Revista Comprecar
Avaliação: Novo Duster Dynamique 1.6
Versão com melhor custo-benefício cativa com espaço e equipamentos
Avaliação: Novo Duster Dynamique 1.6
19 de Maio de 2015

No início de Abril, a Renault apresentou a linha 2016 do Duster, o seu utilitário esportivo. A estratégia da marca se baseou em dois pontos principais: atender revindicações dos clientes que já possuem um Duster e torna o seu produto o mais acessível da categoria. Entre as cinco versões do Duster disponíveis, uma se destaca por oferecer o melhor custo-benefício de toda a categoria. Equipado com moto r 1,6 litro – 16 válvulas, a versão Dynamique se mostra apta para o dia a dia, por um preço imbatível.
 
Mudanças externas
 
Preservando o estilo “parrudo”, a Renault modificou aquilo que o cliente pediu, Então, o novo para-choque dianteiro está mais bonito, trazendo acabamentos em tom cinza. Outra novidade é a colmeia na parte inferior, o que reforça ainda mais a robustez. Já na traseira o novo para-choque, as novas lanternas e o novo puxador da tampa do porta-malas, formam um conjunto moderno, além dos refletores de luzes na parte inferior, que garantem mais segurança, principalmente à noite quando o carro esta parado num lugar escuro.
 
Já na lateral o Duster traz novas rodas de 16 polegadas, disponíveis nas versões Expression e Dynamique. As barras do teto com o acabamento em duas tonalidades e com a inscrição Duster transmitem mais força ao modelo. O Novo Duster 2016 tem como opção uma nova exclusiva cor Marrom Safari.
 
Novo interior
 
Um ponto muito questionado pelos usuários Renault foi completamente corrigido agora. O interior recebeu atenção especial, e agora traz: materiais de melhor qualidade; mais suaves ao toque nas portas e nos bancos e novo acabamento na região central do painel em Black Piano. Outra melhoria perceptível está na qualidade do isolamento acústico. O Duster está muito mais silencioso ao rodar, tanto para o barulho do moto r, como ruídos externos. E isso é rapidamente percebido ao volante.
 
Equipamentos
 
Outra novidade é um novo painel de instrumentos com nova iluminação branca. Esse novo quadro de instrumentos tem três mostradores: o conta-giros e o velocímetro, analógicos, e um mostrador digital, com indicador do nível de combustível e computador de bordo multifuncional.
 
Ele permite ao moto rista verificar o consumo médio e instantâneo de combustível, a autonomia, volume de combustível consumido, a velocidade média e a quilometragem total e parcial na viagem. O indicador de trocas de marchas, Gear Shift Indicator (GSI), auxilia o moto rista a dirigir de forma econômica e eficiente, que sugere ao moto rista quando deve reduzir ou aumentar a marcha. Se usado conforme indicado, o GSI pode ajudar o moto rista a economizar até 15% no consumo de combustível.
 
Um detalhe que cativa no Novo Duster 2016, é o fato de não existir modelo “pelado”. Desde a versão básica, o modelo sempre traz bons equipamentos. A lista de itens de série inclui airbags duplos, freios ABS, direção hidráulica, sistema CAR (travamento automático a 6 km/h), computador de bordo com seis funções, abertura interna do tanque de combustível e novo volante ergonômico. Já a versão Dynamique inclui controle de cruzeiro com limitador de velocidade e vidros com acionamento elétrico traseiro na versão Dynamique.
 
Espaço interno
 
Ainda que não tenha sofrido qualquer alteração de plataforma (o carro continua com o mesmo entre-eixos e tamanho) o Duster continua sendo o crossover mais espaçoso da sua categoria, mesmo considerando os novos competidores recém chegados. Pra começar, o entre-eixos do Duster é o mais longo na categoria com exatos 2,67m. O mais próximo é o Honda HR-V com 2,61m. E todos os outros são ainda menores. O resultado disso é o mais espaçoso banco traseiro da categoria.
 
O amplo porta-malas de 475 litros (o maior entre os principais concorrentes), agora é equipado com tampa rígida e dobrável, facilitando o acesso aos objetos e apoio na parte superior do compartimento. O concorrente mais próximo, Honda HR-V tem apenas 437 litros. E todos os outros, são ainda menores!
 
