Revista Comprecar
Novo Renault Sandero aposta no custo-benefício
Modelo é ideal para quem busca espaço, economia e resistência, num mesmo veículo
Novo Renault Sandero aposta no custo-benefício
21 de Outubro de 2014

Quando o Novo Sandero chegou ao mercado em Julho de 2014, era previsto que o modelo repetisse a receita de sucesso do Logan de segunda geração. A Renault conseguiu construir considerável reputação com os produtos lançados nos últimos 5 anos. Para isso, a marca apostou pesado na relação de custo-benefício e muita atenção às questões de pós-venda, tanto no custo direto, quanto no serviço de melhor qualidade.
 
E entre seus modelos, os que melhor representam esse novo momento da marca no mercado brasileiro, são o novo Logan e o novo Sandero. Claro que não poderia ser diferente disso, afinal ambos os produtos compartilham a mesma plataforma e tecnologia. A Renault faz questão em destacar alguns pontos. Segundo o fabricante, de 350 peças estruturais da carroceria, 250 são peças novas e 110 são as mesmas do Logan. Claro que a parte estrutural é a mesma do Logan. Entretanto, a parte traseira, as laterais e as portas são 100% novas. Nesse sentido, ainda que parecidas com a do novo Logan, as lanternas traseiras do novo Sandero, trazem um design exclusivo. Seguindo as premissas de robustez, amplo espaço interno e maior porta-malas da categoria, o novo Sandero evoluiu também na tecnologia embarcada e no visual mais bonito.
 
Central multimedia eficiente
 
Um item que certamente diferencia o modelo dos concorrentes diretos é justamente o Media NAV, que inclui GPS com tela sensível ao toque. Na versão 1.2, essa central engloba sistema de som, conctividade bluetooth e as funcionalidades Eco-Coaching e Eco-Scoring. O Media Nav é um equipamento de sucesso na gama Renault. No ano passado, 55% dos Sanderos vendidos saíram de fábrica com o sistema multimídia. No Novo Logan, que estreou o sistema 1.2, esse percentual sube para 75% das vendas.
 
Essa central multimedia com tela sensível ao toque (touch screen) de 7 polegadas, esta integrada ao painel do veículo. Com display colorido e botões grandes, os menus são de fácil identificação e configuração. Em poucos toques, o moto rista tem acesso ao sistema, onde pode selecionar fontes de áudio e navegador GPS.
 
Um detalhe importante, é que essa central não traz mais a reprodução de CDs. Ele tem apenas a reprodução de música em formato digital. Além da opção de rádio AM e FM, o equipamento tem várias opções de conectividade. As músicas podem ser executadas por meio do celular (via conexão estéreo Bluetooth conhecida por A2DP) ou por fonte auxiliar (via pen-drive através da entrada USB). A entrada auxiliar tipo P2 faz parte da conectividade do Media Nav e permite conexão ao mp3 player ou qualquer outro equipamento que utilize esse tipo de cabo. Com a conexão Bluetooth também é possível falar ao celular pelo Media Nav. Pode-se discar para os contatos, ter acesso ao histórico de chamadas e deixar os números registrados no sistema, tudo com visualização pelo display.
 
Outra função é o recurso do GPS. Para permitir que o moto rista chegue ao seu destino, o sistema de navegação tem fácil programação de destinos e ampla lista de pontos de interesse. É possível programar e salvar a rota, enquanto o mapa é mostrado na tela. A hora programada para chegada ao destino, a distância a percorrer, a velocidade média e outras informações importantes também são passadas ao condutor. O sistema Media Nav do Duster é fornecido pela LG, com mapas da Navteq (divisão da Nokia).
 
O Media Nav do pode acompanhar ainda comandos satélites na coluna de direção e possibilita que o moto rista manuseie as funções mais úteis como, trocar de música, atender e terminar chamadas, trocar estações do rádio sem tirar as mãos do volante.
 
Interior espaçoso!
 
A Renault afirma que o novo Sandero oferece o maior espaço interno da categoria. E não é difícil acreditar nisso. Afinal, o antigo modelo já era um veículo espaçoso. O que permite isso é o entreeixos de 2,59 metros. A altura também é boa com 1,53 metros e a largura de 1,73 metros.
 
Uma novidade é o comando interno de abertura do porta-malas. Aliás, esse é o maior da categoria, com 320 litros de capacidade com o banco traseiro em posição normal. De série, o Novo Sandero permite rebater o banco traseiro e a capacidade do porta-malas se eleva até 1.196 litros.
 
