Revista Comprecar
Último Land Rover Defender é produzido
O Land Rover Defender foi produzido por 68 anos na fábrica de Solihull no Reino Unido
Último Land Rover Defender é produzido
01 de Fevereiro de 2016

A Land Rover celebrou os 68 anos de história de produção ininterrupta de seu mais emblemático veículo, o Defender, com a celebração do último modelo de sua versão atual sendo produzido na fábrica de Solihull, Reino Unido.
 
Como forma de comemorar tal marca, a empresa convidou cerca de 700 de seus funcionários atuais e antigos que trabalharam em algum momento na unidade de Solihull para um evento que entrará para a história da empresa. Na ocasião, os convidados puderam dirigir alguns exemplares deste que é um dos mais importantes veículos já produzidos na história.
 
Entre os modelos disponíveis para testes estavam a versão “Huey” um veículo pré-produção que antecedeu o lançamento do Land Rover Série 1, primeiro modelo da marca britânica, lançado em 1948. Outro exemplar que marcou presença no evento foi o último Defender produzido na fábrica, um Defender 90 com capota.
 
Durante as comemorações, a Land Rover anuncia um novo programa de restauração de veículos clássicos. Com sede na já existente linha de produção do atual Defender em Solihull, a ação visa reunir um time de experts que inclui profissionais que trabalharam durante décadas na montagem do Defender para se dedicar exclusivamente a dar vida nova aos Defender e Series antigos construídos no local que hoje rodam em todo o mundo. O primeiro veículo a ser restaurado estará disponível para venda no próximo mês de
julho.
 
A celebração promovida em Solihull contou com mais de 25 veículos icônicos que marcaram a história da Land Rover. Juntos, eles fizeram uma verdadeira procissão ao redor da fábrica da empresa. O evento contou com funcionários que se dedicaram de alguma forma à produção do Land Rover Series e do Defender nos últimos 68 anos.
 
O último Defender da versão atual que foi produzido em Solihull — numa versão 90 com capota — traz em sus estrutura uma parte original, o grampo da capota, que é a mesma peça usada em versões Soft Top desde 1948. O modelo fará parte da coleção de veículos emblemáticos da Jaguar Land Rover.
 
De 1948 a 2016
 
Mais de dois milhões de Land Rover Séries e Defender foram construídos em Solihull, no Reino Unido, desde 1948. O que começou como um simples rascunho na areia passou a se tornar um dos veículos 4x4 mais emblemáticos do mundo. O modelo teve a honra de se tornar o mais versátil automóvel do planeta, capaz de levar seus passageiros para lugares onde outros veículos não poderiam alcançar.
 
Em 2015 foi produzido o Defender de número 2 milhões, um marco histórico para o modelo. O veículo foi arrematado em um leilão por £ 400 mil, preço bem distante das £ 450 que custou o primeiro Land Rover vendido em 1948 durante o Salão de Amsterdã.
 
Em 1948, o Série I entrou em plena produção em Solihull. Durante o período pós 2ª Guerra, a Grã-Bretanha estava lutando contra uma escassez de aço, mesmo com a grande capacidade de produção. Neste cenário, os irmãos Maurice e Spencer Wilks se inspiraram a desenvolver o Land Rover, um veículo focado no uso agrícola. Naquela época nenhum dos dois poderiam prever o impacto global que este modelo teria.
 
Após pequenas alterações, em 1958 a Land Rover apresentou o Série II um modelo com atualizações de design e em seu moto r. O veículo trazia pela primeira vez um avançado propulsor a diesel que permaneceu equipando o modelo até meados dos anos 80. Em 1966 as vendas dos Land Rover Series haviam alcançado a marce de meio milhão de unidades. Em 1970, o Serie III vendia tão bem quanto seus antecessores e ajudou a marca a atingir o pico histórico de produção do modelo no ano seguinte, com 56 mil unidades saindo das linhas de Solihull.
 
Em 1990, o modelo ganhou um novo nome, passando a se chamar Defender. A essa altura, a Land Rover já produzia outras linhas de veículos como a Range Rover e o recém-lançado Discovery. O novo nome era apropriado para um veículo que anteriormente era apenas referido pelo seu comprimento e distância entre eixos.
 