Mobilidade elevada
 
E quando o assunto é mobilidade, o Duster também tem os melhores números para uso no fora de estrada. Ele tem um elevado ângulo de entrada 30 gruas, ângulo de saída ainda maior com 34,5 graus e ótima altura em relação ao solo de 21 cm. Quando comparado aos concorrentes diretos Ford EcoSport, Honda HR-V, Jeep Renegade e Chevrolet Tracker, o Duster é de longe o veículo mais resistente. O detalhe interessante é que seja a versão básica ou topo de linha, os números de espaço e mobilidade são os mesmos no Duster.
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Essa é a maior surpresa do Novo Duster 2016. Muitos podem achar que um moto r 1,6 litro pode não dar conta de um carro tão grande. Mas no Duster, a Renault se esforçou para mudar essa impressão. Para isso, fez melhorias no moto r.
 
No atual moto r 1,6 litro - 16V houve ganho de 1,0 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,6 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol, e ganho de 0,6 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,1 kgfm a 2.500 rpm quando abastecido com gasolina. Vale obervar que boa parte do torque máximo já é alcançado numa faixa de rotação bem baixa. Isso deixa o Duster muito bem disposto no transito urbano, com arrancadas rápidas. Aliás, dentro da cidade, o cliente nem vai notar que o moto r é 1,6 litro. Já na estrada, o moto r é suficiente para um uso normal. Não dá para esperar retomadas impressionantes. Mas é fato que o Duster 1.6 é muito melhor que seu concorrente direto Ford EcoSport 1.6.
 
Tirando o Duster equipado com câmbio automático de quatro marchas e moto r 2,0 litros, todas as outras versões com câmbio manual, recebem nota “A” em consumo, no programa de etiquetagem brasileiro.
 
Outra melhoria para quem gosta de dirigir é a evolução da qualidade dos engates do câmbio no Novo Duster. O acionamento da alavanca está mais preciso, sem deixar a alavanca balançando, ou gerando dúvida em qual marcha esta engatada.
 
Ainda mais economia
 
Quem quer realmente economizar ao máximo, pode fazer uso da função EcoMode, acionada por meio do botão localizado no painel. Quando acionada, a função limita a potência e o torque do moto r, e reduz a potência do ar-condicionado, o que permite uma redução de 10% no consumo de combustível. Isso deixa o carro visivelmente mais lento nas respostas, mas também consome menos. Se o moto rista não tem pressa, vale a pena usar o recurso, principalmente na cidade.
 
As versões disponíveis com moto r 1,6 litro
 
O Novo Duster 2016 é oferecido em duas versões com moto r 1,6 litro – 16 válvulas, sendo a Expression e a Dynamique, ambas com câmbio manual de cinco marchas.
 
A versão Expression 1.6 - 16V com câmbio manual já traz: airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, travas elétricas, volante com regulagem da altura, ar quente, ar-condicionado, desembaçador do vidro traseiro, rodas aro 16 polegadas de ferro com design standart, retrovisores na cor preta, para-choques bicolores, rádio CD MP3 double DIN + USB + Bluetooth, vidros elétricos, alarme perimétrico, assento do condutor com regulagem de altura, barras no teto. Como opcional existem rodas aro 16 polegadas de liga leve.
 
A versão Dynamique que está disponível com moto r 1.6 16V com câmbio manual: acrescenta o sistema multimídia Media NAV Evolution, faróis de neblina, para-choques na cor da carroceria, rodas aro 16 polegadas de liga leve, controle de cruzeiro, comando elétrico dos retrovisores, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, tomada 12V no compartimento traseiro e vidros do moto rista com comando one touch. Os únicos opcionais são bancos em couro e câmera de ré.
 
Preços

Os preços são os seguintes: Expression 1.6 câmbio manual R$ 62.990; Dynamique 1.6 câmbio manual R$ 67.990.

Oportunidade
 
A Renault Valec (o maior grupo Renault do interior do estado de São Paulo) tem o novo disponível para venda e test-drive. Assim o cliente interessado pode encontrar o Duster nas lojas da Valec em Sorocaba, Jundiaí e Campinas (essa última em dois endereços).

Para mais informações do Novo Duster, clique AQUI!
 
Ficha Técnica
 
Motor 1.6: dianteiro, transversal, 1.598 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote.
Transmissão: Manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. 
Potência máxima: 110 cv e 115 cv a 5.750 rpm (gasolina e etanol).
Aceleração: 0-100 km/h: 13,5 e 12,7 segundos (gasolina e etanol).
Velocidade máxima: 160 km/h e 164 km/h (gasolina e etanol).
Torque máximo: 15,1 kgfm e 15,9 kgfm a 3.750 rpm (gasolina e etanol).
Taxa de compressão: 9,8:1.

