Revista Comprecar
Avaliação: Citroën C3 Tendance - 1.2 litro
Motor PureTech 1.2 litro flex é econômico como 1.0, e anda como 1.4 litro!
Avaliação: Citroën C3 Tendance - 1.2 litro
20 de Fevereiro de 2017

Em Junho de 2016, a Citroën surpreendeu o mercado com a chegada do seu motor de três cilindros. A principal diferença desse motor, foi ter rompido com o tradicional. Enquanto a maioria dos concorrentes apostavam em motores de 1.0 litros com três cilindros, a marca francesa resolveu usar um 1.2 de três cilindros. Mas isso não impediu o carro de ter uma excepcional eficiência energética, com baixíssimo consumo. Por outro lado, o desempenho é comparável a motores de 1.4 litro nos concorrentes. Foco dessa avaliação, temos o Citroën C3 1.2 Tendance.   
 
Baseado no conceito de downsizing, esse novo motor PureTech (atestado como o mais econômico do mercado nacional pelo INMETRO), tornou o compacto C3, o campeão de economia entre os concorrentes diretos.
 
Muito mais econômico, com menor emissão de poluentes e ágil nas cidades, o motor PureTech 1.2 litro flex de 3 cilindros e 12 válvulas, substitui o antigo moto r de 1,5 litro – 8 válvulas Flex nas versões Origine, Attraction e Tendance, dando sequência à estratégia de downsizing (que previu motores menores e mais eficientes) iniciada com sucesso no sedan C4 Lounge. Cabe destacar que o C3 com o motor 1.2 litro, só existe com câmbio manual de cinco marchas. A opção com câmbio automático de 4 marchas, continua a ser comercializada com o já conhecido motor 1.6 – 16 válvulas da marca. Visualmente, a única alteração nos Citroën C3 com o motor 1.2 litro, é a aplicação do logotipo “PURETECH” na tampa traseira, abaixo da lanterna esquerda.
 
Tecnologia de ponta
 
Esse motor não economiza em tecnologia. Ele conta com sistema de partida a frio com aquecimento no injetor (elimina o “tanquinho”), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento “Split Cooling” com duplo circuito separando cabeçote e bloco do motor, bomba de óleo variável que opera de acordo com a demanda do motor e coletor de escapamento integrado ao cabeçote que promove um aquecimento mais rápido (em fases frias).
 
Graças à redução de peso, à diminuição do número de peças móveis e à menor existência de atritos no funcionamento do motor, o PureTech 1,2 litro Flex proporciona expressiva economia de combustível.
 
Muito econômico
 
O novo motor PureTech 1,2 litro Flex tem o melhor nível de consumo entre os motores existentes no mercado. Em comparação com o motor anterior, o PureTech proporciona uma redução de consumo de combustível de até 32% em trânsito urbano!
 
O carro consegue fazer médias fantásticas, de até 16,6 km/l na estrada, segundo o INMETRO. Isso garante a classificação máxima “AAA” no programa “Etiqueta Nacional de Conservação de Energia”. Isso significa receber a melhor classificação nas três categorias disponíveis no PBEV (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular): Compacto, Geral e Emissões.
 
No Citroën C3 PureTech, os índices de consumo urbano ficaram em 10,6 km/l e 14,8 km/l (para etanol e gasolina, respectivamente) e os de consumo em estrada em 11,3 km/l e 16,6 (na mesma ordem). Em nossos testes na estrada, com ar-condicionado ligado, velocidade média de 110 km/h, conseguimos até 12,5 km/l no etanol e 17 km/l na gasolina. Esses valores superam diversos concorrentes diretos, como HB20 1.0, Fox Trendline 1.0, HB20 1.0 turbo, Onix 1.0 e Fiesta 1.5.
 
Valores reais economizados
 
Numa estimativa ao rodar 30 mil km, considerando o etanol ao custo de R$ 2,59 por litro, o C3 consumirá R$ 7.119 em combustível. O concorrente mais próximo, HB20 1.0 litro, o custo é de R$ 8.510. O Fiesta 1.5, o custo sobe para R$ 9.239.
 
Potência do motor
 
Com o novo motor, o C3 também ganha em agilidade no trânsito urbano, graças à sua ampla disponibilidade de torque. Ele chega ao torque máximo de 127 Nm, atingidos à apenas 2.750 RPM (pouco acima da marcha lenta). Já a potência máxima é de 90 cv a 5.750 rpm.
 
