Revista Comprecar
Chevrolet apresenta a nova geração do Volt nos EUA
Modelo teve o design atualizado e recebeu novo conjunto propulsor
Chevrolet apresenta a nova geração do Volt nos EUA
13 de Janeiro de 2015

A GM apresentou no Salão do Automóvel de Detroit a nova geração do Volt, veículo elétrico de autonomia estendida da Chevrolet. O modelo 2016 caracteriza-se pelo novo design, e pelo novo conjunto propulsor mais eficiente e com maior desempenho e autonomia.
 
Com isso, passa a ser capaz de percorrer mais de 80 quilômetros em modo exclusivamente elétrico –distância superior a percorrida no dia a dia pela grande maioria dos moto ristas. Ou seja, os consumidores que aproveitarem o período em que o carro está estacionado para efetuar as recargas na tomada quase não precisarão levar o carro ao posto de gasolina.
 
Desde a primeira geração, o Volt pode ser abastecido também com o combustível fóssil. No modo combinado, a autonomia do novo modelo pode superar 640 quilômetros.
 
As mudanças estéticas promovidas na carroceria do Volt também serviram para aprimorar sua eficiência aerodinâmica. O interior também foi revisto. Visando oferecer mais comodidade, criou-se um assento extra no banco traseiro para receber o quinto ocupante.
 
Já o painel redesenhado está mais intuitivo para facilitar a consulta dos dados pelo moto rista, principalmente os referentes à disponibilidade de energia das baterias que movimentam o veículo no modo elétrico.

A carroceria também está mais baixa, o que favorece a aerodinâmica e o menor consumo de combustível. Outra novidade neste sentido é a grade frontal com aletas móveis, que podem fechar-se automaticamente quando o moto r não necessita de resfriamento.
 
Apesar da quantidade de células elétricas terem diminuído de 288 para 192, a capacidade de armazenamento aumentou em função do menor tamanho do conjunto, possibilitando que fosse instalado em uma posição mais baixa, contribuindo para um melhor dinâmica do veículo. As novas baterias também ficaram quase 10 kg mais leves
 
O novo conjunto propulsor é 45 kg mais leve que o de primeira geração e a unidade movida a gasolina passa a ser de 1.5 litro. Em números, a redução no consumo está em torno dos 5%, enquanto o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h foi encurtado em 7% (8,4s). O ganho em arrancadas de 0 a 50 km/h: 19% (2,6s).
 
Recarga mais conveniente

Usando como base as experiências reais dos proprietários de Volt, a Chevrolet desenvolveu um sistema de recarga elétrica ainda mais eficiente para a segunda geração do modelo.
 
A primeira conveniência é o modo “Home” (casa, em inglês). Toda vez que o GPS do veículo identifica que ele está na residência do proprietário em situação de recarga em uma tomada, o sistema passa a operar conforme uma configuração pré-estabelecida.
 
Isso irá permitir a recarga ocorra, por exemplo, apenas fora dos horários de pico, quando a energia sai mais barata nos EUA, ou em maior ou menor amperagem. Novos indicadores também permitem ao moto rista saber se a recarga está ocorrendo de forma correta e em que nível.
 
As baterias de íons de lítio virão de Brownstown, e o novo propulsor elétrico, de Warren. Já o moto r 1.5 será importado no primeiro ano de Toluca (México) até que o abastecimento seja transferido para Flint (EUA).
 
Desde a introdução do Volt no fim de 2010, a Chevrolet elegeu Michigan como o local para o desenvolvimento e produção de veículos elétricos. A nova geração do carro utilizará cerca de 70% dos componentes regionais, norte-americanos ou canadenses - aumento de 20% em comparação a primeira geração.
A General Motors está investindo US$ 435 milhões na produção da nova geração do Chevrolet Volt, que será montado na fábrica de Detroit-Hamtramck, nos EUA.
 
A previsão é que a versão 2016 do Chevrolet chegue às concessionárias americanas a partir do segundo semestre deste ano.