Parte do apelo do Land Rover veio das diversas versões especiais que foram criadas ao longo dos anos para atender aos mais distintos públicos. Variantes do modelo foram produzidas especialmente para o corpo de bombeiros, para os catadores de cereja e teve até mesmo uma versão anfíbia capaz de flutuar na água. Ao longo de seus 68 anos, os Series e os Defender são veículos conduzidos por uma grande variedade de públicos compostos desde famosos exploradores até a realeza.
 
O encerramento da linha de produção em Solihull também marcará o fim de uma histórica exposição promovida pela Land Rover, que exibiu uma réplica dos processos de fabricação do veículo tal qual era em 1948. A exposição atraiu mais de 10 mil visitantes nos últimos 12 meses, que tiveram a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a importância histórica do modelo. Os entusiastas poderão, a partir de agora, conhecer em detalhes a linha de produção do Defender por meio de um tour virtual de 360 graus. Para isso, basta acessar o site: http://defendertour.landrover.com
 
Curiosidades dos Land Rover Series e do Defender
 
O Land Rover Serie 1 original custava £ 450 em 1948. Ele era equipado com moto r 1.6 de 4 cilindros e apenas 50 cv de potência.
 
Desde 1948, exatos 2.016.933 unidades dos Land Rover Series e do Defender saíram das linhas de montagem em Solihull
 
Cada Defender demora cerca de 56 horas para ser construído, tempo maior que um modelo Discovery Sport, cuja produção leva em média 48 horas
 
O modelo tem cerca de 7 mil peças
 
Um novo Defender saía das linhas de montagem em Solihull a cada quatro minutos
 
Entre os proprietários famosos do modelo estão a Rainha da Inglaterra, Elizabeth II, Sir Winston Churchill e o ator Steve McQueen
 
Duas peças do Defender atual são utilizadas desde o início de sua produção, em 1948: a presilha da capota nas versões Soft Top e alguns dos suportes inferiores do modelo

Notícias < Voltar
Último Land Rover Defender é produzido
 

Último Land Rover Defender é produzido

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

O Land Rover Defender foi produzido por 68 anos na fábrica de Solihull no Reino Unido

01 de Fevereiro de 2016

A Land Rover celebrou os 68 anos de história de produção ininterrupta de seu mais emblemático veículo, o Defender, com a celebração do último modelo de sua versão atual sendo produzido na fábrica de Solihull, Reino Unido.
 
Como forma de comemorar tal marca, a empresa convidou cerca de 700 de seus funcionários atuais e antigos que trabalharam em algum momento na unidade de Solihull para um evento que entrará para a história da empresa. Na ocasião, os convidados puderam dirigir alguns exemplares deste que é um dos mais importantes veículos já produzidos na história.
 
Entre os modelos disponíveis para testes estavam a versão “Huey” um veículo pré-produção que antecedeu o lançamento do Land Rover Série 1, primeiro modelo da marca britânica, lançado em 1948. Outro exemplar que marcou presença no evento foi o último Defender produzido na fábrica, um Defender 90 com capota.
 
Durante as comemorações, a Land Rover anuncia um novo programa de restauração de veículos clássicos. Com sede na já existente linha de produção do atual Defender em Solihull, a ação visa reunir um time de experts que inclui profissionais que trabalharam durante décadas na montagem do Defender para se dedicar exclusivamente a dar vida nova aos Defender e Series antigos construídos no local que hoje rodam em todo o mundo. O primeiro veículo a ser restaurado estará disponível para venda no próximo mês de
julho.
 
A celebração promovida em Solihull contou com mais de 25 veículos icônicos que marcaram a história da Land Rover. Juntos, eles fizeram uma verdadeira procissão ao redor da fábrica da empresa. O evento contou com funcionários que se dedicaram de alguma forma à produção do Land Rover Series e do Defender nos últimos 68 anos.
 
O último Defender da versão atual que foi produzido em Solihull — numa versão 90 com capota — traz em sus estrutura uma parte original, o grampo da capota, que é a mesma peça usada em versões Soft Top desde 1948. O modelo fará parte da coleção de veículos emblemáticos da Jaguar Land Rover.
 
