Anuncie seu veículo já

Renault anuncia investimento de R$ 1,1 bilhão no Brasil

Plano prevê cinco novidades até o primeiro semestre de 2022, incluindo a renovação de veículos da gama atual e um motor turbo. Também serão lançados dois veículos elétricos no mesmo período.

A Renault do Brasil acaba de anunciar investimentos de R$ 1,1 bilhão no Complexo Ayrton Senna, situado em São José dos Pinhais no Paraná, voltados para a renovação de veículos da gama atual e um motor turbo. Serão cinco novidades até a metade de 2022.

Para a Renault o ano de 2020 foi marcado pelos impactos da pandemia, mas trouxe também algumas boas notícias. Em março, o Duster foi completamente renovado, com importantes evoluções no interior e exterior do veículo. A Renault conquistou 19 reconhecimentos por parte do mercado, como por exemplo, o Fórum Econômico Mundial reconheceu o Complexo Ayrton Senna (CAS) pelas inovações relativas à indústria 4.0. O CAS é a primeira planta industrial da América Latina a receber este reconhecimento. Além disso, a montadora também recebeu diversos prêmios de produto e pós-venda.

Outro importante acontecimento foi a aprovação do acordo coletivo com o Sindicato dos Metalúrgicos da grande Curitiba (SMC) e os colaboradores, o que trouxe previsibilidade e flexibilidade, fundamentais para a aprovação deste ciclo de investimentos. O acordo tem duração de quatro anos (2020-2024).

A Renault do Brasil tem uma gama ampla. Mantiveram sua liderança nos respectivos segmentos: Kwid, há três anos consecutivos, e Master há sete anos consecutivos. Complementam essa gama Sandero, Logan, Stepway (renovados em 2019), e o Duster renovado em 2020, além do Captur e da Oroch.

A montadora também mantém presença expressiva na estratégia de veículos 100% elétricos no Brasil. Desde 2013 a Renault comercializa veículos elétricos para empresas e projetos de mobilidade com os modelos: Zoe, Twizy e Kangoo Z.E. São cerca de 20 clientes e parceiros nesses projetos, como Beep Beep, administração da ilha de Fernando de Noronha, Porto Seguro, CPFL e Itaipu, entre outros. Além disso, o Zoe é comercializado ao cliente final desde 2018. Ao todo já são mais de 300 veículos elétricos Renault em circulação no país. A marca segue com a aplicação do plano estratégico mundial Renaulution, que prevê a mudança da estratégia do Grupo Renault de volumes para valor.

Possibilidades

Neste investimento, a Renault aplicará uma parte na produção do propulsor H5Ht, que também é conhecido como M282 na Mercedes-Benz, já visto no Classe A sedan aqui no mercado brasileiro. Esse motor deve alcançar 170 cavalos no etanol e pouco mais de 160 cavalos na gasolina, tendo um torque entre 25,5 kgfm e 26,5 kgfm. O primeiro produto a receber esse motor, deverá ser o Renault Captur.

Existem ainda outras possibilidades como os outros dois modelos elétricos. Um deles poderá ser a nova geração do Zoe. Quanto ao outro, poderia ser o próximo crossover elétrico da Renault ou, numa atitude mais ousada, eletrificar o próprio Kwid com o K-ZE, o que faria ser 0 elétrico mais barato do mercado.

Renault Andreta

O grupo Andreta (andretarenault.com.br), um dos maiores grupos concessionários do interior do estado de São Paulo, representa a marca Renault nas seguintes cidades: Piracicaba, Americana, Limeira, Mogi Mirim e mais recentemente iniciou as operações também na cidade de Campinas. Com isso, a marca conta ainda com grande capilaridade e suporte para suas operações, assegurando sustentabilidade para a chega das novos produtos, nos próximos anos.