Essa faixa de potência (de 90 cv com etanol e 84 cv com gasolina), se situa em um patamar onde se encontram moto rizações de maior cilindrada, como moto res de 1,4 e 1,5 litro de outros modelos concorrentes.
 
Câmbio ajustado
 
A caixa de câmbio manual de cinco marchas também foi adaptada aos novos valores de potência e torque do modelo, oferecendo uma condução mais dinâmica e precisa. Para isso, teve uma redução de 9% no diferencial, se comparado ao C3 europeu.
 
Desempenho
 
O C3 1.2 realmente não faz feio a hora de acelerar. De 0 à 100 km/h são 13 segundos. Marca interessante para um veículo com motor pequeno. A velocidade máxima impressiona chegando à 175 km/h. Isso se deve à alguns fatores, como: ao baixo peso do C3 de apenas 1.100 kg, excelente coeficiente aerodinâmico de apenas 0,31 (quanto menor, melhor) e um ótimo casamento do motor e câmbio.
 
Dirigibilidade
 
Como o C3 já é fabricado no Brasil há vários anos, a Citroën aprendeu muito com o cliente brasileiro, e as péssimas condições de rodagem dos pisos nacionais. Assim, a suspensão do C3 mostra valentia ao encarar lombadas e buracos. São raros os casos onde o compacto raspa a parte da frente num obstáculo.
 
Outro ponto que encanta, a facilidade de manobras e conforto ao dirigir. A direção com assistência elétrica (que não rouba potência do motor) é verdadeiramente leve em manobras de baia velocidade, ficando mais firme em velocidade. Além disso o diâmetro de giro é de apenas 10,3 metros. É fácil fazer uma volta completa numa rua estreita.
 
Como o modelo conta com ajuste de altura e profundidade do volante, e ajuste de altura do banco do motorista, a posição ao volante é bastante agradável.
 
Exclusivo para-brisa Zenith
 
Essa versão do C3 conta com um grande destaque. Trata-se do exclusivo para-brisa Zenith, não oferecido por nenhum outro concorrente. Inspirado no conceito Space Vision do C4 Picasso, o para-brisa avança sobre uma parte do teto. Isso resultou numa expansão do comprimento do para-brisa de 99 cm para 1,35 m, o que possibilitou aumentar do ângulo de visão superior em até 80 graus. Como uma bolha de vidro, o para-brisa Zenith permite ao motorista e ao passageiro uma percepção ampla do meio ambiente, graças a uma visão vertical única nessa categoria de veículo. Essa visão pode ser mudada, com o simples “puxar” de uma cobertura. Construída com plásticos rígidos, essa proteção na posição estendida deixa a visão frontal igual a de um para-brisa normal. A proteção pode ser deixada em qualquer ponto do seu trilho, permitindo uma escolha livre entre a visão normal ou ângulo máximo vertical. O porém disso, é a falta de espelhos de cortesia nos parassóis, e a impossibilidade de girar os parassóis para os lados.
 
Outros diferenciais
 
O compacto da Citroën ainda reserva algumas surpresas para seu proprietário. 
 
O porta-luvas é diferente, sendo projetado para cima. Seu desenho moderno do interior proporciona mais espaço para pernas no banco dianteiro (um dos maiores da categoria), graças ao desenho do porta-luvas. E para surpresa de todos, também amplo espaço no compartimento (que é iluminado e refrigerado), capaz de acomodar uma bolsa feminina. Os mais atentos vão notar que o banco do passageiro, pode ser colocado completamente para frente, sem que o passageiro bata o joelho no porta-luvas. A vantagem é mais espaço para pernas no banco traseiro e dianteiro.
 
Outro diferencial são as luzes diurnas em Led. Assim, o C3 é um dos poucos compactos a trazer simpáticos leds brancos de sinalização, instalados nos para-choques dianteiros. Muito mais que um efeito bonito, esses leds ajudam a reduzir acidentes. O carro fica muito mais visível no trânsito, ou quando entra repentinamente em garagens, tuneis ou outros locais escuros. Eles se acendem toda vez que o motor é ligado, e os faróis estão desligados.
 
O C3 ainda tem um dos maiores porta-malas da categoria. São 300 litros com os bancos em posição normal. Além disso, existe a possibilidade de rebatimento do banco traseiro, em 1/3 e 2/3, ampliando consideravelmente o espaço para cargas.
 