De 1948 a 2016
 
Mais de dois milhões de Land Rover Séries e Defender foram construídos em Solihull, no Reino Unido, desde 1948. O que começou como um simples rascunho na areia passou a se tornar um dos veículos 4x4 mais emblemáticos do mundo. O modelo teve a honra de se tornar o mais versátil automóvel do planeta, capaz de levar seus passageiros para lugares onde outros veículos não poderiam alcançar.
 
Em 2015 foi produzido o Defender de número 2 milhões, um marco histórico para o modelo. O veículo foi arrematado em um leilão por £ 400 mil, preço bem distante das £ 450 que custou o primeiro Land Rover vendido em 1948 durante o Salão de Amsterdã.
 
Em 1948, o Série I entrou em plena produção em Solihull. Durante o período pós 2ª Guerra, a Grã-Bretanha estava lutando contra uma escassez de aço, mesmo com a grande capacidade de produção. Neste cenário, os irmãos Maurice e Spencer Wilks se inspiraram a desenvolver o Land Rover, um veículo focado no uso agrícola. Naquela época nenhum dos dois poderiam prever o impacto global que este modelo teria.
 
Após pequenas alterações, em 1958 a Land Rover apresentou o Série II um modelo com atualizações de design e em seu moto r. O veículo trazia pela primeira vez um avançado propulsor a diesel que permaneceu equipando o modelo até meados dos anos 80. Em 1966 as vendas dos Land Rover Series haviam alcançado a marce de meio milhão de unidades. Em 1970, o Serie III vendia tão bem quanto seus antecessores e ajudou a marca a atingir o pico histórico de produção do modelo no ano seguinte, com 56 mil unidades saindo das linhas de Solihull.
 
Em 1990, o modelo ganhou um novo nome, passando a se chamar Defender. A essa altura, a Land Rover já produzia outras linhas de veículos como a Range Rover e o recém-lançado Discovery. O novo nome era apropriado para um veículo que anteriormente era apenas referido pelo seu comprimento e distância entre eixos.
 
Parte do apelo do Land Rover veio das diversas versões especiais que foram criadas ao longo dos anos para atender aos mais distintos públicos. Variantes do modelo foram produzidas especialmente para o corpo de bombeiros, para os catadores de cereja e teve até mesmo uma versão anfíbia capaz de flutuar na água. Ao longo de seus 68 anos, os Series e os Defender são veículos conduzidos por uma grande variedade de públicos compostos desde famosos exploradores até a realeza.
 
O encerramento da linha de produção em Solihull também marcará o fim de uma histórica exposição promovida pela Land Rover, que exibiu uma réplica dos processos de fabricação do veículo tal qual era em 1948. A exposição atraiu mais de 10 mil visitantes nos últimos 12 meses, que tiveram a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a importância histórica do modelo. Os entusiastas poderão, a partir de agora, conhecer em detalhes a linha de produção do Defender por meio de um tour virtual de 360 graus. Para isso, basta acessar o site: http://defendertour.landrover.com
 
Curiosidades dos Land Rover Series e do Defender
 
O Land Rover Serie 1 original custava £ 450 em 1948. Ele era equipado com moto r 1.6 de 4 cilindros e apenas 50 cv de potência.
 
Desde 1948, exatos 2.016.933 unidades dos Land Rover Series e do Defender saíram das linhas de montagem em Solihull
 
Cada Defender demora cerca de 56 horas para ser construído, tempo maior que um modelo Discovery Sport, cuja produção leva em média 48 horas
 
O modelo tem cerca de 7 mil peças
 
Um novo Defender saía das linhas de montagem em Solihull a cada quatro minutos
 
Entre os proprietários famosos do modelo estão a Rainha da Inglaterra, Elizabeth II, Sir Winston Churchill e o ator Steve McQueen
 
Duas peças do Defender atual são utilizadas desde o início de sua produção, em 1948: a presilha da capota nas versões Soft Top e alguns dos suportes inferiores do modelo

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!