Revista Comprecar
Fiat apresenta sua picape Toro
Saiba tudo o que realmente importa da nova picape da Fiat
Fiat apresenta sua picape Toro
17 de Fevereiro de 2016

O mercado de picapes vem passando por uma transformação. Antes limitado as picapes compactas derivadas de automóveis (Strada, Saveiro, Montana) e as picapes médias (S10, Hilux, Amarok), agora começa a dar espaço as picapes intermediárias.
 
O conceito
 
Derivadas dos SUVs e Crossovers que dominaram o segmento automotivo, essas picapes intermediárias tem maior capacidade que as compactas (tanto para pessoas como carga), porém, são mais confortáveis, práticas e adequadas para ambientes urbanos, do que as picapes médias. A primeira a chegar foi a Renault Duster Oroch, que como o nome diz, é derivada do Duster.
 
Agora, a Fiat traz a sua solução de picape intermediária. Dando um passo além, e melhorando ainda mais as opções dos clientes. No caso da nova Toro, a picape é derivada do Jeep Renegade. Fabricada no Polo Automotivo Jeep, em Goiana - PE (a mais moderna fábrica da FCA no mundo), a Toro da um salto qualitativo em relação aos demais produtos da Fiat. Muito do que a FCA aprendeu com o bem sucedido Jeep Renegade, agora foi aplicado na Fiat Toro. Mas, a FCA conseguiu ir muito além na Fiat Toro.
 
Como a Fiat descreve, a Toro chega para ser um veículo que une qualidades de SUV, de picape e de sedan, tudo num mesmo produto. Aliás, a marca o batiza de Sport Utility Pick-up (SUP). Vale destacar que a Toro se posiciona como uma picape mais sofisticada. Afinal, desde a versão básica, a picape já sai equipada com transmissão automática.
 
Como a Toro utiliza a mesma plataforma do Renegade, ela tem o porte, a altura e a ergonomia interna muito parecida com o produto da Jeep. Aliás, a robustez também é bastante similar. Mas a Toro consegue garantir o conforto digno de um automóvel, e a praticidade e espaço de uma picape cabine dupla de quatro portas, com espaço para até cinco pessoas, além de capacidade para transportar até uma tonelada.
 
A Toro conta com duas opções de motores, sendo um flex outro diesel. Com o Flex, só está disponível o câmbio automático de seis marchas, fornecido pela japonesa Aisin. No diesel, existe a opção do câmbio manual de seis marchas, ou o exclusivo automático 9 marchas. Pra quem vai fazer uso da Toro em ambiente mais urbano, existem versões com tração 4x2, tanto flex, como diesel. Já para quem vai usar em terrenos mais acidentados, existem duas opções com 4x4 (sempre à diesel), uma manual de outra automática. A transmissão manual só existe na versão diesel, justamente para atender aquele cliente específico, que fará também um uso mais profissional ou de trabalho, com a nova Toro.
 
Fato muito importante que a Toro é uma picape construída com estrutura monobloco (igual aos automóveis) de alta resistência. Diferente das picapes médias que utilizam construção de cabine sobre chassi, a estrutura monobloco garante maior conforto e melhor dirigibilidade.
 
A Fiat Toro foi construída sobre a plataforma global Small-Wide. Como se trata de uma plataforma modular e flexível, ela foi ampliada para gerar uma carroceria maior, com caçamba, formando uma reforçada estrutura monobloco. Ela utiliza mais de 85% de materiais nobres, como o aço de alta resistência avançado.
 
Ampla capacidade de carga
 
Mas a nova picape da Fiat inova em muitas outras coisas. A Fiat Toro é a primeira picape do Brasil com tampa da caçamba bipartida. Ela tem duas portas que se abrem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas. Esse formato facilita muito o acesso ao compartimento de cargas. Sua grande caçamba (820 litros) pode carregar até 1.000 kg de carga.
 
Visual inédito
 
O design também é outro ponto forte da Toro. Com visual completamente inédito entre às picapes, a Toro traz inspiração do Jeep Cherokee. O grupo ótico superior tem um formato ousado e muito atraente. Ele traz as luzes de posição (iluminadas por LEDs) e de indicador de direção. Ele também pode contar com a luz DRL (Daytime Running Lamp), com iluminação a LEDs de alta intensidade. Já o segundo grupo ótico é responsável pelas funções de iluminação de profundidade (ou faróis principais).
 
Na lateral do Toro, destaque para as caixas de roda alargadas. Na traseira, além da porta da caçamba bipartida com fechadura elétrica, as lanternas traseiras iluminadas parcialmente em LEDs, também inovam com o posicionamento horizontal.
 
Interior sofisticado
 
Por dentro, a Toro também agrada bastante. Trazendo muito do aprendizado com a marca Jeep, a Fiat tem seu primeiro produto genuinamente nascido da FCA. E isso é uma enorme evolução para a marca. A Toro trata muito bem seus passageiros.
 
Além do requinte, nota-se boa ergonomia e a sensação da qualidade de um carro de luxo. O ambiente interno é amplo e requintado. Detalhes como o volante, alguns consoles e instrumentação (como controles do ar-condicionado) são bem semelhantes ao Jeep Renegade. Porém, a Toro consegue ter identidade própria, fazendo jus a um novo produto sob a marca Fiat. Detalhes internos como elementos em cromo acetinado, composições de cores e revestimento em couro nos volantes, criam um ambiente harmônico.
 
