Revista Comprecar
Novo Mercedes-Benz Classe C chega ao Brasil
Novo Classe C está disponível em quatro diferentes versões, com três preços
Novo Mercedes-Benz Classe C chega ao Brasil
14 de Agosto de 2014

A Mercedes-Benz apresentou a quinta geração do Classe C. O automóvel mais vendido da marca no mundo, chega completamente repaginado, e com o objetivo de retomar a liderança de vendas, perdida para a BMW série 3. Para isso, o carro conta com visual bastante inovador, equipamentos de última geração e melhorias mecânicas. O novo Classe C conta com quatro versões, sendo: C 180 Avantgarde, C 180  Exclusive, C 200 Avantgarde e a topo de linha C 250 Sport. A Mercedes-Benz Classe C já tem uma história de 7 anos, no mercado brasileiro.
 
A Mercedes-Benz também está aproveitando esse lançamento para inaugurar novas formas de relacionamento da marca, com seus clientes. Entre as mudanças, está uma nova política de pós-venda que estreia na nova Classe C. Aliás, o novo produto também tem a missão de mudar a forma como o cliente enxerga a Classe C. Tipicamente vista com um carro clássico, agora a marca também quer buscar um cliente mais jovem e emocional. Assim, a Mercedes-Benz quer estabelecer novos padrões para a categoria. E para isso aposta no design inovador, peso reduzido com redução total de até 60 quilos, eficiente aerodinâmica e moto res mais econômicos.
 
Na aparência, o novo Classe C adota um estilo arrojado. A frente foi claramente inspirada na Classe E. Já a traseira e o interior trazem elementos da Classe S. Aliás, o interior inspirado na Classe S, vem justamente com a função de oferecer para o cliente, uma sensação máxima de luxo e sofisticação. Segundo a marca, o objetivo é entregar um estado de excelência mesmo num veículo de preço mais acessível. E para isso, o sedan também cresceu. A fabricante escutou as reclamações sobre a falta de espaço, principalmente no banco traseiro. Então o carro está 8 cm maior na distância entre-eixos, 9,5 cm mais longo no comprimento total e 4 cm mais largo. O porta-malas também ganhou mais capacidade e agora oferece 480 litros.
 
Todas as versões da nova Classe C no Brasil trazem faróis Full Led. Assim, lanterna, luzes de seta, e faróis alto e baixo usam a nova tecnologia. Aliás, a nova Classe C é um veículo 100% Full Led. Todas a iluminação do carro, incluindo interna e externa (incluindo a lanterna traseira e a luz de ré) é feita com LED. Na C 250 Sport, os faróis dianteiros são mais eficientes, pois incluem o Intelligent Light System. Esse dispositivo, permite que o facho do farol baixo seja direcionado conforme a condução, melhorando a visibilidade e evitando o ofuscamento da visão de outros moto ristas. Como já acontecia na geração anterior, a nova Classe C não tem mais os faróis auxiliares dianteiros. Quando equipado com o Intelligent Light System, o sistema inclui cinco funções: luz de curva dinâmica, luz de esquina, luz de estrada, farol alto adaptativo e luz de neblina ampliada.
 
Interior
 
Por dentro, nota-se uma considerável melhora na qualidade do acabamento. Os destaques principais são o uso de peças em tom de alumínio escovado, e couro de alta qualidade na forração dos bancos, que conforme a versão tem diferentes opções de cores. No centro do painel (como acontece na Classe A e B), existe um display central destacado com 7 polegadas. Na C250 Sport a tela é maior com  8,4 polegadas. ,
 
Carroceria mais leve
 
Graças à inovadora construção com peso reduzido, com a nova carroceria combina diversos tipos de metais, incluindo o alumínio. Segundo a fábrica, o novo Classe C lidera o ranking dos "pesos leves" em seu segmento. Isto resulta em: diminuição do consumo de combustível em até 20% sem perda de desempenho. Comparado com ao modelo anterior, a quantidade de alumínio aumentou de menos de 10 para quase 50%.
 