Alguns concorrentes diretos são menores. O Etios tem entreeixos de 2,46 m, o HB20 com 2,50 m e o Gol com 2,46 m. No porta-malas do HB20 são 300 litros de capacidade, enquanto o Gol tem 285 litros e o Etios 270 litros. O Palio tem entreeixos de 2,42m e porta-malas de 280 litros.
 
O interior do Novo Sandero pode oferecer de 8 a 11 porta-objetos, conforme a versão. O porta-luvas oferece capacidade de 5,7 litros. Por dentro, o visual está mais bonito e bem acabado quando comparado a geração anterior do Sandero.
 
Mais tecnologia
 
Por dentro, o painel está mais moderno. O volante de três raios traz empunhadura anatômica. Na versão Dynamique, ele vem com os comandos do piloto automático (limitador e controlador de velocidade) instalados diretamente no volante.
 
O quadro de instrumentos tem iluminação branca e inclui o computador de bordo com seis funções: Litros consumidos, Consumo médio, Consumo instantâneo, Autonomia, Distância percorrida e Velocidade média.
 
Em relação ao antigo modelo, o Novo Sandero é um carro completamente novo. Ele é montado numa nova plataforma, como novo sistema elétrico, novo sistema de freios e de direção e novas suspensões. Assim como o novo Logan, o novo Sandero é um produto desenvolvido para o mercado brasileiro, representando 40% das vendas da Renault. E justamente por isso, estamos falando de um carro preparado para os buracos, lombadas e valetas das ruas nacionais, bem como o combustível de menor qualidade e com uma mecânica mais simplificada para manutenção mais rápida.
 
Dependendo da versão, o novo Sandero pode também trazer ar-condicionado digital e automático e o controlador e limitador de velocidade (erroneamente chamado de piloto automático).
 
Indicador de troca de marchas para mais economia
 
Outro detalhe presente é o indicador de trocas de marchas, que auxilia o moto rista a dirigir de forma mais eficiente. Esse equipamento é especialmente útil para quem quer dirigir de forma econômica. Seguindo as instruções de troca de marcha, o moto rista pode economizar até 20% de combustível, quando comparado a uma condução típica de um moto rista padrão.
 
Suspensão resistente
 
Independente da versão, o novo Sandero traz uma suspensão realmente resistente para aguentar as pancadas das ruas brasileiras. Dizer que o Sandero está entre os carros mais resistentes da categoria, não é um exagero. Até mesmo, “saltar” algumas lombadas, com velocidade superior à indicada é possível, sem causar qualquer dano à parte inferior do veículo. Essa é uma característica muito apreciada por quem precisa trafegar frequentemente por ruas e avenidas mal conservadas. Afinal, o Sandero não dá manutenção quando exigido nessas condições.
 
Segurança
 
O Novo Sandero conta com airbag de série para moto rista e passageiro da frente em todas as versões. Também é de série o sistema ABS de nona geração, com distribuidor eletrônico de força de frenagem (EBD). O sistema CAR, que trava automaticamente as portas do veículo quando este alcança 6 km/h, também contribui para a segurança. Os cintos de segurança têm regulagem de altura (dianteiros) e limitadores de esforço integrado. Esse dispositivo, presente em todos os modelos da Renault, ajusta automaticamente a tensão do cinto reduzindo eventuais lesões causadas pela excessiva pressão do cinto contra o corpo em caso de colisão. Segundo a Renault, o Novo Sandero recebeu quatro estrelas no EuroNCap (o antigo tinha três estrelas).
 
Motores
 
O Novo Sandero é oferecido com duas opções de moto rização: 1.0 16 V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power. Aliás, uma das novidades na família Sandero é justamente o moto r 1,0 litro - 16V Hi-Power, que estreou no Clio e é oferecido também no novo Logan. Com esse moto r, o carro recebe nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.
 
O moto r 1.0 - 16 V Hi-Power gera 80 cavalos no etanol, ou 77 cv na gasolina. O torque máximo varia entre 10,2 kgfm (gasolina) a 10,5 kgfm (etanol), atingido a 4.250 rpm. Oferecido nas versões Authentique e Expression, o consumo no ciclo urbano é de 8,1 km/l (etanol) e 11,9 km/l (gasolina) e, na estrada, 9,2 km/l (gasolina) e 13,4 km/l (etanol).
 