Essa versão também vem equipada com a nova central multimídia integrada ao painel. Ela conta com sistema Apple CarPlay e Mirror Link, além de sistema de reconhecimento de voz para realizar chamadas, fazer a leitura de mensagens e navegação GPS. O sistema também tem 16 Gb para armazenamento de músicas diretamente na memória. Também está disponível a plataforma Link MyCitroën, que grava informações como consumo, autonomia, tempo de viagem e localização do veículo, através de um app, que é instalado no smartphone do usuário.
 
Conheça todos os detalhes dessa central clicando AQUI!
 
Manutenção preventiva a R$ 1 por dia
 
O Citroën C3 PureTech 1,2 litro Flex possui 3 anos de garantia contratual, e conta também com o competitivo Plano de Revisão a R$ 1 Por Dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365,00.
 
Por meio da Revisão a R$ 1 Por Dia, além do preço competitivo e da precisão na verificação dos itens indicados no plano de manutenção periódico, os proprietários do modelo terão a possibilidade do parcelamento dos custos em quatro pagamentos mensais. Um ambicioso plano de manutenção que posicionará a marca como uma das mais competitivas do mercado automobilístico brasileiro.
 
Buscando total transparência, a Revisão a R$ 1 Por Dia terá sempre seus preços afixados em local visível nos showrooms e oficinas das concessionárias, para amplo conhecimento público.
 
A revisão até 30 mil km também é a mais barata. No C3, são apenas R$ 1.095. No concorrente mais próximo (HB20) o preço é de R$ 1.111. Já no Ford Fiesta são R$ 1.456.
 
Preço
 
A versão Tendance do Citroën C3 1.2 litro pode ser encontrada com preço de R$ 53,9 mil. Em Sorocaba e Itu, e grande área do interior paulista, são as concessionárias do grupo Notre Dame que representam a marca Citroën. Mais informações pelos telefones (15) 3229-3333 e (11) 2118-3333.
 
Mais ofertas da Citroën Notre Dame podem ser vistas AQUI! 

Avaliações < Voltar
Avaliação: Citroën C3 Tendance - 1.2 litro

Avaliação: Citroën C3 Tendance - 1.2 litro

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Motor PureTech 1.2 litro flex é econômico como 1.0, e anda como 1.4 litro!

20 de Fevereiro de 2017

Em Junho de 2016, a Citroën surpreendeu o mercado com a chegada do seu motor de três cilindros. A principal diferença desse motor, foi ter rompido com o tradicional. Enquanto a maioria dos concorrentes apostavam em motores de 1.0 litros com três cilindros, a marca francesa resolveu usar um 1.2 de três cilindros. Mas isso não impediu o carro de ter uma excepcional eficiência energética, com baixíssimo consumo. Por outro lado, o desempenho é comparável a motores de 1.4 litro nos concorrentes. Foco dessa avaliação, temos o Citroën C3 1.2 Tendance.   
 
Baseado no conceito de downsizing, esse novo motor PureTech (atestado como o mais econômico do mercado nacional pelo INMETRO), tornou o compacto C3, o campeão de economia entre os concorrentes diretos.
 
Muito mais econômico, com menor emissão de poluentes e ágil nas cidades, o motor PureTech 1.2 litro flex de 3 cilindros e 12 válvulas, substitui o antigo moto r de 1,5 litro – 8 válvulas Flex nas versões Origine, Attraction e Tendance, dando sequência à estratégia de downsizing (que previu motores menores e mais eficientes) iniciada com sucesso no sedan C4 Lounge. Cabe destacar que o C3 com o motor 1.2 litro, só existe com câmbio manual de cinco marchas. A opção com câmbio automático de 4 marchas, continua a ser comercializada com o já conhecido motor 1.6 – 16 válvulas da marca. Visualmente, a única alteração nos Citroën C3 com o motor 1.2 litro, é a aplicação do logotipo “PURETECH” na tampa traseira, abaixo da lanterna esquerda.
 
Tecnologia de ponta
 
Esse motor não economiza em tecnologia. Ele conta com sistema de partida a frio com aquecimento no injetor (elimina o “tanquinho”), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento “Split Cooling” com duplo circuito separando cabeçote e bloco do motor, bomba de óleo variável que opera de acordo com a demanda do motor e coletor de escapamento integrado ao cabeçote que promove um aquecimento mais rápido (em fases frias).
 