Motores BlueDIRECT
 
A Classe C também passou por melhorias em seu “powertrain”. Na versão C180, o moto r ainda é o mesmo utilizado nas irmãs menores Classe A e B. Com 1,6 litro e turbo alimentado, a potência máxima é de 156 cavalos. Já nas versões C200 e C250 a nova Classe C para a contar com um novo moto r 2,0 litros, também turbo alimentado. Esse moto r que estreia agora, será utilizado em futuro próximo em outros carros da Mercedes-Benz. Na C200, a potência é de 184 cavalos, enquanto na C250, a potência sobe para 211 cavalos. Segundo a fábrica, o uso do novo moto r foi para aumentar o torque em baixas rotações, sem aumentar o consumo do veículo. Mas diferente do principal concorrente (a BMW Série 3), os moto res da nova Classe C continuam apenas com gasolina (na BMW já são Flex). Segundo a Mercedes, já existe um estudo para oferecer a tecnologia Flex. Mas a marca entende que esse ainda não é momento.
 
Start/Stop de série, e evoluído!
 
A função ECO start/stop vem de série em todas as versões do Classe C. Essa desliga o moto r quando o veículo para em breve período num semáforo ou no trânsito. E da a partida automaticamente assim que o moto rista retira o pé do freio. Agora, o sistema conta com um recurso especial que agiliza a partida: quando o moto r é desligado, um sensor registra a posição do virabrequim e seleciona o pistão melhor posicionado para receber a primeira ignição.  O uso desse sistema otimiza ainda mais o consumo de combustível do veículo.
 
Transmissão 7G-TRONIC otimizada
 
Ainda que a nova Classe não traga uma inovação completa no sistema de câmbio, algumas melhorias foram feitas. Assim, o câmbio passa a ser conhecido por 7G-TRONIC PLUS. Trata-se de câmbio automático de sete marchas, em que uma das características principais, é permitir o bloqueio do conversor de torque, em todas as marchas, reduzindo o consumo de combustível. Entre as mudanças do cambio PLUS, está o novo conversor de torque com menor perda, o modo ECO com melhor distribuição das marchas e uma bomba de óleo auxiliar que mantém a pressão operacional quando o moto r é desligado automaticamente pelo sistema start/stop.
Outro item é o modo M (manual) temporário: caso o condutor faça uma troca de marchas manual, a transmissão retorna sozinha ao modo automático após um tempo determinado. No modo M, seja automático ou fixo, o moto rista recebe sugestões de mudanças de marchas no display, para maior eficiência na condução.
 
Nova suspensão
 
A suspensão é completamente nova, na quinta geração do Classe C. Na frente, foi usado o conceito “four-link”, que nasceu na Fórmula 1. Na traseira, o sistema é multilink e independente nas rodas traseiras. Além disso, o uso intenso de alumínio na construção, possibilita maior eficiência e menor ruído na movimentação das peças, além da redução do peso do conjunto. Na C250 Sport, a suspensão é 1cm mais baixa, visando dar mais esportividade ao modelo.
 
Frenagem inteligente
 
Os freios da nova Classe C também foram revistos, para melhor eficiência. Nas versões C180 e C200, as pinças trazem pistão único, enquanto a C250 utiliza pinças com quatro pistões. Ainda na C250, os discos dianteiros são perfurados, reforçando ainda mais a esportividade. A nova Classe C possui freios adaptativos que incluem algumas interessantes funções, como: assistência de partida em subidas que evita que o veículo recue ao arrancar em inclunações; função HOLD que mantém o veículo parado sem necessidade de manter o pedal do freio pressionado; secagem dos discos que, na chuva, remove a umidade aproximando a pastilha dos discos agilizando a frenagem e a função de pré-carga que coloca as pastilhas mais próximas do disco, sempre que o condutor tira rapidamente o pé do acelerador.
 
O novo Classe C também conta com freio de estacionamento elétrico de série. O freio é liberado automaticamente quando o moto rista sai do modo parking para colocar o veículo em movimento e pode ser usado, também, para frenagens de emergência.
 