Com carroceria e bancos elevados, a sensação é de se dirigir um SUV. Os bancos são anatômicos, e o motorista conta com regulagem elétrica. E com o amplo espaço interno, os passageiros nos bancos traseiros viajam muito confortáveis, sem a sensação de estar numa picape. Para completar, o porta-objetos no console é refrigerado, e as laterais do painel têm luzes noturnas. Outro destaque é que a picape pode oferecer teto-solar, um opcional incomum em picapes.
 
Tecnologia embarcada
 
O painel do Fiat Toro apresenta desenho moderno. Na versão topo de linha, está presente um quadro de instrumentos com display colorido de alta resolução de sete polegadas, entre os marcados com ponteiros. O volante é sempre multifuncional, com borboletas para as trocas de marcha (nas versões automáticas). Grande parte das versões da Tora já trazem de série uma Central Multimídia Uconnect Touch com navegador de 5 polegadas.
 
A Fiat Toro surpreende no conforto ao volante. Aliás, nem parece uma picape. Boa parte desta sensação vem da suspensão independente na dianteira e totalmente independente traseira.
 
Suspensão altamente eficiente
 
Diferente das picapes médias que usam um eixo rígido na traseira, na Toro foi utilizada uma solução realmente inteligente entre as picapes. Na traseira, utiliza-se uma suspensão multilink. Com um projeto realmente revolucionário, que monta o amortecedor inclinado em 45 graus, e utiliza molas progressivas, a Toro tem ainda esses sistemas fixados na carroceria por apoios de elementos elásticos especiais, que garantem total isolamento e silêncio para os ocupantes, mesmo em pisos esburacados.
 
Além disso, esta suspensão independente garante melhor dirigibilidade, estabilidade e agilidade em qualquer tipo de terreno ou desvio de trajetória, mesmo carregando uma tonelada de carga. A avançada solução garante que a picape seja confortável tanto descarregada, como carregada.
 
Dois Motores
 
A Fiat Toro conta com três conjuntos de motor/câmbio. O primeiro é o composto pelo motor 1.8 litro Flex - 16V com câmbio automático de 6 marchas. Daí, salta para o motor 2.0 Turbodiesel - 16V com opção de câmbio manual de 6 marchas ou o exclusivo automático de 9 marchas. Aliás, a Toro é a única picape no Brasil com um câmbio automático de nove marchas.
 
O motor 1.8 E.torQ Evo Flex de 16V foi aperfeiçoado especialmente para o Fiat Toro. Ele é bem diferente do motor que equipa os outros carros da Fiat. E mesmo quando comparado ao motor que equipa o Renegade Flex, ele traz evoluções. Uma delas é o VIS (Variable Intake System). Trata-se do chamado “coletor variável” que permite variar o fluxo de ar dentro do coletor de admissão, trazendo mais torque em determinadas rotações.
 
Com o VIS, a Toro também ganhou mais potência máxima, chegando a 135/139 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol), além do aumento de torque: 18,8/19,3 kgfm a 3.750 rpm (gasolina/etanol). Essa tecnologia aliada ao variador de fase do comando de válvulas entrega mais de 80% do torque máximo do motor logo abaixo dos 2.000 rpm, pouco acima da marcha lenta.
 
Usando o câmbio automático de 6 marchas com gerenciamento eletrônico, a versão de entrada Freedom 1.8 - 16V, a Toro recebe nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular – PBEV, do Inmetro.
 
Na versão diesel, a Toro traz motor 2.0 litros Turbodiesel - 16V. Esse é exatamente o mesmo motor que equipa o Jeep Renegade na versão diesel. Utilizando turbo com geometria variável, e injeção direta sequencial tipo Common Rail, ele tem potência máxima de 170 cv (à 3.750 RPM) e mostra o excepcional torque de 35,7 kgfm logo depois da marcha lenta, a apenas 1.750 rpm. Destaque para o baixo nível de vibração desse motor diesel.
 
Tração 4x4
 
Basicamente, o sistema da Toro utiliza a tração nas rodas dianteiras (4x2), transferindo a força para as traseiras (4x4), quando necessário. O sistema de tração da Fiat Toro é capaz de enviar até 20 kgfm de torque para as rodas traseiras (se for preciso) para otimizar a aderência. Mas existem alguns diferenciais, como a presença do sistema de reduzida.   Assim, o sistema consegue entregar performance muito parecida com os sistemas mais tradicionais de 4x4, com a vantagem de melhorar a dirigibilidade do veículo.
 
Por isso a Toro apresenta o eixo traseiro e unidade de transferência de força (PTU) totalmente desconectáveis. Isso alivia a transmissão quando a tração nas quatro rodas não é necessária e, desse modo, economiza combustível. Assim que a tração 4x4 se faz necessária, ela é acionada instantaneamente. Segundo a engenharia da Fiat, basta apenas um giro de 270 graus (3/4 de uma volta) de uma das rodas dianteiras em falso, para o sistema acoplar automaticamente o eixo traseiro. Tudo isso é apoiado pelo programa de estabilidade eletrônico, que distribui a tração entre as rodas, atuando individualmente sobre os freios do veículo, em cada uma das rodas.
 
