenvolver displays e controles que asseguram a otimização do uso da energia.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!