Avaliações < Voltar
Avaliação: Novo Duster Dynamique 1.6
 

Avaliação: Novo Duster Dynamique 1.6

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Versão com melhor custo-benefício cativa com espaço e equipamentos

19 de Maio de 2015

No início de Abril, a Renault apresentou a linha 2016 do Duster, o seu utilitário esportivo. A estratégia da marca se baseou em dois pontos principais: atender revindicações dos clientes que já possuem um Duster e torna o seu produto o mais acessível da categoria. Entre as cinco versões do Duster disponíveis, uma se destaca por oferecer o melhor custo-benefício de toda a categoria. Equipado com moto r 1,6 litro – 16 válvulas, a versão Dynamique se mostra apta para o dia a dia, por um preço imbatível.
 
Mudanças externas
 
Preservando o estilo “parrudo”, a Renault modificou aquilo que o cliente pediu, Então, o novo para-choque dianteiro está mais bonito, trazendo acabamentos em tom cinza. Outra novidade é a colmeia na parte inferior, o que reforça ainda mais a robustez. Já na traseira o novo para-choque, as novas lanternas e o novo puxador da tampa do porta-malas, formam um conjunto moderno, além dos refletores de luzes na parte inferior, que garantem mais segurança, principalmente à noite quando o carro esta parado num lugar escuro.
 
Já na lateral o Duster traz novas rodas de 16 polegadas, disponíveis nas versões Expression e Dynamique. As barras do teto com o acabamento em duas tonalidades e com a inscrição Duster transmitem mais força ao modelo. O Novo Duster 2016 tem como opção uma nova exclusiva cor Marrom Safari.
 
Novo interior
 
Um ponto muito questionado pelos usuários Renault foi completamente corrigido agora. O interior recebeu atenção especial, e agora traz: materiais de melhor qualidade; mais suaves ao toque nas portas e nos bancos e novo acabamento na região central do painel em Black Piano. Outra melhoria perceptível está na qualidade do isolamento acústico. O Duster está muito mais silencioso ao rodar, tanto para o barulho do moto r, como ruídos externos. E isso é rapidamente percebido ao volante.
 
Equipamentos
 
Outra novidade é um novo painel de instrumentos com nova iluminação branca. Esse novo quadro de instrumentos tem três mostradores: o conta-giros e o velocímetro, analógicos, e um mostrador digital, com indicador do nível de combustível e computador de bordo multifuncional.
 
Ele permite ao moto rista verificar o consumo médio e instantâneo de combustível, a autonomia, volume de combustível consumido, a velocidade média e a quilometragem total e parcial na viagem. O indicador de trocas de marchas, Gear Shift Indicator (GSI), auxilia o moto rista a dirigir de forma econômica e eficiente, que sugere ao moto rista quando deve reduzir ou aumentar a marcha. Se usado conforme indicado, o GSI pode ajudar o moto rista a economizar até 15% no consumo de combustível.
 
Um detalhe que cativa no Novo Duster 2016, é o fato de não existir modelo “pelado”. Desde a versão básica, o modelo sempre traz bons equipamentos. A lista de itens de série inclui airbags duplos, freios ABS, direção hidráulica, sistema CAR (travamento automático a 6 km/h), computador de bordo com seis funções, abertura interna do tanque de combustível e novo volante ergonômico. Já a versão Dynamique inclui controle de cruzeiro com limitador de velocidade e vidros com acionamento elétrico traseiro na versão Dynamique.
 
Espaço interno
 
Ainda que não tenha sofrido qualquer alteração de plataforma (o carro continua com o mesmo entre-eixos e tamanho) o Duster continua sendo o crossover mais espaçoso da sua categoria, mesmo considerando os novos competidores recém chegados. Pra começar, o entre-eixos do Duster é o mais longo na categoria com exatos 2,67m. O mais próximo é o Honda HR-V com 2,61m. E todos os outros são ainda menores. O resultado disso é o mais espaçoso banco traseiro da categoria.
 
O amplo porta-malas de 475 litros (o maior entre os principais concorrentes), agora é equipado com tampa rígida e dobrável, facilitando o acesso aos objetos e apoio na parte superior do compartimento. O concorrente mais próximo, Honda HR-V tem apenas 437 litros. E todos os outros, são ainda menores!
 