Graças à redução de peso, à diminuição do número de peças móveis e à menor existência de atritos no funcionamento do motor, o PureTech 1,2 litro Flex proporciona expressiva economia de combustível.
 
Muito econômico
 
O novo motor PureTech 1,2 litro Flex tem o melhor nível de consumo entre os motores existentes no mercado. Em comparação com o motor anterior, o PureTech proporciona uma redução de consumo de combustível de até 32% em trânsito urbano!
 
O carro consegue fazer médias fantásticas, de até 16,6 km/l na estrada, segundo o INMETRO. Isso garante a classificação máxima “AAA” no programa “Etiqueta Nacional de Conservação de Energia”. Isso significa receber a melhor classificação nas três categorias disponíveis no PBEV (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular): Compacto, Geral e Emissões.
 
No Citroën C3 PureTech, os índices de consumo urbano ficaram em 10,6 km/l e 14,8 km/l (para etanol e gasolina, respectivamente) e os de consumo em estrada em 11,3 km/l e 16,6 (na mesma ordem). Em nossos testes na estrada, com ar-condicionado ligado, velocidade média de 110 km/h, conseguimos até 12,5 km/l no etanol e 17 km/l na gasolina. Esses valores superam diversos concorrentes diretos, como HB20 1.0, Fox Trendline 1.0, HB20 1.0 turbo, Onix 1.0 e Fiesta 1.5.
 
Valores reais economizados
 
Numa estimativa ao rodar 30 mil km, considerando o etanol ao custo de R$ 2,59 por litro, o C3 consumirá R$ 7.119 em combustível. O concorrente mais próximo, HB20 1.0 litro, o custo é de R$ 8.510. O Fiesta 1.5, o custo sobe para R$ 9.239.
 
Potência do motor
 
Com o novo motor, o C3 também ganha em agilidade no trânsito urbano, graças à sua ampla disponibilidade de torque. Ele chega ao torque máximo de 127 Nm, atingidos à apenas 2.750 RPM (pouco acima da marcha lenta). Já a potência máxima é de 90 cv a 5.750 rpm.
 
Essa faixa de potência (de 90 cv com etanol e 84 cv com gasolina), se situa em um patamar onde se encontram moto rizações de maior cilindrada, como moto res de 1,4 e 1,5 litro de outros modelos concorrentes.
 
Câmbio ajustado
 
A caixa de câmbio manual de cinco marchas também foi adaptada aos novos valores de potência e torque do modelo, oferecendo uma condução mais dinâmica e precisa. Para isso, teve uma redução de 9% no diferencial, se comparado ao C3 europeu.
 
Desempenho
 
O C3 1.2 realmente não faz feio a hora de acelerar. De 0 à 100 km/h são 13 segundos. Marca interessante para um veículo com motor pequeno. A velocidade máxima impressiona chegando à 175 km/h. Isso se deve à alguns fatores, como: ao baixo peso do C3 de apenas 1.100 kg, excelente coeficiente aerodinâmico de apenas 0,31 (quanto menor, melhor) e um ótimo casamento do motor e câmbio.
 
Dirigibilidade
 
Como o C3 já é fabricado no Brasil há vários anos, a Citroën aprendeu muito com o cliente brasileiro, e as péssimas condições de rodagem dos pisos nacionais. Assim, a suspensão do C3 mostra valentia ao encarar lombadas e buracos. São raros os casos onde o compacto raspa a parte da frente num obstáculo.
 
Outro ponto que encanta, a facilidade de manobras e conforto ao dirigir. A direção com assistência elétrica (que não rouba potência do motor) é verdadeiramente leve em manobras de baia velocidade, ficando mais firme em velocidade. Além disso o diâmetro de giro é de apenas 10,3 metros. É fácil fazer uma volta completa numa rua estreita.
 
Como o modelo conta com ajuste de altura e profundidade do volante, e ajuste de altura do banco do motorista, a posição ao volante é bastante agradável.
 