A outra opção é o moto r 1,6 litro - 8V Hi-Power, oferecido nas versões Expression e Dynamique. Esse gera 106 cv com etanol e 98 cv com gasolina. O torque máximo é 15,5 kgfm com etanol e 14,5 kgfm com gasolina. Segundo a Renault, esse moto r ainda não foi testado no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.
 
Quatro versões
 
O Novo Sandero é oferecido em quatro versões: Authentique 1.0, Expression 1.0, Expression 1.6 e Dynamique 1.6.
 
Authentique 1.0 - 16V: airbag duplo, ABS com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem), direção hidráulica, volante com regulagem da altura, ar quente, desembaçador do vidro traseiro, brake light, rodas 15’’ com pneu 185/65, retrovisor com regulagem interna, aberturas internas do porta-malas e reservatório de combustível.
 
Expression 1.0 - 16V e 1.6 - 8V: acrescenta rádio CD MP3 2 DIN + USB + Bluetooth, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas das portas, alarme perimétrico, computador de bordo, retrovisor na cor carroceria, maçanetas externas na cor carroceria, coluna B com acabamento em preto.
 
Dynamique 1.6 - 8V: os mesmos equipamentos da versão Expression mais bancos com tecnologia CCT, rodas 15’’ em liga leve, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, piloto automático, , luzes indicadoras de direção nos retrovisores, comando elétrico dos retrovisores,  banco rebatível 1/3 e 2/3 e volante revestido em couro.
 
Acessórios
 
Os clientes do Novo Sandero podem personalizar seus carros através de ampla gama de acessórios. Entre outros itens, são oferecidos alarme, engate traseiro para reboque, faróis de neblina, ponteira de escapamento cromada, rodas em liga leve de 15 polegadas, sensor de estacionamento e rádios CD/MP3. Um dos destaques é o Kit Sport, que é composto por saias laterais, spoiler dianteiro, spoiler traseiro e aerofólio na tampa traseira.
 
Pós-venda
 
O Novo Sandero tem garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros, prevalecendo o que ocorrer primeiro. O plano de manutenção prevê revisões periódicas a serem feitas em intervalos de 10.000 quilômetros, ou a cada ano de uso. A Renault afirma que o carro tem custo de manutenção em torno de R$ 1 por dia (para as versões sem ar-condicionado), seguindo o plano de manutenção normal ao longo de 3 anos.
 
Mercado
 
A Renault tem sido uma das poucas marcas a apresentar crescimento constante nos últimos meses. Em Setembro, por exemplo, a Renault manteve seu crescimento, e registrou um aumento de 1,2% no volume de emplacamentos, enquanto o mercado caiu 4% no período. No acumulado do ano a Renault tem participação de 7% no mercado.
 
Um dos destaques da marca é justamente as vendas do Novo Sandero. O modelo emplacou em Setembro 6.571 unidades, o que significa um crescimento de 58% em relação ao mês de agosto. E no interior do estado de São Paulo, o grupo concessionário responsável pelo bom desempenho do modelo é o Valec. Atuando nas principais cidades do interior, com 2 lojas em Campinas, 1 em Sorocaba e 1 em Jundiaí, o grupo Valec tem obtido bons resultados com o Novo Sandero.
 
Segundo Juan Suarez (gerente de vendas da Valec em Campinas) o que mais encanta o consumidor do Sandero é o espaço interno e a grande disponibilidade de equipamentos. A maioria das versões já trazem ar condicionado e direção hidráulica. Até mesmo a versão de entrada (Authenthique 1.0) pode ter o equipamento como acessório instalado na concessionária. Ainda segundo o gerente, uma versão bastante procurada é a Expression. Bem equipada, já traz inclusive o Media Nav e sensor de ré, e o cliente ainda pode adicionar a câmera de ré. Juan ainda comenta que o moto r 1,6 litro do Sandero, é muito superior a concorrentes que são oferecidos com moto r 1,4 ou 1,5 litro. Por fim, Juan destaca o grande sucesso que a opção de câmbio robotizado EASY-R vem fazendo nas versões Expression e Dynamique 1.6.
 