Quando equipada com o câmbio automático de nove marchas, a Toro usa normalmente da segunda a nona marcha. A primeira marcha do câmbio só é utilizada quando se aciona o bloqueio da tração 4x4, ou então quando o veículo vai arrancar em uma ladeira com mais de 15% de inclinação.
 
Mais equipamentos e muita segurança
 
A Toro vem sempre equipada com direção dotada de assistência elétrica. Isso garante mais suavidade nas manobras em baixa velocidade, e maior precisão no uso rodoviário. Além disso a Toro traz o melhor da segurança ativa. Exemplos disso são os controles de estabilidade e de tração de série. O ESC (controle de estabilidade), está integrado ao ASR (que monitora a tração), e o TTC que gerencia a transferência de torque para as rodas.
 
Para sair em uma subida, nem é necessário manter o pé no freio, já que o Hill Holder mantém o Fiat Toro imóvel até a arrancada. E no fora de estrada existe o auxílio do HDC (Hill Descent Control), que controla eletronicamente a velocidade em descidas íngremes em terrenos acidentados.
 
Ele também chega com sistemas de segurança passiva, como as linhas de deformação pré-programadas de várias áreas da carroceria (com diferentes tipos de aço), feitas para absorver impactos, ou volante EAS (Energy Absorbing System), que também retém energia em acidentes.
 
A Fiat Toro pode contar com até sete air bags, dependendo da versão. De série, são air-bags frontais dianteiros, que podem ser complementados pelos laterais (side bags), de janelas (window bags) e também os de joelhos (knee bags). Também está presente a fixação de cadeiras de crianças, com sistema Isofix.
 
Também disponível (de acordo com a versão), a chave canivete com telecomando. Basta que ela esteja na mão ou no bolso do motorista para que a entrada e a partida do motor estejam liberadas pelo Easy Entry/Keyless Entry 'N' Go, sem a necessidade da chave. Também pode estar disponível a função Remote Start, que permite dar a partida da picape a distância, já acionando o ar-condicionado.
 
As versões da Toro
 
A Fiat Toro chega em quatro versões: a de entrada Freedom 1.8 - 16V Flex automática; uma série especial de lançamento Opening Edition como motor 1.8 - 16V Flex automática; a Freedom 2.0 - 16V Diesel (com câmbio manual de 6 marchas) nas opções 4x2 e 4x4 e a topo de linha Volcano 2.0 - 16V Diesel com 4x4 e câmbio automático de nove marchas.
 
Toro Freedom 1.8 - 16V Flex AT6: R$ 76,5 mil
 
Com tração dianteira e câmbio automático de 6 marchas, essa versão inclui de série controle de cruzeiro; computador de bordo (mostrando distância, consumo médio/instantâneo e autonomia); quadro de instrumentos personalizável de 3,5 polegadas em TFT (com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa); ESC (controle eletrônico de estabilidade); Hill Holder (auxiliar de partida em subidas); rádio Connect com comando no volante, além de regulagem de altura e profundidade. Faz parte do pacote banco do motorista com regulagem de altura; abertura elétrica do bocal de abastecimento; ar-condicionado manual; direção com assistência elétrica; fixação Isofix para cadeira infantil; vidros e travas elétricas automáticas (fecham a 20 km/h); sensor de estacionamento traseiro e revestimento de caçamba.
 
Entre os opcionais estão rodas de liga leve de 16 polegadas, side bags dianteiros, windows bags, knee bags, sensor de pressão dos pneus,  teto solar, câmera de ré e estofamento parcialmente em couro.
 
Toro Opening Edition 1.8 - 16V Flex AT6: R$ 84,4 mil
 
Essa série especial de lançamento do Fiat Toro traz mais equipamentos e um visual exclusivo. Ela conta com rodas de liga leve de 16 polegadas com parafusos anti-furto, faróis auxiliares de neblina, retrovisores elétricos rebatíveis com tilt down e luz de conforto, capota marítima na caçamba, ar-condicionado dual zone, câmera de ré, volante em couro com borboletas (paddle shifters) para troca manual das marchas e central multimídia Uconnect Touch NAV 5”. Esteticamente, também acrescenta revestimentos internos, protetor de soleira e emblemas alusivos a série especial.
 
Toro Freedom 2.0 - 16V Diesel tração 4x2: R$ 93,9 mil
 
A Freedom diesel traz todos os equipamentos da Freedom 1.8 Flex, mais alguns itens exclusivos. A versão Freedom 2.0 diesel conta com o Skid Plate integrado ao para-choque dianteiro, rodas de aço de 16 polegadas Super Spoke e protetor de cárter.
 
Toro Freedom 2.0 - 16V Diesel tração 4x4: R$ 101,9 mil
 
Essa versão acrescenta o Hill Descent Control (controle automático em descidas íngremes no fora de estrada), retrovisores externos elétricos com memória (tilt down / rebatimento / luz de conforto) brake light, alarme e iluminação de caçamba.
 