Mobilidade elevada
 
E quando o assunto é mobilidade, o Duster também tem os melhores números para uso no fora de estrada. Ele tem um elevado ângulo de entrada 30 gruas, ângulo de saída ainda maior com 34,5 graus e ótima altura em relação ao solo de 21 cm. Quando comparado aos concorrentes diretos Ford EcoSport, Honda HR-V, Jeep Renegade e Chevrolet Tracker, o Duster é de longe o veículo mais resistente. O detalhe interessante é que seja a versão básica ou topo de linha, os números de espaço e mobilidade são os mesmos no Duster.
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Essa é a maior surpresa do Novo Duster 2016. Muitos podem achar que um moto r 1,6 litro pode não dar conta de um carro tão grande. Mas no Duster, a Renault se esforçou para mudar essa impressão. Para isso, fez melhorias no moto r.
 
No atual moto r 1,6 litro - 16V houve ganho de 1,0 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,6 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol, e ganho de 0,6 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,1 kgfm a 2.500 rpm quando abastecido com gasolina. Vale obervar que boa parte do torque máximo já é alcançado numa faixa de rotação bem baixa. Isso deixa o Duster muito bem disposto no transito urbano, com arrancadas rápidas. Aliás, dentro da cidade, o cliente nem vai notar que o moto r é 1,6 litro. Já na estrada, o moto r é suficiente para um uso normal. Não dá para esperar retomadas impressionantes. Mas é fato que o Duster 1.6 é muito melhor que seu concorrente direto Ford EcoSport 1.6.
 
Tirando o Duster equipado com câmbio automático de quatro marchas e moto r 2,0 litros, todas as outras versões com câmbio manual, recebem nota “A” em consumo, no programa de etiquetagem brasileiro.
 
Outra melhoria para quem gosta de dirigir é a evolução da qualidade dos engates do câmbio no Novo Duster. O acionamento da alavanca está mais preciso, sem deixar a alavanca balançando, ou gerando dúvida em qual marcha esta engatada.
 
Ainda mais economia
 
Quem quer realmente economizar ao máximo, pode fazer uso da função EcoMode, acionada por meio do botão localizado no painel. Quando acionada, a função limita a potência e o torque do moto r, e reduz a potência do ar-condicionado, o que permite uma redução de 10% no consumo de combustível. Isso deixa o carro visivelmente mais lento nas respostas, mas também consome menos. Se o moto rista não tem pressa, vale a pena usar o recurso, principalmente na cidade.
 
As versões disponíveis com moto r 1,6 litro
 
O Novo Duster 2016 é oferecido em duas versões com moto r 1,6 litro – 16 válvulas, sendo a Expression e a Dynamique, ambas com câmbio manual de cinco marchas.
 
A versão Expression 1.6 - 16V com câmbio manual já traz: airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, travas elétricas, volante com regulagem da altura, ar quente, ar-condicionado, desembaçador do vidro traseiro, rodas aro 16 polegadas de ferro com design standart, retrovisores na cor preta, para-choques bicolores, rádio CD MP3 double DIN + USB + Bluetooth, vidros elétricos, alarme perimétrico, assento do condutor com regulagem de altura, barras no teto. Como opcional existem rodas aro 16 polegadas de liga leve.
 
A versão Dynamique que está disponível com moto r 1.6 16V com câmbio manual: acrescenta o sistema multimídia Media NAV Evolution, faróis de neblina, para-choques na cor da carroceria, rodas aro 16 polegadas de liga leve, controle de cruzeiro, comando elétrico dos retrovisores, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, tomada 12V no compartimento traseiro e vidros do moto rista com comando one touch. Os únicos opcionais são bancos em couro e câmera de ré.
 
Preços

Os preços são os seguintes: Expression 1.6 câmbio manual R$ 62.990; Dynamique 1.6 câmbio manual R$ 67.990.

Oportunidade
 
A Renault Valec (o maior grupo Renault do interior do estado de São Paulo) tem o novo disponível para venda e test-drive. Assim o cliente interessado pode encontrar o Duster nas lojas da Valec em Sorocaba, Jundiaí e Campinas (essa última em dois endereços).

Para mais informações do Novo Duster, clique AQUI!
 
Ficha Técnica
 
Motor 1.6: dianteiro, transversal, 1.598 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote.
Transmissão: Manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. 
Potência máxima: 110 cv e 115 cv a 5.750 rpm (gasolina e etanol).
Aceleração: 0-100 km/h: 13,5 e 12,7 segundos (gasolina e etanol).
Velocidade máxima: 160 km/h e 164 km/h (gasolina e etanol).
Torque máximo: 15,1 kgfm e 15,9 kgfm a 3.750 rpm (gasolina e etanol).
Taxa de compressão: 9,8:1.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!