Uma importante e nova função no sistema de freio da Classe C, é a “frenagem vetorial”. Esse recurso, permite melhor estabilidade e aderência em curvas. Trabalhando como uma camada superior do programa de estabilidade eletrônico, a frenagem vetorial atua muito antes do carro começar a perder a trajetória. Assim, toda vez que o carro faz uma curva em velocidade, a roda traseira do lado interno da curva é parcialmente freada. Isso faz com que o torque que poderia ser perdido com a menor aderência, seja transferido para a roda externa que tem mais aderência, pelo diferencial. Não podemos esquecer que a Classe C tem tração traseira. E isso exige muito mais controle por parte do programa de estabilidade eletrônico do carro, em situações de piso molhado ou de baixa aderência.
 
Direção mais eficiente
 
Todos os modelos da Classe C passam a contar com a direção eletromecânica Direct Steer de série (não existe mais o óleo no sistema de assistência). Isso permite combinar a assistência variável (muda o peso do volante de acordo com a velocidade) com a atuação do ângulo de esterçamento também variável. Ou seja, em baixa velocidade a roda vira mais, com pouco movimento no volante. E em alta velocidade, a roda vira menos, com o mais movimento no volante.
 
Como a direção é elétrica, é possível disponibilizar o sistema de assistência à condução, conhecido por Active Park Assist (disponível na C200 e C250). Esse último estaciona o automóvel automaticamente vagas de rua, ou de shopping, sem que o moto rista precise fazer a manobra no volante. O equipamento também sair das vagas, sem que o moto rista precise acionar o volante.
 
“Personalidade” programável com Agility Select
 
Todas as versões da nova Classe C também passa a contar com o “Agility Select”. Ele permite ao moto rista optar entre 4 configurações, adaptando a rodagem às condições momentâneas de sua preferência. Por meio de um controle posicionado no console central, o condutor pode escolher entre os programas Comfort, ECO, Sport, Sport Plus. Existe ainda um quinto programa chamado de Individual. Nesse último, o moto rista pode personalizar individualmente as funções de resposta do acelerador, assistência da direção e do câmbio automático, para o seu gosto pessoal.
O modo “Comfort” é ativado sempre que o moto r é ligado. Esse proporciona condução mais suave e consumo de combustível moderado. O programa “ECO” visa reduzir o consumo ao máximo, atuando inclusive em sistemas de conforto, como o ar-condicionado. A opção “Sport” torna o acelerador mais direto e realiza trocas de marchas em rotações mais elevadas, além de influenciar na assistência da direção, tornando-a mais rápida. Nesse caso, a função ECO start/stop é desativada. 
 
Multimedia aprimorado
 
A nova Classe C traz uma nova geração de sistema multimídia. Nas versões C180 e C200, está disponível o sistema Audio 20 CD. Esse já inclui navegação GPS, e reprodução de áudio e vídeo a partir de várias fontes, como: Bluetooth, iPod ou iPhone, cartões SD, pendrives ou CD e DVD.
 
O acesso à internet está disponível desde a versão de entrada do modelo. Basta ter um celular com conexão Bluetooth, e pacote de dados ativo na operadora com recepção de dados, para integrar Audio 20 com suporte à internet. É possível navegar na Internet, sempre que o veículo estiver parado.
 
Outra inovação é o touchpad no sistema multimedia. Esse é mais um esforço para deixar o sistema mais intuitivo no automóvel Mercedes-Benz. Como em um smartphone, ele permite a operação das funções da unidade pelo movimento dos dedos. O touchpad também permite a entrada de letras, números e outros caracteres manuscritos. Para quem prefere o sistema antigo, a Mercedes também manteve o sistema de “roda”, logo abaixo do touchpad.
 
O novo Classe C também está equipado com o recusros “Frontbass”. Ele utiliza o espaço existente dentro da estrutura lateral da carroceria, como câmara de ressonância para os woofers. O resultado é uma experiência auditiva mais aprimorada. Outra novidade é a disponibilidade do manual do automóvel em formato digital, para consulta rápida na tela.
 