Exclusivo para-brisa Zenith
 
Essa versão do C3 conta com um grande destaque. Trata-se do exclusivo para-brisa Zenith, não oferecido por nenhum outro concorrente. Inspirado no conceito Space Vision do C4 Picasso, o para-brisa avança sobre uma parte do teto. Isso resultou numa expansão do comprimento do para-brisa de 99 cm para 1,35 m, o que possibilitou aumentar do ângulo de visão superior em até 80 graus. Como uma bolha de vidro, o para-brisa Zenith permite ao motorista e ao passageiro uma percepção ampla do meio ambiente, graças a uma visão vertical única nessa categoria de veículo. Essa visão pode ser mudada, com o simples “puxar” de uma cobertura. Construída com plásticos rígidos, essa proteção na posição estendida deixa a visão frontal igual a de um para-brisa normal. A proteção pode ser deixada em qualquer ponto do seu trilho, permitindo uma escolha livre entre a visão normal ou ângulo máximo vertical. O porém disso, é a falta de espelhos de cortesia nos parassóis, e a impossibilidade de girar os parassóis para os lados.
 
Outros diferenciais
 
O compacto da Citroën ainda reserva algumas surpresas para seu proprietário. 
 
O porta-luvas é diferente, sendo projetado para cima. Seu desenho moderno do interior proporciona mais espaço para pernas no banco dianteiro (um dos maiores da categoria), graças ao desenho do porta-luvas. E para surpresa de todos, também amplo espaço no compartimento (que é iluminado e refrigerado), capaz de acomodar uma bolsa feminina. Os mais atentos vão notar que o banco do passageiro, pode ser colocado completamente para frente, sem que o passageiro bata o joelho no porta-luvas. A vantagem é mais espaço para pernas no banco traseiro e dianteiro.
 
Outro diferencial são as luzes diurnas em Led. Assim, o C3 é um dos poucos compactos a trazer simpáticos leds brancos de sinalização, instalados nos para-choques dianteiros. Muito mais que um efeito bonito, esses leds ajudam a reduzir acidentes. O carro fica muito mais visível no trânsito, ou quando entra repentinamente em garagens, tuneis ou outros locais escuros. Eles se acendem toda vez que o motor é ligado, e os faróis estão desligados.
 
O C3 ainda tem um dos maiores porta-malas da categoria. São 300 litros com os bancos em posição normal. Além disso, existe a possibilidade de rebatimento do banco traseiro, em 1/3 e 2/3, ampliando consideravelmente o espaço para cargas.
 
Essa versão também vem equipada com a nova central multimídia integrada ao painel. Ela conta com sistema Apple CarPlay e Mirror Link, além de sistema de reconhecimento de voz para realizar chamadas, fazer a leitura de mensagens e navegação GPS. O sistema também tem 16 Gb para armazenamento de músicas diretamente na memória. Também está disponível a plataforma Link MyCitroën, que grava informações como consumo, autonomia, tempo de viagem e localização do veículo, através de um app, que é instalado no smartphone do usuário.
 
Conheça todos os detalhes dessa central clicando AQUI!
 
Manutenção preventiva a R$ 1 por dia
 
O Citroën C3 PureTech 1,2 litro Flex possui 3 anos de garantia contratual, e conta também com o competitivo Plano de Revisão a R$ 1 Por Dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365,00.
 
Por meio da Revisão a R$ 1 Por Dia, além do preço competitivo e da precisão na verificação dos itens indicados no plano de manutenção periódico, os proprietários do modelo terão a possibilidade do parcelamento dos custos em quatro pagamentos mensais. Um ambicioso plano de manutenção que posicionará a marca como uma das mais competitivas do mercado automobilístico brasileiro.
 
Buscando total transparência, a Revisão a R$ 1 Por Dia terá sempre seus preços afixados em local visível nos showrooms e oficinas das concessionárias, para amplo conhecimento público.
 
A revisão até 30 mil km também é a mais barata. No C3, são apenas R$ 1.095. No concorrente mais próximo (HB20) o preço é de R$ 1.111. Já no Ford Fiesta são R$ 1.456.
 
Preço
 
A versão Tendance do Citroën C3 1.2 litro pode ser encontrada com preço de R$ 53,9 mil. Em Sorocaba e Itu, e grande área do interior paulista, são as concessionárias do grupo Notre Dame que representam a marca Citroën. Mais informações pelos telefones (15) 3229-3333 e (11) 2118-3333.
 
Mais ofertas da Citroën Notre Dame podem ser vistas AQUI! 

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!

Você sabia?

O primeiro retrovisor foi criado em 1906 pelo francês Alfred Faucher. Ele também foi o inventor da luz de freio e do pisca-pisca de direção.