Anuncie seu veículo já

Carros usados são alternativa estável para compradores

Nos seis primeiros meses de 2019, foram 6,83 milhões de unidades comercializadas, alta de 0,7%

A aquisição de carros usados é um mercado forte e com boa estabilidade. É isso o que se percebe ao analisar os dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), referentes ao primeiro semestre de 2019.

Os números são bem parecidos com os do mesmo período do ano passado, o que denota que o comportamento dos consumidores em relação ao assunto não mudou tanto com o passar do tempo.

Como foi a venda de carros usados neste ano?

A venda de carros usados neste ano foi bastante parecida com os números do ano passado. Nos seis primeiros meses de 2019, foram 6,83 milhões de unidades comercializadas, alta de 0,7% perante o mesmo período de 2018, no qual as vendas totalizaram aproximadamente 6,78 milhões, ou seja, em torno de 50 mil unidades a mais.

Houve uma queda de 16,3% no mês de junho de 2019, quando comparado a maio do mesmo ano, em que as vendas foram de 1,276 milhão e 1,068 milhão de unidades, respectivamente, mas é importante considerar que maio foi um mês com mais dias úteis, o que tem grande influência no resultado.

Mesmo com uma queda de 4,2%, na comparação de junho de 2019 com o mesmo mês de 2018, quando foram vendidos 1,115 milhão de automóveis, o agregado trouxe um resultado melhor do que no primeiro semestre do ano anterior.

O presidente da Fenabrave diz que isso pode se dever à cautela demonstrada pelo público, que ficou no aguardo de uma melhoria na economia, o que, por sua vez, está atrelado às reformas que vêm sendo discutidas pelo governo.

Tal incerteza econômica também acaba impactando a oferta de veículos seminovos no mercado, já que os donos preferem aguardar mais até a troca do automóvel por um novo, o que diminui as opções disponíveis.

Aquisição de veículos seminovos e usados pode ser vantajosa 

Ainda assim, é evidente que a compra de carros novos é extremamente benéfica para todos os envolvidos. Os vendedores conseguem comercializar seus automóveis por um bom valor de mercado, tanto no caso dos seminovos (considerados aqueles com até 20 mil quilômetros rodados por ano, com um único dono e até 3 anos de uso) quanto dos usados (mais antigos e que não se enquadram na situação anterior).

Os compradores, por sua vez, podem adquirir carros em ótimas condições de conservação estética e funcional por preços bastante inferiores aos que são praticados, quando comercializados zero quilômetro pelas montadoras, além da facilidade nos financiamentos e menor depreciação a curto, médio e longo prazo.

Logo, a transação é positiva para ambas as partes e, certamente, continuará a existir com o passar dos anos, já que o interesse pela aquisição de carros novos, seminovos e usados é uma constante no mercado.

Se você está interessado na aquisição de um carro em Limeira, Americana ou outras cidades do interior de São Paulo, conte com a Comprecar, que é muito forte nessas regiões e também atende a outras partes do Brasil, com uma série de opções para todos os gostos e preferências.