Já o COMAND Online, disponível apenas na versão C 250, traz tela maior (com 960 x 540 pixels). Ele disponibiliza mais recursos, incluindo navegação rápida, ponto de acesso para dispositivos WLAN e o sistema de controle por voz LINGUATRONIC em inglês. Então, uma conexão de dados estabelecida por conexão Bluetooth, pode ser compartilhada com outros equipamentos dentro do carro,através de uma rede Wi-Fi.
 
Versões e equipamentos
 
O C180 é oferecido em duas versões de acabamento, Avantgarde (mais esportiva com cromados e acabamento na cor preta) e a Exclusive (com acabamento imitando madeira). O preço sugerido é de ambas as versões é de R$ 139 mil.
 
O C200 é oferecido na versão Avantgarde e acrescenta teto solar elétrico, Active Park Assist, banco do moto rista com controles elétricos e espelhos externos com rebatimento automático. O preço sugerido é de R$ 155 mil.
 
O C 250 Sport acrescenta acabamento externo AMG, que inclui entradas de ar dianteiras maiores, rodas de 18 polegadas, pinças de freio na cor cinza, duas saídas de escapamento, difusor aerodinâmico traseiro e faróis Full-LED com sistema ILS (Intelligent Light System). O interior também muda com design AMG, volante com base reta, pedais em alumínio, painel em madeira Black Ash com textura natural (sem polimento), forração em couro natural (opcionalmente em vermelho), bancos esportivos, bancos dianteiros com comandos elétricos e sistema Comand Online com tela de 8,4 polegadas. O valor sugerido é de R$ 190 mil. Vale ainda destacar que todas as versões da nova Classe C usam pneus de tecnologia Runflat e aviso de perda de pressão dos pneus. Assim, nenhuma delas traz estepe adicional.
 
Mercado
 
A Mercedes-Benz pretende comercializar 2.500 unidades da Nova Classe C, até o final desse ano, no Brasil. Para isso, esta lançando uma nova política de pós-venda para o modelo. Afinal, de cada 10 carros da marca comercializados no Brasil, 5 são da Classe C. As revisões da Classe C tem preço fixo, e passam a ter intervalos de 10 mil km. Além disso, o preço é fixo. Nas revisões de 10/ 30 mil KM, o preço é de R$ 750. Já nas de 20/40 mil KM, o preço sobe para R$ 1,5 mil. O carro conta com 2 anos de garantia de fábrica, sem limite que KM. Mas o cliente pode comprar adicionalmente o 3 ou 4 ano, da garantia estendida. E isso incluirá também o serviço de assistência 24hs, em todo o Brasil.
 
Segundo Dirlei Dias, gerente senior de vendas e marketing na Mercedes-Benz do Brasil, o novo Classe chega para reforçar um novo momento da marca no Brasil. Como o mais importante veículo no volume de vendas, e o primeiro a ser fabricado do Brasil (na nova fábrica da Mercedes, em Iracemápolis), a nova Classe C chega para ampliar substancialmente o horizonte de clientes. Além de manter os atuais, a estratégia é buscar novos. Dirlei explica que a nova Classe C não vai entrar em conflito com a CLA (que tem tamanho e preço similar). Para o gerente, o cliente da CLA é mais jovem, com média de idade na casa dos 33 anos (geralmente solteiro, ou casado sem filhos e 75% homem). Já o cliente da Classe C tem média de 40 anos, é casado e com filhos (60% são homens). O Gerente ainda destaca que a familia Classe C terá outras novidades. Em Novembro desse ano, chega à perua. Em Março de 2015, será a vez da versão AMG da C (no Brasil e no mundo).Já a versão cupê, só deve ser lançada em 2016.
 
A nova Classe C foi apresentada para a imprensa especializada nos dias 12 e 13 de Agosto. Já o lançamento nacional (para o público), aconteceu no dia 14 de Agosto, em praticamente todas as concessionárias da Mercedes-Benz, pelo Brasil. No interior do estado de São Paulo, a principal festa ficou por conta da concessionária Europa moto rs, da cidade Campinas. O evento reuniu mais de 150 pessoas, e apresentou a novidade para os potencias compradores do modelo.

