Revista Comprecar
Novos Sandero e Logan ganham câmbio automatizado
Transmissão robotizada Easy’R é mais econômica que câmbio automático
Novos Sandero e Logan ganham câmbio automatizado
13 de Setembro de 2014

A Renault, para não ficar atrás da concorrência, passa a oferecer nos modelos Sandero e Logan sua solução de câmbio automatizado. Assim como o I-Motion da Volkswagen, do Dualogic da Fiat e do Easytronic da Chevrolet, a Renault é mais uma a apostar na solução do câmbio robotizado de simples embreagem.
 
Na Renault, o sistema foi batizado de transmissão Easy’R de cinco marchas. Ela chega como opcional apenas nas versões com moto r 1.6 8v (Expression e Dynamique), por R$ 2.400. A solução não está disponível para os modelos com moto r 1,0 litro.
 
Como acontece em todos os modelos equipados com câmbio automatizado,  o consumo de combustível é cerca de 20% menor, ao de um câmbio automático convencional de quatro marchas (equipado com conversor de torque).
 
 O câmbio automatizado, diferentemente dos automáticos convencionais, possui embreagem e um câmbio manual, praticamente igual ao da versão manual. Um sistema eletrônico controla a embreagem, e faz as trocas automaticamente. No Easy’R, a troca de marchas é realizada de maneira eletroeletrônica. O moto rista também pode escolher trocar as marchas de forma manual sequencial, com toques na alavanca de marcha.
 
Há também a possibilidade de dirigir de forma mais econômica ou esportiva automaticamente, pois o sistema se adapta ao modo de dirigir do moto rista. Em caso de acelerações bruscas (o chamado “kick down”), o câmbio Easy’R fará as trocas tornando a condução esportiva ou possibilitando uma ultrapassagem mais segura.
 
 Para facilitar as manobras de estacionamento, o Easy’R traz a função Creeping, que faz com que o veículo se mova lentamente bastando tirar o pé do freio com o veículo engatado em primeira marcha ou marcha a ré. O Creeping auxilia também nas arrancadas em rampas de até 4 graus de inclinação.
 
O câmbio Easy’R utiliza o sistema eletroeletrônico da alemã ZF. Na Renault, essa tecnologia faz a sua estreia mundial no Brasil. Dessa forma, a Renault aposenta de vez o câmbio automático de quatro marchas, na família Sandero. Até o Salão do Automóvel, a marca deverá apresentar o novo Sandero Stepway, que já deve incorporar a nova solução Easy’R.
 
Mas a Renault ainda insiste no obsoleto câmbio automático de quatro marchas, no Renault Duster. Talvez, seja uma questão apenas de tempo para a Renault utilizar também o câmbio Easy’R no Duster com moto r 1,6 litro, e o eficiente câmbio CVT (o mesmo que equipa o Fluence e o Nissan Sentra) no Duster com moto r 2,0 litros.
 
Com o câmbio Easy’R, o Sandero Expression 1.6 8V tem preço sugerido de R$ 43.000 e o Sandero Dynamique, R$ 47.180. O Logan Expression 1.6 8V sai por R$ 45.490 e o Logan Dynamique por R$ 50.180.

Notícias < Voltar
Novos Sandero e Logan ganham câmbio automatizado
 

Novos Sandero e Logan ganham câmbio automatizado

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Transmissão robotizada Easy’R é mais econômica que câmbio automático

13 de Setembro de 2014

A Renault, para não ficar atrás da concorrência, passa a oferecer nos modelos Sandero e Logan sua solução de câmbio automatizado. Assim como o I-Motion da Volkswagen, do Dualogic da Fiat e do Easytronic da Chevrolet, a Renault é mais uma a apostar na solução do câmbio robotizado de simples embreagem.
 
Na Renault, o sistema foi batizado de transmissão Easy’R de cinco marchas. Ela chega como opcional apenas nas versões com moto r 1.6 8v (Expression e Dynamique), por R$ 2.400. A solução não está disponível para os modelos com moto r 1,0 litro.
 
Como acontece em todos os modelos equipados com câmbio automatizado,  o consumo de combustível é cerca de 20% menor, ao de um câmbio automático convencional de quatro marchas (equipado com conversor de torque).
 
 O câmbio automatizado, diferentemente dos automáticos convencionais, possui embreagem e um câmbio manual, praticamente igual ao da versão manual. Um sistema eletrônico controla a embreagem, e faz as trocas automaticamente. No Easy’R, a troca de marchas é realizada de maneira eletroeletrônica. O moto rista também pode escolher trocar as marchas de forma manual sequencial, com toques na alavanca de marcha.
 
Há também a possibilidade de dirigir de forma mais econômica ou esportiva automaticamente, pois o sistema se adapta ao modo de dirigir do moto rista. Em caso de acelerações bruscas (o chamado “kick down”), o câmbio Easy’R fará as trocas tornando a condução esportiva ou possibilitando uma ultrapassagem mais segura.
 
 Para facilitar as manobras de estacionamento, o Easy’R traz a função Creeping, que faz com que o veículo se mova lentamente bastando tirar o pé do freio com o veículo engatado em primeira marcha ou marcha a ré. O Creeping auxilia também nas arrancadas em rampas de até 4 graus de inclinação.
 
O câmbio Easy’R utiliza o sistema eletroeletrônico da alemã ZF. Na Renault, essa tecnologia faz a sua estreia mundial no Brasil. Dessa forma, a Renault aposenta de vez o câmbio automático de quatro marchas, na família Sandero. Até o Salão do Automóvel, a marca deverá apresentar o novo Sandero Stepway, que já deve incorporar a nova solução Easy’R.
 
Mas a Renault ainda insiste no obsoleto câmbio automático de quatro marchas, no Renault Duster. Talvez, seja uma questão apenas de tempo para a Renault utilizar também o câmbio Easy’R no Duster com moto r 1,6 litro, e o eficiente câmbio CVT (o mesmo que equipa o Fluence e o Nissan Sentra) no Duster com moto r 2,0 litros.
 
Com o câmbio Easy’R, o Sandero Expression 1.6 8V tem preço sugerido de R$ 43.000 e o Sandero Dynamique, R$ 47.180. O Logan Expression 1.6 8V sai por R$ 45.490 e o Logan Dynamique por R$ 50.180.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!