Anuncie seu veículo já

Preço do etanol chega a variar 46% na Região Sudeste

Gasolina também apresentou diferença de 17% entre os Estados da região

O preço dos combustíveis voltou a subir nos postos da Região Sudeste. A gasolina e o etanol avançaram em média 1%, comercializados a R$ 4,584 e R$ 2,984, respectivamente. A região também lidera o ranking das maiores variações locais de preços, com uma diferença de valores entre os Estados que chega a 46% para o etanol e a 17% para a gasolina.

O estudo também revela que o Sudeste apresenta o menor valor médio para o etanol (R$ 2,984) de todo o País. Em São Paulo, está o menor preço de todo o território nacional do litro do combustível, vendido a R$ 2,584. Já na contramão, o Rio de Janeiro divide com o Acre a média mais cara para o litro da gasolina, vendido a R$ 4,888.

No recorte por Estado, o Rio de Janeiro, mesmo com a baixa, continua a concentrar as maiores médias do etanol e da gasolina, com o litro vendido a R$ 3,763 e R$ 4,886, respectivamente. Por lá, o GNV foi o mais barato, R$ 3,122, ante os R$ 3,596 dos postos de Minas Gerais. Já São Paulo lidera o ranking dos combustíveis mais baratos, com a gasolina comercializada a R$ 4,176; o etanol, a R$ 2,584; e o diesel, a R$ 3,449.

Os motoristas do Espírito Santo pagaram pelo diesel comum e diesel S-10 mais caros da região, com o preço médio de R$ 3,635 e R$ 3,755, respectivamente.

No contexto nacional, com exceção do diesel comum, foi mais um período de baixa nos postos de todo o País. Em julho, o combustível aumentou 0,5%, com o litro vendido a R$ 3,749.

A gasolina ficou 2% mais barata, com média de R$ 4,544. Já o etanol (R$ 3,535), com o recuo de 2,2%, destaca-se pela variação de preços, que chega a 24%, quando se compara a média da Região Sudeste (R$ 2,984) com a da Região Norte (R$ 3,927). O GNV recuou 0,14%, comercializado a R$ 3,336, ante os R$ 3,341 do mês anterior.