Notícias < Voltar
Chevrolet apresenta a nova geração do Volt nos EUA
 

Chevrolet apresenta a nova geração do Volt nos EUA

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Modelo teve o design atualizado e recebeu novo conjunto propulsor

13 de Janeiro de 2015

A GM apresentou no Salão do Automóvel de Detroit a nova geração do Volt, veículo elétrico de autonomia estendida da Chevrolet. O modelo 2016 caracteriza-se pelo novo design, e pelo novo conjunto propulsor mais eficiente e com maior desempenho e autonomia.
 
Com isso, passa a ser capaz de percorrer mais de 80 quilômetros em modo exclusivamente elétrico –distância superior a percorrida no dia a dia pela grande maioria dos moto ristas. Ou seja, os consumidores que aproveitarem o período em que o carro está estacionado para efetuar as recargas na tomada quase não precisarão levar o carro ao posto de gasolina.
 
Desde a primeira geração, o Volt pode ser abastecido também com o combustível fóssil. No modo combinado, a autonomia do novo modelo pode superar 640 quilômetros.
 
As mudanças estéticas promovidas na carroceria do Volt também serviram para aprimorar sua eficiência aerodinâmica. O interior também foi revisto. Visando oferecer mais comodidade, criou-se um assento extra no banco traseiro para receber o quinto ocupante.
 
Já o painel redesenhado está mais intuitivo para facilitar a consulta dos dados pelo moto rista, principalmente os referentes à disponibilidade de energia das baterias que movimentam o veículo no modo elétrico.

A carroceria também está mais baixa, o que favorece a aerodinâmica e o menor consumo de combustível. Outra novidade neste sentido é a grade frontal com aletas móveis, que podem fechar-se automaticamente quando o moto r não necessita de resfriamento.
 
Apesar da quantidade de células elétricas terem diminuído de 288 para 192, a capacidade de armazenamento aumentou em função do menor tamanho do conjunto, possibilitando que fosse instalado em uma posição mais baixa, contribuindo para um melhor dinâmica do veículo. As novas baterias também ficaram quase 10 kg mais leves
 
O novo conjunto propulsor é 45 kg mais leve que o de primeira geração e a unidade movida a gasolina passa a ser de 1.5 litro. Em números, a redução no consumo está em torno dos 5%, enquanto o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h foi encurtado em 7% (8,4s). O ganho em arrancadas de 0 a 50 km/h: 19% (2,6s).
 
Recarga mais conveniente

Usando como base as experiências reais dos proprietários de Volt, a Chevrolet desenvolveu um sistema de recarga elétrica ainda mais eficiente para a segunda geração do modelo.
 
A primeira conveniência é o modo “Home” (casa, em inglês). Toda vez que o GPS do veículo identifica que ele está na residência do proprietário em situação de recarga em uma tomada, o sistema passa a operar conforme uma configuração pré-estabelecida.
 
Isso irá permitir a recarga ocorra, por exemplo, apenas fora dos horários de pico, quando a energia sai mais barata nos EUA, ou em maior ou menor amperagem. Novos indicadores também permitem ao moto rista saber se a recarga está ocorrendo de forma correta e em que nível.
 
As baterias de íons de lítio virão de Brownstown, e o novo propulsor elétrico, de Warren. Já o moto r 1.5 será importado no primeiro ano de Toluca (México) até que o abastecimento seja transferido para Flint (EUA).
 
Desde a introdução do Volt no fim de 2010, a Chevrolet elegeu Michigan como o local para o desenvolvimento e produção de veículos elétricos. A nova geração do carro utilizará cerca de 70% dos componentes regionais, norte-americanos ou canadenses - aumento de 20% em comparação a primeira geração.
A General Motors está investindo US$ 435 milhões na produção da nova geração do Chevrolet Volt, que será montado na fábrica de Detroit-Hamtramck, nos EUA.
 
A previsão é que a versão 2016 do Chevrolet chegue às concessionárias americanas a partir do segundo semestre deste ano.

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!