Toro Volcano 2.0 - 16V Diesel tração 4x4: R$ 116,5 mil
 
A versão topo da gama do Fiat Toro chega ainda mais sofisticada com o exclusivo câmbio automático de 9 marchas, sempre com tração nas quatro rodas. O Toro Volcano conta com todos os equipamentos das versões anteriores, e soma: ar-condicionado digital automático dual zone; rodas de liga leve de 17 polegadas; câmera de ré; central multimídia Uconnect Touch NAV de 5 polegadas; quadro de instrumentos com display em TFT de 7 polegadas colorido; faróis de neblina cornering (que ilumina em diagonal nas curvas) e faróis principais com DRL (LEDs de segurança diurnos).
 
Pós-venda inovador
 
O Fiat Toro chega com 3 anos de garantia de fábrica completa. Mas também traz um novo conceito de serviço: o cliente poderá optar pela extensão desta garantia para mais um ou dois anos, desta forma, o veículo poderá ter cobertura até o seu quinto ano de uso.
 
Outra comodidade que a marca inaugurou com o Fiat Toro é o plano de revisão sob medida, onde o cliente também poderá comprar pacotes de revisões programadas de acordo com o perfil de uso e motorização de seu Fiat Toro. São pacotes de duas a dez revisões para a versão Flex e de duas a cinco revisões para as versões Diesel.
 
Outra novidade é o Custom Shop, o Toro é o primeiro modelo da Fiat a usar esse conceito, em que a personalização do veículo é feita ainda na fábrica ? o veículo recebe os acessórios em uma linha de customização e depois retorna aos procedimentos finais de checagem e inspeção antes da entrega do veículo. Com isto, ele ainda estende a garantia de seus acessórios para 3 anos, a mesma garantia, segurança e praticidade de um produto saído direto da linha de montagem, e com a vantagem do cliente ter escolhido seu kit de acessórios no site comercial da Fiat.
 
Ficha técnica
 
Fiat Toro Freedom 1.8 flex AT6
 
Motor: 1.8 E.torQ EVO VIS FLEX AT6
Número de cilindros: 4 em linha
Diâmetro x Curso: 80,5 x 85,8 mm
Cilindrada total: 1747 cm³
Taxa de compressão: 12,5:1
Potência máxima / regime: 135 cv / 5.750 rpm (gasolina) 139 cv / 5.750 rpm (etanol)
Torque máximo / regime: 18,8 Kgfm / 3.750 rpm (gasolina) 19,3 Kgfm / 3.750 rpm (etanol)
Nº de válvulas por cilindro: Quatro no cabeçote
Eixo de comando de válvulas: Um no cabeçote
 
Câmbio: Automático de 6 marchas
 
Relações de transmissão       
1ª – 4,459
2ª - 2,508
3ª - 1,556
4ª - 1,142
5ª – 0,852
6ª – 0,672
Ré - 3,185
Relação de transmissão do diferencial           4,067
 
Diâmetro mínimo de curva: 12,2 m
 
Peso do veículo
Em ordem de marcha: 1619 Kg
Capacidade de Carga: 650 Kg
Carga máxima rebocável (sem freio): 400 Kg
 
 
Dimensões externas      
Comprimento do veículo: 4.915 mm
Largura do veículo: 1.844 mm
Altura do veículo (vazio): 1.680 mm
Distância entre-eixos: 2.990 mm
Bitola dianteira: 1.547 mm
Bitola traseira: 1.575 mm
Altura mínima do solo: 206 mm
Volume do porta-malas: 820 litros
Tanque de combustível: 60 litros
 
Desempenho
Velocidade máxima: 172 km/h (Gasolina) / 175 km/h (etanol)
0 a 100 km/h: 12s8 (gasolina) / 12s2 (etanol)
 
 
Fiat Toro Volcano 2.0 Turbodiesel
 
Motor: 2.0 Multijet Turbodiesel 16V
Número de cilindros: 4 em linha
Diâmetro x Curso: 83,0 x 90,4 mm
Cilindrada total: 1956 cm³
Taxa de compressão: 16,5:1
Potência máxima / regime: 170 cv / 3.750 rpm
Torque máximo / regime: 35,7 Kgfm / 1.750 rpm
Nº de válvulas por cilindro: Quatro no cabeçote
Eixo de comando de válvulas: Dois no cabeçote
 
Câmbio: Automático de 9 marchas
 
Relações de transmissão
1ª – 4,700
2ª - 2,840
3ª - 1,910
4ª - 1,380
5ª – 1,000
6ª – 0,810
7ª – 0,700
8ª – 0,580
9ª – 0,480
Ré - 3,805
Relação de transmissão do diferencial           4,334
 
Diâmetro mínimo de curva: 12,9 m
 
Peso do veículo
Em ordem de marcha: 1871 Kg
Capacidade de Carga: 1000 Kg
Carga máxima rebocável (sem freio): 400 Kg
 
 
Dimensões externas      
Comprimento do veículo: 4.915 mm
Largura do veículo: 1.844 mm
Altura do veículo (vazio): 1.743 mm
Distância entre-eixos: 2.990 mm
Bitola dianteira: 1.549 mm
Bitola traseira: 1.579 mm
Altura mínima do solo: 202 mm
Volume do porta-malas          : 820 litros
Tanque de combustível: 60 litros
 
Desempenho
Velocidade máxima: 188 km/h
0 a 100 km/h: 10s0
 

Lançamentos < Voltar
Fiat apresenta sua picape Toro
 

Fiat apresenta sua picape Toro

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Saiba tudo o que realmente importa da nova picape da Fiat

17 de Fevereiro de 2016

O mercado de picapes vem passando por uma transformação. Antes limitado as picapes compactas derivadas de automóveis (Strada, Saveiro, Montana) e as picapes médias (S10, Hilux, Amarok), agora começa a dar espaço as picapes intermediárias.
 