Lançamentos < Voltar
Novo Mercedes-Benz Classe C chega ao Brasil
 

Novo Mercedes-Benz Classe C chega ao Brasil

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Novo Classe C está disponível em quatro diferentes versões, com três preços

14 de Agosto de 2014

A Mercedes-Benz apresentou a quinta geração do Classe C. O automóvel mais vendido da marca no mundo, chega completamente repaginado, e com o objetivo de retomar a liderança de vendas, perdida para a BMW série 3. Para isso, o carro conta com visual bastante inovador, equipamentos de última geração e melhorias mecânicas. O novo Classe C conta com quatro versões, sendo: C 180 Avantgarde, C 180  Exclusive, C 200 Avantgarde e a topo de linha C 250 Sport. A Mercedes-Benz Classe C já tem uma história de 7 anos, no mercado brasileiro.
 
A Mercedes-Benz também está aproveitando esse lançamento para inaugurar novas formas de relacionamento da marca, com seus clientes. Entre as mudanças, está uma nova política de pós-venda que estreia na nova Classe C. Aliás, o novo produto também tem a missão de mudar a forma como o cliente enxerga a Classe C. Tipicamente vista com um carro clássico, agora a marca também quer buscar um cliente mais jovem e emocional. Assim, a Mercedes-Benz quer estabelecer novos padrões para a categoria. E para isso aposta no design inovador, peso reduzido com redução total de até 60 quilos, eficiente aerodinâmica e moto res mais econômicos.
 
Na aparência, o novo Classe C adota um estilo arrojado. A frente foi claramente inspirada na Classe E. Já a traseira e o interior trazem elementos da Classe S. Aliás, o interior inspirado na Classe S, vem justamente com a função de oferecer para o cliente, uma sensação máxima de luxo e sofisticação. Segundo a marca, o objetivo é entregar um estado de excelência mesmo num veículo de preço mais acessível. E para isso, o sedan também cresceu. A fabricante escutou as reclamações sobre a falta de espaço, principalmente no banco traseiro. Então o carro está 8 cm maior na distância entre-eixos, 9,5 cm mais longo no comprimento total e 4 cm mais largo. O porta-malas também ganhou mais capacidade e agora oferece 480 litros.
 
Todas as versões da nova Classe C no Brasil trazem faróis Full Led. Assim, lanterna, luzes de seta, e faróis alto e baixo usam a nova tecnologia. Aliás, a nova Classe C é um veículo 100% Full Led. Todas a iluminação do carro, incluindo interna e externa (incluindo a lanterna traseira e a luz de ré) é feita com LED. Na C 250 Sport, os faróis dianteiros são mais eficientes, pois incluem o Intelligent Light System. Esse dispositivo, permite que o facho do farol baixo seja direcionado conforme a condução, melhorando a visibilidade e evitando o ofuscamento da visão de outros moto ristas. Como já acontecia na geração anterior, a nova Classe C não tem mais os faróis auxiliares dianteiros. Quando equipado com o Intelligent Light System, o sistema inclui cinco funções: luz de curva dinâmica, luz de esquina, luz de estrada, farol alto adaptativo e luz de neblina ampliada.
 
Interior
 
Por dentro, nota-se uma considerável melhora na qualidade do acabamento. Os destaques principais são o uso de peças em tom de alumínio escovado, e couro de alta qualidade na forração dos bancos, que conforme a versão tem diferentes opções de cores. No centro do painel (como acontece na Classe A e B), existe um display central destacado com 7 polegadas. Na C250 Sport a tela é maior com  8,4 polegadas. ,
 
Carroceria mais leve
 
Graças à inovadora construção com peso reduzido, com a nova carroceria combina diversos tipos de metais, incluindo o alumínio. Segundo a fábrica, o novo Classe C lidera o ranking dos "pesos leves" em seu segmento. Isto resulta em: diminuição do consumo de combustível em até 20% sem perda de desempenho. Comparado com ao modelo anterior, a quantidade de alumínio aumentou de menos de 10 para quase 50%.
 