Preços
 
Os preços para o novo Sandero são os seguintes:
 
Authentique 1.0: R$ 31.280 (com direção hidráulica de série)
com todos os opcionais R$ 34.310
 
Expression 1.0: R$ 35.930 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 37.530
 
Expression 1.6: R$ 39.300 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 43.300
 
Dynamique 1.6: R$ 43.180 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 47.480
 
Mais informações pelo site: www.valecrenault.com.br
 

Notícias < Voltar
Novo Renault Sandero aposta no custo-benefício
 

Novo Renault Sandero aposta no custo-benefício

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Modelo é ideal para quem busca espaço, economia e resistência, num mesmo veículo

21 de Outubro de 2014

Quando o Novo Sandero chegou ao mercado em Julho de 2014, era previsto que o modelo repetisse a receita de sucesso do Logan de segunda geração. A Renault conseguiu construir considerável reputação com os produtos lançados nos últimos 5 anos. Para isso, a marca apostou pesado na relação de custo-benefício e muita atenção às questões de pós-venda, tanto no custo direto, quanto no serviço de melhor qualidade.
 
E entre seus modelos, os que melhor representam esse novo momento da marca no mercado brasileiro, são o novo Logan e o novo Sandero. Claro que não poderia ser diferente disso, afinal ambos os produtos compartilham a mesma plataforma e tecnologia. A Renault faz questão em destacar alguns pontos. Segundo o fabricante, de 350 peças estruturais da carroceria, 250 são peças novas e 110 são as mesmas do Logan. Claro que a parte estrutural é a mesma do Logan. Entretanto, a parte traseira, as laterais e as portas são 100% novas. Nesse sentido, ainda que parecidas com a do novo Logan, as lanternas traseiras do novo Sandero, trazem um design exclusivo. Seguindo as premissas de robustez, amplo espaço interno e maior porta-malas da categoria, o novo Sandero evoluiu também na tecnologia embarcada e no visual mais bonito.
 
Central multimedia eficiente
 
Um item que certamente diferencia o modelo dos concorrentes diretos é justamente o Media NAV, que inclui GPS com tela sensível ao toque. Na versão 1.2, essa central engloba sistema de som, conctividade bluetooth e as funcionalidades Eco-Coaching e Eco-Scoring. O Media Nav é um equipamento de sucesso na gama Renault. No ano passado, 55% dos Sanderos vendidos saíram de fábrica com o sistema multimídia. No Novo Logan, que estreou o sistema 1.2, esse percentual sube para 75% das vendas.
 
Essa central multimedia com tela sensível ao toque (touch screen) de 7 polegadas, esta integrada ao painel do veículo. Com display colorido e botões grandes, os menus são de fácil identificação e configuração. Em poucos toques, o moto rista tem acesso ao sistema, onde pode selecionar fontes de áudio e navegador GPS.
 
Um detalhe importante, é que essa central não traz mais a reprodução de CDs. Ele tem apenas a reprodução de música em formato digital. Além da opção de rádio AM e FM, o equipamento tem várias opções de conectividade. As músicas podem ser executadas por meio do celular (via conexão estéreo Bluetooth conhecida por A2DP) ou por fonte auxiliar (via pen-drive através da entrada USB). A entrada auxiliar tipo P2 faz parte da conectividade do Media Nav e permite conexão ao mp3 player ou qualquer outro equipamento que utilize esse tipo de cabo. Com a conexão Bluetooth também é possível falar ao celular pelo Media Nav. Pode-se discar para os contatos, ter acesso ao histórico de chamadas e deixar os números registrados no sistema, tudo com visualização pelo display.
 
Outra função é o recurso do GPS. Para permitir que o moto rista chegue ao seu destino, o sistema de navegação tem fácil programação de destinos e ampla lista de pontos de interesse. É possível programar e salvar a rota, enquanto o mapa é mostrado na tela. A hora programada para chegada ao destino, a distância a percorrer, a velocidade média e outras informações importantes também são passadas ao condutor. O sistema Media Nav do Duster é fornecido pela LG, com mapas da Navteq (divisão da Nokia).
 
O Media Nav do pode acompanhar ainda comandos satélites na coluna de direção e possibilita que o moto rista manuseie as funções mais úteis como, trocar de música, atender e terminar chamadas, trocar estações do rádio sem tirar as mãos do volante.
 
Interior espaçoso!
 
A Renault afirma que o novo Sandero oferece o maior espaço interno da categoria. E não é difícil acreditar nisso. Afinal, o antigo modelo já era um veículo espaçoso. O que permite isso é o entreeixos de 2,59 metros. A altura também é boa com 1,53 metros e a largura de 1,73 metros.
 
Uma novidade é o comando interno de abertura do porta-malas. Aliás, esse é o maior da categoria, com 320 litros de capacidade com o banco traseiro em posição normal. De série, o Novo Sandero permite rebater o banco traseiro e a capacidade do porta-malas se eleva até 1.196 litros.
 
