Revista Comprecar
Renault Duster 1.6 é o SUV mais barato do mercado
Modelo se destaca pelo amplo espaço interno, robustez e custo-benefício
Renault Duster 1.6 é o SUV mais barato do mercado
27 de Julho de 2016

Atualmente, o mercado brasileiro vive uma enxurrada de crossovers (carros que o mercado generaliza chamando de SUV), tanto que é o segmento que mais cresce no Brasil. Quase todas as marcas tem um modelo nessa categoria, e opções não faltam ao cliente, porém, o preço é quase sempre elevado, principalmente das novidades mais recentes.
 
Crossovers são carros que buscam ter a dirigibilidade de modelos hatch, conforto de sedan e a aparência de SUV.  Entretanto dentre as opções que existem no Brasil, é o Renault Duster que se mostra o mais SUV entre os crossovers. Além de ter grande resistência e robustez, é o modelo que tem o maior espaço interno e também é o mais acessível entre os concorrentes. Tanto que o Duster tem preço a partir de R$ 61.990.
 
Espaço interno
 
O Duster é o crossover mais espaçoso da sua categoria, mesmo considerando os novos competidores recém chegados. Pra começar, o entre eixos do Duster é o mais longo na categoria com exatos 2,67m. O mais próximo é o Honda HR-V com 2,61m. E todos os outros são ainda menores. O resultado disso é o mais espaçoso banco traseiro da categoria.
 
O amplo porta-malas de 475 litros é o maior entre os principais concorrentes. O concorrente mais próximo, Honda HR-V tem apenas 437 litros. E todos os outros, são ainda menores!
 
Mobilidade elevada
 
E quando o assunto é mobilidade, o Duster também tem os melhores números para uso no fora de estrada. Ele tem um elevado ângulo de entrada 30 gruas, ângulo de saída ainda maior com 34,5 graus e ótima altura em relação ao solo de 21 cm. Quando comparado aos concorrentes diretos Ford EcoSport, Honda HR-V, Jeep Renegade e Chevrolet Tracker, o Duster é de longe o veículo mais resistente. O detalhe interessante é que seja a versão básica ou topo de linha, os números de espaço e mobilidade são os mesmos no Duster.
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Essa é a maior surpresa do Duster. Muitos podem achar que um moto r 1,6 litro pode não dar conta de um carro tão grande. Mas no Duster, a Renault se esforçou para mudar essa impressão. Para isso, fez melhorias no moto r.
 
No atual moto r 1,6 litro - 16V houve ganho de 1,0 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,6 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol, e ganho de 0,6 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,1 kgfm a 2.500 rpm quando abastecido com gasolina. Vale obervar que boa parte do torque máximo já é alcançado numa faixa de rotação bem baixa. Isso deixa o Duster muito bem disposto no transito urbano, com arrancadas rápidas. Aliás, dentro da cidade, o cliente nem vai notar que o moto r é 1,6 litro. Já na estrada, o moto r é suficiente para um uso normal. Não dá para esperar retomadas impressionantes. Mas é fato que o Duster 1.6 é muito melhor que seu concorrente direto Ford EcoSport 1.6.
 
Tirando o Duster equipado com câmbio automático de quatro marchas e moto r 2,0 litros, todas as outras versões com câmbio manual, recebem nota “A” em consumo, no programa de etiquetagem brasileiro.
 
Outra melhoria para quem gosta de dirigir é a evolução da qualidade dos engates do câmbio no Duster. O acionamento da alavanca está mais preciso, sem deixar a alavanca balançando, ou gerando dúvida em qual marcha esta engatada.
 
Mercado
 
A Renault Valec (o maior grupo Renault do interior do estado de São Paulo) tem o Duster a pronta entrega e disponível para test-drive. Assim o cliente interessado pode encontrar o Duster nas lojas da Valec em Sorocaba, Jundiaí e Campinas (essa última em dois endereços).
 