Motores BlueDIRECT
 
A Classe C também passou por melhorias em seu “powertrain”. Na versão C180, o moto r ainda é o mesmo utilizado nas irmãs menores Classe A e B. Com 1,6 litro e turbo alimentado, a potência máxima é de 156 cavalos. Já nas versões C200 e C250 a nova Classe C para a contar com um novo moto r 2,0 litros, também turbo alimentado. Esse moto r que estreia agora, será utilizado em futuro próximo em outros carros da Mercedes-Benz. Na C200, a potência é de 184 cavalos, enquanto na C250, a potência sobe para 211 cavalos. Segundo a fábrica, o uso do novo moto r foi para aumentar o torque em baixas rotações, sem aumentar o consumo do veículo. Mas diferente do principal concorrente (a BMW Série 3), os moto res da nova Classe C continuam apenas com gasolina (na BMW já são Flex). Segundo a Mercedes, já existe um estudo para oferecer a tecnologia Flex. Mas a marca entende que esse ainda não é momento.
 
Start/Stop de série, e evoluído!
 
A função ECO start/stop vem de série em todas as versões do Classe C. Essa desliga o moto r quando o veículo para em breve período num semáforo ou no trânsito. E da a partida automaticamente assim que o moto rista retira o pé do freio. Agora, o sistema conta com um recurso especial que agiliza a partida: quando o moto r é desligado, um sensor registra a posição do virabrequim e seleciona o pistão melhor posicionado para receber a primeira ignição.  O uso desse sistema otimiza ainda mais o consumo de combustível do veículo.
 
Transmissão 7G-TRONIC otimizada
 
Ainda que a nova Classe não traga uma inovação completa no sistema de câmbio, algumas melhorias foram feitas. Assim, o câmbio passa a ser conhecido por 7G-TRONIC PLUS. Trata-se de câmbio automático de sete marchas, em que uma das características principais, é permitir o bloqueio do conversor de torque, em todas as marchas, reduzindo o consumo de combustível. Entre as mudanças do cambio PLUS, está o novo conversor de torque com menor perda, o modo ECO com melhor distribuição das marchas e uma bomba de óleo auxiliar que mantém a pressão operacional quando o moto r é desligado automaticamente pelo sistema start/stop.
Outro item é o modo M (manual) temporário: caso o condutor faça uma troca de marchas manual, a transmissão retorna sozinha ao modo automático após um tempo determinado. No modo M, seja automático ou fixo, o moto rista recebe sugestões de mudanças de marchas no display, para maior eficiência na condução.
 
Nova suspensão
 
A suspensão é completamente nova, na quinta geração do Classe C. Na frente, foi usado o conceito “four-link”, que nasceu na Fórmula 1. Na traseira, o sistema é multilink e independente nas rodas traseiras. Além disso, o uso intenso de alumínio na construção, possibilita maior eficiência e menor ruído na movimentação das peças, além da redução do peso do conjunto. Na C250 Sport, a suspensão é 1cm mais baixa, visando dar mais esportividade ao modelo.
 
Frenagem inteligente
 
Os freios da nova Classe C também foram revistos, para melhor eficiência. Nas versões C180 e C200, as pinças trazem pistão único, enquanto a C250 utiliza pinças com quatro pistões. Ainda na C250, os discos dianteiros são perfurados, reforçando ainda mais a esportividade. A nova Classe C possui freios adaptativos que incluem algumas interessantes funções, como: assistência de partida em subidas que evita que o veículo recue ao arrancar em inclunações; função HOLD que mantém o veículo parado sem necessidade de manter o pedal do freio pressionado; secagem dos discos que, na chuva, remove a umidade aproximando a pastilha dos discos agilizando a frenagem e a função de pré-carga que coloca as pastilhas mais próximas do disco, sempre que o condutor tira rapidamente o pé do acelerador.
 
O novo Classe C também conta com freio de estacionamento elétrico de série. O freio é liberado automaticamente quando o moto rista sai do modo parking para colocar o veículo em movimento e pode ser usado, também, para frenagens de emergência.
 
