Revista Comprecar
Novo Audi Q3 2016 já está a venda
Linha 2016 passa a oferecer três opções de motores e cinco versões de acabamento
Novo Audi Q3 2016 já está a venda
06 de Julho de 2015

Depois de anunciar a versão 2016 do modelo Q3 no mês passado, a Audi começa a vendê-lo oficialmente. A linha 2016 traz novidades como visual mais atraente, e uma nova gama de moto res. Tendo como principais concorrentes a BMW X1 e a Mercedes-Benz GLA, a Audi amplia sua vantagem competitiva, oferecendo uma versão de entrada mais barata com moto r 1,4 litro e tração dianteira. Mantém ainda as versões mais potentes, com a tração integral “Quattro”.
 
A nova versão com moto r 1,4 litro, além de mais barata, é indicada para quem usa o Q3 em ambiente essencialmente urbano, e não tem necessidade de trafegar por vias com baixa aderência como estradas de terra depois de chuva.
 
Design
 
A linha 2016 traz algumas atualizações no estilo do Q3. Agora, os faróis foram redesenhados e vêm de série (em todas as versões), com tecnologia xênon plus, além de luzes de condução diurna de LEDs. Uma interessante mudança é a alteração da posição do farol auxiliar de neblina. Ele sai da parte inferior do pára-choque, e vai para dentro da unidade ótica do farol baixo.
 
As dimensões do SUV compacto não mudaram. A versão de entrada tem peso 1.405 quilos e as medidas são 4,39 metros de comprimento, 1,83 metro de largura e 1,59 metro de altura. A distância entre-eixos permanece inalterada, em 2,60 metros. O porta-malas pode carregar até 460 litros de carga. Rebatendo totalmente o encosto do banco traseiro, a capacidade sobe para até 1.365 litros.
 
Motores
 
Agora são três configurações de moto res, batizados de TFSI. Eles são turboalimentados e contam com injeção direta de gasolina. Além de baixo consumo, eles trazem sistema Start-stop, que desliga o moto r automaticamente quando o carro fica parado por alguns segundos e volta a ligá-lo quando o moto rista tira o pé do freio.
 
O novo moto r 1.4 TFSI tem potência máxima de 150 cv (entre 5.000 e 6.000 rpm) e o torque é de 250 Nm (entre 1.500 e 3.500 rpm). Esse moto r não é exatamente igual ao do A3 sedan. Para começar, ele esta um pouco mais potente,pois no A3 sedan ele tem apenas 122 cavalos. No Q3, esse moto r está associado a uma transmissão robotizada de dupla embreagem de seis marchas. A velocidade máxima é de 204 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,9 segundos. Essa versão também recebe selo “A” no programa de etiquetagem do INMETRO. Com moto r 1.4 litro, o Q3 é oferecido apenas com tração dianteira.
 
A versão intermediária 2.0 TFSI chega à 180 cv entregues entre 4.000 e 6.200 rpm, e conta com torque máximo de 320 Nm entre 1.400 e 3.900 rpm. Agora são 10 cavalos a mais, com 40 Nm à mais de torque. O modelo pode atingir os 217 km/h e ir da imobilidade aos 100 km/h em 7,6 segundos. Com o moto r 2.0 litros, a transmissão é robotizada de dupla embreagem com sete marchas. A partir dessa versão de moto r, a tração é integral “quattro”.
 
Já a versão mais potente do 2.0 TFSI entrega 220 cv entre 4.500 e 6.200 rpm e 350 Nm entre 1.500 e 4.400 rpm, que equipa a opção topo de linha. São nome cavalos à mais de potência e 50 Nm de torque a mais. Ele chega aos 233 km/h de velocidade máxima com aceleração até os 100 km/h em 6,4 segundos. Também com transmissão de dupla embreagem de sete marchas e tração integral.
 
Um detalhe muito interessante nos moto res 2.0 litros é o fato deles contarem com duplo sistema de injeção. Assim, são quatro bicos de injeção direta (que pulverizam o combustível diretamente no interior do cilindro) e mais quatro bicos de injeção indireta. Isso é feito para otimizar o consumo de combustível. Os bicos de injeção direta são utilizados basicamente para situações de alta carga do moto r, enquanto a injeção indireta funciona quando o veículo é usado em velocidade constante. Mas existem situações onde ambos os sistemas são utilizados simultaneamente.
 