O conceito
 
Derivadas dos SUVs e Crossovers que dominaram o segmento automotivo, essas picapes intermediárias tem maior capacidade que as compactas (tanto para pessoas como carga), porém, são mais confortáveis, práticas e adequadas para ambientes urbanos, do que as picapes médias. A primeira a chegar foi a Renault Duster Oroch, que como o nome diz, é derivada do Duster.
 
Agora, a Fiat traz a sua solução de picape intermediária. Dando um passo além, e melhorando ainda mais as opções dos clientes. No caso da nova Toro, a picape é derivada do Jeep Renegade. Fabricada no Polo Automotivo Jeep, em Goiana - PE (a mais moderna fábrica da FCA no mundo), a Toro da um salto qualitativo em relação aos demais produtos da Fiat. Muito do que a FCA aprendeu com o bem sucedido Jeep Renegade, agora foi aplicado na Fiat Toro. Mas, a FCA conseguiu ir muito além na Fiat Toro.
 
Como a Fiat descreve, a Toro chega para ser um veículo que une qualidades de SUV, de picape e de sedan, tudo num mesmo produto. Aliás, a marca o batiza de Sport Utility Pick-up (SUP). Vale destacar que a Toro se posiciona como uma picape mais sofisticada. Afinal, desde a versão básica, a picape já sai equipada com transmissão automática.
 
Como a Toro utiliza a mesma plataforma do Renegade, ela tem o porte, a altura e a ergonomia interna muito parecida com o produto da Jeep. Aliás, a robustez também é bastante similar. Mas a Toro consegue garantir o conforto digno de um automóvel, e a praticidade e espaço de uma picape cabine dupla de quatro portas, com espaço para até cinco pessoas, além de capacidade para transportar até uma tonelada.
 
A Toro conta com duas opções de motores, sendo um flex outro diesel. Com o Flex, só está disponível o câmbio automático de seis marchas, fornecido pela japonesa Aisin. No diesel, existe a opção do câmbio manual de seis marchas, ou o exclusivo automático 9 marchas. Pra quem vai fazer uso da Toro em ambiente mais urbano, existem versões com tração 4x2, tanto flex, como diesel. Já para quem vai usar em terrenos mais acidentados, existem duas opções com 4x4 (sempre à diesel), uma manual de outra automática. A transmissão manual só existe na versão diesel, justamente para atender aquele cliente específico, que fará também um uso mais profissional ou de trabalho, com a nova Toro.
 
Fato muito importante que a Toro é uma picape construída com estrutura monobloco (igual aos automóveis) de alta resistência. Diferente das picapes médias que utilizam construção de cabine sobre chassi, a estrutura monobloco garante maior conforto e melhor dirigibilidade.
 
A Fiat Toro foi construída sobre a plataforma global Small-Wide. Como se trata de uma plataforma modular e flexível, ela foi ampliada para gerar uma carroceria maior, com caçamba, formando uma reforçada estrutura monobloco. Ela utiliza mais de 85% de materiais nobres, como o aço de alta resistência avançado.
 
Ampla capacidade de carga
 
Mas a nova picape da Fiat inova em muitas outras coisas. A Fiat Toro é a primeira picape do Brasil com tampa da caçamba bipartida. Ela tem duas portas que se abrem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas. Esse formato facilita muito o acesso ao compartimento de cargas. Sua grande caçamba (820 litros) pode carregar até 1.000 kg de carga.
 
Visual inédito
 
O design também é outro ponto forte da Toro. Com visual completamente inédito entre às picapes, a Toro traz inspiração do Jeep Cherokee. O grupo ótico superior tem um formato ousado e muito atraente. Ele traz as luzes de posição (iluminadas por LEDs) e de indicador de direção. Ele também pode contar com a luz DRL (Daytime Running Lamp), com iluminação a LEDs de alta intensidade. Já o segundo grupo ótico é responsável pelas funções de iluminação de profundidade (ou faróis principais).
 
Na lateral do Toro, destaque para as caixas de roda alargadas. Na traseira, além da porta da caçamba bipartida com fechadura elétrica, as lanternas traseiras iluminadas parcialmente em LEDs, também inovam com o posicionamento horizontal.
 
Interior sofisticado
 
Por dentro, a Toro também agrada bastante. Trazendo muito do aprendizado com a marca Jeep, a Fiat tem seu primeiro produto genuinamente nascido da FCA. E isso é uma enorme evolução para a marca. A Toro trata muito bem seus passageiros.
 
Além do requinte, nota-se boa ergonomia e a sensação da qualidade de um carro de luxo. O ambiente interno é amplo e requintado. Detalhes como o volante, alguns consoles e instrumentação (como controles do ar-condicionado) são bem semelhantes ao Jeep Renegade. Porém, a Toro consegue ter identidade própria, fazendo jus a um novo produto sob a marca Fiat. Detalhes internos como elementos em cromo acetinado, composições de cores e revestimento em couro nos volantes, criam um ambiente harmônico.
 
