Revista Comprecar
Preço dos combustíveis baixa nos postos de toda a Região Sudeste
Em dezembro, gasolina teve redução de 4,5% e o etanol de 3%
Preço dos combustíveis baixa nos postos de toda a Região Sudeste
23 de Janeiro de 2019

Dezembro foi mais um mês de baixa nos preços dos combustíveis nos postos da Região Sudeste. O levantamento de dezembro do Índice de Preços Ticket Log revela uma redução média de 5% para o diesel, de 3% para o etanol e de 4,5% para a gasolina, com o litro comercializado a R$ 4,449. Ao analisar o desempenho dos preços ao longo do ano, o índice revela que a gasolina chegou a registrar variação de 28%, na comparação com o menor e o maior valor praticado nos Estados da região.
 
O levantamento de dezembro mostra que as reduções nas refinarias continuam a refletir a queda para a gasolina nos postos de todo o País. Na Região Sudeste, depois do diesel, a gasolina foi o combustível que registrou a baixa mais expressiva. Foi onde o litro caiu de R$ 4,661 para R$ 4,449.
 
O Estado do Rio de Janeiro, mesmo com a gasolina mais cara do Brasil, comercializada a R$ 4,879, registrou uma redução de 2,4%. Em São Paulo, os consumidores continuam a encontrar as médias mais baixas da região, com a gasolina a R$ 4,199 e o etanol a R$ 2,698 – este, o valor mais baixo para o combustível no Brasil no período.
 
Em Minas Gerais, a redução no preço médio da gasolina foi de 3,5%, com o litro comercializado a R$ 4,728. O Estado destaca-se com o segundo menor preço do etanol na região, com o litro a R$ 3,085, cenário bem diferente do Espírito Santo, que liderou o ranking do litro mais caro do combustível na região, comercializado a R$ 3,699.
 
O levantamento de dezembro revela que a zona sul do Rio de Janeiro concentrou os combustíveis com os preços mais elevados. A gasolina, por exemplo, alcançou o preço médio de R$ 5,059, ante R$ 4,801 da zona norte. Mesmo com o custo elevado, a gasolina é mais vantajosa que o etanol vendido na região, encontrado a R$ 3,414 o litro.
 
Na capital paulista, os motoristas que abastecem com gasolina nos postos da zona leste chegaram a pagar 3,6% mais barato pelo combustível, na comparação com as médias da zona oeste, onde o litro foi comercializado a R$ 4,256. A região também concentra o menor preço médio do etanol, vendido a R$ 2,655, ante os R$ 2,737 identificados na média dos postos da região central.
 
Balanço de 2018
 
Em 2018, a Região Sudeste concentrou as menores variações nos preços do diesel, diesel S-10 e gás veicular natural (GNV) em todo o País. No Rio de Janeiro, o litro do diesel e do diesel S-10 apresentaram variação média de 0,78% e 0,84%, respectivamente. Já em São Paulo foi registrada a menor variação para o GNV, média de 0,22%, com destaque para os quatro primeiros meses do ano, quando o combustível foi comercializado a R$ 2,299, valor 20% menor que a média geral do ano, de R$ 2,873.
 
No cenário nacional, a gasolina registrou ao longo do ano uma variação de 7,39%, com o preço médio de R$ 4,538 em todo o País. O maior preço médio para o combustível foi registrado no Acre em outu bro, quando o litro chegou a ser comercializado a R$ 5,300. Já o menor valor foi registrado em Santa Catarina, em abril, com o litro vendido a R$ 3,930.

Notícias < Voltar
Preço dos combustíveis baixa nos postos de toda a Região Sudeste
 

Preço dos combustíveis baixa nos postos de toda a Região Sudeste

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Em dezembro, gasolina teve redução de 4,5% e o etanol de 3%

23 de Janeiro de 2019

Dezembro foi mais um mês de baixa nos preços dos combustíveis nos postos da Região Sudeste. O levantamento de dezembro do Índice de Preços Ticket Log revela uma redução média de 5% para o diesel, de 3% para o etanol e de 4,5% para a gasolina, com o litro comercializado a R$ 4,449. Ao analisar o desempenho dos preços ao longo do ano, o índice revela que a gasolina chegou a registrar variação de 28%, na comparação com o menor e o maior valor praticado nos Estados da região.
 
O levantamento de dezembro mostra que as reduções nas refinarias continuam a refletir a queda para a gasolina nos postos de todo o País. Na Região Sudeste, depois do diesel, a gasolina foi o combustível que registrou a baixa mais expressiva. Foi onde o litro caiu de R$ 4,661 para R$ 4,449.
 
O Estado do Rio de Janeiro, mesmo com a gasolina mais cara do Brasil, comercializada a R$ 4,879, registrou uma redução de 2,4%. Em São Paulo, os consumidores continuam a encontrar as médias mais baixas da região, com a gasolina a R$ 4,199 e o etanol a R$ 2,698 – este, o valor mais baixo para o combustível no Brasil no período.
 
Em Minas Gerais, a redução no preço médio da gasolina foi de 3,5%, com o litro comercializado a R$ 4,728. O Estado destaca-se com o segundo menor preço do etanol na região, com o litro a R$ 3,085, cenário bem diferente do Espírito Santo, que liderou o ranking do litro mais caro do combustível na região, comercializado a R$ 3,699.
 
O levantamento de dezembro revela que a zona sul do Rio de Janeiro concentrou os combustíveis com os preços mais elevados. A gasolina, por exemplo, alcançou o preço médio de R$ 5,059, ante R$ 4,801 da zona norte. Mesmo com o custo elevado, a gasolina é mais vantajosa que o etanol vendido na região, encontrado a R$ 3,414 o litro.
 
Na capital paulista, os motoristas que abastecem com gasolina nos postos da zona leste chegaram a pagar 3,6% mais barato pelo combustível, na comparação com as médias da zona oeste, onde o litro foi comercializado a R$ 4,256. A região também concentra o menor preço médio do etanol, vendido a R$ 2,655, ante os R$ 2,737 identificados na média dos postos da região central.
 
Balanço de 2018
 
Em 2018, a Região Sudeste concentrou as menores variações nos preços do diesel, diesel S-10 e gás veicular natural (GNV) em todo o País. No Rio de Janeiro, o litro do diesel e do diesel S-10 apresentaram variação média de 0,78% e 0,84%, respectivamente. Já em São Paulo foi registrada a menor variação para o GNV, média de 0,22%, com destaque para os quatro primeiros meses do ano, quando o combustível foi comercializado a R$ 2,299, valor 20% menor que a média geral do ano, de R$ 2,873.
 
No cenário nacional, a gasolina registrou ao longo do ano uma variação de 7,39%, com o preço médio de R$ 4,538 em todo o País. O maior preço médio para o combustível foi registrado no Acre em outu bro, quando o litro chegou a ser comercializado a R$ 5,300. Já o menor valor foi registrado em Santa Catarina, em abril, com o litro vendido a R$ 3,930.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!