Para mais informações e agendar um test-drive acesse: www.valecrenault.com.br

Notícias < Voltar
Renault Duster 1.6 é o SUV mais barato do mercado
 

Renault Duster 1.6 é o SUV mais barato do mercado

Publicado por Redação Comprecar – Especialista em carros usados e motos usadas

Modelo se destaca pelo amplo espaço interno, robustez e custo-benefício

27 de Julho de 2016

Atualmente, o mercado brasileiro vive uma enxurrada de crossovers (carros que o mercado generaliza chamando de SUV), tanto que é o segmento que mais cresce no Brasil. Quase todas as marcas tem um modelo nessa categoria, e opções não faltam ao cliente, porém, o preço é quase sempre elevado, principalmente das novidades mais recentes.
 
Crossovers são carros que buscam ter a dirigibilidade de modelos hatch, conforto de sedan e a aparência de SUV.  Entretanto dentre as opções que existem no Brasil, é o Renault Duster que se mostra o mais SUV entre os crossovers. Além de ter grande resistência e robustez, é o modelo que tem o maior espaço interno e também é o mais acessível entre os concorrentes. Tanto que o Duster tem preço a partir de R$ 61.990.
 
Espaço interno
 
O Duster é o crossover mais espaçoso da sua categoria, mesmo considerando os novos competidores recém chegados. Pra começar, o entre eixos do Duster é o mais longo na categoria com exatos 2,67m. O mais próximo é o Honda HR-V com 2,61m. E todos os outros são ainda menores. O resultado disso é o mais espaçoso banco traseiro da categoria.
 
O amplo porta-malas de 475 litros é o maior entre os principais concorrentes. O concorrente mais próximo, Honda HR-V tem apenas 437 litros. E todos os outros, são ainda menores!
 
Mobilidade elevada
 
E quando o assunto é mobilidade, o Duster também tem os melhores números para uso no fora de estrada. Ele tem um elevado ângulo de entrada 30 gruas, ângulo de saída ainda maior com 34,5 graus e ótima altura em relação ao solo de 21 cm. Quando comparado aos concorrentes diretos Ford EcoSport, Honda HR-V, Jeep Renegade e Chevrolet Tracker, o Duster é de longe o veículo mais resistente. O detalhe interessante é que seja a versão básica ou topo de linha, os números de espaço e mobilidade são os mesmos no Duster.
 
Motor 1,6 litro – 16 válvulas
 
Essa é a maior surpresa do Duster. Muitos podem achar que um moto r 1,6 litro pode não dar conta de um carro tão grande. Mas no Duster, a Renault se esforçou para mudar essa impressão. Para isso, fez melhorias no moto r.
 
No atual moto r 1,6 litro - 16V houve ganho de 1,0 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,6 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol, e ganho de 0,6 kgfm de torque em baixa rotação, passando para 14,1 kgfm a 2.500 rpm quando abastecido com gasolina. Vale obervar que boa parte do torque máximo já é alcançado numa faixa de rotação bem baixa. Isso deixa o Duster muito bem disposto no transito urbano, com arrancadas rápidas. Aliás, dentro da cidade, o cliente nem vai notar que o moto r é 1,6 litro. Já na estrada, o moto r é suficiente para um uso normal. Não dá para esperar retomadas impressionantes. Mas é fato que o Duster 1.6 é muito melhor que seu concorrente direto Ford EcoSport 1.6.
 
Tirando o Duster equipado com câmbio automático de quatro marchas e moto r 2,0 litros, todas as outras versões com câmbio manual, recebem nota “A” em consumo, no programa de etiquetagem brasileiro.
 
Outra melhoria para quem gosta de dirigir é a evolução da qualidade dos engates do câmbio no Duster. O acionamento da alavanca está mais preciso, sem deixar a alavanca balançando, ou gerando dúvida em qual marcha esta engatada.
 
Mercado
 
A Renault Valec (o maior grupo Renault do interior do estado de São Paulo) tem o Duster a pronta entrega e disponível para test-drive. Assim o cliente interessado pode encontrar o Duster nas lojas da Valec em Sorocaba, Jundiaí e Campinas (essa última em dois endereços).
 
Para mais informações e agendar um test-drive acesse: www.valecrenault.com.br

O veículo que você procura está aqui na Comprecar!