Com carroceria e bancos elevados, a sensação é de se dirigir um SUV. Os bancos são anatômicos, e o motorista conta com regulagem elétrica. E com o amplo espaço interno, os passageiros nos bancos traseiros viajam muito confortáveis, sem a sensação de estar numa picape. Para completar, o porta-objetos no console é refrigerado, e as laterais do painel têm luzes noturnas. Outro destaque é que a picape pode oferecer teto-solar, um opcional incomum em picapes.
 
Tecnologia embarcada
 
O painel do Fiat Toro apresenta desenho moderno. Na versão topo de linha, está presente um quadro de instrumentos com display colorido de alta resolução de sete polegadas, entre os marcados com ponteiros. O volante é sempre multifuncional, com borboletas para as trocas de marcha (nas versões automáticas). Grande parte das versões da Tora já trazem de série uma Central Multimídia Uconnect Touch com navegador de 5 polegadas.
 
A Fiat Toro surpreende no conforto ao volante. Aliás, nem parece uma picape. Boa parte desta sensação vem da suspensão independente na dianteira e totalmente independente traseira.
 
Suspensão altamente eficiente
 
Diferente das picapes médias que usam um eixo rígido na traseira, na Toro foi utilizada uma solução realmente inteligente entre as picapes. Na traseira, utiliza-se uma suspensão multilink. Com um projeto realmente revolucionário, que monta o amortecedor inclinado em 45 graus, e utiliza molas progressivas, a Toro tem ainda esses sistemas fixados na carroceria por apoios de elementos elásticos especiais, que garantem total isolamento e silêncio para os ocupantes, mesmo em pisos esburacados.
 
Além disso, esta suspensão independente garante melhor dirigibilidade, estabilidade e agilidade em qualquer tipo de terreno ou desvio de trajetória, mesmo carregando uma tonelada de carga. A avançada solução garante que a picape seja confortável tanto descarregada, como carregada.
 
Dois Motores
 
A Fiat Toro conta com três conjuntos de motor/câmbio. O primeiro é o composto pelo motor 1.8 litro Flex - 16V com câmbio automático de 6 marchas. Daí, salta para o motor 2.0 Turbodiesel - 16V com opção de câmbio manual de 6 marchas ou o exclusivo automático de 9 marchas. Aliás, a Toro é a única picape no Brasil com um câmbio automático de nove marchas.
 
O motor 1.8 E.torQ Evo Flex de 16V foi aperfeiçoado especialmente para o Fiat Toro. Ele é bem diferente do motor que equipa os outros carros da Fiat. E mesmo quando comparado ao motor que equipa o Renegade Flex, ele traz evoluções. Uma delas é o VIS (Variable Intake System). Trata-se do chamado “coletor variável” que permite variar o fluxo de ar dentro do coletor de admissão, trazendo mais torque em determinadas rotações.
 
Com o VIS, a Toro também ganhou mais potência máxima, chegando a 135/139 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol), além do aumento de torque: 18,8/19,3 kgfm a 3.750 rpm (gasolina/etanol). Essa tecnologia aliada ao variador de fase do comando de válvulas entrega mais de 80% do torque máximo do motor logo abaixo dos 2.000 rpm, pouco acima da marcha lenta.
 
Usando o câmbio automático de 6 marchas com gerenciamento eletrônico, a versão de entrada Freedom 1.8 - 16V, a Toro recebe nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular – PBEV, do Inmetro.
 
Na versão diesel, a Toro traz motor 2.0 litros Turbodiesel - 16V. Esse é exatamente o mesmo motor que equipa o Jeep Renegade na versão diesel. Utilizando turbo com geometria variável, e injeção direta sequencial tipo Common Rail, ele tem potência máxima de 170 cv (à 3.750 RPM) e mostra o excepcional torque de 35,7 kgfm logo depois da marcha lenta, a apenas 1.750 rpm. Destaque para o baixo nível de vibração desse motor diesel.
 
Tração 4x4
 
Basicamente, o sistema da Toro utiliza a tração nas rodas dianteiras (4x2), transferindo a força para as traseiras (4x4), quando necessário. O sistema de tração da Fiat Toro é capaz de enviar até 20 kgfm de torque para as rodas traseiras (se for preciso) para otimizar a aderência. Mas existem alguns diferenciais, como a presença do sistema de reduzida.   Assim, o sistema consegue entregar performance muito parecida com os sistemas mais tradicionais de 4x4, com a vantagem de melhorar a dirigibilidade do veículo.
 
Por isso a Toro apresenta o eixo traseiro e unidade de transferência de força (PTU) totalmente desconectáveis. Isso alivia a transmissão quando a tração nas quatro rodas não é necessária e, desse modo, economiza combustível. Assim que a tração 4x4 se faz necessária, ela é acionada instantaneamente. Segundo a engenharia da Fiat, basta apenas um giro de 270 graus (3/4 de uma volta) de uma das rodas dianteiras em falso, para o sistema acoplar automaticamente o eixo traseiro. Tudo isso é apoiado pelo programa de estabilidade eletrônico, que distribui a tração entre as rodas, atuando individualmente sobre os freios do veículo, em cada uma das rodas.
 