Uma importante e nova função no sistema de freio da Classe C, é a “frenagem vetorial”. Esse recurso, permite melhor estabilidade e aderência em curvas. Trabalhando como uma camada superior do programa de estabilidade eletrônico, a frenagem vetorial atua muito antes do carro começar a perder a trajetória. Assim, toda vez que o carro faz uma curva em velocidade, a roda traseira do lado interno da curva é parcialmente freada. Isso faz com que o torque que poderia ser perdido com a menor aderência, seja transferido para a roda externa que tem mais aderência, pelo diferencial. Não podemos esquecer que a Classe C tem tração traseira. E isso exige muito mais controle por parte do programa de estabilidade eletrônico do carro, em situações de piso molhado ou de baixa aderência.
 
Direção mais eficiente
 
Todos os modelos da Classe C passam a contar com a direção eletromecânica Direct Steer de série (não existe mais o óleo no sistema de assistência). Isso permite combinar a assistência variável (muda o peso do volante de acordo com a velocidade) com a atuação do ângulo de esterçamento também variável. Ou seja, em baixa velocidade a roda vira mais, com pouco movimento no volante. E em alta velocidade, a roda vira menos, com o mais movimento no volante.
 
Como a direção é elétrica, é possível disponibilizar o sistema de assistência à condução, conhecido por Active Park Assist (disponível na C200 e C250). Esse último estaciona o automóvel automaticamente vagas de rua, ou de shopping, sem que o moto rista precise fazer a manobra no volante. O equipamento também sair das vagas, sem que o moto rista precise acionar o volante.
 
“Personalidade” programável com Agility Select
 
Todas as versões da nova Classe C também passa a contar com o “Agility Select”. Ele permite ao moto rista optar entre 4 configurações, adaptando a rodagem às condições momentâneas de sua preferência. Por meio de um controle posicionado no console central, o condutor pode escolher entre os programas Comfort, ECO, Sport, Sport Plus. Existe ainda um quinto programa chamado de Individual. Nesse último, o moto rista pode personalizar individualmente as funções de resposta do acelerador, assistência da direção e do câmbio automático, para o seu gosto pessoal.
O modo “Comfort” é ativado sempre que o moto r é ligado. Esse proporciona condução mais suave e consumo de combustível moderado. O programa “ECO” visa reduzir o consumo ao máximo, atuando inclusive em sistemas de conforto, como o ar-condicionado. A opção “Sport” torna o acelerador mais direto e realiza trocas de marchas em rotações mais elevadas, além de influenciar na assistência da direção, tornando-a mais rápida. Nesse caso, a função ECO start/stop é desativada. 
 
Multimedia aprimorado
 
A nova Classe C traz uma nova geração de sistema multimídia. Nas versões C180 e C200, está disponível o sistema Audio 20 CD. Esse já inclui navegação GPS, e reprodução de áudio e vídeo a partir de várias fontes, como: Bluetooth, iPod ou iPhone, cartões SD, pendrives ou CD e DVD.
 
O acesso à internet está disponível desde a versão de entrada do modelo. Basta ter um celular com conexão Bluetooth, e pacote de dados ativo na operadora com recepção de dados, para integrar Audio 20 com suporte à internet. É possível navegar na Internet, sempre que o veículo estiver parado.
 
Outra inovação é o touchpad no sistema multimedia. Esse é mais um esforço para deixar o sistema mais intuitivo no automóvel Mercedes-Benz. Como em um smartphone, ele permite a operação das funções da unidade pelo movimento dos dedos. O touchpad também permite a entrada de letras, números e outros caracteres manuscritos. Para quem prefere o sistema antigo, a Mercedes também manteve o sistema de “roda”, logo abaixo do touchpad.
 
O novo Classe C também está equipado com o recusros “Frontbass”. Ele utiliza o espaço existente dentro da estrutura lateral da carroceria, como câmara de ressonância para os woofers. O resultado é uma experiência auditiva mais aprimorada. Outra novidade é a disponibilidade do manual do automóvel em formato digital, para consulta rápida na tela.
 