Alguns concorrentes diretos são menores. O Etios tem entreeixos de 2,46 m, o HB20 com 2,50 m e o Gol com 2,46 m. No porta-malas do HB20 são 300 litros de capacidade, enquanto o Gol tem 285 litros e o Etios 270 litros. O Palio tem entreeixos de 2,42m e porta-malas de 280 litros.
 
O interior do Novo Sandero pode oferecer de 8 a 11 porta-objetos, conforme a versão. O porta-luvas oferece capacidade de 5,7 litros. Por dentro, o visual está mais bonito e bem acabado quando comparado a geração anterior do Sandero.
 
Mais tecnologia
 
Por dentro, o painel está mais moderno. O volante de três raios traz empunhadura anatômica. Na versão Dynamique, ele vem com os comandos do piloto automático (limitador e controlador de velocidade) instalados diretamente no volante.
 
O quadro de instrumentos tem iluminação branca e inclui o computador de bordo com seis funções: Litros consumidos, Consumo médio, Consumo instantâneo, Autonomia, Distância percorrida e Velocidade média.
 
Em relação ao antigo modelo, o Novo Sandero é um carro completamente novo. Ele é montado numa nova plataforma, como novo sistema elétrico, novo sistema de freios e de direção e novas suspensões. Assim como o novo Logan, o novo Sandero é um produto desenvolvido para o mercado brasileiro, representando 40% das vendas da Renault. E justamente por isso, estamos falando de um carro preparado para os buracos, lombadas e valetas das ruas nacionais, bem como o combustível de menor qualidade e com uma mecânica mais simplificada para manutenção mais rápida.
 
Dependendo da versão, o novo Sandero pode também trazer ar-condicionado digital e automático e o controlador e limitador de velocidade (erroneamente chamado de piloto automático).
 
Indicador de troca de marchas para mais economia
 
Outro detalhe presente é o indicador de trocas de marchas, que auxilia o moto rista a dirigir de forma mais eficiente. Esse equipamento é especialmente útil para quem quer dirigir de forma econômica. Seguindo as instruções de troca de marcha, o moto rista pode economizar até 20% de combustível, quando comparado a uma condução típica de um moto rista padrão.
 
Suspensão resistente
 
Independente da versão, o novo Sandero traz uma suspensão realmente resistente para aguentar as pancadas das ruas brasileiras. Dizer que o Sandero está entre os carros mais resistentes da categoria, não é um exagero. Até mesmo, “saltar” algumas lombadas, com velocidade superior à indicada é possível, sem causar qualquer dano à parte inferior do veículo. Essa é uma característica muito apreciada por quem precisa trafegar frequentemente por ruas e avenidas mal conservadas. Afinal, o Sandero não dá manutenção quando exigido nessas condições.
 
Segurança
 
O Novo Sandero conta com airbag de série para moto rista e passageiro da frente em todas as versões. Também é de série o sistema ABS de nona geração, com distribuidor eletrônico de força de frenagem (EBD). O sistema CAR, que trava automaticamente as portas do veículo quando este alcança 6 km/h, também contribui para a segurança. Os cintos de segurança têm regulagem de altura (dianteiros) e limitadores de esforço integrado. Esse dispositivo, presente em todos os modelos da Renault, ajusta automaticamente a tensão do cinto reduzindo eventuais lesões causadas pela excessiva pressão do cinto contra o corpo em caso de colisão. Segundo a Renault, o Novo Sandero recebeu quatro estrelas no EuroNCap (o antigo tinha três estrelas).
 
Motores
 
O Novo Sandero é oferecido com duas opções de moto rização: 1.0 16 V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power. Aliás, uma das novidades na família Sandero é justamente o moto r 1,0 litro - 16V Hi-Power, que estreou no Clio e é oferecido também no novo Logan. Com esse moto r, o carro recebe nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.
 
O moto r 1.0 - 16 V Hi-Power gera 80 cavalos no etanol, ou 77 cv na gasolina. O torque máximo varia entre 10,2 kgfm (gasolina) a 10,5 kgfm (etanol), atingido a 4.250 rpm. Oferecido nas versões Authentique e Expression, o consumo no ciclo urbano é de 8,1 km/l (etanol) e 11,9 km/l (gasolina) e, na estrada, 9,2 km/l (gasolina) e 13,4 km/l (etanol).
 