Quando equipada com o câmbio automático de nove marchas, a Toro usa normalmente da segunda a nona marcha. A primeira marcha do câmbio só é utilizada quando se aciona o bloqueio da tração 4x4, ou então quando o veículo vai arrancar em uma ladeira com mais de 15% de inclinação.
 
Mais equipamentos e muita segurança
 
A Toro vem sempre equipada com direção dotada de assistência elétrica. Isso garante mais suavidade nas manobras em baixa velocidade, e maior precisão no uso rodoviário. Além disso a Toro traz o melhor da segurança ativa. Exemplos disso são os controles de estabilidade e de tração de série. O ESC (controle de estabilidade), está integrado ao ASR (que monitora a tração), e o TTC que gerencia a transferência de torque para as rodas.
 
Para sair em uma subida, nem é necessário manter o pé no freio, já que o Hill Holder mantém o Fiat Toro imóvel até a arrancada. E no fora de estrada existe o auxílio do HDC (Hill Descent Control), que controla eletronicamente a velocidade em descidas íngremes em terrenos acidentados.
 
Ele também chega com sistemas de segurança passiva, como as linhas de deformação pré-programadas de várias áreas da carroceria (com diferentes tipos de aço), feitas para absorver impactos, ou volante EAS (Energy Absorbing System), que também retém energia em acidentes.
 
A Fiat Toro pode contar com até sete air bags, dependendo da versão. De série, são air-bags frontais dianteiros, que podem ser complementados pelos laterais (side bags), de janelas (window bags) e também os de joelhos (knee bags). Também está presente a fixação de cadeiras de crianças, com sistema Isofix.
 
Também disponível (de acordo com a versão), a chave canivete com telecomando. Basta que ela esteja na mão ou no bolso do motorista para que a entrada e a partida do motor estejam liberadas pelo Easy Entry/Keyless Entry 'N' Go, sem a necessidade da chave. Também pode estar disponível a função Remote Start, que permite dar a partida da picape a distância, já acionando o ar-condicionado.
 
As versões da Toro
 
A Fiat Toro chega em quatro versões: a de entrada Freedom 1.8 - 16V Flex automática; uma série especial de lançamento Opening Edition como motor 1.8 - 16V Flex automática; a Freedom 2.0 - 16V Diesel (com câmbio manual de 6 marchas) nas opções 4x2 e 4x4 e a topo de linha Volcano 2.0 - 16V Diesel com 4x4 e câmbio automático de nove marchas.
 
Toro Freedom 1.8 - 16V Flex AT6: R$ 76,5 mil
 
Com tração dianteira e câmbio automático de 6 marchas, essa versão inclui de série controle de cruzeiro; computador de bordo (mostrando distância, consumo médio/instantâneo e autonomia); quadro de instrumentos personalizável de 3,5 polegadas em TFT (com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa); ESC (controle eletrônico de estabilidade); Hill Holder (auxiliar de partida em subidas); rádio Connect com comando no volante, além de regulagem de altura e profundidade. Faz parte do pacote banco do motorista com regulagem de altura; abertura elétrica do bocal de abastecimento; ar-condicionado manual; direção com assistência elétrica; fixação Isofix para cadeira infantil; vidros e travas elétricas automáticas (fecham a 20 km/h); sensor de estacionamento traseiro e revestimento de caçamba.
 
Entre os opcionais estão rodas de liga leve de 16 polegadas, side bags dianteiros, windows bags, knee bags, sensor de pressão dos pneus,  teto solar, câmera de ré e estofamento parcialmente em couro.
 
Toro Opening Edition 1.8 - 16V Flex AT6: R$ 84,4 mil
 
Essa série especial de lançamento do Fiat Toro traz mais equipamentos e um visual exclusivo. Ela conta com rodas de liga leve de 16 polegadas com parafusos anti-furto, faróis auxiliares de neblina, retrovisores elétricos rebatíveis com tilt down e luz de conforto, capota marítima na caçamba, ar-condicionado dual zone, câmera de ré, volante em couro com borboletas (paddle shifters) para troca manual das marchas e central multimídia Uconnect Touch NAV 5”. Esteticamente, também acrescenta revestimentos internos, protetor de soleira e emblemas alusivos a série especial.
 
Toro Freedom 2.0 - 16V Diesel tração 4x2: R$ 93,9 mil
 
A Freedom diesel traz todos os equipamentos da Freedom 1.8 Flex, mais alguns itens exclusivos. A versão Freedom 2.0 diesel conta com o Skid Plate integrado ao para-choque dianteiro, rodas de aço de 16 polegadas Super Spoke e protetor de cárter.
 
Toro Freedom 2.0 - 16V Diesel tração 4x4: R$ 101,9 mil
 
Essa versão acrescenta o Hill Descent Control (controle automático em descidas íngremes no fora de estrada), retrovisores externos elétricos com memória (tilt down / rebatimento / luz de conforto) brake light, alarme e iluminação de caçamba.
 