Já o COMAND Online, disponível apenas na versão C 250, traz tela maior (com 960 x 540 pixels). Ele disponibiliza mais recursos, incluindo navegação rápida, ponto de acesso para dispositivos WLAN e o sistema de controle por voz LINGUATRONIC em inglês. Então, uma conexão de dados estabelecida por conexão Bluetooth, pode ser compartilhada com outros equipamentos dentro do carro,através de uma rede Wi-Fi.
 
Versões e equipamentos
 
O C180 é oferecido em duas versões de acabamento, Avantgarde (mais esportiva com cromados e acabamento na cor preta) e a Exclusive (com acabamento imitando madeira). O preço sugerido é de ambas as versões é de R$ 139 mil.
 
O C200 é oferecido na versão Avantgarde e acrescenta teto solar elétrico, Active Park Assist, banco do moto rista com controles elétricos e espelhos externos com rebatimento automático. O preço sugerido é de R$ 155 mil.
 
O C 250 Sport acrescenta acabamento externo AMG, que inclui entradas de ar dianteiras maiores, rodas de 18 polegadas, pinças de freio na cor cinza, duas saídas de escapamento, difusor aerodinâmico traseiro e faróis Full-LED com sistema ILS (Intelligent Light System). O interior também muda com design AMG, volante com base reta, pedais em alumínio, painel em madeira Black Ash com textura natural (sem polimento), forração em couro natural (opcionalmente em vermelho), bancos esportivos, bancos dianteiros com comandos elétricos e sistema Comand Online com tela de 8,4 polegadas. O valor sugerido é de R$ 190 mil. Vale ainda destacar que todas as versões da nova Classe C usam pneus de tecnologia Runflat e aviso de perda de pressão dos pneus. Assim, nenhuma delas traz estepe adicional.
 
Mercado
 
A Mercedes-Benz pretende comercializar 2.500 unidades da Nova Classe C, até o final desse ano, no Brasil. Para isso, esta lançando uma nova política de pós-venda para o modelo. Afinal, de cada 10 carros da marca comercializados no Brasil, 5 são da Classe C. As revisões da Classe C tem preço fixo, e passam a ter intervalos de 10 mil km. Além disso, o preço é fixo. Nas revisões de 10/ 30 mil KM, o preço é de R$ 750. Já nas de 20/40 mil KM, o preço sobe para R$ 1,5 mil. O carro conta com 2 anos de garantia de fábrica, sem limite que KM. Mas o cliente pode comprar adicionalmente o 3 ou 4 ano, da garantia estendida. E isso incluirá também o serviço de assistência 24hs, em todo o Brasil.
 
Segundo Dirlei Dias, gerente senior de vendas e marketing na Mercedes-Benz do Brasil, o novo Classe chega para reforçar um novo momento da marca no Brasil. Como o mais importante veículo no volume de vendas, e o primeiro a ser fabricado do Brasil (na nova fábrica da Mercedes, em Iracemápolis), a nova Classe C chega para ampliar substancialmente o horizonte de clientes. Além de manter os atuais, a estratégia é buscar novos. Dirlei explica que a nova Classe C não vai entrar em conflito com a CLA (que tem tamanho e preço similar). Para o gerente, o cliente da CLA é mais jovem, com média de idade na casa dos 33 anos (geralmente solteiro, ou casado sem filhos e 75% homem). Já o cliente da Classe C tem média de 40 anos, é casado e com filhos (60% são homens). O Gerente ainda destaca que a familia Classe C terá outras novidades. Em Novembro desse ano, chega à perua. Em Março de 2015, será a vez da versão AMG da C (no Brasil e no mundo).Já a versão cupê, só deve ser lançada em 2016.
 
A nova Classe C foi apresentada para a imprensa especializada nos dias 12 e 13 de Agosto. Já o lançamento nacional (para o público), aconteceu no dia 14 de Agosto, em praticamente todas as concessionárias da Mercedes-Benz, pelo Brasil. No interior do estado de São Paulo, a principal festa ficou por conta da concessionária Europa moto rs, da cidade Campinas. O evento reuniu mais de 150 pessoas, e apresentou a novidade para os potencias compradores do modelo.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!