Equipamentos
 
As versões 1.4 e o 2.0 Attraction trazem de série itens como ar-condicionado manual, bancos de couro sintético, computador de bordo, sensores de luz e chuva e volante esportivo com shift paddles. A 2.0 Attraction conta ainda com banco elétrico do moto rista e pacote de iluminação, que também são equipamentos de série nas duas versões Ambiente e Ambition.
 
No quesito segurança, as versões 1.4 e 2.0 Attraction vêm com airbags frontal, lateral dianteiro e de cabeça, assistente de partida em aclives, controle eletrônico de estabilidade (ESP), faróis de xênon com ajuste automático de altura, lanternas traseiras de LEDs, freio de estacionamento eletromecânico e sensor de estacionamento traseiro, entre outros.
 
As 1.4 e 2.0 Ambiente são diferenciadas das Attraction pela utilização de ar-condicionado automático, porta-malas com acionamento elétrico, espelho interno antiofuscante, teto solar panorâmico, controle de cruzeiro e espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e rebatimento. A 2.0 ganha ainda o Audi Drive Select, sensor de estacionamento dianteiro, longarinas de teto na cor prata e soleira das portas de alumínio.
 
No 2.0 Ambition, há também bancos dianteiros com ajuste elétrico, computador de bordo com marcador de temperatura colorido e rádio MMI com sistema de navegação. Opcionalmente, pode ser equipada com o pacote conforto, que traz Audi Side Assist (alerta lateral que auxilia o moto rista nas mudanças de faixa), Keyless-go (sistema de partida sem chave) e equipamento de som da Bose. 
 
Preços
 
O novo Q3 será vendido com moto r 1.4 TFSI de 150 cv nas configurações Attraction, com preço sugerido de R$ 127.190, e Ambiente, por R$ 144.190, ambas com tração dianteira. Já com o propulsor 2.0 TFSI de 180 cv, o modelo é oferecido nas versões Attraction, a R$ 145.190, e Ambiente por R$ 165.190. Por fim, a versão 2.0 TFSI de 220 cv tem preço sugerido de R$ 190.190.

Lançamentos < Voltar
Novo Audi Q3 2016 já está a venda
 

Novo Audi Q3 2016 já está a venda

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Linha 2016 passa a oferecer três opções de motores e cinco versões de acabamento

06 de Julho de 2015

Depois de anunciar a versão 2016 do modelo Q3 no mês passado, a Audi começa a vendê-lo oficialmente. A linha 2016 traz novidades como visual mais atraente, e uma nova gama de moto res. Tendo como principais concorrentes a BMW X1 e a Mercedes-Benz GLA, a Audi amplia sua vantagem competitiva, oferecendo uma versão de entrada mais barata com moto r 1,4 litro e tração dianteira. Mantém ainda as versões mais potentes, com a tração integral “Quattro”.
 
A nova versão com moto r 1,4 litro, além de mais barata, é indicada para quem usa o Q3 em ambiente essencialmente urbano, e não tem necessidade de trafegar por vias com baixa aderência como estradas de terra depois de chuva.
 
Design
 
A linha 2016 traz algumas atualizações no estilo do Q3. Agora, os faróis foram redesenhados e vêm de série (em todas as versões), com tecnologia xênon plus, além de luzes de condução diurna de LEDs. Uma interessante mudança é a alteração da posição do farol auxiliar de neblina. Ele sai da parte inferior do pára-choque, e vai para dentro da unidade ótica do farol baixo.
 
As dimensões do SUV compacto não mudaram. A versão de entrada tem peso 1.405 quilos e as medidas são 4,39 metros de comprimento, 1,83 metro de largura e 1,59 metro de altura. A distância entre-eixos permanece inalterada, em 2,60 metros. O porta-malas pode carregar até 460 litros de carga. Rebatendo totalmente o encosto do banco traseiro, a capacidade sobe para até 1.365 litros.
 
Motores
 
Agora são três configurações de moto res, batizados de TFSI. Eles são turboalimentados e contam com injeção direta de gasolina. Além de baixo consumo, eles trazem sistema Start-stop, que desliga o moto r automaticamente quando o carro fica parado por alguns segundos e volta a ligá-lo quando o moto rista tira o pé do freio.
 