A outra opção é o moto r 1,6 litro - 8V Hi-Power, oferecido nas versões Expression e Dynamique. Esse gera 106 cv com etanol e 98 cv com gasolina. O torque máximo é 15,5 kgfm com etanol e 14,5 kgfm com gasolina. Segundo a Renault, esse moto r ainda não foi testado no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.
 
Quatro versões
 
O Novo Sandero é oferecido em quatro versões: Authentique 1.0, Expression 1.0, Expression 1.6 e Dynamique 1.6.
 
Authentique 1.0 - 16V: airbag duplo, ABS com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem), direção hidráulica, volante com regulagem da altura, ar quente, desembaçador do vidro traseiro, brake light, rodas 15’’ com pneu 185/65, retrovisor com regulagem interna, aberturas internas do porta-malas e reservatório de combustível.
 
Expression 1.0 - 16V e 1.6 - 8V: acrescenta rádio CD MP3 2 DIN + USB + Bluetooth, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas das portas, alarme perimétrico, computador de bordo, retrovisor na cor carroceria, maçanetas externas na cor carroceria, coluna B com acabamento em preto.
 
Dynamique 1.6 - 8V: os mesmos equipamentos da versão Expression mais bancos com tecnologia CCT, rodas 15’’ em liga leve, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, piloto automático, , luzes indicadoras de direção nos retrovisores, comando elétrico dos retrovisores,  banco rebatível 1/3 e 2/3 e volante revestido em couro.
 
Acessórios
 
Os clientes do Novo Sandero podem personalizar seus carros através de ampla gama de acessórios. Entre outros itens, são oferecidos alarme, engate traseiro para reboque, faróis de neblina, ponteira de escapamento cromada, rodas em liga leve de 15 polegadas, sensor de estacionamento e rádios CD/MP3. Um dos destaques é o Kit Sport, que é composto por saias laterais, spoiler dianteiro, spoiler traseiro e aerofólio na tampa traseira.
 
Pós-venda
 
O Novo Sandero tem garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros, prevalecendo o que ocorrer primeiro. O plano de manutenção prevê revisões periódicas a serem feitas em intervalos de 10.000 quilômetros, ou a cada ano de uso. A Renault afirma que o carro tem custo de manutenção em torno de R$ 1 por dia (para as versões sem ar-condicionado), seguindo o plano de manutenção normal ao longo de 3 anos.
 
Mercado
 
A Renault tem sido uma das poucas marcas a apresentar crescimento constante nos últimos meses. Em Setembro, por exemplo, a Renault manteve seu crescimento, e registrou um aumento de 1,2% no volume de emplacamentos, enquanto o mercado caiu 4% no período. No acumulado do ano a Renault tem participação de 7% no mercado.
 
Um dos destaques da marca é justamente as vendas do Novo Sandero. O modelo emplacou em Setembro 6.571 unidades, o que significa um crescimento de 58% em relação ao mês de agosto. E no interior do estado de São Paulo, o grupo concessionário responsável pelo bom desempenho do modelo é o Valec. Atuando nas principais cidades do interior, com 2 lojas em Campinas, 1 em Sorocaba e 1 em Jundiaí, o grupo Valec tem obtido bons resultados com o Novo Sandero.
 
Segundo Juan Suarez (gerente de vendas da Valec em Campinas) o que mais encanta o consumidor do Sandero é o espaço interno e a grande disponibilidade de equipamentos. A maioria das versões já trazem ar condicionado e direção hidráulica. Até mesmo a versão de entrada (Authenthique 1.0) pode ter o equipamento como acessório instalado na concessionária. Ainda segundo o gerente, uma versão bastante procurada é a Expression. Bem equipada, já traz inclusive o Media Nav e sensor de ré, e o cliente ainda pode adicionar a câmera de ré. Juan ainda comenta que o moto r 1,6 litro do Sandero, é muito superior a concorrentes que são oferecidos com moto r 1,4 ou 1,5 litro. Por fim, Juan destaca o grande sucesso que a opção de câmbio robotizado EASY-R vem fazendo nas versões Expression e Dynamique 1.6.
 
Preços
 
Os preços para o novo Sandero são os seguintes:
 
Authentique 1.0: R$ 31.280 (com direção hidráulica de série)
com todos os opcionais R$ 34.310
 
Expression 1.0: R$ 35.930 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 37.530
 
Expression 1.6: R$ 39.300 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 43.300
 
Dynamique 1.6: R$ 43.180 (com direção hidráulica e ar-condicionado de série)
com todos os opcionais R$ 47.480
 
Mais informações pelo site: www.valecrenault.com.br
 

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!