Toro Volcano 2.0 - 16V Diesel tração 4x4: R$ 116,5 mil
 
A versão topo da gama do Fiat Toro chega ainda mais sofisticada com o exclusivo câmbio automático de 9 marchas, sempre com tração nas quatro rodas. O Toro Volcano conta com todos os equipamentos das versões anteriores, e soma: ar-condicionado digital automático dual zone; rodas de liga leve de 17 polegadas; câmera de ré; central multimídia Uconnect Touch NAV de 5 polegadas; quadro de instrumentos com display em TFT de 7 polegadas colorido; faróis de neblina cornering (que ilumina em diagonal nas curvas) e faróis principais com DRL (LEDs de segurança diurnos).
 
Pós-venda inovador
 
O Fiat Toro chega com 3 anos de garantia de fábrica completa. Mas também traz um novo conceito de serviço: o cliente poderá optar pela extensão desta garantia para mais um ou dois anos, desta forma, o veículo poderá ter cobertura até o seu quinto ano de uso.
 
Outra comodidade que a marca inaugurou com o Fiat Toro é o plano de revisão sob medida, onde o cliente também poderá comprar pacotes de revisões programadas de acordo com o perfil de uso e motorização de seu Fiat Toro. São pacotes de duas a dez revisões para a versão Flex e de duas a cinco revisões para as versões Diesel.
 
Outra novidade é o Custom Shop, o Toro é o primeiro modelo da Fiat a usar esse conceito, em que a personalização do veículo é feita ainda na fábrica ? o veículo recebe os acessórios em uma linha de customização e depois retorna aos procedimentos finais de checagem e inspeção antes da entrega do veículo. Com isto, ele ainda estende a garantia de seus acessórios para 3 anos, a mesma garantia, segurança e praticidade de um produto saído direto da linha de montagem, e com a vantagem do cliente ter escolhido seu kit de acessórios no site comercial da Fiat.
 
Ficha técnica
 
Fiat Toro Freedom 1.8 flex AT6
 
Motor: 1.8 E.torQ EVO VIS FLEX AT6
Número de cilindros: 4 em linha
Diâmetro x Curso: 80,5 x 85,8 mm
Cilindrada total: 1747 cm³
Taxa de compressão: 12,5:1
Potência máxima / regime: 135 cv / 5.750 rpm (gasolina) 139 cv / 5.750 rpm (etanol)
Torque máximo / regime: 18,8 Kgfm / 3.750 rpm (gasolina) 19,3 Kgfm / 3.750 rpm (etanol)
Nº de válvulas por cilindro: Quatro no cabeçote
Eixo de comando de válvulas: Um no cabeçote
 
Câmbio: Automático de 6 marchas
 
Relações de transmissão       
1ª – 4,459
2ª - 2,508
3ª - 1,556
4ª - 1,142
5ª – 0,852
6ª – 0,672
Ré - 3,185
Relação de transmissão do diferencial           4,067
 
Diâmetro mínimo de curva: 12,2 m
 
Peso do veículo
Em ordem de marcha: 1619 Kg
Capacidade de Carga: 650 Kg
Carga máxima rebocável (sem freio): 400 Kg
 
 
Dimensões externas      
Comprimento do veículo: 4.915 mm
Largura do veículo: 1.844 mm
Altura do veículo (vazio): 1.680 mm
Distância entre-eixos: 2.990 mm
Bitola dianteira: 1.547 mm
Bitola traseira: 1.575 mm
Altura mínima do solo: 206 mm
Volume do porta-malas: 820 litros
Tanque de combustível: 60 litros
 
Desempenho
Velocidade máxima: 172 km/h (Gasolina) / 175 km/h (etanol)
0 a 100 km/h: 12s8 (gasolina) / 12s2 (etanol)
 
 
Fiat Toro Volcano 2.0 Turbodiesel
 
Motor: 2.0 Multijet Turbodiesel 16V
Número de cilindros: 4 em linha
Diâmetro x Curso: 83,0 x 90,4 mm
Cilindrada total: 1956 cm³
Taxa de compressão: 16,5:1
Potência máxima / regime: 170 cv / 3.750 rpm
Torque máximo / regime: 35,7 Kgfm / 1.750 rpm
Nº de válvulas por cilindro: Quatro no cabeçote
Eixo de comando de válvulas: Dois no cabeçote
 
Câmbio: Automático de 9 marchas
 
Relações de transmissão
1ª – 4,700
2ª - 2,840
3ª - 1,910
4ª - 1,380
5ª – 1,000
6ª – 0,810
7ª – 0,700
8ª – 0,580
9ª – 0,480
Ré - 3,805
Relação de transmissão do diferencial           4,334
 
Diâmetro mínimo de curva: 12,9 m
 
Peso do veículo
Em ordem de marcha: 1871 Kg
Capacidade de Carga: 1000 Kg
Carga máxima rebocável (sem freio): 400 Kg
 
 
Dimensões externas      
Comprimento do veículo: 4.915 mm
Largura do veículo: 1.844 mm
Altura do veículo (vazio): 1.743 mm
Distância entre-eixos: 2.990 mm
Bitola dianteira: 1.549 mm
Bitola traseira: 1.579 mm
Altura mínima do solo: 202 mm
Volume do porta-malas          : 820 litros
Tanque de combustível: 60 litros
 
Desempenho
Velocidade máxima: 188 km/h
0 a 100 km/h: 10s0
 

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!