O novo moto r 1.4 TFSI tem potência máxima de 150 cv (entre 5.000 e 6.000 rpm) e o torque é de 250 Nm (entre 1.500 e 3.500 rpm). Esse moto r não é exatamente igual ao do A3 sedan. Para começar, ele esta um pouco mais potente,pois no A3 sedan ele tem apenas 122 cavalos. No Q3, esse moto r está associado a uma transmissão robotizada de dupla embreagem de seis marchas. A velocidade máxima é de 204 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,9 segundos. Essa versão também recebe selo “A” no programa de etiquetagem do INMETRO. Com moto r 1.4 litro, o Q3 é oferecido apenas com tração dianteira.
 
A versão intermediária 2.0 TFSI chega à 180 cv entregues entre 4.000 e 6.200 rpm, e conta com torque máximo de 320 Nm entre 1.400 e 3.900 rpm. Agora são 10 cavalos a mais, com 40 Nm à mais de torque. O modelo pode atingir os 217 km/h e ir da imobilidade aos 100 km/h em 7,6 segundos. Com o moto r 2.0 litros, a transmissão é robotizada de dupla embreagem com sete marchas. A partir dessa versão de moto r, a tração é integral “quattro”.
 
Já a versão mais potente do 2.0 TFSI entrega 220 cv entre 4.500 e 6.200 rpm e 350 Nm entre 1.500 e 4.400 rpm, que equipa a opção topo de linha. São nome cavalos à mais de potência e 50 Nm de torque a mais. Ele chega aos 233 km/h de velocidade máxima com aceleração até os 100 km/h em 6,4 segundos. Também com transmissão de dupla embreagem de sete marchas e tração integral.
 
Um detalhe muito interessante nos moto res 2.0 litros é o fato deles contarem com duplo sistema de injeção. Assim, são quatro bicos de injeção direta (que pulverizam o combustível diretamente no interior do cilindro) e mais quatro bicos de injeção indireta. Isso é feito para otimizar o consumo de combustível. Os bicos de injeção direta são utilizados basicamente para situações de alta carga do moto r, enquanto a injeção indireta funciona quando o veículo é usado em velocidade constante. Mas existem situações onde ambos os sistemas são utilizados simultaneamente.
 
Equipamentos
 
As versões 1.4 e o 2.0 Attraction trazem de série itens como ar-condicionado manual, bancos de couro sintético, computador de bordo, sensores de luz e chuva e volante esportivo com shift paddles. A 2.0 Attraction conta ainda com banco elétrico do moto rista e pacote de iluminação, que também são equipamentos de série nas duas versões Ambiente e Ambition.
 
No quesito segurança, as versões 1.4 e 2.0 Attraction vêm com airbags frontal, lateral dianteiro e de cabeça, assistente de partida em aclives, controle eletrônico de estabilidade (ESP), faróis de xênon com ajuste automático de altura, lanternas traseiras de LEDs, freio de estacionamento eletromecânico e sensor de estacionamento traseiro, entre outros.
 
As 1.4 e 2.0 Ambiente são diferenciadas das Attraction pela utilização de ar-condicionado automático, porta-malas com acionamento elétrico, espelho interno antiofuscante, teto solar panorâmico, controle de cruzeiro e espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e rebatimento. A 2.0 ganha ainda o Audi Drive Select, sensor de estacionamento dianteiro, longarinas de teto na cor prata e soleira das portas de alumínio.
 
No 2.0 Ambition, há também bancos dianteiros com ajuste elétrico, computador de bordo com marcador de temperatura colorido e rádio MMI com sistema de navegação. Opcionalmente, pode ser equipada com o pacote conforto, que traz Audi Side Assist (alerta lateral que auxilia o moto rista nas mudanças de faixa), Keyless-go (sistema de partida sem chave) e equipamento de som da Bose. 
 
Preços
 
O novo Q3 será vendido com moto r 1.4 TFSI de 150 cv nas configurações Attraction, com preço sugerido de R$ 127.190, e Ambiente, por R$ 144.190, ambas com tração dianteira. Já com o propulsor 2.0 TFSI de 180 cv, o modelo é oferecido nas versões Attraction, a R$ 145.190, e Ambiente por R$ 165.190. Por fim, a versão 2.0 TFSI de 220 cv tem preço sugerido de R$ 190.190.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!